Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

De olho no Flamengo

21 de setembro de 2017 0

Sábado, às 19h, o Avaí dá sequência no Brasileiro contra o Flamengo, no Ninho do Urubu. Do time que empatou com o Galo, Juan deve ser a novidade, voltando de lesão.

Retrospecto

O Avaí tem apenas dois jogos no Rio contra o Flamengo, de onde trouxe dois empates – em 2009 e em 2010. Estamos aceitando mais um ponto vindo de lá. Seria bom resultado. Mas se puder trazer três, é bem melhor. O Flamengo deve utilizar time reserva, já que ontem contra a Chapecoense, pela Sul-Americana, goleou o Verdão e na quarta que vem encara o Cruzeiro pela decisão da Copa do Brasil.

Luanzinho

O camisa 21, quando entrou, incomodou o adversário e mostrou muita qualidade. Assim como foi com o irmão Renanzinho, o jovem de 17 anos não sentiu o peso da Série A. Não por acaso já começa a ser visto com bons olhos para substituir Juan ou Pedro Castro no time titular. Recentemente, o contrato da joia foi até renovado. É um atleta que ainda pode nos ajudar muito, em vários sentidos.

Visita

O elenco visitou ontem o Hospital Infantil Joana de Gusmão. É sempre bom levar alegria aos pequenos que precisam, e também mostrou para ver que o grupo de jogadores está unido e comprometido com o Avaí.
Golaço!

Eleição define o futuro do Avaí nos próximos quatro anos

20 de setembro de 2017 0

O Conselho Deliberativo do Avaí convocou reunião extraordinária para o dia 2 de outubro para tratar, entre outros assuntos, da eleição, que deve ocorrer entre o final do próximo mês e começo de novembro.

Mudança

Diferente da última eleição, em que o sócio votava nos membros do conselho e esses decidiam o presidente, nesta o voto é direto na chapa, composta pela diretoria executiva e conselheiros. Veremos nos próximos dias se teremos uma chapa de oposição. Acredito que não.

Prós e contras

Se olharmos os últimos quatro anos do Avaí, o nosso maior avanço veio apenas em 2017, com o saneamento das dívidas. Vale lembrar que estamos em setembro e não temos notícias de salários atrasados, coisa que não acontecia há alguns anos. Porém, no geral, das eleições para cá tivemos renúncia de presidente e vice assumindo, o que sabemos que não é o ideal para uma gestão.

Segunda maior invencibilidade nossa em Série A

19 de setembro de 2017 1

Já estamos há seis jogos sem saber o que é derrota. Depois da vexatória goleada sofrida contra o Atlético-PR – onde Claudinei chegou a entregar o boné –, tomamos apenas dois gols e marcamos cinco. Segundo levantamento do Twitter
@Avaiemnumeros, são três empates (duas com 1 a 1 e outra com 0 a 0) e três vitórias, todas por 1 a 0. Essa já é a nossa segunda maior invencibilidade na elite, perdendo apenas para aquela sequência de 11 jogos em 2009.

Melhor campanha em returno

São 11 pontos em cinco jogos, o que nos deixa com nosso melhor começo de returno em Série A. Em 2015, foram apenas três pontos, 2011 cinco, 2010 dois e 2009 quatro. A nível de comparação, ano passado, na nossa arrancada na Série B do Brasileiro, fizemos 10 pontos nesse período. O mais difícil mesmo é manter a arrancada, porque a fase atual é excelente.

Errou

O Jô, do Corinthians, fez um belo papelão ao, após declarar que queria agir corretamente no futebol, meter o braço na bola e dizer que não sabia se tinha batido. Abre-se mais uma vez a discussão sobre auxílio de vídeo em arbitragem. Afinal, só “consultam gente” contra a gente, não é mesmo?
E como no Brasil tudo é pra já, ontem mesmo a CBF já confirmou que irá utilizar o recurso a partir desta rodada. Vamos ver o que vai acontecer.

Resultado um pouco abaixo do que se queria

18 de setembro de 2017 1

Empatamos e acabamos mais perdendo dois pontos que ganhando um. Embora o Atlético tenha tido algumas boas chances, empatar em casa sempre é a se lamentar perder pontos. Mas, como ganhamos as duas fora de casa desse returno, temos crédito e, olhando os últimos 15 pontos conquistáveis, trouxemos 11.

O jogo

Fizemos nosso jogo de sempre, com menor posse de bola, menos chances mas letal no contra-ataque. Numa bola excelente do Junior Dutra em que até a furada de Leandro Silva virou assistência, Simião fez o nosso gol. Depois, em uma cobrança de falta, Pedro Castro jogou direto nas mãos do goleiro Victor e, com apenas alguns toques, o Atlético já estava no ataque e empatou com gol de Otero.

Destaques

Betão e Alemão foram mais uma vez destaques, embora o camisa 4 tenha dado uma furada feia que foi acabou não ocasionando maiores problemas. Judson é outro que pouco se fala mas tem sido fundamental nessa arrancada. Júnior Dutra, com a bela jogada no gol, também merece destaque. Simião chutou certinho no gol e mostrou frieza. Com isso, nos mantemos mais uma rodada fora da zona e agora é vencer o Flamengo lá no Rio.

Mais uma batalha e é contra o Galo

16 de setembro de 2017 0

O clima no Avaí é bom. As vitórias contra Chapecoense e Sport não apenas nos tiraram da zona como nos deram esperança de lutar por algo mais. Mas um empate ou derrota contra o Atlético-MG nos traria de volta à nossa realidade. Precisamos conquistar ponto após ponto até chegar aos 45.

O time

O Avaí deve vir com Douglas; Leandro Silva, Betão, Alemão e Capa; Judson, Simião, Pedro Castro e Juan – ou Willians; Joel e Junior Dutra. Além disso, o torcedor deve ser o 12º jogador e empurrar os 90 minutos. Por isso, saia cedo de casa e evite filas.

O adversário

O Atlético-MG está muito abaixo do que esperava. Uma vitória nossa nos empurra para cima deles. Um elenco com tantos jogadores caros e famosos não poderia estar na segunda metade da tabela. Mas está. E temos que aproveitar o clima bom nosso e ruim deles pra superar as dificuldades técnicas.

Sumidos

Maurinho chegou sob desconfiança e pouco tem aparecido. Não se esperava muito mais dele do que isso. Maicon, que parecia boa contratação, cada vez é mais descartável e só aparece em polêmicas, como a do ex-companheiro da Inter que denunciou que ele chegava embriagado aos treinos.

Hora de quebrar o longo tabu

15 de setembro de 2017 0

O Avaí não vence o Atlético-MG desde a Série B de 2006, quando fizemos excelente campanha no primeiro turno e depois caímos de produção. Nesse meio tempo já são 12 jogos e no domingo temos a chance de acabar com esse tabu.

Três seguidas

O Avaí tenta pela segunda vez no ano fazer três vitórias seguidas, feito que só aconteceu lá no primeiro turno do Campeonato Catarinense. Com o apoio da torcida vai ser só “fazer coza”, coisa que a gente sabe que o Avaí adora fazer.

Sentiu

Juan ficou de fora do treinamento e é dúvida. Já Alemão treinou normalmente e deve jogar. Se ficar de fora, acredito que Marquinhos, Romulo e Willians brigam pela vaga do camisa 55.

Convocação

Hoje tem convocação da Seleção Brasileira. Se o Tite não convocar Douglas, Alemão, Betão e Júnior Dutra é sacanagem. Sem clubismo nenhum.

Calculadora na mão e pé no chão

13 de setembro de 2017 0

Com a vitória em cima do Sport, fora de casa, o Avaí atingiu a marca de 28 pontos. Para os 45, número que deixa praticamente sem chance de cair, faltam 17, ou seja, cinco vitórias e dois empates. Tudo isso em 15 jogos. Temos hoje 40,5% de aproveitamento, e para chegar na pontuação desejada precisaremos, a partir daqui, de 37,77%.

O que vem

Claro que devemos pensar jogo a jogo, mas olhando os próximos quatro jogos, contra Atlético-MG, Flamengo, Atlético-GO e Vasco, sendo apenas contra o Flamengo fora, sete pontos dos 12 já nos deixariam em melhor situação. Se for apenas cinco já estaríamos um pouco acima do que precisamos.

Nove em casa

Sendo nove desses pontos a ser disputados em casa, com boa presença de torcida e pressão, podemos sim conquistar acima do que precisamos. Mas só saberemos no futuro. O foco agora é domingo contra o Atlético.

Adversários

O Atlético-GO já está praticamente rebaixado. De resto, o São Paulo aparece como o time que não consegue sair do buraco, mesmo com elenco e torcida apoiando no Morumbi. Chapecoense, Bahia, Vitória, Coritiba, Avaí e Ponte Preta são os principais candidatos a ficar na briga. Mas muita coisa ainda pode rolar.

Avaí embalando e fazendo coisa na Série A

12 de setembro de 2017 1

Pouco se fala do Avaí a nível nacional. Mas a nossa fase é fantástica, e tomara que continue assim. Não podemos deixar de acreditar. Poucas vezes vi um time tão limitado tecnicamente e sem grandes estrelas lutar tanto. Ponto para os jogadores, para o treinador e para a diretoria, que conseguiu um time unido e sem ego inflado, coisa rara no futebol.

Calmaria

A campanha do Avaí pode sim ser comparada com 2009 e seu começo difícil. Mas nada tem a ver um ano com o outro. Um tropeço em casa contra o Atlético-MG pode atrapalhar tudo. O torcedor pode sonhar sim, mas os jogadores, a comissão técnica e a diretoria não. Tenho certeza que lá dentro o discurso de que precisamos chegar logo nos 45 pontos e nos garantir é o que rege.

Maestro

Falando em regência, foi de arrepiar o discurso do Marquinhos no vestiário depois do jogo. Coisa de ídolo, torcedor, que ajuda ali a manter o time unido. Se dentro de campo o M10 já não é tão fundamental quanto em outros tempos, fora dele é cada vez mais importante com sua experiência.

Atrasou

O vôo do Avaí precisou fazer um pouso de emergência em Belo Horizonte na volta de Recife. O time teve que voltar de Porto Alegre de ônibus, mas chegaram aqui com os três pontos.

Mais três pontos fora de casa

11 de setembro de 2017 1

Finalmente saímos da zona de rebaixamento. Somos líderes do returno. Quem duvidou que isso pudesse acontecer, não conhece o Avaí. Claro que ainda falta muito para o nosso objetivo, mas respiramos.
Foram 18 pontos em 19 jogos, mas agora no returno já são 10 pontos em quatro partidas. Não tem como negar: o Avaí está mais vivo do que nunca no Brasileirão 2017. Pela primeira vez no campeonato vencemos duas seguidas – uma em casa e outra fora.

O jogo

Começo dizendo que defensivamente o Avaí foi perfeito. Temos três zagueiros acima da média: Betão, Alemão e Airton, e quando um deles está fora o outro faz não sentir falta. Ofensivamente fomos efetivos, com o gol do Junior Dutra em uma bela cabeçada. Dos últimos nove gols nossos, seis foram dele.

Tabela

Estamos fora da zona e esse é o nosso principal objetivo. Teremos mais 15 rodadas para não voltar para ela. O próximo jogo será no domingo, contra o Atlético-MG, em casa. Jogo das 11h e tem chance de ter um ótimo público. A confiança está em alta e, apesar de não ter um futebol primoroso, somos efetivos e isso é o que pode nos manter nessa posição. Agora é lutar pela terceira vitória seguida e somar pontos para se distanciar da turma que briga com a gente. Falta uma semana para o jogo, mas vale já convocar a torcida.

Mais uma chance de subir na tabela

09 de setembro de 2017 0

Desde que entrou na zona de rebaixamento, já nas primeiras rodadas, o Avaí teve algumas chances de sair da incômoda posição e alcançar o sonhado lugar entre os 16. Em nenhuma delas aproveitou. O último jogo assim foi contra o São Paulo, quando uma vitória nos daria essa possibilidade e apenas empatamos.
Essa pode ser a nossa maior motivação para este domingo contra o Sport, depois de intermináveis duas semanas sem jogo pela Série A.

Motivos para acreditar

O Avaí vem quebrando tabus no campeonato e vive seu melhor momento. Temos que acreditar, apesar das nossas deficiências. A diretoria não apresentou ninguém na sexta-feira, último dia para contratações, e vamos com o que temos até o fim do ano. A não ser que o Bryan Urueña, única novidade do elenco, seja um fenômeno não-descoberto já com seus vinte e tantos anos. Oremos.

O time

O torcedor sabe quem joga e isso eu sempre vejo mérito. Maicon entrou na última partida e mostrou ser opção. O Avaí no domingo precisa, mais do que nunca, ser o time da raça e trazer os três pontos. E quebrar mais esse tabu de não ter duas vitórias seguidas. Estaremos aqui torcendo por isso.