Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Esperando pelas decisões

18 de outubro de 2014 0

Fim de semana sem entrar em campo, de olho nos adversários e com os preparativos a toda na Ressacada. Nesta hora a psicologia ganha destaque e o lado emocional está sendo devidamente tratado, assim como a readequação de treinos com descanso para alguns, além da recuperação de outros. Confrontos diretos contra a forte Ponte Preta, em Campinas, e o clássico contra o JEC nos aguardam e o aumento substancial das chances do acesso passam por uma semana de bons resultados.

Comer pelas beiradas

Qual será a estratégia que Geninho vai usar no Majestoso? Existem jogadores que fazem a diferença no elenco da Macaca. Alexandro, Cafú, Caja e Adrianinho servem de exemplo. Marcação cerrada e congestionar o meio é a minha dica, contando que
os últimos empates dentro de casa podem pressionar o time, abrindo espaço para o Leão.

Cabeça a prêmio

O time do vizinho, em queda livre, pega o desesperado Coxa. Quem será o menos pior? O perdedor dificilmente foge da degola. Robinho neles!

Conversa afiada no Avaí

17 de outubro de 2014 1

Ontem foi dia de colocar o papo em dia na Ressacada. Chico Lins tomou frente com o objetivo de fixar na mente dos atletas o quanto valioso serão esses próximos oito jogos, pois determinarão o alcance ou não do objetivo final. Todos os ingredientes de sorte, raça, amor à camisa, companheirismo, superação, foco e muita dedicação e responsabilidade serão decisivos. É chance de escrever seus nomes na história do clube.

Experiência na hora decisiva

Roberto foi vetado, porém os experientes M10 e EC5 voltam contra a Ponte, num jogo onde é importante ter jogadores acostumados a pressão que uma partida como a de terça-feira em Campinas exige. Hoje vamos dar uma olhada na Macaca para estudar o rival e secar, na esperança que caiam na
dança do vira na Lusa, no Canindé.

Aposto nele

Geninho sacramentou depois da vitória contra o Icasa: quem apostar contra o Leão vai perder. Fecho com ele. Vamos subir, pode ser sofrido, mas vamos subir.

Refazendo as contas do acesso

16 de outubro de 2014 0

O Avaí viajava rumo à Série A em Céu de brigadeiro. Turbulências apareceram e refizeram o cálculo para chegar na rota desejada. Serão oito jogos decisivos, onde a projeção me indica: com mais 12 pontos teremos que secar muito. Com 13 alguns tropeços podem ser suficientes. Com 14 pode deixar preparado o carro de bombeiro. E com mais 15? Beira-Mar Norte bombando, partiu elite!

 Na nossa mira

O planejamento para chegar lá deve mais ou menos ser esse: dos 12 pontos em casa, temos que matar pelo menos 10, sendo obrigação bater Oeste, Lusa e JEC, e considerando um empate com o Vasco. Sobram mais cinco pontos para fazer fora. O Luverdense é alvo certo e a Ponte o mais difícil.

Passando a Ponte

Como o Atlético-GO ficou entalado ao se atravessar de novo no caminho do Leão. A Ponte foi uma vitória emblemática em 2009. Então, fica a dica e que a história se repita.

Avaí sofre com a maldição do Dragão

15 de outubro de 2014 12

O Inacreditável FC entrou em campo no fim do jogo no Serra Dourada e a maldição do Dragão de novo vitimou o Avaí em um momento importante da disputa. Num primeiro tempo aberto com bolas na trave e chance de todos os lados, o Atlético foi um pouco melhor. Na etapa final, o Avaí dava impressão que venceria o jogo, por conta das estocadas perigosas que acabavam desperdiçadas em bolas na trave, gols perdidos e defesas do goleiro Márcio.

Quando tudo caminhava para um ponto que já seria de lamentar, veio o inesperado. Falha na bola aérea e lambança de Vágner pra a assombrar o nosso acesso.

Duelo crucial

A partida contra a Ponte já havia recebido conotação de decisivo, mas imaginem agora a pressão que chega o Leão, ainda que no G-4, em Campinas?
Precisamos melhorar e muito, tanto na conclusão das jogadas como nas deficiências insuportáveis como a ala direita de Bocão, só para citar alguns exemplos que não dá pra aguentar. A volta de M10 e EC5 pode ser fundamental.

Ligar o secador

Resta agora secar os adversários, Ponte, Vasco e torcer por um melhor resultado entre Jec e Ceará. Sem esquecer que tem o Coxa no Scarpelli que vai no embalo

Mudanças sem perder o estilo

14 de outubro de 2014 2

Além dos suspensos Antonio Carlos e João Filipe, o Avaí terá outras baixas consideráveis. Roberto, Eduardo Costa e Marquinhos Santos também estão fora. O zagueiro Pablo volta, enquanto Bruno Maia, Julio César, Diego Jardel e Bruno Mendes ganharão nova chance de iniciar uma partida. Geninho prometeu que as mudanças deverão afetar o estilo de jogo da equipe, acreditando que o elenco dará uma resposta positiva no Serra Dourada.
Vamos torcer para que ele esteja certo.

Pontos preciosos

A ferrenha disputa pelas quatro vagas na elite deixam as equipes pressionadas por resultados. Excepcionalmente nesta rodada o Leão tem seu lugar garantido no G-4 devido ao confronto direto do Joinville com o Ceará, mas uma coisa é certa: todo ponto somado pode ser decisivo nessa luta.
O Avaí tem condições de buscar pontos diante do Atlético-GO pro sonho de mais uma estrela no nosso manto se manter mais vivo do que nunca ainda nesta temporada.

Nervos de aço

Dragão, Macaca e o Coelho são os próximos desafios do nosso Leão nesta reta final de Série B. Sem dúvidas são jogos difíceis sob todos os aspectos.
Superação, estratégia e muito amor à camisa. Emoção à flor da pele e agora, mais do que nunca, todos os jogos são do tipo final de Copa do Mundo. Acredito que vamos chegar, sempre!

O lugar do Avaí é no G-4

13 de outubro de 2014 0

Placar mínimo, sofrimento máximo. A atuação não foi das melhores, mas a vitória foi importantíssima e garantiu não só o terceiro lugar da Série B, como a permanência no G-4 até o fim da próxima rodada, independente do que acontecer no jogo do Avaí contra o Atlético-GO no Serra Dourada, amanhã. Isso pelo fato de Joinville e Ceará realizarem um duelo direto.
A disputa continua de tirar o fôlego, deixando os candidatos ao acesso sem ter direito a tropeçar para não dançar.

Coração na mão

O Leão não mostrou qualidade para vencer com folga. As alterações inesperadas entre os titulares não surtiram efeito. Na etapa inicial, o pênalti não marcado em Eltinho e o gol de Antônio Carlos, aproveitando-se de uma falta no goleiro do Icasa, foram os lances de destaque. Bruno Mendes deu lugar a Roberto que, sem ter sido um primor, melhorou o time, que de novo viu uma penalidade não ser anotada sobre M10. Noite de muita tensão e boas defesas de Vágner determinaram a conquista de três pontos dramáticos na nossa conta. Falta pouco.

Tempo feio na vizinhança

O Furacão do Paraná, que é legítimo, soprou forte sob o genérico em Curitiba. A brisa calma que circulava no Estreito pode se transformar em raios e trovões com a proximidade da degola. E o “professor” deles inventou um atacante
na lateral-esquerda.

Vencer de qualquer jeito!

11 de outubro de 2014 0

Sábado para botar a casa em ordem. A vitória é obrigatória para a caminhada azurra rumo à Série A. Até a concentração voltou com os salários regularizados, evitando burburinhos sobre o desempenho. Firmar posição no G-4 e torcer por tropeços dos adversários é a cartilha da rodada, ajudando a espantar a assombração de 2013.

Nova chance

Geninho não deverá arriscar em mudanças que possam mexer na estrutura da equipe. Exceto a substituição natural de Pablo e a volta de EC5, o time é o mesmo, numa nova oportunidade de referendar o crédito concedido pelo seu treinador.

Devastador

Furacão, o legítimo, vai com tudo para cima do genérico. Será o começo do fim ou início da queda? Pode anotar aí vizinho!

Apoio das crianças

10 de outubro de 2014 1

O Avaí pode se agigantar ainda mais neste momento decisivo com a ajuda dos baixinhos. Em virtude do Dia das Crianças, a diretoria azurra promove a entrada gratuita da criançada no jogo de amanhã à noite. Reforço extra nesta hora tão importante onde só a vitória nos interessa.

Refletir em campo

 M10 usou a palavra inaceitável, Anderson Lopes não quer deixar dúvidas sobre o acesso e Geninho não quer mais tropeços. Toda essa “revolta” após as derrotas me passa a certeza de que vamos ter outra atitude contra o Icasa. Temos que retomar a confiança na equipe e uma grande atuação, somada a três pontos, é a receita.

 Não saio mais da frente

 Fui comprar um lanche no intervalo do jogo do vizinho contra o Flamengo, quando cheguei eles tinham empatado. Voltei a secar e saiu o golzinho salvador no fim.

 

Desafio de subir está nas nossas mãos

09 de outubro de 2014 0

Serão 10 duelos decisivos pelo acesso. O que se tinha de folga, desperdiçamos nas derrotas para Náutico e ABC. Agora é a hora do vamos ver e precisamos espantar o fantasma do ano passado. É fundamental levantar a cabeça e seguir confiante na busca dos pontos necessários, fortalecendo ainda mais o pacto entre torcida, jogadores, comissão técnica e diretoria. O Icasa terá que ser a vítima no sábado, mantendo a frente sobre JEC e Ceará que estão no encalço. Sobre mais uma estrela, nada está perdido.

Repensar a equipe

Nas entrevistas, Geninho deixou no ar a possibilidade de mudanças. Numa noite trágica dos alas, abre-se a chance de Marrone e Eltinho e Diego Felipe merece um puxão de orelha.

Z-4 é logo ali

O Rubro-Negro deitou e rolou no Scarpelli. Sinal vermelho no Estreito que está vendo a coisa preta após mais um derrota.

Árbitro 2 x 1 Avaí

08 de outubro de 2014 0

Produzimos muito pouco e a derrota pode ser considerada justa. Porém, a arbitragem influenciou na virada do time da casa.
O Avaí não trocava passes, era nulo ofensivamente e nos contra-ataques, limitando-se a marcar o adversário e insistir nas bolas paradas, única opção perigosa que possuía o Leão. Inclusive no lance que abriu o placar com Pablo, de cabeça. O empate veio num pênalti rigoroso anotado pelo Baiano Marinelson Alves Silva, que em seguida não marcou o que de fato houve em toque de Marquinhos.
Pra fechar a má jornada, repetiu a dose ao apontar a marca da cal quando Antonio Carlos tocou na bola antes do choque com o atleta do ABC. Segunda derrota seguida que liga o sinal de alerta, nem tanto pelo resultado, mas pela péssima atuação.

Rendimento zero

A torcida pede a saída de Bocão não é de hoje, e com mais essa participação pífia ele é obrigado a deixar o time. Roberto, Anderson Lopes e Diego Felipe se esconderam da partida, e Bruno Mendes não deu o ar da graça em uma noite assustadora. Pior partida do time de Geninho fora da Ressacada. Temos que bater o Icasa para afastar fantasmas do passado.

Rubro-negro é a cor da hora

O vermelho e preto será a cor da moda da “secação” até o fim de semana. É Mengão hoje e o Furacão no domingo.