Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de dezembro 2012

Planos para 2013 - VI

31 de dezembro de 2012 1

Juan Barbosa, banco de dados

O médico, escritor e editor Marco de Menezes estreou na literatura escrevendo poesia, e foi com uma obra desse gênero que conquistou o prêmio de Livro do Ano no Açorianos de 2010. Em 2012, no entanto, o poeta — que também foi patrono da Feira do Livro de Caxias do Sul em 2011 — deu uma guinada à prosa, principalmente para responder à demanda das crônicas semanais que passou a escrever o jornal Pioneiro.

— Isso abriu uma senda para a ficção e é o que mais tenho escrito atualmente. De modo que minhas crônicas acabam por ficar na fronteira da ficção, que é algo que eu sempre li bastante e onde tenho encontrado muito prazer e disposição ao escrever. O que não significa que me bandeei pra prosa, a poesia está lá, nas fímbrias do texto, reclamando seu espaço — relata, dando uma pista de que em 2013 pode surgir alguma publicação do gênero, mas sem citar nenhum projeto em especial.

Os planos mais concretos para o novo ano são na sua faceta editor, junto a Camila Cornutti, pela editora Modelo de Nuvem:

— Temos previsto um book art da Vivi Pasqual (cujo trabalho é estupendo e muito nos orgulha publicar), um belo volume de contos (o primeiro) da Natália Borges e um título do professor da Unisinos Fabricio Silveira, sobre a experiência do grafite expandido (área de comunicação e artes visuais).

Além disso, a editora deve lançar em 2013 cerca de 10 títulos do Instituto Estadual do Livro e buscar expandir a distribuição em outros Estados, o que, salienta Menezes, é sempre um desafio para uma editora de pequeno porte.


Você frequenta a biblioteca?

31 de dezembro de 2012 1

Porthus Junior, banco de dados

Você frequenta a biblioteca municipal da sua cidade?


Faço essa pergunta porque, nesta segunda-feira, publicamos no jornal Pioneiro uma matéria sobre os números da Biblioteca Municipal Dr. Demetrio Niederauer, de Caxias do Sul, que teve 19.758 livros retirados ou pesquisados de janeiro a novembro (os dados de dezembro ainda não estão fechados).

É um bom volume, claro, mas poderia ser maior, visto que o município tem mais de 400 mil habitantes. Além disso, a biblioteca, reformada recentemente e que em 2012 recebeu o título de Biblioteca do Ano, possui um acervo de aproximadamente 120 mil exemplares, o que possibilitaria muitas leituras mais.

Num país em que a principal desculpa para não ler é o alto preço dos livros, é uma pena que uma opção de leitura gratuita como essa não seja mais aproveitada. Além disso, é fácil ir até a biblioteca: ela fica em pleno centro da cidade, na Casa da Cultura, na Rua Dr. Montaury, 1333, em frente à Praça Dante Alighieri.

Ficou interessado e ainda não é sócio da biblioteca? Então passe lá. Para se associar, basta apresentar documento de identidade e comprovante de endereço e pagar R$ 10 (taxa anual) ou doar um livro de literatura em bom estado. Neste período de férias, a biblioteca abre das 8h às 18h, de segunda a sexta, exceto neste dia 31 de dezembro e em feriados.

Planos para 2013 - V

30 de dezembro de 2012 0

Roni Rigon, banco de dados

Lançamentos e reedições estão nos planos do escritor Uili Bergamin para 2013.

— Com certeza sai um livro juvenil, que escrevi faz tempo como peça de teatro e que foi comprado pela Ueba Produtos Notáveis. Eles estão montando a peça e vão lançar o livro, com o texto adaptado para prosa. Chama-se A Mordaça e é uma crítica ao uso indiscriminado dos meios de comunicação em detrimento da humanidade de cada um de nós — conta Bergamin.

Outro livro do autor, que tem previsão de lançamento para março, é Luiz Pizzetti — Uma Consciência que Pulsa. A obra é definida pelo escritor como “uma pequena biografia deste que foi e é um lutador das causas sociais, preso político durante a ditadura e agitador cultural”.

Bergamin também espera, para o novo ano, a 4ª edição de O Sino do Campanário e a 2ª do infanto-juvenil A Ilha Mágica.



Planos para 2013 - IV

30 de dezembro de 2012 0

Ricardo Wolffenbüttel, banco de dados

A escritora Helô Bacichette, que já tem livros em vários gêneros e para vários públicos (em junho passado, por exemplo, ela lançou o infantil O Mistério das Folhas Perdidas, em coautoria com Elô Fernandes), vai voltar a investir na poesia em 2013.

— Para março, sai o livro de poemas: Amor, Amor, pela Editora Liddo — revela a escritora, que também é articuladora da Confraria Reinações Caxias, voltada à discussão de obras infanto-juvenis.

Amor, Amor, acresenta, terá ilustrações de Giovana Mazzochi e Douglas Trancoso.



Planos para 2013 - III

29 de dezembro de 2012 0

Roni Rigon, banco de dados

O escritor, jornalista e professor universitário Paulo Ribeiro vai, de certa forma, voltar às origens em 2013.

Natural de Bom Jesus e radicado em Caxias do Sul, ele lança, provavelmente em março, o livro Bonja, uma coletânea de crônicas que refazem, por um olhar do cotidiano, a história de sua Bom Jesus natal, que em 2013 completará 100 anos.

— É uma espécie de História não oficial da cidade, muitas delas já publicadas no (jornal) Pioneiro, mas algumas exclusivas tiradas do meu blog www.vitroladosausentes.blogspot.com — adianta o escritor.

O livro será composto exatamente de 100 crônicas, conta Ribeiro, e a capa será de um fotógrafo também de Bom Jesus, Rafael Dutra Borges.



Os 'mais mais' de 2012

28 de dezembro de 2012 0

 

 


Reproduções

Reproduções

Ano chegando no fim, não daria para deixar esse post de fora: os livros mais vendidos de 2012 em terras brasileiras. Embora ainda não esteja com a listagem fechada – os dados vão até o dia 16 de dezembro -, o site especializado Publisnews já dá uma pista do que bombou neste ano que termina.


O “mais mais”, claro, foi o primeiro volume da trilogia erótica Cinquenta Tons de Cinza, da inglesa E.L. James, que vendeu 539.333 exemplares. Vale ressaltar que o livro só chegou ao país em agosto, e que os números só se referem às livrarias pesquisadas (Argumento, Cultura, Curitiba, Fnac, Laselva, Leitura, Martins Fontes SP, Nobel, Saraiva, Super News, Travessa e Vila), deixando de fora, portanto, centenas (ou mesmo milhares) de pequenas livrarias por todo o país, e que também venderam muito bem esse que foi o fenômeno do ano.


Se considerarmos apenas ficção adulta, a lista segue com os outros dois títulos da trilogia, Cinquenta Tons Mais Escuros (273.235 exemplares) e Cinquenta Tons de Liberdade (202.433) ocupando, respectivamente, o segundo e o terceiro lugares. Lembre-se que o terceiro volume da série foi publicado apenas em novembro. A soma da trilogia chega a 1 milhão de exemplares (mais 15.001…), o que, num país em que poucos leem mais de dois livros por ano, representa um sucesso impressionante.


Na sequência, vêm A Guerra dos Tronos (4º, 81.636), de George R.R. Martin, que praticamente liderou no primeiro semestre; A Escolha (5º, 67.361), de Nicholas Sparks; Um Dia (6º, 53.724), de David Nicholls; O Festim dos Corvos (7º, 52.601), de George R.R. Martin; O Melhor de Mim (8º, 50.827), também de Nicholas Sparks; Para Sempre (9º, 49.570), de Kim Carpenter/ Krickitt Carpenter; e Toda Sua (10º, 48.718), de Sylvia Day.


Lugar para os brasileiros

Do 11º ao 20º, os americanos Nicholas Sparks e George R.R. Martin seguem marcando presença, mas também há lugar para o italiano Umberto Eco e até para brasileiros. Nessas posições estão, respectivamente, estão O Cemitério de Praga (44.741), de Umberto Eco; Um Homem de Sorte (41.619), de Nicholas Sparks; A Cabana (40.305), de William P. Young; Assassin’s Creed – Renascença (35.646), de Oliver Bowden; A Dança dos Dragões (34.737), de George R. R. Martin; As Esganadas (31.311), de Jô Soares; Um Porto Seguro (29.775), de Nicholas Sparks; O Casamento (26.584), de Nicholas Sparks; Presentes da Vida (25.419), de Emily Griffin; e Diálogos Impossíveis (21.431), de Luis Fernando Verissimo.

Diversidade na lista geral


Considerando-se a listagem geral (ficção, não ficção, autoajuda, negócios e infanto-juvenis incluídos), outros títulos também ganham destaque: o 2º lugar vai para Nada a Perder, de Edir Macedo, com 280.104 exemplares, e Agapinho, do Padre Marcelo Rossi, fica em 5º, com 138.474. O X da Questão, do empresário (e milionário) Eike Batista, fica com o 6º lugar geral, alcançando 109.213 exemplares. Jogos Vorazes, de Suzanne Collins — que apesar de ser ficção não aparece na lista acima por ser cotada como infanto-juvenil — foi outra febre do ano, vendendo 69.325 exemplares no Brasil e alcançando a 8ª colocação geral. O autoajuda Nietzsche para Estressados, de Allan Percy, ficou em 9º, com 69.221, e É Tudo tão Simples, de Danuza Leão, está em 10º, com 67.732.


Destaque ainda para o infanto-juvenil Diário de um Banana – Casa dos Horrores, de Jeff Kinney (65.182, 12º na lista geral); O Monge e o Executivo, de James Hunter (60.025, 13º); o clássico O Pequeno Príncipe, de Antoine Saint-Exupéry (56.727, 14º); Diário de um Banana, de Jeff Kinney (56.571, 15º); Steve Jobs, de Walter Isaacson (56.203, 16º); O Filho de Netuno, de Rick Riordan (51.863, 19º), e Ágape, do Padre Marcelo (51.445, 20º).

Ah: sempre vale lembrar que alguns títulos podem entrar e outros cair da lista quando forem computadas as últimas vendas do ano.

Planos para 2013 - II

28 de dezembro de 2012 0

Alessandra (ao centro, ao lado da ilustradora Carla Pilla) quer investir na divulgação de livro infantil (foto Antonio Valiente, divulgação)

Para dar sequência à série, hoje é a vez da escritora e jornalista Alessandra Rech falar de seus projetos para o novo ano que se aproxima.

 

— A ideia é dedicar mais tempo para a literatura em 2013 — revela.

O principal projeto, diz, é um livro de contos inéditos, cuja temática prefere não divulgar ainda, e em parceria com outros dois nomes, um das artes e outro da literatura.

Na área infantil, Alessandra pretende seguir com a divulgação do livro O Sumiço do Canário, lançado este ano pela Belas-Letras, que, relata, tem tido ótima repercussão em nível nacional.


Planos para 2013 - I

27 de dezembro de 2012 1

Porthus Junior, banco de dados

Final de ano é tempo de balanços, mas também de projeções para o novo período que se aproxima. Por isso, a partir de hoje, o Palavra Escrita vai contar aqui o que planejam para 2013 alguns escritores da região.

Para começar, quem nos conta os planos para o próximo ano é o jornalista, cronista e escritor Marcos Fernando Kirst, natural de Ijuí e radicado há tempo em Caxias do Sul — onde desenvolveu sua carreira literária e onde foi patrono da Feira do Livro de 2010.

— Meus projetos literários para 2013 se resumem, por enquanto, a dois já confirmados: uma biografia do prefeito José Ivo Sartori, prevista para o primeiro semestre, e uma biografia romanceada da poetisa Vivita Cartier, porto-alegrense que viveu em Criúva seus últimos anos até morrer de tuberculose em 1919, aos 26 anos de idade. É patrona da cadeira numero 11 da Academia Caxiense de Letras, cadeira que eu passei a ocupar a partir do dia 7 de dezembro — adianta Kirst.

Vale lembrar que o escritor já é autor de mais de uma dezena de livros, incluindo o romance Dois Passos Antes da Esquinao infantil O Gato que Não Sabia de Nada e o volume de poesias Em Silêncios — este último, vencedor do Concurso Anual Literário de Caxias e lançado em outubro passado, durante a Feira do Livro deste ano.

Novo livro de Khaled Hosseini em 2013

26 de dezembro de 2012 2

Primeira promessa de best-seller para 2013: o escritor afegão Khaled Hosseini, que fez sucesso nos últimos anos com os livros O Caçador de Pipas (que vendeu mais de 2 milhões de exemplares apenas no Brasil e ficou 103 semanas na lista de mais vendidos do jornal The New York Times) e A Cidade do Sol, terá seu terceiro livro lançado no Brasil no próximo ano.

O inédito And the Mountains Echoed, que ainda não tem título em português, sairá pela Globo Livros, que venceu um disputado leilão pela obra. A família, mais uma vez, será tema central do romance, que é a história de várias gerações de um mesmo clã, centrado nos irmãos e irmãs e nas maneiras que amam, machucam, traem, honram e sacrificam-se uns pelos outros.

A editora também pretende relançar O Caçador de Pipas no ano que vem.


Dê livros neste Natal

20 de dezembro de 2012 1

Já comprou todos os presentes para o Natal que se aproxima? Não esqueça de colocar livros na lista! Essa dica vale tanto para quando o presenteado em questão é adulto quanto para quando é uma criança. As livrarias estão repletas de boas opções para todos os gostos, dos mais intelectuais àqueles que não costumam ler muito, porém sempre podem ser seduzidos por uma boa história.

Como preferências — literárias, inclusive — são algo muito pessoal, fica difícil dar dicas, mas mesmo assim vou listar aqui algumas sugestões. Você também pode pesquisar outros post do blog sobre os mais variados gêneros, basta clicar nos link da lista “Categorias”, no canto inferior direito, onde tem, por exemplo, “autores brasileiros”, “clássicos”, “fantasia”, “infanto-juvenil”, “lançamento”, “literatura erótica”, “policial”, “suspense”, etc.

Vamos, então, às dicas prometidas. Aproveite e deixe também a sua sugestão de livro para presentear, ou qual você gostaria de ganhar neste Natal.

Reproduções

* Morte Súbita: o esperado primeiro romance adulto da autora de Harry Potter, J.K. Rowling, chegou em novembro às livrarias brasileiras, e já

falei dele por aqui. Pode ser um bom presente para fãs crescidos da escritora. Editora Nova Fronteira, 512 páginas, R$ 49,90 – mas já mais caro e mais barato, dependendo da livraria).

* Cinquenta Tons de Cinza: com centenas de milhares de exemplares vendidos só no Brasil, o romance erótico (ou “pornô para mamães”) de E.L. James é o sucesso do momento. Não faz muito o meu gênero, mas tem feito muita gente que nunca tinha aberto um livro começar a ler. Intrínseca, 480 páginas, R$ 39,90.

* Festa no Covil: o romance de estreia do mexicano Juan Pablo Villalobos é curtinho, tem menos de 100 páginas, mas é cativante. A história é contada pelo ponto de vista do menino Tochtli, filho de um poderoso traficante, que vive em uma fortaleza nas montanhas e passa seus dias colecionando palavras difíceis, chapéus e animais exóticos, encarando a violência como algo corriqueiro em um mundo que ele não compreende muito bem. Companhia das Letras, 96 páginas, R$ 29,50.

* O Prisioneiro do Ceú: a dica é dar esse livro para quem já leu os dois livros anteriores do espanhol Carlos Ruiz Zafón, A Sombra do Vento e O Jogo do Anjo. Isso porque nesse romance (um pouco mais curtinho que os outros dois) as tramas das obras precedentes se encontram e, de certa forma, se esclarecem em muitos pontos. Suma de Letras, 248 páginas, R$ 39,90.

* Pilares da Terra: o cultuado livro de Ken Follett ganhou recentemente reedição em volume único.  Na trama, a construção minuciosa de uma catedral gótica serve como motivo para um mergulho na Inglaterra do século 12 e em suas intrigas. Rocco, 944 páginas, R$ 69,50.

* O Enigma do Morango: o segundo volume da série de “suspense culinário” criada por Joanna Fluke é uma divertida história que mistura assassinatos, receitas de bolo e um texto leve e engraçado, sem deixar o mistério de lado. Lua de Papel, 240 páginas, R$ 29,90.

* O Motivo: o premiado romance infanto-juvenil de Patrick Ness conta a história de Todd, um garoto prestes a completar 13 anos (idade em que se tornará oficialmente um homem) que vive em Prentissburgo, uma cidade formada só por homens onde todos podem ouvir os pensamentos uns dos outros. Mas um dia o menino encontra alguém que ele não consegue ouvir, e descobre que muitos segredos foram escondidos dele. Para sobreviver, ele terá de fugir. Vale a leitura também por adultos. Pandorga, 447 páginas, R$ 39,90.

* Um Mundo Chamado Timidez: outro livro classificado como infanto-juvenil mas que pode tranquilamente ser lido pelos mais crescidos, esse romance de Leanne Hall se passa também num lugar estranho, Timidez, onde é sempre noite. Num bar, uma garota que prefere ser chamada de Menina Selvagem e que vem do lado “claro” da cidade conhece o misterioso Menino Lobo, um nativo que a leva para se aventurar pelos sombrios subúrbios de Timidez. Leya, 224 páginas, R$ 39,90.