Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de setembro 2012

Primeiras aquisições na Feira

29 de setembro de 2012 0

Reprodução

Eu sei que tenho vários livros em casa esperando para serem lidos, mas, para mim, passear pela Feira do Livro e sair sem comprar nada é algo humanamente impossível. São tantas opções, tantas histórias interessantes, que fico tentada a levar vários…


Assim, minha primeira incursão à 28ª Feira do Livro de Caxias do Sul, no final da tarde de ontem, para prestigiar a abertura oficial e dar uma olhada inicial nas 46 bancas de livreiros e editores, resultou em dois novos livros para minha biblioteca caseira (interessei-me por vários outros, mas terão de ficar para mais adiante).

O primeiro é Relíquias (Record, 352 páginas, R$ 31,90 à vista na Feira), de Tess Gerritsen, cuja capa está ilustrando este post. O thriller policial é protagonizado por dois personagens já habituais nos livros da escritora, a médica legista Maura Isles e a detive Jane Rizzoli. Desta vez, a história começa quando uma tomografia revela que uma múmia, recentemente encontrada no porão de um museu, não tem dois mil anos como se pensava.

Na verdade, trata-se de uma mulher da atualidade, assassinada e depois mumificada segundo os antigos rituais egípcios. É quando Jane entra em ação, para investigar se há mais relíquias macabras como essa entre o material ainda não identificado do museu. A chave pode estar em uma nova funcionária da instituição, a jovem egiptóloga Josephine Pulcillo, contratada justamente para ajudar a identificar a múmia – e que também esconde um segredo do passado, que não quer revelar mesmo que sua própria vida esteja em risco.

O outro livro é um volume duplo da Seleção Saraiva Vira-Vira, ótima ideia que possibilita o acesso a dois títulos juntos, em formato bolso, por um preço bem acessível. No caso, O Brasil: Território e Sociedade no Início do Século XXI, de Milton Santos e María Laura Silveira, e Por Uma Outra Globalização: do Pensamento Único à Consciência Universal, de Milton Santos. Editado pela BestBolso, tem no total 624 páginas (480 do primeiro, 144 do segundo), texto integral das obras e preço de apenas R$ 15,90.

Território e Sociedade aborda uma ampla gama de assuntos relacionados ao nosso país, incluindo urbanização, divisão territorial do trabalho e sistema financeiro, além de mapas que mostram desde a densidade de automóveis nos anos 1950 até os municípios cobertos atualmente pela telefonia celular.

Por Uma Outra Globalização analisa aspectos como competitividade, consumo, cultura de massa e papéis das diferentes classes sociais nesse processo.

Bom, agora vou seguir minhas leituras, porque ainda quero dar outro pulinho na Praça Dante Alighieri para conferir mais livros – além das dezenas de lançamentos e outras atrações que terá por lá neste primeiro final de semana de programação.

Para quem não sabe: aos finais de semana, as bancas abrem das 10h às 20h.

Leitura (e atividades) para todos os gostos

28 de setembro de 2012 0

Arte de Charles Segat

E a 28ª Feira do Livro já está a todo vapor na Praça Dante Alighieri, em Caxias do Sul, com as bancas abertas desde o meio-dia. Ainda não consegui passar por lá, mas a colega Siliane Vieira foi no comecinho da tarde e contou que já havia gente conferindo as novidades e comprando livros.

Hoje ou no final de semana, quero ver se faço minha primeira visita à Feira — a primeira de muitas, pois, além de ampliar minha biblioteca pessoal, a programação deste ano está recheada, com muitas atrações.

Só amanhã, por exemplo, ocorrem 10 sessões de autógrafos, e no domingo esse número cresce ainda mais. Na segunda, começa a maratona de bate-papos com autores convidados, com a presença, às 18h, da escritora mineira Paula Pimenta, conhecida principalmente pela série de livros Fazendo Meu Filme. Também virão quatro convidados internacionais, a começar, na terça-feira, às 18h, pelo mexicano Juan Pablo Villalobos, autor de Festa no Covil.

Há ainda as contações de histórias, e o projeto Venha Ler Comigo, do qual participo no dia 10, às 19h, no Café da Feira.

Enfim, há muito que ver (e ler) nesta 28ª Feira do Livro. Entre você também nesta história…

Faltam menos de duas horas para a Feira...

28 de setembro de 2012 0

Maicon Damasceno

Atenção, leitores: daqui a menos de duas horas, ao meio-dia, serão abertas as 46 bancas de livreiros e editores da 28ª Feira do Livro de Caxias do Sul.


A abertura oficial da programação será às 18h30min, mas assim que as bancas abrirem você já poderá desfrutar do desconto de 20% nos livros (compras à vista).

Não perca mais esta Feira, e acompanhe aqui no blog dicas sobre a programação, os lançamentos e bons livros que estarão por lá.

Véspera de Feira

27 de setembro de 2012 1

Maicon Damasceno

A abertura da 28ª Feira do Livro de Caxias do Sul é só amanhã, mas, como mostra a foto acima, a maior parte das 46 bancas de livrarias e editoras já recebeu os livros que, a partir do meio-dia desta sexta-feira, serão comercializados com desconto de 20% para pagamento à vista e 15% no prazo.

Hoje o movimento na Praça Dante Alighieri é para arrumar os últimos detalhes: organizar os livros, fazer os ajustes na estrutura, conferir se está tudo pronto para amanhã, primeiro dos 17 dias de Feira…

Aqui no jornal Pioneiro, aliás, o dia também está agitado por conta disso: a equipe de Variedades preparou um caderno especial de 12 páginas sobre a 28ª Feira do Livro, que circulará encartado no jornal desta sexta-feira. Nele você poderá conferir a programação do primeiro final de semana, os primeiros lançamentos, as novidades desta edição, a palavra do patrono, Gilmar Marcílio, e da homenageada, Domingas Giacomin. E muito mais.

O blog também entrará no clima da festa dos livros, com posts especiais a partir de amanhã, recheados de dicas. Não perca.

Versão em português de 'The Casual Vacancy' chega em dezembro

27 de setembro de 2012 0

No mesmo dia do lançamento mundial de The Casual Vacancy, o primeiro livro adulto de J.K. Rowling, a autora da série Harry Potter, a editora Nova Fronteira acaba de anunciar que a versão em português da obra será lançada na primeira semana de dezembro.

A trama de The casual vacancy é ambientada em uma pequena cidade imaginária chamada Pagford e tem início com a morte inesperada de um vereador chamado Barry Fairweather.

Segundo o comunicado da editora, o título em português ainda não foi definido.

'The Casual Vacancy' chega nesta quinta

26 de setembro de 2012 0

reprodução

Esta quinta-feira é o dia tão esperado pelos fãs da escritora britânica J.K. Rowling: o lançamento mundial de seu primeiro livro adulto, The Casual Vacancy (Little, Brown, 512 páginas, R$ 69,90). A obra, em inglês, já estava em pré-venda há vários meses, e as estimativas da editora dão conta que 1 milhão de exemplares foram vendidos antecipadamente.


Embora a data da edição em português, pela Nova Fronteira, ainda não tenha sido confirmada, quem lê em inglês já pode ir conferindo a partir de agora se o talento de Rowling para a escrita se estende também para o mundo da literatura adulta. Na trama de The Casual Vacancy, um vereador morre na aparentemente tranquila cidadezinha de Pagford, desencadeando uma guerra para preencher a vaga.

O livro abordaria também temas como drogas, sexo e prostituição, numa guinada radical em relação ao universo mágico da saga Harry Potter, que tornou a escritora famosa — e multimilionária (sua fortuna é estimada em mais de US$ 900 milhões).

Rowling, no entanto, não vai abandonar o público infantil, que fez com que vendesse 450 milhões de exemplares das sete aventuras de Harry Potter: ela já estaria trabalhando em novos livros para as crianças.

Polêmica sobre livros de Monteiro Lobato continua

26 de setembro de 2012 2

Reproduções

O livro Caçadas de Pedrinho, clássico infantil de Monteiro Lobato — considerado o pioneiro da literatura para crianças no Brasil —, ainda não está livre da ameaça de censura nas escolas, acusado de conteúdo racista. E, desde ontem, outro livro do escritor entrou na lista de caça às bruxas: Negrinha, este uma história voltada ao público adolescente/adulto.


No caso de Caçadas, a polêmica começou ainda em 2010, quando o Conselho Nacional de Educação (CNE), recomendou a retirada da obra da lista do Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) devido principalmente a um trecho em que se diz que Tia Nastácia, a cozinheira negra da família, subiu numa árvore “como uma macaca de carvão”. Um parecer do ano seguinte liberou a inclusão do livro, com compromisso do MEC incluir a nota explicativa sobre o contexto da obra.

O Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara), no entanto, considera que isso não é o suficiente, e teve ontem uma reunião com o MEC para discutir a questão, sem acordo. A adoção ou não do livro nas escolas, agora, está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF).

Também nesta terça, o Iara ingressou na Controladoria Geral da União (CGU) com uma representação pedindo para investigar a compra de Negrinha, adotado em 2009 pelo PNBE, para estudantes do ensino médio. O motivo, mais uma vez, são alegações de racismo. Nesse livro, a personagem principal é a filha de uma ex-escrava, humilhada e maltratada pela mulher que a “adotou”.

Em entrevista ao jornal Zero Hora, o secretário de Educação Básica do MEC, César Callegari, declarou que não será admitido nenhum tipo de censura:

Caçadas de Pedrinho tem valor literário, é apresentado de forma contextualizada.

E você? O que pensa dessa polêmica?

Os vencedores do São Paulo de Literatura

25 de setembro de 2012 0

Reproduções

Os livros acima — Vermelho Amargo (Cosac Naify, 72 pág., R$ 39,90), de Bartolomeu Campos de Queirós, e Os Hungareses (Ofício das Palavras, 178 pág., R$ 30), de Suzana Montoro — são os grandes vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura 2012, anunciado na noite de ontem.

Montoro, morto no início do ano, foi premiado in memorian, e sua obra, considerada “inesquecível” e de “intensa qualidade poética” pelo júri, recebeu o prêmio de Melhor Livro do Ano. No romance, um narrador em primeira pessoa revisita a dolorosa infância, marcada pela ausência da mãe e a convivência com uma madrasta indiferente, que leva o personagem e seus irmãos a desenvolver comportamentos estranhos para suprir a ausência de afeto.

Já Suzana Montoro recebeu o prêmio da categoria Melhor Livro do Ano – Autor Estreante, com um texto que, de acordo com os jurados, destacou-se pela linguagem fluente e sensível. O livro recupera a saga de um grupo de imigrantes húngaros tentando se estabelecer no interior de São Paulo, sendo um dos temas centrais do livro o processo cultural de mudança de nacionalidade.

O São Paulo de Literatura é o prêmio literário brasileiro com o maior valor oferecido aos escritores: R$ 200 mil para cada vencedor. O prêmio destinado a Bartolomeu Campos de Queirós será entregue a seus herdeiros legais.

A crônica em pauta

24 de setembro de 2012 0

Cynthia Vanzella, banco de dados

A arte da crônica vai ser o assunto em pauta hoje à noite na Órbita Literária, o já tradicional encontro das segundas-feiras no Aristos London House, em Caxias do Sul, com promoção do grupo NósSemHora.


Para falar do tema, os convidados são os escritores Lúcio Saretta, Marcos Fernando Kirst, Tiago Marcon e Uili Bergamim, autores do livro Tetraedro. O bate-papo, aberto ao público e com participação gratuita, começa às 20h30min.

Antes do Órbita, às 19h, ocorre mais um modulo da oficina literária Cidade e Crônica, ministrada pelo por Marcon. O investimento é R$ 10 por encontro.

Noite de dormir na ACL

21 de setembro de 2012 0

A Academia Caxiense de Letras (ACL), que comemorou 50 anos em junho, programa uma atividade diferente para a noite desta sexta-feira: é o Venha Dormir Comigo, que ocorre a partir das 19h na sala da entidade, no Centro de Cultura Ordovás, em Caxias do Sul.

Segundo a presidente da ACL, Marilene Caon Pieruccini, durante toda a noite —”até que as pessoas aguentarem” — haverá atividades literárias, e para as 20h está programada uma supresa.

Ficou interessado? É só passar lá: a programação é aberta a todos os interessados, sem necessidade de inscrição prévia.