Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mistura de sentimentos

30 de outubro de 2014 1

leão
Depois de mais uma derrota inesperada, como foi a do Luverdense, voltamos nossa atenção para a tabela de classificação, e fica a seguinte sensação: a chance de sair do G-4 ao fim da rodada é grande, e da mesma forma é boa a possibilidade de retornar ao grupo de acesso na próxima. O problema do Avaí não está na matemática, o números continuam favoráveis, o dilema é o futebol assustador que temos apresentado. Outra vez o torcedor azurra viverá um conflito de expectativas sobre a sua volta à elite, que provavelmente será respondido somente na última rodada.

Carne de pescoço

Oeste e Lusa, ainda que mereçam o respeito, terão que ser derrotados pelo Avaí em qualquer projeção que se faça. Faltarão ainda América-MG e Santa, numa verdadeira final de campeonato fora de casa, e pelo duelo com o Vasco na Ressacada. Só mesmo numa reedição das atuações da época dos “12 jogos invictos” para que se possa apostar nossas fichas num final perfeito.

Futuro do ciclo

Além de tudo que está em jogo, penso que grande parte desse grupo que hoje defende o Avaí dependerá do resultado final para não findar seu ciclo na Ressacada. Acredito que será complicado manter uma base para ano que vem, caso o objetivo final não seja alcançado. Se existe hora certa para mostrar força e competência é justamente agora.

Comentários (1)

  • Clóvis R. Avilan diz: 30 de outubro de 2014

    Fábio,
    O Avai está chegando ao fim de um ciclo – más contratações, influência de jogadores veteranos maior que a direção executiva e técnica, time sem padrão tático a muitos anos e falta de disciplina como grupo. A permanência na serie B é o mais provável e benéfico para que o Avai deixe de ser o time que “faz coisa” para ser um time previsível, com planejamento e disciplina. Começar de novo !! Do atual elenco pouca coisa sobra – não mais de quatro jogadores, é hora de recomeçar com investindo em um projeto que dê credibilidade – jogadores jovens e com vontade de vencer, raça Azurra e comprometimento dentro e FORA do campo, enfim PROFISSIONALISMO !
    Sonho ? É verdade, estamos muito distantes disto…lamentavelmente.

Envie seu Comentário