Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Série A não é brincadeira

23 de junho de 2017 3

Fazendo uma breve retrospectiva, em 2014 conquistamos o acesso de maneira inesperada e sofrida. Tivemos altos e baixos naquela Série B. Em 2015, uma campanha ruim e o rebaixamento veio na última rodada. 2016 foi o ano da recuperação e o acesso, mais inesperado ainda. Começou 2017 e o torcedor avisou que o time tinha sido mal montado. Veio o título do turno do Catarinense e ele foi chamado de corneteiro. Mas era bem claro que na Série A apareceriam as deficiências, só que elas chegaram já no returno do Estadual. Na elite do Brasileiro já são seis derrotas.

Deficiências

Kozlinski era reserva ano passado. Com a saída do Renan e a contusão do Douglas, no começo do ano, virou titular. Fez um bom turno de Catarinense, mas a gente sabe que isso é pouco. Já no returno começou a ter falhas. Quarta chegou no seu limite. O mesmo acontece com Capa, Judson, Luan e Romulo, que caíram vertiginosamente de produção. E nós sabemos que a conta na Série A chega. Já está chegando.

Piadas

Os torcedores precisam entender que as provocações fazem parte. Mas no momento ninguém tem motivo pra rir de ninguém. Muito menos pegar mal com brincadeiras. Esperamos, sinceramente, que ambos os times voltem a lutar por posições mais nobres que a lanterna da Série A e a vice-lanterna da Série B.

Deu tudo errado para o Avaí contra o Fluminense

22 de junho de 2017 13
Foto: Leo Munhoz/Ag.RBS

Foto: Leo Munhoz/Ag.RBS

Com um jogo que prometia ser o do início da recuperação, nada deu certo na Ressacada. Nem mesmo as estreias de Maicon – que foi infeliz no segundo gol do Fluminense, marcando contra –, e Joel foram capazes de mudar alguma coisa. Perdemos nossa invencibilidade em casa e afundamos no Z-4. Não vai ser fácil sair de lá, ainda mais com o clima pesado pelos maus resultados. Reflexo disso foi a discussão entre Juan e Romulo após o terceiro gol deles.

Kozlinski

O goleiro já é contestado, aí tem a chance de fazer o simples e, na frente do artilheiro do campeonato, que está fazendo gol de tudo quanto é jeito, se complica e perde a bola. Nem mesmo a bela defesa no lance posterior foi capaz de apagar a besteira que o camisa 01 fez.Quem sabe não seja a hora da galera ver Douglas em ação, já que a falha no jogo de ontem é daquelas que ninguém irá esquecer facilmente.

Estreias

O atacante Joel mostrou ritmo e pode nos ajudar muito no futuro, o que é importantíssimo no momento complicado que vivemos na tabela. Já o lateral Maicon teve uma estreia pra esquecer. Deu tudo errado, até gol contra fez e, no terceiro, a bola desviou nele.

Desafio

Já estamos a cinco pontos de sair da zona. A cada partida fica mais difícil.

É ganhar ou ganhar (e se nada disso ocorrer, ganhar)

21 de junho de 2017 0

Pela situação em que chegamos na nona rodada, só a vitória nos interessa contra o Fluminense. O horário não é dos melhores, afinal o torcedor não tem a vida ganha e precisa acordar cedo na quinta, mas se espera um público que empurre o Avaí para a segunda vitória. Uma derrota e o trabalho do Claudinei pode se encerrar. Na minha opinião, precocemente.

O time

Maicon estreia e será lateral-direito. A grande incógnita é onde Leandro Silva vai jogar – e se jogar. É provável que Diego Tavares seja quem fique fora. Se isso acontecer, Romulo e Joel, que já têm seu nome no BID, brigam por uma vaga ou atuarão juntos. Eu, particularmente, não acho que o Leandro Silva possa fazer uma segunda linha no meio com qualidade. Preferia ver o Joel

O adversário

O Fluminense se encontra há quatro jogos sem vitória – nesse período acumulou dois empates e duas derrotas na Série A. Eles empataram com o Flamengo no domingo, em que foram prejudicados. Não podemos desconsiderar que lá está o artilheiro do campeonato, Henrique Dourado. Olho nele.

Uma já foi

A alegria da terça já veio. Agora tá faltando a da quarta, Avaí. O vizinho, que achou que ia subir e ser campeão, amarga a vice-lanterna da Série B. Bem se diz que a língua é o chicote, pois ano passado ele falava que o Avaí ia cair pra C e nem na zona estivemos.

É preciso ter esperança, assim como em 2009

20 de junho de 2017 3

O cenário não é o que o torcedor imaginava naquele Londrina 0 x 1 Avaí com gol do Diego Jardel, hoje encostado. Quando subimos, esperávamos uma equipe melhor e um começo competitivo na Série A, mas isso não vem acontecendo. Assim sendo, o torcedor espera que algo novo aconteça como em 2009 com gol do Léo Gago, que nos deu a vitória – a primeira naquela Série A – contra o mesmo Fluminense que enfrentaremos nesta quarta-feira.

Novidades

Maicon pode ser a grande novidade. O camisa 13 já tem seu nome no BID e pode jogar tanto na lateral quanto no meio. Eu apostaria que pode ser testado na vaga do Diego Tavares, jogando mais recuado que ele.
O atacante camaronês Joel pode ser outra novidade no lugar do Romulo, mas isso é mais difícil de acontecer. O atleta de Camarões, se tiver o nome no BID, deve pintar no banco e ser opção para Claudinei.

Não vieram

Vinícius começou muito bem no Bahia. Durante o Catarinense chegou a fechar com o Avaí, mas não veio porque o Atlético-PR queria uma compensação. Jonatas Belusso, que eu também era contra a contratação, também não veio e é artilheiro da Série B.
Nada garante que eles teriam o mesmo sucesso no Leão, mas no lugar deles vieram Pedro Castro e Willians, que nada fizeram. Será que valeu a economia?

Até quando viveremos da derrota alheia?

19 de junho de 2017 4

As derrotas para Atlético Goianiense e Vasco nos deixaram na última colocação da Série A 2017, com apenas uma vitória em oito jogos e nenhum pontinho conquistado fora de casa Há quem defenda que fomos prejudicados em dois jogos, o que nos ajudaria a sair dessa situação. Eu prefiro focar nos nossos erros, pois se não fizermos isso continuaremos errando.

Sorte

A gente vê muito torcedor do Avaí dizendo: “sorte que tem o Figueirense”. O mesmo acontece quando o vizinho diz “sorte que tem o Avaí”. Enquanto isso acontece ambos os times ficam estagnados nacionalmente e no máximo conseguimos um acesso heróico ou a salvação do rebaixamento na última rodada.

Elenco

A montagem do nosso elenco foi com a cabeça na Série B. Só como um exemplo, temos o Capa – uma aposta que deu certo em 2016 – como titular absoluto e uma cobrança absurda em cima dele. Como aposta que ainda é, já que nunca havia disputado Série A, deveria ter um reserva que brigasse pela vaga nesses momentos. Mas não tem.

Contratações

Willians, Diego Tavares, Airton, Lucas Otávio, entre tantos contratados pouco rentáveis de 2017, não estão dando conta do recado e pouco têm ajudado a tornar esse time no mínimo competitivo para uma Série A. Não acredito que outros reforços devem vir e, novamente jogando nossa vaga no lixo, faremos a maior das loucuras. Só a torcida e a raça dos jogadores pode tirar o Avaí – e outros times – dessa situação.

O desastre já foi - só não pode ter outro

16 de junho de 2017 3

 

A desastrosa derrota para o Atlético Goianiense já nos deixou na vice-lanterna e com o sinal amarelo aceso – antes ele que a lanterna. Mas, se tá ruim, com uma derrota contra o Vasco tudo pode piorar. E é com esse pensamento que o Avaí tem só até amanhã pra fazer tudo diferente. Não vai ser fácil. Mas a gente não é doido de duvidar do Avaí.

Atuações

Capa contra o Flamengo errou tudo no ataque mas foi bem na defesa. Contra o Goianiense errou tudo de um lado a outro e quase matou o torcedor do coração. Mas sabemos do seu potencial. Só não temos ninguém que possa ameaçar sua titularidade. O mesmo serve para outros como Marquinhos, ruim com ele e pior sem ele, Alemão, Luan, Juan. Nosso elenco é fraco e avisamos no começo do ano. É hora de fazer muita coisa.

Pênalti

Contra o Avaí, pênalti é pênalti. Não tem arrego e nem desmarcação. Ontem, duas penalidades para o time da casa marcadas prontamente, batidas e convertidas. Se fosse na Ressacada…

Jogo fora contra adversário direto: é preciso foco

14 de junho de 2017 2

Hoje é dia de buscar a vitória e respirar fora da zona. Não que seja fácil, mas o Atlético é um time que precisamos tomar pontos fora de casa – o mesmo que Vitória e Flamengo fizeram aqui. Se Marquinhos, expulso domingo, não joga, quem entra no lugar dele é uma incógnita.

Podem jogar

Simão volta e pode ser titular ali ou no lugar do Judson. Pedro Castro pode fazer sua primeira partida como titular. Acredito que a briga seja entre os dois pela vaga, para que se mude o mínimo possível. A entrada do Lourenço acho pouco provável. Júnior Dutra sequer viajou.

Adversários

Se podemos reclamar da quantidade de jogos fora, não podemos reclamar dos adversários que temos enfrentado. Se olharmos a tabela atual, excetuando São Paulo e Chapecoense – que fomos derrotados – só enfrentamos times da parte de baixo. E hoje enfrentaremos mais um.

Foco

Enquanto a diretoria do Avaí reclama do pênalti anulado, os jogadores precisam ter a cabeça focada no jogo. Já perdemos a chance de conquistar dois pontos e o Marquinhos pra essa partida. Não podemos perder mais nada. Bola pra frente.

Hora de ir lá e roubar pontos em Goiânia

13 de junho de 2017 1

Já nos roubaram – com o perdão da expressão – quatro pontos em casa. Em três jogos fora, não roubamos nenhum. Pois nenhum dos outros 15 jogos fora de casa tendem a ser tão possível de voltar com pontos que contra o Atlético Goianiense. Por outro lado, apesar da vice-lanterna, eles na última partida em casa golearam a Ponte Preta. Fácil não vai ser.

Repercussão

Repercutiu nacionalmente o absurdo da possibilidade de interferência externa na Ressacada. É pra lá de estranho a demora em se definir o lance. Mas, apesar de sermos prejudicados novamente, é bola pra frente e buscar pelo menos três pontos nos dois jogos fora que estão por vir.

Marquinhos

As pesadas palavras do M10 renderam um textão na súmula que deve dar uma pensada suspensão a ele. Olhando para o elenco, antes que isso aconteça precisamos arrumar um substituto. Ruim com ele, pior sem ele.

Lorota

O Zé disse que os 90 dias não tem nada a ver com salário. A gente faz que acredita. Disse também que no começo do ano recebeu proposta pra vir pro Avaí mas preferiu o Figueirense. Sorte nossa.

Fomos prejudicados mais uma vez

12 de junho de 2017 4

Não vou entrar no mérito se foi pênalti ou não. Eu acho que foi, mas não chega nem perto da certeza de que foi o não marcado no Júnior Dutra na estreia. Mas que é estranho o árbitro marcar um pênalti e depois anular, sempre é. Todo mundo sabe que a arbitragem tem comunicação entre si, então demorar tanto pra anular é, no mínimo, suspeito. Foram três minutos e a forte desconfiança de que houve interferência externa.

O jogo

O Avaí jogou bem e poderia ter saído com a vitória. Alemão foi um monstro na defesa e Betão, Luan, Capa e Judson defensivamente foram bem demais. Ofensivamente, todo mundo foi mal, exceto Rômulo no segundo tempo. Capa e Judson ofensivamente causaram calafrios no torcedor com cruzamentos e chutes bizarros.

Complicado

Jogamos com um orçamento umas dez vezes menor que o do Flamengo. Arrisco dizer que Leandro Damião e Diego, juntos, recebem mais do que todo o elenco do Avaí. Aí, com todo apelo da mídia, temos a chance de derrotar o endinheirado adversário e acontece o que aconteceu. Marquinhos perdeu a cabeça e acabou expulso do banco. Qualquer um de nós também perderia se estivesse no lugar dele.

Em casa, precisamos nos impor

09 de junho de 2017 0

Se fora de casa não tivemos nenhuma derrota absurda, em casa não perdemos no campeonato. E é essa invencibilidade que precisamos defender contra o Flamengo, que vem balançando no campeonato, e técnico e goleiro, especialmente, vêm sendo questionados. Já levantamos o São Paulo e o Galo, mas ambos foram fora de casa. Aqui, empatamos injustamente com o Vitória e vencemos o Sport. É o primeiro jogo em casa contra um grande e será um grande teste.

Mudanças

Júnior Dutra e Judson ainda não é confirmado se voltam. Judson, mesmo que volte, deve perder a vaga para Simião se esse tiver condição de jogo. Já Dutra é o único jogador que joga com competência com a 9 no nosso elenco, o que nos deixa preocupados, já que a fase dele não é das melhores.

Lentidão

Mais um dia se passou e o Joel não veio. Normal, afinal a contratação requer muitas conversas. Mas, então, o que deixo de sugestão é não deixar o nome vazar. Ou, se vazar, pelo menos desconversar. O que não dá é pra deixar essa impressão de que o Avaí só consegue contratar jogador de empresário e oferecido.

Público
É esperado um bom público domingo. A torcida do Flamengo já comprou todos os ingressos. Precisamos de um grande público empurrando os nossos jogadores também. O que deve ter de torcedor de outros times ali no meio infiltrado querendo ver um joguinho de Série A, né?