Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2017

Quanto riso, ó, quanta alegria

28 de fevereiro de 2017 3

O Carnaval pelos lados da Ressacada tem sido uma folia sem fim. No sábado conquistamos o título do turno e a vaga na final com uma rodada de antecedência. E continuar festejando no returno é o que a gente mais quer.
Ô, abre alas, que o Leão quer passar.

Foliões

O nosso bloco vai passar com Kozlinski no abre alas, o capitão M10 de mestre-sala e o mestre Claudinei puxando a bateria. No quesito defesa, nota 10. No quesito ataque, nota 10. Quesito invencibilidade, nota 10. Harmonia, nota 10.

Se você pensa que o Denilson é fraco…

…Denilson não é fraco, não. Denilson faz gol todo jogo, quando não faz tem o Alemão.

Ó vizinho, por que estás tão triste?

Mas o que foi que te aconteceu? Foi o Figueira que caiu no Acre, deu dois suspiros e depois morreu.

Na Copa do Brasil

Vai, com jeito vai. Enfrentaremos na Quarta-feira de Cinzas o Luverdense. Empate e teremos pênaltis. Vale lembrar que pelo regulamento novo a disputa é apenas em uma partida, então temos que estar ligados pra quarta ser mais colorida.
O torcedor avaiano vai estar na Ressacada, ainda vale se associar ao clube, e quem não vai ficará ligadinho no controle remoto.

Tu já nasceste campeão

27 de fevereiro de 2017 1

Não teve essa de deixar para a última rodada ou ter que secar algum adversário na disputa pelo título. O Avaí foi lá e venceu a grama sintética e o Barroso. Alemão, com dois gols, e Romulo, com comemoração a lá William, nos trouxeram a vitória e a tranquilidade para a última rodada, contra o Inter de Lages, em casa.

Avaliações

Kozlinski falhou logo no primeiro minuto e quase nos botou atrás do placar. Alemão, se defensivamente deu algumas falhadas no clássico, desta vez foi especial ofensivamente. Romulo aproveitou a chance que teve.

Camilo Mussi

Muitos devem estar achando, pela situação do Barroso, que é fácil ganhar lá. Pelo contrário. Nas outras 13 partidas que tinha tido no estádio desde que voltou ao futebol profissional, nenhuma derrota. Isso sem contar que teve gente aí que tomou quatro lá. Isso só engrandece esse meu, esse nosso Avaí.

Primeiro turno

A campanha do primeiro turno é espetacular. Em oito jogos, 13 gols marcados e apenas dois sofridos, ambos em casa e contra Metropolitano e Brusque, jogos que vencemos. Contra o Inter é provável que jogadores sejam poupados, mas no returno a meta é puxar a final pra casa. Antes disso teremos Copa do Brasil, quarta, contra o Luverdense, em casa.

Tu já nasceste campeão

26 de fevereiro de 2017 4

Não teve essa de deixar para a última rodada a definição ou ter que secar algum adversário na disputa pelo título. O Avaí foi lá e venceu a grama sintética e o Barroso. Alemão, com dois gols, e Rômulo, com comemoração a lá William, nos trouxeram a vitória e a tranquilidade para a última rodada, contra o Inter de Lages, em casa.

Avaliações

Kozlinski falhou logo no primeiro minuto e quase nos botou atrás do placar. Alemão, se defensivamente deu algumas falhadas no clássico, nessa vez ofensivamente foi especial. Rômulo aproveitou a chance que teve.

Camilo Mussi

Muitos devem tá achando, pela situação do Barroso, que é fácil ganhar lá. Pelo contrário. Nas outras 13 partidas que tinha tido no estádio desde que voltou ao futebol profissional, nenhuma derrota. Isso sem contar que teve gente aí que tomou 4 lá. Isso só engrandece esse Avaí.

Primeiro turno

A campanha do primeiro turno é espetacular. Em oito jogos, treze gols marcados e apenas dois sofridos, ambos em casa e contra Metropolitano e Brusque, jogos que vencemos. Contra o Inter, é provável que jogadores sejam poupados, mas no returno a nossa primeira meta é puxar a primeira final pra casa. Mas antes disso teremos Copa do Brasil, quarta, contra a Luverdense, em casa.

Pela vaga na final

24 de fevereiro de 2017 5

Sábado é dia de pedir licença para os mensalistas e usar o glorioso estádio Camilo Mussi. A vitória nos dará o título do turno e a vaga na final antecipadamente. Marquinhos não joga e Diego Jardel deve herdar a 10, com Júnior Dutra no ataque. Ferdinando deve dar lugar a Caio César, já que Judson fica três semanas fora. Leandro Silva pode ser poupado, mas acho que não vale a pena. Além do Avaí ainda não ter conquistado nada, não podemos esquecer que a melhor campanha vale a final em casa. E,
na Ressacada, só um time dá volta Olímpica.

A rodada

A vitória nos basta, ok. Mas como futebol é dentro de campo, apesar da fraca campanha com apenas uma vitória (sobre o rival, inclusive), o Barroso pode nos incomodar. Caso empate, chegaremos a 18 pontos, onde apenas Criciúma e Brusque podem chegar. Aí é torcer para Tigre e Bruscão não ganharem de Metrô e Inter.

O adversário

O zagueiro Roberval e o meia Safira são os artilheiros da equipe de Itajaí. Porém, tem um atacante que gosta de nos incomodar e que desencantou na última partida, contra o Brusque: Schwenck. Olho nele!

Endoidou

O vizinho tá comemorando 0 a 0 como se fosse goleada agora. Sim, somos um time de Série A. E vocês de Série B. E o Rio Branco?

Que venha o Barroso!

24 de fevereiro de 2017 4
Foto: Charles Guerra/Ag.RBS

Foto: Charles Guerra/Ag.RBS

O empate deixou um gosto amargo no torcedor azurra. Afinal, estávamos em casa e empatamos com o sexto colocado do Catarinense que está na Série B (com um time de Série C, dito pelos próprios torcedores). Porém, nos mantemos com o melhor ataque, melhor defesa, líderes e com o artilheiro. É vencer o Barroso amanhã e garantir a vaga na final.

Tá faltando

A carência de reservas para a “volância” ficou a quinta-feira inteira gritando nos ouvidos do torcedor. Se temos 11 titulares que estão dando conta, em algumas posições precisamos de bons reservas. Ferdinando, Caio César e até Renato Júnior tiveram essa chance e nada. É hora de pelo menos olhar para os novos garotos que acabaram de subir da base.

O velho discurso

Eu não me canso de criticar o discurso de “um time para o Catarinense e outro para a Série A”. Uma derrota no clássico por falta de elenco nos tiraria boa parte da tranquilidade que reina. E vamos concordar que a tranquilidade é fundamental para esse elenco. Afinal, para enfrentar uma Série A sem desespero precisamos de reforços. Nosso banco é muito limitado.

Briga

Lá embaixo a briga tá boa. O Joinville, que dois anos atrás navegava por águas tranquilas, segue a ressaca que o leva de volta a ficar sem divisão. Barroso, Tubarão e Metropolitano também estão na briga pra não cair. Bom saber que esse ano não vamos passar os sustos que passamos nos últimos. Eles que se virem.

Um superclássico mais ou menos

23 de fevereiro de 2017 12
Foto: Leo Munhoz/Ag.RBS

Foto: Leo Munhoz/Ag.RBS

Se por um lado perdemos a chance de vencer em casa um rival enfraquecido e desestabilizado, por outro continuamos invictos. Se por um lado não fizemos um bom jogo ofensivo, defensivamente nos destacamos.
O Avaí e o time do vizinho não quiseram muito jogar e, sinceramente, eles tiveram mais chances do que a gente. O Kozlinski foi o jogador mais importante da partida com duas boas defesas. Agora apenas uma vitória contra Barroso, ou Inter, e estamos garantidos na final.

Judson

De última hora nosso volante ficou de fora. E se o Renato Júnior, seu substituto, não comprometeu, por outro lado o motorzinho que enverga a 8 fez falta. Tivemos poucos contra-ataques e pouca vontade, e muito disso se deve a essa ausência.

Positivo

Gostei do Kozlinski. O goleiro, quando foi exigido, fez boas defesas. Nossos laterais também fizeram boa partida. A zaga cumpriu bem o que promete. Ou seja, um jogo normal. A torcida também foi bem, mais de 11 mil torcedores. A raça azul dá um banho na geladeira!

Negativo

Marquinhos desperdiçou cobranças de escanteio tentando ir direto pro gol. Diego Jardel errou tudo e foi substituído. Júnior Dutra é titular frouxo nesse ataque com a 9.

Clássico: os dois mais importantes do ano

22 de fevereiro de 2017 6

32297416310_a8af6e28f5_o
Mesmo jogando Série A, B ou C, contra Flamengo, Corinthians, Emelec ou Real Madrid, clássico é clássico e isso precisa ser sempre lembrado. O futebol faz parte das nossas vidas (pelo menos da minha) desde criança e Avaí contra o time do vizinho sempre tem um clima diferente. Sabemos de cor quem fez gol, como foi e quem deu aquela bobeada. Todos ficam marcados na história do único clássico de SC! E hoje é mais um desses dias especiais, o meu primeiro aqui na coluna.

O primeiro

Primeiro clássico do Claudinei. Também do Betão, do Capa, do Denilshow e do Leandro Silva do lado de cá.
Que seja vitorioso e o primeiro de muitos.

Atenção

Vá cedo, evite filas. Se beber, não dirija. Dê carona para o amigo que mora perto. Cante. Grite. Apoie. Associe-se. Não brigue. Lembre-se daquele seu amigo que torce para o rival e que você não gostaria de ver sendo agredido (verbal ou fisicamente) pela sua torcida. Leve aquela camisa do Leão que
dá sorte, superstição nunca é demais.

Kozlinski

Nosso goleiro sentiu no treino e virou dúvida, mas deve jogar. Melhor goleiro do Catarinense até aqui, vem nos surpreendendo e esperamos que faça um clássico sem erros, sem sentir o peso. Que seja personagem com grandes defesas, ou que nem apareça nem leve gol.

Lembranças

Lembrar de heróis recentes em clássicos é lembrar do Cléber Santana. Como esquecer aquela atuação de gala na final de 2012? Junto com Marquinhos e Eduardo Costa, se tornou figura inesquecível na história recente dos clássicos, seja em lances polêmicos ou atuações espetaculares. Será sempre lembrado.

E o pensamento lá em você (clássico)

21 de fevereiro de 2017 5

O volante Djavan não veio, mas o xará dele, em uma de suas músicas, fala sobre “o pensamento lá em você”. Assim estamos. O clássico é um dos momentos onde mais explode nossa avaianidade, e estávamos morrendo de saudades. Ano passado vitória por 1 a 0 em casa, com gol do William, e derrota pelo mesmo placar fora. Se for pensar não só no clássico, uma vitória nos deixa a um empate da vaga na final. Mas mesmo que nada disso existisse, clássico é clássico e ele sempre vale alguma coisa. Amanhã teremos mais um capítulo.

Volta

Capa volta para a lateral. Leandro Silva também deve retornar, assim como Diego Jardel. Não creio na volta do Luan, e talvez a gente vá de Ferdinando mesmo. O rival vai estrear o técnico Márcio Goiano e isso dá um certo fôlego para eles. É preciso ficar ligado, não cair em provocação e fazer o nosso futebol. Somos no momento bem mais time do que eles.

Série A

Saiu a tabela da Série A. Estrearemos em casa contra o Vitória, depois fora contra São Paulo e Chape em casa. Muita água vai rolar, mas a estreia em casa é sempre uma vantagem. Largar bem é fundamental pra já começar longe do Z-4.

No caminho

O Avaí precisa de 4 pontos em 3 jogos para ganhar o turno. Ou seja, bastam 44,4% de aproveitamento, metade do que tem hoje (88,8%). O levantamento é do blog Avaí em Números, que sempre traz boas estatísticas. Estamos no caminho, mas não há nada ganho.

Três pontos pra conta do Avaí

20 de fevereiro de 2017 5
Foto: Charles Guerra/Ag.RBS

Foto: Charles Guerra/Ag.RBS

O horário era alternativo. E o Avaí defendia uma invencibilidade nesses jogos da manhã. E manteve. Uma vitória com gols de atacantes, bolas na trave, dancinha e disparando na tabela. Denilshow e Júnior Dutra deram mais três pontos e agora que venha o clássico na quarta-feira.

Positivo

Gostei do trio de ataque. Romulo já fez jogos melhores, é verdade, mas Júnior Dutra e Denílson estavam à vontade no ataque. Pra mim, esse trio é o titular. Marquinhos fez sua melhor partida em 2017. Meteu bola na trave em falta, bola na trave em linda jogada de ataque e deu bons lançamentos. Judson foi espetacular no que se propõe. Gustavo e João Paulo não atrapalharam e foram além da expectativa.

Negativo

O gol do Brusque foi em um erro coletivo do Avaí. Começou lá no ataque com Júnior Dutra, passou por Judson não voltando para marcar e terminou com o Alemão perdendo na corrida. É algo a se consertar.

Avaí x Brusque: horário alternativo pra aumentar a distância do vice

18 de fevereiro de 2017 0
Domingo às 10h teremos Avaí x Brusque. Horário bem alternativo ao que estamos acostumados. Em 2015 fizemos 3 jogos domingo de manhã com dois empates, contra Vasco e Sport, e uma vitória por 3 a 0 contra o Internacional. Uma vitória e colocaremos um pé na final. Mas o adversário é encardido. Só perdeu duas partidas, que culminaram na demissão do Ovelha. Depois disso, tem duas vitórias seguidas. Olho no Assis, que já passou por aqui e sempre gosta de incomodar.
Horário e a fila
Risco de bastante fila na ida para a Ressacada, já que a tendência é o pessoal sair mais tarde de casa. Além disso, o torcedor não pode esquecer que na madrugada de sábado para domingo termina o horário de verão. Adiante seus relógios e se aligere pra Ressacada.
Desfalques
Com Capa está suspenso, Luan e Leandro Silva machucados (e Jardel sendo dúvida), devem jogar João Paulo, Ferdinando e Gustavo Santos — e o Caio Cesar se o Jardel não jogar, o que representa grande perda técnica, especialmente nas laterais. O Pingo vai tentar jogar por ali e é aí que o Claudinei vai ter que estar ligado.
Lucas de Sá 
Ele não é titular, mas poderia ser. É mais uma vez teve problema no joelho e saiu do treino chorando. Vamos torcer para não ser nada grave.