Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tatá bom demais!

25 de maio de 2016 0

Não! O título da coluna não se refere a um elogio ao atacante Tatá, que está muito aquém de sua forma física ideal, embora desperte esperanças de fazer boa temporada sobretudo por estar fazendo gols. Mas sim pelo pontinho conquistado em Lucas
do Rio Verde diante do pouco futebol apresentado pelo Leão.
A pressão da etapa inicial do Luverdense não foi traduzida no placar por conta das excelentes defesas de Renan, enquanto fizemos apenas um ataque e, num belo passe de Jajá, Tatá fez 1 a 0. O segundo tempo não começou diferente, e após insistir veio o empate numa jogada onde a marcação azurra deu moleza para o adversário que driblou metade do nosso time. Para não ser severo com o Avaí nos minutos finais, equilibramos as ações e assustamos a meta alheia. Passando a régua, somar ficou bom demais!

O melhor do time atual

A zaga foi firme, apesar da facilidade que concedeu no gol deles. Renato foi bem e João Paulo limitou-se a defender. Jajá mostrou certa inteligência e Tatá, faro de gol. De novo não daria mais de 7 para nenhum jogador, exceção a Renan, o melhor de todos com nota 8,5.

Subir de Produção

O Avaí vai contratar e promete gente para fazer a diferença. Tem dois ou três nomes pipocando que podem mudar consideravelmente a cara da equipe. Vamos esperar!

Luverdense x Avaí: pintou mudança ao vivo

24 de maio de 2016 3

A única mudança do time em relação ao que venceu o Sampaio Corrêa será Tatá, o responsável pela pintura na Ressacada. O jogador vem credenciado por um belo currículo, mas ainda não decolou nas poucas vezes que atuou e terá que substituir a melhor peça da equipe nas últimas partidas, Vinícius Pacheco.
O Leão vai precisar de muita vontade e evolução para suplantar essa perda e pela dificuldade inerente da partida contra o Luverdense, que vem de vitória fora de casa e promete ter o apoio maciço da torcida. O nosso histórico contra o rival é péssimo, com duas derrotas em dois jogos. Então, é a hora de virar esse jogo e engrenar na Série B.

Caindo na real

Ouvi rapidamente uma entrevista de Silas falando da necessidade de reforços, aí as coisas começam a estar mais de acordo com a realidade. Márcio Passos está chegando e o treinador falou que outros estão sendo monitorados e não devem demorar a chegar. Ainda que o nível das equipes não esteja lá essas coisas, o Avaí precisa melhorar algo em torno de pelo menos 70% para ser um candidato ao acesso na minha visão.

O Luverdense

Paulinho, ala esquerdo, está fora, mas Hugo, que se destacou aqui pelos gols feitos contra o Mengão, é ex-Avaí e estará no banco.
Mesmo assim o forte deles é a pegada no meio de campo.

O lado bom da coisa

23 de maio de 2016 2

Tudo que ocorreu na Ressacada no sábado foi da melhor maneira, exceção para a grave lesão de Vinicius Pacheco, a única aquisição que vingou até aqui. Não pense, torcedor, que gostei da atuação do time. Longe disso, continuo temeroso com nossa fragilidade técnica e desarrumação como equipe que erra passes com a precisão que inversamente deveria acertar. Num quadro desses, sair com uma vitória sem chances de maquiar a situação é a forma ideal. Assim, espero do técnico Silas e da direção do clube a consciência do quanto precisamos evoluir, da necessidade de reforços que venham para qualificar. Desses futuros acertos é que definiremos se vamos lutar por acesso ou por permanência. Para dar esperança vou gravar na memória a pintura de Tatá, que definiu os três valiosos pontos.

Politicamente correto

Entendo o discurso que faz Silas defendendo seus comandados, só não vejo a necessidade de exageros. Tauã Voando? Nada disso, apenas foi melhor do que de costume num jogo sem destaques, onde Gabriel teria a nota 7 como máxima. Creio que o treinador internamente trate o momento de outra forma, senão será um grande equívoco.

Empate mineirinho

No fim, até comemorei o 2×2 em Minas. É preciso saber remar com a maré, até porque na quarta-feira, quem vem jogar sua
rede no Scarpelli é o Peixe, sacou?

Avaí x Sampaio Corrêa: aqui não é Maracanã

21 de maio de 2016 6

Em qualquer competição vencer em casa é uma obrigação, sobretudo numa disputa de pontos corridos e acirrada como a Série B do Brasileiro. Contra o Sampaio Corrêa, que não é candidato ao acesso e vem numa crise técnica, o compromisso de mostrar que o Avaí é quem manda na Ressacada aumenta. E isso independe do adversário vir de técnico novo e que conhece os atalhos do nosso campo, já que Arlindo Maracanã, que estreia a frente do time maranhense, participou ativamente do inesquecível acesso de 2008. Silas, que comandou toda essa história, terá que firmar terreno e marcar os três primeiros pontos para o Leão na tabela.

Leite sem pedra

O baixíssimo rendimento do Avaí na temporada não referenda a escolha de Silas pela manutenção de alguns jogadores, em detrimento dos reforços que chegaram para Série B, colocando em dúvida a qualidade dos mesmos. Nosso treinador insiste em tirar leite de onde nem existe pedra. Vencer, independentemente da circunstância, é o objetivo deste sábado.
Entretanto, tenho a convicção que precisaremos mexer bastante na escalação rapidamente.

Música para a Raposa

“Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite. Bem no fundo todo mundo quer zoar…”.
Preciso dizer mais do espero do Cruzeiro contra o vizinho??!!

Sampaio Corrêa vem cabisbaixo

20 de maio de 2016 2

O Sampaio Corrêa perdeu a final do returno para o rival Moto Club e, consequentemente, o título estadual. Além disso, o time vem para Floripa com seis desfalques e sem o técnico demitido Petkovic, o que em tese pode ajudar o Avaí na missão de recuperação na Série B. Em contrapartida, o interminável Max, que atuou no futebol catarinense, pode fazer sua estreia na equipe “Boliviana”. O Leão deve entrar ligado numa partida que não se admite outro resultado que não seja a vitória, sabendo que o adversário vem em baixa e louco para cometer um crime.

As cobranças vão começar

Até agora Silas só apagou incêndio. Chegou na pior fase do Leão, com risco de queda no Estadual, salvou o time a duras penas vencendo apenas o Guarani. Na sequência, sem reforços, já encarou o fraco Operário-MT, por quem passou da mesma forma, e foi batido pelo Bragantino – sem levar muito a culpa em virtude de todos os ocorridos. O imprevisto da expulsão contra o Bahia minimizou o resultado negativo, mas não tenho dúvidas de que o treinador vai começar a ser cobrado. Ele pode e deve escalar melhor o time!

O mágico futebol

Galo e São Paulo foi um jogaço. E o futebol mostra que as vezes contraria a regra. Quem mais se programou
e investiu para Libertadores ficou fora.

Pisando em ovos

19 de maio de 2016 3

Silas continua burocrático a frente do Avaí, com um certo melindre para mexer na equipe. Apesar da impressão positiva deixada em Salvador até a hora da expulsão, não entendo a manutenção de Lucas de Sá, de fraca atuação na Fonte Nova, como volante e de Tauã, na frente. O atleta até demonstrou força de vontade, sua única valência, pois como atacante nunca disse a que veio. Isso sem falar de Fábio Sanches e Lucas Coelho, que não podem ter sido contratados para reserva de quem já estava aqui. Espero que até sábado essa posição seja revista. De positivo, a entrada de João Paulo na vaga do nulo Vitor Costa.

Nos olhos dos outros é refresco

O Sampaio sempre deu trabalho para o Avaí na Ressacada, embora no final sempre venha a vitória. Em 2014, nosso último duelo com eles em Floripa, vencemos por 3 a 2, gols de Paulo Sérgio e dois do M10. Éramos comandados por Geninho, enquanto Lisca era o treinador rival, que continua tendo o rápido Pimentinha como jogador a ser marcado.

 Acordo fechado

O vizinho pediu repeteco do time dele diante do Cruzeiro. Estou de acordo! Se for o do ano passado, lá no Mineirão. Willian fez quatro gols e terminou com a mão cheia!

João Paulo vai acrescentar muito

18 de maio de 2016 1

De todas as posições contestadas no Avaí, a lateral esquerda é a que mais desagrada o torcedor. Vitor Costa não pode reclamar de oportunidades, já que teve inúmeras e não rendeu absolutamente nada. Com a estreia programada de João Paulo diante do Sampaio, vamos ganhar um acréscimo de alternativas durante o jogo e vejam bem, nem digo pela qualidade do estreante em si, já que não é nenhum craque, mas devido a ineficiência de quem vinha jogando.
Pena a perda de Alemão, suspenso no outro lado do campo. Renato volta e também precisa jogar mais. Quem já treina e pode pintar no ataque é Lucas Coelho, que veio com a responsa de fazer gols.

Maratona “Boliviana”

O Sampaio Corrêa vem de um acúmulo de jogos, ainda está na Copa do Brasil contra o time do vizinho e disputa hoje a final do returno do estadual, precisando do empate contra o Moto Clube para chegar na decisão e evitar o título do rival. Se o desgaste, muito comentado pelos técnicos, ocorrer, é provável que o time “Boliviano” sinta no sábado aqui.

Meus xarás

Sábado tem rodada dupla, Avaí às 16h e, mais tarde, às 21h, é a vez da Raposa contra o Alvinegro. Fábio Sanches faz pra gente aqui e Fábio Paredão segura as pontas por lá. Aí o vizinho pira de certeza!

Já tem pressão no Avaí

17 de maio de 2016 6

A Série B mal começou e mesmo assim já existe a obrigação de vencer para o Avaí, sobretudo jogando na Ressacada. Além da derrota na estreia, que força uma recuperação imediata da equipe, existe o fato de tentar mudar a impressão de desconfiança da torcida. E o próprio adversário ajuda, já que o Sampaio foi goleado em casa, ainda que pelo Vasco, e nesse momento não figura entre os mais fortes postulantes do acesso.
Na sequência dos dois próximos jogos, o seguinte será o Luverdense e a projeção é de fazer seis pontos – a única coisa que interessa. Até quatro pontos será aceitável, menos que isso é prejuízo na tabela.

Passos largos

Márcio Passos, amazonense que teve destaque no futebol potiguar e recém foi eleito o melhor volante do campeonato estadual, está sendo esperado no sul da Ilha. Vem bem recomendado e deve dar certo. O problema é que assim como ele veio, o Judson não agradou até agora no Leão.

Pagar a Série C

Vizinho, eu não disse sobre os catarinenses, mas especificamente sobre o Alvinegro do Estreito que, ao que tudo indica, vai cair. Acho que a Chape se salva. Só sei que nenhum deles será sexto do Brasil como o Leão. Sobre a Série C, que o nobre amigo andou dizendo não querer, deve ser por nunca ter ascendido dela dentro de campo. Seria bom pagar essa dívida…

Expulsão comprometedora

16 de maio de 2016 4

A complicada estreia do Avaí diante do Bahia tornou-se uma missão quase impossível quando Alemão foi expulso, com 18 minutos de jogo numa jogada bizarra. O lance não só ajudou muito a definir a partida, como impede melhor avaliação sobre o Leão na Fonte Nova. Com 11 ficou a impressão do time bem postado, onde Vinícius Pacheco ligava o ataque e jogava no campo do adversário. Após o cartão vermelho para o nosso ala, junto da troca de Fábio Sanches por William recompondo a defesa, o Bahia tomou conta da bola e pressionou mesmo sem criar grandes chances durante todo jogo.

Em duelos individuais, o atacante Zé Roberto venceu Gabriel e Fábio Sanches para marcar os gols. Ainda houve tempo para o tento de honra, que veio muito tarde para tentar uma reação. A Série B é intensa e sábado precisamos vencer a todo custo o Sampaio em casa.

De olho nos critérios

Alemão foi inconsequente. Deve conter o impeto e não confundir raça com precipitação. O árbitro fez o certo, só quero ver se quando a favor do visitante a decisão será a mesma.

Clássico dos desacreditados

O 0 a 0 no Scarpelli referendou o favoritismo do descenso das equipes, mesmo com a Ponte melhor. Agora é a vez do Cruzeiro, com a estreia do técnico português. Será que o time vizinho vai virar motivo de piada?

Romarinho, o quinto elemento

13 de maio de 2016 0

Quatro reforços já estrearam e o quinto depende do BID da CBF. Trata-se de Romarinho, mapeado por Silas para titular contra o Bahia, aguardando apenas a liberação da documentação. Nas demais posições o time deverá ser o mesmo que empatou contra o Bragantino, ficando a dúvida entre William ou Tatá para deixar a equipe. Fábio Sanches continua como opção de banco, e Lucas Coelho e o ala João Paulo não devem estar na lista da estreia.

Fora da estreia

O Tricolor da Boa Terra empatou com o campeão mineiro no jogo de ida da Copa do Brasil em 0 a 0 e depende da avaliação médica de vários jogadores que estão no DM para saber quem enfrenta o Avaí, que tradicionalmente sempre fez grandes duelos contra o Bahia. Uma coisa é certo: Renato Cajá, a maior contratação deles, não joga. Não deixa de ser um reforço para a
equipe azurra, né?

Última Chance para Vitor Costa

Vitor Costa chegou para de resolver a ala esquerda, que havia sofrido com Romário e o próprio Eltinho – que não era mais o de outrora no ano passado. Só que até agora ainda foi inferior aos citados. Como é de praxe o jogador mostrar algo mais contra sua antiga equipe, essa é, na melhor das hipóteses, sua última chance.
Até porque João Paulo está na área para assumir a camisa 6 até segunda ordem.