Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Leia a coluna Paixão Azurra

28 de setembro de 2017 0

Este espaço não será mais atualizado, mas a coluna continua.

Para seguir acompanhando a Paixão Azurra clique aqui.

Battistotti deve seguir na presidência

27 de setembro de 2017 0

Com a proximidade do fim da temporada e a quase nula manifestação contrária à permanência do atual presidente, dificilmente teremos eleição no Avaí.
Em 2013, tivemos votação e até um certo desespero da situação da época, inclusive com utilização da estrutura do Avaí para angariar uns votinhos, algo que foi bem criticado.

Momento

Claro que o momento ajuda. Em uma breve pesquisada no Twitter, meu amigo @AvaiNewsFloripa salientou que a #forabattistotti, muito utilizada quando este assumiu a presidência, simplesmente não foi citada nos últimos 12 meses. A boa gestão financeira e a união entre jogadores, comissão técnica e diretoria, é algo que também conta a favor.

Salários

O resultado dessa gestão financeira competente é que estamos terminando setembro e, mesmo com o embargo de boa parte da nossa verba retida direto na fonte por acordos trabalhistas de gestões anteriores, não temos notícias de atrasos de salários.
Enquanto vai corrigindo os erros dos outros, o Avaí se vê obrigado em 2018, independente do Presidente ou da divisão, a não cometer os mesmos erros e trabalhar bem quando o cofre não está estrangulado.
Falando em dinheiro, a Timemania está acumulada e bote Avaí no time do coração. Ajuda demais o clube.

AVISO

A partir desta quinta-feira você poderá acompanhar a Paixão Azurra clicando aqui

Mais 15 pontos e "Feliz 2018"

26 de setembro de 2017 1

Temos 13 jogos até o fim do ano. Precisamos de 15 pontos, ou seja, cinco vitórias e então estaremos com a missão cumprida e nos preparando para mais um ano na Série A. Vale lembrar que nos últimos 13 jogos fizemos 18 pontos, o que mostra a dificuldade da tarefa. Lembro também que o equilíbrio pode fazer esse número ser maior.

Empates

Uma coisa que atrapalha qualquer time é o excesso de empates. Temos neste momento apenas uma derrota a mais que o terceiro colocado Grêmio (nove a oito) mas, com nove empates contra quatro, nos encontramos a 13 pontos deles. Na nossa série invicta de sete jogos, que aliás é a maior do campeonato, temos três vitórias e quatro empates, o que ainda nos deixa perto da zona.

Saindo na frente

Já são seis jogos seguidos, os seis do returno, em que o Avaí saiu na frente. Em três tomou o empate, contra São Paulo, Atlético-MG (ambos em casa) e Flamengo. Em todos fez apenas um gol. Somos o pior ataque, mas não é isso o que mais nos preocupa. O que nos preocupa é o time dando sinais de dificuldade de segurar o placar. Tá aí um problema pro Claudinei resolver para pegar Atlético-GO e Vasco.

Foi por pouco, mais uma vez

25 de setembro de 2017 0

Jogando fora de casa contra o Flamengo, nunca podemos dizer que um empate é um mau resultado. Mas saindo na frente de novo, perdemos mais dois pontos e a possibilidade de abrir boa distância da zona. Os próximos dois jogos, contra Atlético-GO e Vasco em casa, dirão se esse empate foi bom ou ruim.

Reservas

O Flamengo entrou em campo com o time reserva, pensando na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Porém, olhando para a escalação do Rubro-Negro, vemos vários jogadores que, em boa fase, seriam titulares em qualquer time do Brasil.

Lei do ex

Quis o destino que o gol do empate saísse do Rodinei, garoto que surgiu da nossa base e, antes mesmo de subir para a equipe profissional e se firmar, rumou para Corinthians e posteriormente Ponte Preta, onde se destacou e foi para o Flamengo. Não é o primeiro caso desses, de garotos que saem de graça para se destacarem em outro lugar depois de nem jogarem aqui.

Pedro Castro

Nosso gol surgiu dos pés de um dos jogadores mais criticados e contestados. Simião já foi assim contra o Atlético-MG e agora foi a vez do Pedro Castro. Mesmo sem grife, o elenco do Avaí vai mostrando que não depende só dos atacantes para fazer gol.

Vai pra cima do Flamengo, Leão!

23 de setembro de 2017 1

Embalados com 50 dias sem derrotas, vamos para o Rio enfrentar hoje, às 19h, o Flamengo que, com três competições ao mesmo tempo, deve vir mesmo com time reserva. Pode ser bom pela técnica, mas ruim pela motivação.

O time

Juan volta e deve ser titular na vaga de Willians. O camisa 55 vem fazendo atuações abaixo do que se espera, mas sem dúvida melhor que o 28 quando esse é titular. De resto, o mesmo time que enfrentou o Sport deve entrar em campo. É o time que o torcedor já conhece bem e define como titular.

Pedro Castro

Nosso meia não vem fazendo boas atuações e talvez fosse a hora de Luanzinho começar como titular. Mas confiaremos na volta por cima dele, que mais uma vez entra com o time.

o adversário

O Flamengo não quer sair do G-6. E não briga nada mais do que por isso. Já fora do Brasileirão, luta pelos títulos da Copa do Brasil e da Sul-Americana, que dão vagas diretas para a Libertadores, enquanto apenas os três primeiros do Brasileiro têm isso. Ou seja, há um provável desinteresse e temos que nos aproveitar disso. Porque o time reserva deles é mais caro que o nosso.

Embalados para o sábado à noite

22 de setembro de 2017 1

Com o embalo de seis jogos sem perder, enfrentaremos o perigoso time do Flamengo amanhã, às 19h, no Rio. A torcida é pela vitória, e vale lembrar que, nesse período invicto, estamos 100% fora de casa. Foram duas vitórias, aliás, contra dois outros rubro-negros, Vitória e Sport.

Rodada

Embora na 13ª posição, estamos a apenas dois pontos da zona de rebaixamento e precisamos estar ligados. Chapecoense, Ponte Preta, Bahia, São Paulo, Coritiba e Vitória podem nos ultrapassar. Desses, Chape e Ponte se enfrentam. Bahia, São Paulo e Coritiba jogam em casa, o Vitória atuará fora.

E se…

Por outro lado, em caso de vitória podemos figurar no lado de cima da tabela, ultrapassando três entre Vasco, Atlético-MG, Fluminense e Sport. Estamos fora da zona e temos mais 14 jogos até o fim do ano. Cinco vitórias e um empate já devem nos manter na Série A e, sabemos, esse é o nosso objetivo até dezembro.

Enquanto isso…

No outro lado da cidade, o time do vizinho não para de apresentar jogador. Já foram mais de 50 só neste ano. A gente sabe, e já falou aqui várias vezes, que essa é uma fórmula do fracasso. Aqui mesmo, em outros anos, tivemos essa tática de apresentar dois por derrota e, no geral, não deu certo. Quem avisa amigo é.

De olho no Flamengo

21 de setembro de 2017 0

Sábado, às 19h, o Avaí dá sequência no Brasileiro contra o Flamengo, no Ninho do Urubu. Do time que empatou com o Galo, Juan deve ser a novidade, voltando de lesão.

Retrospecto

O Avaí tem apenas dois jogos no Rio contra o Flamengo, de onde trouxe dois empates – em 2009 e em 2010. Estamos aceitando mais um ponto vindo de lá. Seria bom resultado. Mas se puder trazer três, é bem melhor. O Flamengo deve utilizar time reserva, já que ontem contra a Chapecoense, pela Sul-Americana, goleou o Verdão e na quarta que vem encara o Cruzeiro pela decisão da Copa do Brasil.

Luanzinho

O camisa 21, quando entrou, incomodou o adversário e mostrou muita qualidade. Assim como foi com o irmão Renanzinho, o jovem de 17 anos não sentiu o peso da Série A. Não por acaso já começa a ser visto com bons olhos para substituir Juan ou Pedro Castro no time titular. Recentemente, o contrato da joia foi até renovado. É um atleta que ainda pode nos ajudar muito, em vários sentidos.

Visita

O elenco visitou ontem o Hospital Infantil Joana de Gusmão. É sempre bom levar alegria aos pequenos que precisam, e também mostrou para ver que o grupo de jogadores está unido e comprometido com o Avaí.
Golaço!

Eleição define o futuro do Avaí nos próximos quatro anos

20 de setembro de 2017 0

O Conselho Deliberativo do Avaí convocou reunião extraordinária para o dia 2 de outubro para tratar, entre outros assuntos, da eleição, que deve ocorrer entre o final do próximo mês e começo de novembro.

Mudança

Diferente da última eleição, em que o sócio votava nos membros do conselho e esses decidiam o presidente, nesta o voto é direto na chapa, composta pela diretoria executiva e conselheiros. Veremos nos próximos dias se teremos uma chapa de oposição. Acredito que não.

Prós e contras

Se olharmos os últimos quatro anos do Avaí, o nosso maior avanço veio apenas em 2017, com o saneamento das dívidas. Vale lembrar que estamos em setembro e não temos notícias de salários atrasados, coisa que não acontecia há alguns anos. Porém, no geral, das eleições para cá tivemos renúncia de presidente e vice assumindo, o que sabemos que não é o ideal para uma gestão.

Segunda maior invencibilidade nossa em Série A

19 de setembro de 2017 1

Já estamos há seis jogos sem saber o que é derrota. Depois da vexatória goleada sofrida contra o Atlético-PR – onde Claudinei chegou a entregar o boné –, tomamos apenas dois gols e marcamos cinco. Segundo levantamento do Twitter
@Avaiemnumeros, são três empates (duas com 1 a 1 e outra com 0 a 0) e três vitórias, todas por 1 a 0. Essa já é a nossa segunda maior invencibilidade na elite, perdendo apenas para aquela sequência de 11 jogos em 2009.

Melhor campanha em returno

São 11 pontos em cinco jogos, o que nos deixa com nosso melhor começo de returno em Série A. Em 2015, foram apenas três pontos, 2011 cinco, 2010 dois e 2009 quatro. A nível de comparação, ano passado, na nossa arrancada na Série B do Brasileiro, fizemos 10 pontos nesse período. O mais difícil mesmo é manter a arrancada, porque a fase atual é excelente.

Errou

O Jô, do Corinthians, fez um belo papelão ao, após declarar que queria agir corretamente no futebol, meter o braço na bola e dizer que não sabia se tinha batido. Abre-se mais uma vez a discussão sobre auxílio de vídeo em arbitragem. Afinal, só “consultam gente” contra a gente, não é mesmo?
E como no Brasil tudo é pra já, ontem mesmo a CBF já confirmou que irá utilizar o recurso a partir desta rodada. Vamos ver o que vai acontecer.

Resultado um pouco abaixo do que se queria

18 de setembro de 2017 1

Empatamos e acabamos mais perdendo dois pontos que ganhando um. Embora o Atlético tenha tido algumas boas chances, empatar em casa sempre é a se lamentar perder pontos. Mas, como ganhamos as duas fora de casa desse returno, temos crédito e, olhando os últimos 15 pontos conquistáveis, trouxemos 11.

O jogo

Fizemos nosso jogo de sempre, com menor posse de bola, menos chances mas letal no contra-ataque. Numa bola excelente do Junior Dutra em que até a furada de Leandro Silva virou assistência, Simião fez o nosso gol. Depois, em uma cobrança de falta, Pedro Castro jogou direto nas mãos do goleiro Victor e, com apenas alguns toques, o Atlético já estava no ataque e empatou com gol de Otero.

Destaques

Betão e Alemão foram mais uma vez destaques, embora o camisa 4 tenha dado uma furada feia que foi acabou não ocasionando maiores problemas. Judson é outro que pouco se fala mas tem sido fundamental nessa arrancada. Júnior Dutra, com a bela jogada no gol, também merece destaque. Simião chutou certinho no gol e mostrou frieza. Com isso, nos mantemos mais uma rodada fora da zona e agora é vencer o Flamengo lá no Rio.