Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2013

'Confissão', de Paula Pimenta, ganha reedição

29 de abril de 2013 0

Reprodução

Antes de tornar-se uma escritora best-seller com a série de livros Fazendo Meu Filme, voltados ao público adolescente, a escritora mineira Paula Pimenta publicou, em 2001, Confissão, em que reuniu poemas escritos desde a sua juventude. A obra, que estava esgotada, ganha agora uma nova edição, ampliada, pela Editora Gutemberg.

Uma curiosidade é que alguns dos textos que foram incluídos nesta edição já haviam aparecido nos livros das séries Fazendo Meu Filme, como de autoria da personagem Fani, e Minha Vida Fora de Série, como sendo de Rodrigo.

 O tema de grande parte dos poemas é o mesmo que instiga adolescentes do mundo todo a se aventurarem na poesia, o amor — com suas angústias, incertezas, dores e dramas. Afinal, quando foram escritos, a escritora tinha a idade que seus leitores têm hoje.

Com 80 páginas, o livro custa R$ 27,90.



Resenha: 'Fique Comigo'

27 de abril de 2013 0

Reprodução

O primeiro livro que comentei aqui no blog, em agosto de 2009, foi Confie em Mim, de Harlan Coben. Depois, voltei a falar do autor em setembro de 2011, comentando o livro Desaparecido para Sempre. Li ainda alguns outros títulos do autor, mas não voltei a falar sobre eles porque fiquei com a nítida impressão de que as histórias, em linhas gerais, estavam se repetindo, por incluírem sempre pessoas desaparecidas. Até que, há cerca de uns 10 dias, lendo orelhas e contracapas numa livraria, resolvi voltar a comprar o mais novo livro de Harlan Coben.


Antes que alguém pergunte: sim, Fique Comigo não foge à regra do autor, e tem seu desaparecido. Aliás, seus desaparecidos, mais de um. Mas resolvi lhe conceder o benefício da dúvida – afinal, se sigo lendo outros autores cujas histórias sempre giram em torno de assassinatos ou de complôs (ou de romances, ou de seres sobrenaturais, ou de…), então por que esse meu preconceito com a insistência de Coben nos desaparecimentos?

No final, a leitura valeu a pena. Em alguns momentos, cheguei a esquecer que havia alguém sumido naquelas páginas, tão bem elaborada era a trama que os desaparecimentos acabavam parecendo pano de fundo. A história acompanha três personagens principais aparentemente muito diferentes entre si: uma mãe de classe alta, com dois filhos adolescentes; um fotógrafo decadente que ganha a vida como paparazzo de mentirinha; e um policial que ainda não se conforma de não ter solucionado um caso 17 anos antes. O caso é o dito desaparecimento, ou, ao menos, o mais antigo deles. E é esse homem sumido a tanto tempo, ainda pranteado por sua mulher e filhos, o elo entre Megan, Ray e o detetive Broome.

Isso porque, antes de se tornar uma dona de casa exemplar, Megan era dançarina de streaptease, e a garota preferida de Stewart, o homem que sumiu há 17 anos – e que não era tão decente quanto sua família e seus amigos pensavam. Na época, chegou-se mesmo a pensar que eles haviam fugido juntos, pois ela sumiu do La Crème, a boate em que trabalhava, na mesma noite. Coincidência?

Stewart não era o único homem da vida de Cassie, nome pelo qual Megan era conhecida então. Ela e Ray viviam uma intensa paixão, e ele nunca a esqueceu. Mas seria só por isso que ele largou sua carreira como fotógrafo internacional para ganhar a vida fazendo fotos de pessoas que pagam para se sentirem celebridades?

Já Broome é o único que não desistiu de descobrir a verdade sobre Stewart. E, a cada ano, no aniversário do sumiço, visita a mulher dele. Até que, novamente num 18 de fevereiro, outro homem desaparece. Embora ele também frequentasse a boate,aparentemente não tem mais nada em comum com o caso anterior: é solteiro e filhinho de papai, enquanto o outro era trabalhador e com dois filhos pequenos.

Enquanto isso, entediada com sua vida, Megan resolve voltar à cidade. De uma antiga colega, ouve do novo desaparecimento, e também que Stewart, ou alguém muito parecido com ele, havia sido visto recentemente. Ela decide, então, procurar Broome e Ray, mesmo sabendo que pode estar arriscando seu casamento. O que ela não sabe é que poderá estar arriscando, também, a sua vida.

Com 286 páginas, o livro saiu no Brasil pela Arqueiro e custa em média R$ 29,90.

Policiais em e-book

26 de abril de 2013 0

 

Reproduções

A nova safra de lançamentos em e-book da editora gaúcha L&PM vem com dois bons títulos para os fãs do romance policial: Uma Confidência de Maigret, de Georges Simenon, e Morte nas Nuvens, de Agatha Christie.

Estrelados por dois dos mais famosos detetives da literatura — o comissário Jules Maigret e o detetive particular Hercule Poirot —, os livros trazem os elementos clássicos do gênero, com crimes sendo dissecados por meio da inteligência de quem investiga.

Em Uma Confidência de Maigret, o comissário, em um jantar com amigos, confessa que já pensou em abandonar a profissão. E conta por que, relembrando um caso de assassinato em que, apesar de todas as provas apontarem para um suspeito, ele não ficou convencido de sua culpa.

Já em Morte nas Nuvens, uma agiota morre subitamente durante um voo de Paris a Londres, vítima de um dardo envenenado. Poirot, que estava entre os passageiros, não consegue aceitar que um assassinato foi cometido bem debaixo do seu nariz, e acaba embarcando em um dos casos mais difíceis de sua carreira.

O e-book com a trama de Simenon sai por R$ 16, e o de Agatha, por R$ 17. Os valores ainda são bem próximos aos dos mesmos livros na versão tradicional, em papel — que saem, respectivamente, R$ 18 e R$ 19.



Páginas no cinema

25 de abril de 2013 0

Desde segunda-feira, o UCS Cinema, na cidade universitária, em Caxias do Sul, sedia a exibição de uma série de curta-metragens que têm o livro como tema. Com o nome de Sessão Curta cada Página, as duas últimas exibições ocorrem hoje e amanhã, às 16h30min, com entrada franca.

Estão sendo exibidos, a dada dia, seis curtas-metragens em que os personagens desenvolvem algum tipo de relação especial com os livros ou com o seu coletivo, a biblioteca.

As apresentações são realizadas por meio de uma parceria firmada com a Programadora Brasil, da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura.

Confira os títulos exibidos:

- O Homem-livro, da diretora Anna Azevedo

- Clandestina Felicidade, dos diretores Marcelo Gomes e Beto Normal

- Dedicatórias, do diretor Eduardo

- A Vingança da Bibliotecária, do diretor Santiago Dellape

- O Livro: Direção, da diretora Aleques Eiterer

- O Livro De Walachai, da diretora Rejane Zilles

Autora alemã estreia no Brasil

24 de abril de 2013 0

Reprodução

O Goethe-Institut, em Porto Alegre, sedia hoje às 19h o lançamento do romance A Cozinha da Alma, estreia no Brasil da escritora alemã Jasmin Ramadan. O livro, com 242 páginas e preço de R$ 42, sai pela editora gaúcha 8Inverso, e a autora participará do lançamento por meio de uma videoconferência.

Em A Cozinha da Alma, Jasmin apresenta para o público brasileiro uma realidade alemã ainda pouco conhecida: a vida de jovens filhos de imigrantes na Alemanha da atualidade. Apesar de o livro ser ficção, fala de algo que a escritora conhece bem, uma vez que sua mãe é alemã e seu pai, egípcio. O texto mistura humor e tragédia, retratando ambientes fora da classe média alemã. A prosa acelerada e a imaginação da jovem autora constroem uma nova e surpreendente experiência em relação à diversidade das esferas sociais na Alemanha, e uma amostra da moderna literatura produzida por lá. 

O livro conta a história do jovem Zino, filho de imigrantes gregos que o abandonam em Hamburgo ainda em sua adolescência, com poucas habilidades culinárias e pouco dinheiro. Seu irmão mais velho, a quem Zino idolatra, é um homem dado a pequenos delitos e que passa a maior parte do tempo na prisão. O leitor poderá acompanhar o problema da educação, a luta penosa para conseguir alguns rendimentos, a passagem de Zino pela cozinha de um bordel, o trabalho num navio, a fuga para uma ilha no Caribe e, no fim, sua volta a Hamburgo para finalmente realizar o sonho de abrir um restaurante.

A obra serve como introdução a uma história registrada em película. Dirigido por Fatih Akin, Soul Kitchen, o filme, enfoca os personagens de A Cozinha da Alma a partir da conclusão do livro. Assim, a história transcende mídias e dialoga com diferentes públicos, uma prova da versatilidade da literatura popular da Alemanha contemporânea.

O lançamento contará com a presença do professor da UFRGS Michael Korfmann, responsável por trazer a obra ao Brasil, da tradutora Miriam Inês Wecker e da editora Elaine Maritza da Silveira. Na videoconferência, a autora responderá perguntas sobre o livro e seu trabalho.

Em novembro, a autora participa da 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, onde autografa A Cozinha da Alma e lança O Porco Entre os Peixes, também pela 8Inverso.


Mais de 200 livros trocados

24 de abril de 2013 0

A primeira semana da atual edição do Livro Livre no San Pelegrino Shopping, em Caxias do Sul, já somou mais de 200 trocas — mais precisamente, 222, entre as segundas-feiras 15 e 22.

O projeto, desenvolvido pelo Departamento Municipal do Livro e da Leitura, por meio da Biblioteca Municipal, segue numa sala do primeiro andar do shopping até o dia 30, com acervo sempre se renovando. Para participar, basta levar um livro em bom estado (valem romances, livros de conto, autoajuda, infantis, juvenis…) e trocar por outro, à escolha.

— Além disso, quem visitar o espaço poderá ver a exposição de quadros que retrata Dom Quixote e faz parte do acervo da Biblioteca Pública Municipal Dr. Demetrio Niederauer — informa a diretora do Departamento, Daniela Tomazzoni Ribeiro.

Adriana Sirena, divulgação


A cidade da leitura

23 de abril de 2013 0

Fotos de Ederson Moreira dos Santos, divulgação

Nova Petrópolis, cuja Biblioteca Municipal Profª Elsa Hofstätter da Silva recebe hoje à noite o troféu de Biblioteca do Ano, concedido pela Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), merece mesmo o nome de Cidade Leitora.

A cada ano, as equipes da biblioteca e da Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Desporto inventam novas atividades e projetos para incentivar a leitura. Depois do Livros Sem Dono, do qual já falamos aqui no blog, a mais recente iniciativa é o Baú da Leitura, que incentiva a troca de livros e fez sua estreia no Dia Municipal de Incentivo à Leitura e seus Mediadores, em março.

Durante as programações da Semana do Livro, iniciada no dia 18 deste mês, o Baú voltou a circular. No sábado, esteve na Praça das Flores (foto acima), e no domingo, no Parque Aldeia do Imigrante. Uma média de 80 livros, na maioria infantis, circularam nas duas paradas do baú durante o final de semana.

O projeto consiste em levar a literatura ao público, funcionando como uma biblioteca itinerante. Além disso, a população pode levar livros que tenha em casa e trocar pelos do baú.

— Levamos o baú cheio de livros para os locais. Encorajamos o público a levar exemplares e depositar outros, promovendo assim uma troca constante de livros — explica Ederson Moreira dos Santos, diretor de Projetos Culturais da prefeitura.

Ontem, o Baú passou pelo restaurante do Supermecado Piá, onde os funcionários da empresa tiveram a oportunidade de levar exemplares para casa. Outro paradeiro já programado será o interior de Nova Petrópolis, durante a Semana do Colono, comemorada mês de julho.

O Baú da Leitura ainda terá muitos destinos durante o ano, dentre eles os principais eventos da cidade, escolas e pontos turísticos da cidade.


Efemérides de hoje

23 de abril de 2013 0

Shakespeare, acima, e Cervantes (reproduções)

Ando meio relapsa com a sessão de efemérides, mas a data de hoje, 23 de abril, não poderia passar em branco num blog dedicado ao universo da literatura.

Isso porque hoje se comemora o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, instituído em 1996 pela Unesco. A data foi escolhida pois marca também o aniversário de nascimento e de morte de um dos maiores escritores de todos os tempos, o inglês William Shakespeare, que nasceu em 23 de abril de 1564 e morreu em 23 de abril de 1616.

Autor de histórias até hoje lidas, apreciadas e adaptadas, como Romeu e Julieta, Macbeth, Hamlet, Otelo, A Megera Domada e Sonhos de Uma Noite de Verão, Shakespeare é considerado o maior escritor inglês e o maior dramaturgo do mundo.

Outro escritor marcante da literatura universal que é igualmente lembrado e homenageado nesta data é o espanhol Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote, considerado por muitos o primeiro romance moderno. Como Shakespeare, Cervantes também morreu em 23 de abril de 1616.

Tem contação de histórias no San Pelegrino

23 de abril de 2013 0

 

Berenice Stallivieri, divulgação

A sala do Livro Livro — projeto de câmbio gratuito de livros capitaneado pelo Departamento Municipal do Livro e da Leitura — instalada no shopping Estação San Pelegrino, em Caxias do Sul, sedia hoje três sessões de contação de histórias para a criançada.



A primeira, que já deve estar rolando, será para os estudantes do Colégio São Carlos. À tarde, às 14h e às 15h, será com os alunos do La Salle Carmo. E a programação prossegue amanhã, às 14h, com a presença da gurizada da Raio de Luz. 

Para os grandinhos, a grande atração do espaço é mesmo a troca de livros. Na edição de fevereiro, foram trocados 1.245 exemplares, e a expectativa é chegar a 1.500 nesta edição, que começou na semana passada e vai até o dia 30. O Livro Livre está instalado em uma sala no primeiro andar do shopping.

A iniciativa é uma parceria com a Secretaria da Cultura, por meio da Biblioteca Pública Municipal e do Departamento do Livro e da Leitura, e apresenta programação com rodas de leitura, contação de histórias, palestras e outras surpresas.

Flávio Ferrarini no Órbita Literária

22 de abril de 2013 0

O escritor Flávio Luis Ferrarini é o convidado de hoje do Órbita Literária, às 20h, na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Os 18 do Forte, 1.690), em Caxias do Sul.

Ele vai falar sobre vivências literárias, abordando poesia, crônica, contos e gêneros literários sobre os quais se constitui sua bibliografia. A entrada é franca.