Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vitória e 88,88% de aproveitamento

24 de setembro de 2016 1

Com esse aproveitamento, Claudinei Oliveira vai escrevendo seu nome no Avaí. São cinco vitórias, sendo duas delas fora de casa, algo inimaginável na era Silas. Tudo isso com praticamente o mesmo elenco. Deixaram o Avaí chegar e estamos na briga. Secar o Brasil de Pelotas e terminaremos a rodada no G-4. Faltam 11 jogos!

Em jogo marcado por confusão no fim, Avaí vence o JEC na Arena

42 pontos

Chegamos a esse número, algo já bem próximo do que precisávamos para não cair. Depois do jogo contra o Bahia era improvável que essa não fosse nossa briga. Não sei se foi confiança, tática, financeiro ou Marquinhos, mas o time mudou.
Lá na Arena não tivemos dois acréscimos de Claudinei – Betão e João Filipe –, e mesmo assim a vitória veio. E veio com falha do goleiro adversário, mas Romulo mais uma vez estava no lugar certo na hora certa. Renan foi pouco exigido, mas fez uma bela defesa. Mais uma vez o futebol não foi espetacular, mas os três pontos vieram e estamos aí pra somar.

Vergonha

Vergonhosa a atitude da torcida do Joinville. Desrespeito total com a partida. Por pior que esteja a situação, marginais se travestem de torcedor e acabam com o espetáculo maior. Aqueles torcedores merecem o que o JEC está passando. Que sirva de exemplo do que não se fazer para a nossa torcida.

Comentários (1)

  • Sérgio Luiz Cardoso diz: 24 de setembro de 2016

    Sempre falei aqui que Sílas estava inventando e que era ruim de estratégia fora de casa. Se confirmou. Mas isto foi num passado próximo e horroroso. Nós sabíamos que o AVAÍ ,para ter um encaixe legal,faltava umas duas posições e tínhamos jogadores no elenco pra isso. O resultado está aí,Claudinei chegou ouviu,treinou,mudou onde tinha que mudar e o resultado está aí. Agora,uma coisa tem que ser dita. Chegou a nossa hora,digo,a hora da torcida. Se nós abraçarmos o time como em outras jornadas,e acraditarmos,no final do campeonato,ficaremos todos felizes e na Série A. Abraço

Envie seu Comentário