Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "lançamento"

Livros de Agatha Christie ganham nova edição

10 de julho de 2014 1
Imagens Globo Livros, divulgação

Imagens Globo Livros, divulgação

Mesmo passados quase quatro décadas de sua morte, a escritora britânica Agatha Christie segue cativando leitores de todas as idades _ tanto que ainda é uma das autoras mais vendidas do mundo e lidera com folga o ranking de traduções para outros idiomas, que somam mais de 7,2 mil versões (contra 4,7 mil do segundo colocado, o francês Júlio Verne).

E novas edições das obras da “Dame” Agatha surgem a cada ano, como esta série de oito clássicos da Rainha do Crime que está sendo lançada pela Globo Livros. Entre eles, o primeiro dos romances publicados pela escritora, O Misterioso Caso de Styles (288 páginas, R$ 34,90), que marca também o “nascimento” do seu mais célebre personagem, o detetive belga Hercule Poirot).

Na lista está também a reedição de E Não Sobrou Nenhum (400 páginas, R$ 39,90) — novo título de O Caso dos Dez Negrinhos), considerado o melhor livro policial de todos os tempos e que inaugurou um novo estilo nas histórias policiais. Um detalhe é que, nessa versão, em vez de a cantiga infantil que conduz a história dizer “dez negrinhos saem para jantar”, ela vem com “dez soldadinhos saem pra jantar”.

Os outros títulos são O Assassinato de Roger Ackroyd (296 páginas, R$ 34,90), outro dos clássicos da autora e sempre listado entre seus melhores livros, Assassinato no Campo de Golfe (296 páginas, R$ 34,90), O Adversário Secreto (384 páginas, R$ 39,90), Os Cinco Porquinhos (296, R$ 34,90) — outro dos chamados “casos das cantigas infantis” —, Os Relógios (336 páginas, R$ 34,90) e Três Ratos Cegos e Outros Contos (272 páginas, R$ 34,90), este último reunindo nove contos).

4maisagatha

 

Do universo de 'Resurrection'

18 de junho de 2014 0
Reproduções

Reproduções

A série televisiva Resurrection angariou milhões de fãs mundo afora, incluindo aqui no Brasil, onde o livro que lhe deu origem, Ressurreição (The Returned, no original em inglês), de Jason Mott, foi lançado há pouco mais de um mês.

Pois se você gostou do livro e/ou da versão para a TV, saiba que esse não é o único trabalho de Mott envolvendo pessoas que retornam do mundo dos mortos como se nada tivesse acontecido. Além do romance, Mott também escreveu três contos que são “prequels” (histórias passadas antes da história principal, ou paralelamente a ela) de Ressurreição.

São eles The First, em que o autor explora a história de Edmund Blithe, o primeiro “ressurgido”, e de sua noiva, Emily; The Sparrow, em que um casal procura reunir uma garotinha com seu pai, para quem ela está morta há duas décadas; e The Choise, em que um homem é forçado a escolher entre a vida que ele tem agora, com sua esposa, e a que ele pensava ter perdido quando a antiga namorada desapareceu, muitos anos antes.

Os três contos podem ser encontrado em e-book, em inglês. No site da Barnes & Nobles, The First aparece ao preço de US$ 0,99, enquanto The Sparrow e The Choice sairiam gratuitamente. Como não entendo muito de e-books (sério, nunca comprei nenhum…), não sei como fica para leitores brasileiros, mas creio que como não há a questão física da entrega, os preços seriam os mesmos.

Ainda sobre Resurrection: a segunda temporada já está confirmada, só ainda não sei para quando.

***

mott_wonderE o novo romance de Jason Mott, The Wonder of All Things, está em pré-venda em sites internacionais. Nesse livro, durante um show aéreo, um avisão cai sobre uma multidão, matando e ferindo dezenas. Quando as coisas começam a se aclamar, uma garota de 13 anos, Ava, sai de sob os destroços e, quando ela toca em seu amigo Wash, todos os ferimentos dele desaparecem miraculosamente.

Quando a notícia sobre seu dom de cura se espalha, a vida da menina vira do avesso, com pessoas de todo o mundo rumando até sua pequena cidade para serem curadas por ela. O preço de seu poder, entretanto, é alto, e ela própria vai enfraquecendo a cada “milagre”, até que terá de decidir entre ela mesma e aqueles a quem ama.

Tem King novo no mercado (em inglês)

05 de junho de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Junho chegou e, com ele, o novo livro de Stephen King, Mr. Mercedes, lançado oficialmente na última terça-feira — nos países de língua inglesa, é claro.

Aqui no Brasil, a previsão de chegada, ainda numa edição em inglês, é para o próximo dia 30, mas o livro já está em pré-venda, ao preço de R$ 95,10. Como em todos os livros do mestre do suspense/terror, o preço é salgado, mas para quem é fã, vale a pena. Lembrando que o livro tem 448 páginas.

Para quem quer ir provando um gostinho da trama, no site do autor é possível conferir o vídeo “step inside the mind of Mr. Mercedes”, em que o assassino da trama lê a carta que enviou ao detetive Hodges. E  na página de King no Facebook, o escritor postou links para outros vídeos, em que personagens de livros anteriores — como Annie, de Misery, e Rita Hayworth, de Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank — apresentam Mr. Mercedes.

***

E este é mesmo o “mês Stephen King”: dia 30, estreia a segunda temporada de Under the Dome, que adapta o livro homônimo.

***

De minha parte, ainda estou por começar a leitura de Doctor Sleep, cuja entrega ocorre entre hoje e amanhã. Depois, conto por aqui o que achei.

Minhas próximas 1.156 páginas de leituras

30 de maio de 2014 1
Reproduções

Reproduções

Sei que tenho pilhas de livros não lidos em casa, mas, depois de ver o episódio de ontem do seriado Resurrection — o penúltimo da temporada, que termina na próxima semana —, não resisti.

Afinal, justamente agora que o número de “ressuscitados” está crescendo exponencialmente, como é que vou esperar as próximas temporadas para saber o final da história? Assim, hoje pela manhã, entrei no site de uma grande livraria e fiz minha encomenda do livro Ressurreição, de Jason Mott (Verus, 336 páginas, R$ 35),que deu origem à série de TV transmitida pelo canal pago AXN.

Como não sou muito contida quando o assunto são livros, aproveitei e fiz mais duas “comprinhas”: Doctor Sleep, de Stephen King — em inglês, porque a versão em português ainda não chegou. Um detalhe interessante: acabei comprando a edição inglesa, com a capinha acima, diferente daquela que eu vinha mostrando por aqui. Motivo? É bem mais barata, estava R$ 56,30 enquanto a norte-americana custava R$ 95,10 (sim, os livros de King, enormes, costumam ser bem caros). Com 500 páginas, a edição é da Hodder & Stoughton.

A terceira aquisição foi Os Deixados para Trás (Intrínseca, 320 páginas), de Tom Perrotta. Esse, fiquei curiosa por ler quando li uma resenha feita por Stephen King, na revista Mapa, da qual falei por aqui ontem. Na história, milhares de pessoas somem misteriosamente, no que fica conhecido como Partida Repentina. Uma das hipóteses é de que tenha ocorrido o “arrebatamento”, ou seja, a ascenção ao céu dos bons, que ocorreria na segunda vinda de Cristo. Mas nem só pessoas boas foram levadas, e a reação dos remanescentes varia da rebeldia à adesão a seitas…

Também o livro de Perrotta tem duas opções de capa, uma azul e outra rosa, ambas da mesma editora. Optei pela rosa, pois essa estava em promoção, a R$ 9,90, enquanto o livro azul, mesmo em promoção, custaria R$ 33,90 (o preço de capa de ambos é R$ 39,90). Ah: a informação é de que Os Deixados para Trás também vai virar série.

Bem, agora é esperar os livros chegarem, e mergulhar nessas leituras um tanto quanto fantásticas-sobrenaturais…

Horror no mundo da moda

20 de maio de 2014 0
Marcus Lorenzet, ArtSpell, divulgação

Marcus Lorenzet, ArtSpell, divulgação

“O luxo não pode ser contido… E nem o horror.”

Essa é a premissa do novo livro da escritora caxiense Suzy M. Hekamiah, Démodée, uma trama de horror ambientada no universo da moda que será lançada em agosto, durante a Bienal do Livro de São Paulo — em Caxias do Sul, o lançamento está previsto para setembro.

Na história, durante um dos maiores desfiles do planeta, dois acontecimentos chocam o mundo da moda: a ossada de uma famosa modelo desaparecida há vinte anos é encontrada em uma antiga tecelagem em Manchester, no Reino Unido, e na França outra super modelo desaparece.

As pistas não estão claras, mas para o estudante de Direito Jonathan Rodriguez, que encontrou os restos mortais da jovem, a única certeza é que todo glamour das passarelas esconde o pior dos horrores.

Ainda não há detalhes sobre preço e número de páginas da obra, que sai pela editora Literata, mas a capa é esta aí ao lado, com arte de Marcus Lorenzet, da ArtSpell.

A aguardar!

Resenha: 'A Filha do Louco'

11 de abril de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Já se passaram mais de cem anos desde que H.G. Wells, um dos pioneiros da ficção científica, escreveu A Ilha do Dr. Moreau, em que encontramos um cirurgião envolvido em experiências macabras que objetivam transformar animais em humanos. Agora, as mesmas discussões sobre os limites da ciência e da ética são retomados pela escritora Megan Shepherd sob um ângulo diferente: o da filha do médico, que ainda sofre as consequências do escândalo que envolveu seu pai e destruiu sua família seis anos antes.

No recém-lançado romance A Filha do Louco (Novo Conceito, 416 páginas, R$ 32,90), encontramos a jovem Juliet, que passou a infância entre os luxos da alta sociedade. Aos dez anos, porém, ela viu seu pai amado e até então respeitado ser acusado de crueldade com os animais pela prática da vivissecção — uma espécie de dissecação com os animais vivos. Para não ser preso, o dr. Moreau foge e é dado como morto, enquanto a mulher e a filha perdem tudo o que têm. Poucos anos depois, a mãe também morre, e Juliet sobrevive trabalhando como faxineira, escovando o chão nos laboratórios da faculdade de Medicina, a mesma em que seu pai lecionava antigamente.

Com poucas expectativas a não ser escapar das mãos de um professor que a persegue pelos corredores da faculdade, Juliet tem sua vida novamente transformada quando encontra uma pista de que o pai pode estar vivo. Decidida a encontrá-lo e a descobrir se ele é mesmo o monstro que todos dizem ou se é apenas um gênio incompreendido, ela parte para a ilha remota em que ele se refugiou, na companhia de Montgomery — um belo rapaz que foi criado da família e agora trabalha como assistente do médico em suas experiências.

Na chegada à misteriosa ilha do dr. Moreau, Juliet e Montgomery ainda terão a companhia de Edward, um náufrago que o navio recolheu no caminho. O velho médico não parece muito satisfeito com o hóspede, nem dedica à filha toda a atenção que ela esperava, mas os deixa ficar. A tranquilidade da estadia, entretanto, é quebrada com uma sequência de mortes misteriosas e com as descobertas da jovem sobre o que seu pai e Montgomery fazem até altas horas no laboratório.

Além do medo do assassino e da mistura de fascinação e horror em ver do que o pai é capaz, Juliet ainda se sente dividida entre Montgomery, sua paixão desde a infância, e Edward, por quem sente intensa atração e para quem seu pai a empurra — afinal, ele é de “boa família”, e não um simples empregado como o outro. Quando os ataques aos habitantes da ilha se intensificam, porém, as dúvidas do coração ficam em segundo plano: as prioridades são capturar o monstro responsável pelas mortes, e fugir dali o quanto antes…

Recheado de suspense, o livro é daqueles para virar a noite lendo, tão difícil é largá-lo antes do fim. E, como toda boa releitura de um clássico, ainda deixa o leitor com vontade de (re) ler a obra original. 

 

Crimes na Paris fin-de-siècle

01 de abril de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Para quem, como eu, não resiste a um bom romance policial e acha Paris uma das cidades mais charmosas do mundo, esse lançamento da Editora Vestígio (especializada em policiais) é um prato cheio: Assassinato na Torre Eiffel (256 páginas, R$ 29,90), de Claude Izner.

A trama promete unir investigação, suspense e romance na Paris fin-de-siècle, tudo mesclado com muitos detalhes da vida parisiense do final do século 19. O protagonista é Victor Legris, um livreiro que se vê envolvido numa série de mortes inexplicáveis.

A história se passa no verão de 1889, quando milhares de visitantes de todo o mundo estão a caminho da Exposição Universal, na qual a Torre Eiffel acaba de ser inaugurada. Victor está no primeiro andar da torre para se encontrar com seu sócio, Kenji Mori, e Marius Bonnet, seu amigo jornalista, diretor e redator-chefe do Passe-Partout. A conversa é subitamente interrompida com a notícia de que uma mulher foi encontrada morta naquele mesmo andar, vítima de uma estranha picada de abelha.

Três dias depois, o corpo do naturalista americano John Cavendish é descoberto em frente ao Palácio das Colônias, igualmente picado por uma abelha. Uma carta anônima sobre abelhas assassinas é a peça que faltava para Victor começar a investigar as estranhas mortes.

Além do enredo interessante (e do cenário mais interessante ainda), depõe a favor do livro o fato de ele ter vencido o renomado Prêmio Michel Lebrun. E vale ainda destacar uma curiosidade: Claude Izner não é um escritor, mas sim o pseudônimos de duas escritoras, as irmãs francesas Liliane Korb e Laurence Lefèvre.

Entrou na minha lista de leituras para este ano.

A capa de 'Revival', de Stephen King

14 de março de 2014 1
Reprodução

Reprodução

Estava devendo por aqui a capa de Revival, novo livro de Stephen King programado para ser lançado (em inglês) em 11 de novembro — antes disso, em junho, tem outro lançamento, Mr. Mercedes.

Pois aí está ela, para ir dando um gostinho aos fãs. Agora é ficar na torcida para que as traduções dos dois livros não levem anos para chegar ao Brasil.

E, vale lembrar, ainda estamos na espera da edição em português de Doctor Sleep, a continuação do clássico (e assustador) O Iluminado que foi lançada ano passado nos EUA. A informação é de que ela sai este ano pela editora Objetiva.

Os três, com certeza, já estão na minha lista…

1, 2, 3 lançamentos nesta sexta, em Caxias

13 de março de 2014 0
Reproduções

Reproduções

Está aberta a temporada de lançamentos literários em Caxias do Sul.

Amanhã, Dia Nacional da Poesia, haverá três sessões de autógrafos simultâneas. Serão, é claro, três livros de poesia: Tempestades Inglórias e Noites Sombrias, de Wagner Hertzog, O Suor dos Fortes, de Uili Bergamin, e O Homem Só, de Leandro Angoneze.

As obras integram a coleção Revolução Literária da editora Épsilon — uma editora nova que está surgindo na cidade. O lançamento será às 20h, no Aristos (Av. Júlio de Castilhos, 1.677, junto ao Clube Juvenil), no centro de Caxias. Os livros serão comercializados a R$ 14,50 cada (ou os três juntos por R$ 40).

E em breve tem mais novidades vindo por aí. Fique de olho, que falaremos delas aqui no blog.

'Adultério', de Paulo Coelho, chega em abril

12 de março de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Dias atrás, falei por aqui que o lançamento do novo livro de Paulo Coelho nos Estados Unidos seria em agosto. Pois no Brasil o lançamento será meses antes: Adultério estará nas livrarias no dia 15 de abril, pela editora Sextante. Ainda não sei o número de páginas e o preço.

A capa é essa aí ao lado, e o tema do romance, é claro, pode-se depreender do título. Confira um trecho, retirado da página do livro no site Skoob: “Só fiz amor com vontade mesmo uma vez em muitos meses – e você sabe bem de que dia estou falando. Já considerei que tudo isso seja um rito de passagem, consequência de eu ter passado dos 30 anos, mas essa explicação não basta”.

Hoje, o escritor divulgou no seu twitter o link para um teaser do livro no YouTube (confira abaixo). Pelo que dá para ver nos 49 segundos do vídeo, tem muita ação e emoção (e sexo) na história.

)