Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Hora da verdade

29 de outubro de 2010 2

Não temos outra opção. Que me desculpe o Guarani, mas ele terá de ser a bola da vez. Uma vitória deixará uma diferença mínima entre a zona da degola e do alívio, recuperando a confiança e a esperança na equipe, que, certamente, estará amparada pela sua imensa torcida. Amanhã, tudo será permitido, para o Avaí mostrar que ainda tem café no bule. Até mesmo mudar chavões, pois é a hora de o Leão beber água, exceto sair da Ressacada sem os três pontos. Reage, Leão!

Problemas no Bugre

O goleiro Douglas, do Guarani, que já passou por aqui, admitiu que a equipe está jogando pressionada pela proximidade com a zona do rebaixamento. Sem Fabão, Preto, Baiano e, talvez, sem Mazola e Paulo Roberto, as dificuldades aumentem. O Leão não pode desperdiçar a oportunidade de tirar proveito da situação.

Uniformidade

Imagino como deve ser difícil, para quem acompanha o futebol pela América, entender como uma equipe que está a um passo de ficar entre os quatro melhores do continente, no segundo semestre, pode estar numa situação delicada no seu campeonato nacional. Com vitórias, principalmente, em casa, o Avaí pode permanecer na Série A e fazer história na Sul-Americana. É isso que não sai da cabeça da nossa torcida neste momento.

Comentários (2)

  • Alex diz: 29 de outubro de 2010

    ” Imagino como deve ser difícil, para quem acompanha o futebol pela América, entender como uma equipe que está a um passo de ficar entre os quatro melhores do continente, no segundo semestre… ”

    Deves estar usando algum alucinógeno, só pode !

    Pq dizer que está a um passo de ficar entre os quatro melhores do continente me passa isso,de loucura, de delírio, haja

    vista; os melhores de seus respectivos países jogam a Copa Libertadores que aí sim apontam os melhores do

    Continente, e segundo o comentarista André Lofredo do SPORTV a Sul Americana é composta por times que fizeram

    campanhas patéticas no ano anterior, haja vista; até o 14° do campeonato brasileiro participam, imagina nos outros

    países, imagina o nível. Não à toa até pouco tínhamos entre os 4 brasileiros 3 que estavam na ZONA. E digo mais,

    não ganhando do Bugre com parece 8 desfalques, pode enterrar o defunto !

  • fabio machado diz: 29 de outubro de 2010

    O único país que impede que os seus representantes possam ser os mesmos da Libertadores é o Brasil. O campeão Argentino Banfield, o Paraguaio Cerro, o lider do Uruguaio Penarol e o já finalista Emelec do Equador são os exemplos da importância do campeonato. Na país vizinho, Argentina a disputa foi acirrada pela vaga , inclusive onde Boca e River não classificaram , mais os gigantes Velez e Estudiantes representaram os hermanos, porém já foram eliminados antes das quartas de final. E para o bom e atento leitor, está claro que são os quatros melhores do continente no segundo semestre. Até porque a competição dá ao campeão o direito de jogar a própria Sul-Americana de 2011 já nas oitavas de final , a Libertadores(que leva ao Mundial da FIFA) a Recopa Sul-Americana e a Copa Suruga Bank no Japão. Acha pouco ?

Envie seu Comentário