Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "escritores"

A Rainha não está morta

09 de junho de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Hoje é segunda-feira, portanto, noite de Órbita Literária. E para comandar o bate-papo, o convidado da vez é o jovem escritor Pedro Guerra, autor de dois romances policiais publicados nos últimos anos, entre eles A Rainha Está Morta, 4º obra mais vendida na última Feira do Livro de Caxias do Sul.

Mas não, o bate-papo não vai desmentir a trama do livro — que gira em torno de um crime ocorrido numa escolha de soberanas da Festa da Uva —, e sim falar de uma outra rainha, Agatha Christie, que, apesar de morta há quase quatro décadas, segue mais viva do que nunca entre os amantes da literatura policial.

Com o tema A Indústria Agatha Christie, o encontro vai debater vida e obra da eterna Rainha do Crime, autora de mais de 80 livros e que, ainda hoje, segue como a campeã de vendas no mundo todo (sim, suas obras somam mais de 4 bilhões de exemplares vendidos, bem a frente de best-sellers da atualidade, como J.K. Rowling ou John Green).

O bate-papo, promovido pelo Grupo Cultural Órbita Literária, começa às 20h, na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Dr. Montaury, 1.570), no centro de Caxias, e tem entrada franca.

***

Quem quiser ir lendo um pouco mais sobre as obras de Agatha Christie para se preparar para o encontro, fica aqui o link de uma série de resenhas publicadas aqui no blog, além de notícias relacionadas a obras da Rainha.

Nesta terça na Feira do Livro de Bento

13 de maio de 2014 0
O caxiense Pedro Guerra é um dos escritores que visitam escolas hoje (foto Roni Rigon, banco de dados)

O caxiense Pedro Guerra é um dos escritores que visitam escolas hoje (foto Roni Rigon, banco de dados)

E segue a 29ª Feira do Livro de Bento Gonçalves, com livros sendo vendidos com 15% de desconto na Via Del Vino.

Além de renovar sua biblioteca, confira abaixo as atrações de hoje da Feira, como as visitas de escritores a escolas:

8h15min - Projeto Era Uma vez…- Visita da escritora Ana Terra à EMI Mundo Encantado.

8h30min - Projeto Encontros com o escritor – Visita do escritor Pedro Guerra (foto) à EMEF Princesa Isabel.

8h30min - Projeto Encontros com o escritor – Visita do escritor Alexandre Brito à EMEF Senador Salgado Filho.

8h30min às 10h – Projeto Literatura passeante – Colégio Marista Aparecida Atividade de criação literária, customização de materiais alternativos e confecção de marcadores de livros. Local: Colégio Marista Aparecida.

9h e 10h - Projeto Contando e encantando – Colégio Marista Aparecida – Contação da história O menino que sonhava em versos, de Sandra Zeni Carli, no Tablado da Feira.

9h - Bate-papo do músico e escritor Thedy Corrêa, com alunos do Instituto Estadual de Educação Cecília Meireles e Colégio Marista Aparecida. Local: Anfiteatro Ivo Antônio Da Rold, na Fundação Casa das Artes

9h45min - Projeto Era Uma vez…- Visita da escritora Ana Terra à EMI Lar dos Pequeninos.

13h30min às 17h - Oficina Poesia em sala de aula, com o escritor Alexandre Brito. Público-alvo: professores dos anos iniciais. Local: Sindilojas. Inscrições gratuitas: oficinas.feiradolivro@bentogoncalves.rs.gov.br

14h e 15h - Projeto Contando e encantando – Colégio Marista Aparecida – Contação da história O menino que sonhava em versos, de Sandra Zeni Carli, no auditório do SESC

14h - Projeto Encontros com o escritor – Visita do escritor Ivan Zigg À EEEF Pedro Vicente da Rosa.

15h - Contação de histórias com a escritora Ana Terra, no tablado da feira.

18h - Acústico com Rodolfo Costa, no tablado da Feira.

Hoje também tem Órbita Literária

05 de maio de 2014 0

Às 20h desta segunda-feira, o papo na edição da semana do Órbita Literária gira em torno do tema John Steinbeck vai ao Cinema, que será abordado pelo painelista Conrado Heoli, coordenador da Unidade de Cinema e Vídeo da Secretaria Municipal da Cultura de Caxias do Sul.

Autor de 27 consagradas obras literárias e ganhador do Nobel de literatura e do Prêmio Pulitzer, John Ernst Steinbeck é um dos maiores nomes da literatura norte-americana. Admirado por sua escrita que contrasta realidade e imaginação, suas narrativas apresentam personagens profundos e tridimensionais inseridos em discussões sociais relevantes que, em muitos aspectos, permanecem atuais.

Steinbeck teve sua obra recorrentemente levada às telas por grandes cineastas, entre eles Elia Kazan, John Ford e Alfred Hitchcock. A partir das três adaptações desses realizadores para A Leste do Éden, As Vinhas da Ira e Um Barco e Nove Destinos, esta edição do Órbita Literária pretende ler Steinbeck por meio da sétima arte e promover uma discussão à respeito de adaptações cinematográficas para grandes clássicos da literatura.

O bate-papo ocorre na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Dr. Montaury, 1.570), em Caxias do Sul, e tem entrada franca.

Obras de García Márquez ganham reedição

23 de abril de 2014 0
Editora Record, divulgação

Editora Record, divulgação

A procura pelos livros do colombiano Gabriel García Márquez aumentou desde a morte do escritor, na semana passada. Para atender a essa demanda, a editora Record está preparando a reimpressão das obras do prêmio Nobel de Literatura.

O livro de memórias Viver para Contar já estaria com 5 mil novas cópias sendo impressas, e para o mês que vêm devem chegar novas edições de A Revoada, Olhos do Cão Azul e O Outono do Patriarca.

Em Caxias do Sul, a Do Arco da Velha Livraria e Café, uma das mais tradicionais livrarias da cidade, ainda não registrou aumento na procura pela obra de Gabo, mas acredita que isso deve ocorrer logo — tanto que o estoque dos títulos do autor será ampliado.

Harlan Coben, Cassandra Clare e Ken Follett em SP

08 de abril de 2014 0
Divulgação

Divulgação

A 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que ocorre em agosto, já tem confirmadas três presenças de peso: os escritores Harlan Coben (foto), autor de romances de mistério; Cassandra Clare, autora da saga Os Instrumentos Mortais; e o consagrado autor de thrillers Ken Follett — são dele, por exemplo, Os Pilares da Terra e Inverno do Mundo.

Segundo a Câmara Brasileira do Livro, Coben participará da programação no dia 23 de agosto; Cassandra, no mesmo final de semana (não foi especificado se será dia 22 ou 23); e Follett, no dia 30.

A 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo ocorre de 22 a 31 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. A expectativa é de um público de 800 mil pessoas.

Ah: já falei de alguns livros de Coben por aqui. Para quem quiser conferir, as resenhas são de Fique Comigo, Desaparecido para Sempre e Confie em Mim.

 

 

Efemérides de 1º de agosto

01 de agosto de 2013 0

Reproduções

A “aniversariante” de hoje nasceu há 214 anos, em 1º de agosto de 1799, e é provável que a maioria das crianças de hoje jamais tenha ouvido falar dela. A Condessa de Ségur, no entanto, é autora de numerosos livros infantis, daqueles com verdadeiro sabor de infância, muitos dos quais continuam sendo editados e lidos ainda hoje.


Eu mesma, quando criança, diverti-me a valer com as aventuras de Sofia, a Desastrada, uma de suas obras, publicada originalmente há cerca de 150 anos. O livro conta a história de Sofia, uma garota de sete anos tão desastrada que consegue levar sua mãe, seu primo e sua babá quase à loucura — sem deixar de ser meiga e divertida.

Uma curiosidade, que só agora descobri, é que a personagem é homônima da autora, nascida na rússia com o nome de Shopie Feodorovna Rostopchine. Radicada na França, ela casou-se com o Conde de Ségur, teve oito filhos e só começou a escrever seus livros aos 58 anos.

Outros títulos dela que valem ser destacados e que marcaram a infância de muita gente são A Morada do Anjo da Guarda, As Meninas Exemplares, As Férias, João que Chora e João que Ri, Memórias de um Burro

***

Outro nascido em 1º de agosto, desta vez em 1819, é Herman Melville, escritor norte-americano autor de Moby Dick.

Qual o seu escritor preferido?

25 de julho de 2013 5

Reprodução

Hoje, 25 de julho, é Dia do Escritor. Por isso, o blog Palavra Escrita quer saber: quem é o seu escritor preferido?

De minha parte, acho difícil indicar um só — são tantos bons escritores de ontem e de hoje, e em cada momento surgem novas preferências. No entanto, se tivesse de indicar um só, seria a sempre Rainha do Crime, Agatha Christie, a senhora inglesa da fotinho ao lado, criadora de personagens inesquecíveis como o detetive Hercule Poirot e a velhinha esperta Miss Marple.

Alargando o time, também gosto muito de Stephen King, Umberto Eco, Carlos Ruiz Zafón, Dean Koontz, P.D. James, Tess Gerritsen… E de vários outros, claro. Do Brasil, destaco, entre outros, Marcos Rey, que eu curtia muito na adolescência (alguém mais aí era fã de O Mistério do Cinco Estrelas e d’O Rapto do Garoto de Ouro?).

Mas e você? Deixe um comentário falando do(s) seu(s) autor(es) preferido(s)!

Mais uma efeméride...

21 de julho de 2013 0

Reprodução

Sim, o dia 21 de julho é pródigo em acontecimentos relevantes no que diz respeito ao mundo literário. Entre eles, está o nascimento do escritor norte-americano Ernest Hemingway, no ano de 1899.


Entre suas obras mais conhecidas está o romance O Velho e o Mar, de 1952, considerado sua obra-prima e que lhe rendou o prêmio Pulitzer no ano seguinte. Mas esse não seria o maior reconhecimento a sua obra: em 1954, ele recebeu o Nobel de Literatura.

Paris é Uma Festa (1964) também faz parte da lista de bons livros do autor, integrante da chamada “geração perdida”, de escritores expatriados em Paris.

Além da experiência parisiense, Hemingway também viveu quatro anos na Espanha, e nesse período tornou-se fascinado pelas touradas (chegou a se tornar um toureiro amador). Esse tema aparece em dois livros, O Sol Também Se Levanta (1926) e Por Quem os Sinos Dobram (1940).

Já da experiência na Primeira Guerra Mundial, onde atuou como motorista de ambulância da Cruz Vermelha por não ter conseguido se alistar, surgiu Adeus às Armas (1929).

Efeméride do dia

26 de fevereiro de 2013 0

Reprodução

Hoje é dia de lembrar do escritor francês Victor Hugo, nascido a 26 de fevereiro de 1802, em Besançon.

Em meio à sua vasta obra, destaque para Os Miseráveis — cuja mais recente adaptação cinematográfica (foto abaixo), em formato de musical, levou no último domingo o Oscar de melhor atriz coadjuvante, maquiagem e efeitos sonoros — e para O Corcunda de Notre-Dame.

Precoce, aos 15 anos ele teve um de seus poemas premiado pela Academia Francesa. Dois anos depois, fundou com seus irmãos a revista Le Conservateur Littéraire, e tabmém ganhou o concurso da Académie des Jeux Floraux. Seu primeiro livro, Odes e Poesias Diversas, surgiu em 1821, aos 19 anos, e um ano depois publicou seu romance de estréia, Hans da Islândia.

O romance Notre-Dame de Paris, ou O Corcunda de Notre-Dame, foi publicado em 1831. A história de amor entre o corcunda Quasímodo e a cigana Esmeralda é considerado seu maior romance histórico, e ajudou a definir o formato de exploração ficional do passado que acabou por marcar o romantismo francês.

Os Miseráveis, por sua vez, começou a ser planejado nos anos 1830, mas só teve sua primeira edição em 1862. Apesar de ter uma recepção hostil da crítica na ocasião, o livro logo se mostrou popular — e assim permanece até hoje, continuando a render adaptações para o teatro, a televisão e o cinema.

Universal Pictures, divulgação


Efeméride do dia: aniversário de Georges Simenon

13 de fevereiro de 2013 1

Reprodução

Como fã da literatura policial, eu não poderia deixar passar em branco o aniversariante ilustre deste 13 de fevereiro: o escritor belga Georges Simenon, criador do comissário Maigret, um dos maiores detetives da literatura contemporânea e que protagniza pelo menos 75 de seus romances, além de inúmeros contos.

Simenon nasceu na cidade de Liège, em 13 de feveiro de 1903, portanto, estaria completando hoje 110 anos. Escritor fecundo, deixou quase 200 romances e 158 novelas, além de numerosos outros livros e contos publicados sob 27 diferentes pseudônimos. Somados, seus livros passam da marca de 500 milhões de exemplares vendidos, e seguem sendo publicados, mesmo após a morte do autor, em 1989 (a editora gaúcha L&PM tem uma série dedicada ao autor, com mais de 60 títulos).

Mas o escritor não se dedicou apenas à literatura policial, embora seja mais conhecido por ela. É dele, por exemplo, o ótimo romance O Homem que Via o Trem Passar, do qual também já falei aqui no blog.

Para quem conhece a obra do autor, vale procurar novos títulos dele — como são muitos livros, é bem provável que você encontre algum que ainda não leu. Para quem ainda não conhece, fica a dica: experimente, você com certeza vai gostar.