Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "infantil"

Noite de festa na Confraria Reinações Caxias

23 de julho de 2013 0

 

Reprodução

O encontro desta noite da Confraria Reinações Caxias será muito especial. Para comemorar os quatro anos de atividades do grupo que se reúne mensalmente para debater literatura infantil e infantojuvenil, a programação inclui muita música e poesia.



Com a coordenação da escritora e confreira Helô Bacichette, o encontro começará às 19h — meia hora mais cedo do que o usual — e incluirá leitura de poemas do livro A Arca de Noé, de Vinícius de Moraes.

Mas as atrações da noite não param aí: haverá ainda três apresentações musicais distintas, do Coral Municipal de Caxias, do Coral La Felicità e de Samuel Sodré. 

O melhor de tudo é que o encontro, na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Os 18 do Forte, 1.690, no centro de Caxias do Sul), é aberto ao público e tem entrada franca.

Noite para lembrar 'O Pequeno Príncipe'

15 de julho de 2013 0

reprodução

Passados 70 anos do seu lançamento, o livro infantil O Pequeno Príncipe continua a frequentar as listas de mais vendidos — atualmente, está em 6º entre os infantojuvenis no ranking do site especializado Publishnews — e a cativar crianças e adultos, que se encantam com sua linguagem simples e ao mesmo tempo filosófica. De olho nessa longevidade, o Órbita Literária desta segunda-feira vai debater esse que é o mais conhecido livro do escritor e aviador francês Antoine de Saint-Exupéry.


Para falar sobre o tema O Pequeno Envelheceu? Os 70 Anos do Pequeno Príncipe que Todo Mundo Leu!, o convidado da noite será o jovem escritor Pedro Guerra. Ele será o responsável por conduzir os participantes entre os encantos e os desencantos na viagem a um planeta repleto de surpresas: o ser humano.

Com organização do Grupo Literário Independente NósSemHora, o Órbita ocorre na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Os 18 do Forte, 1.690), em Caxias do Sul, e tem entrada franca. Ah: o bate-papo literário começa às 20h.

'Píppi Meialonga' na Confraria Reinações

20 de novembro de 2012 0

Reproduções

O encontro mensal da Confraria Reinações Caxias, hoje à noite, tem tudo para ser muito divertido. É que o livro em pauta será Píppi Meialonga, da sueca Astrid Lindgren. Para quem ainda não conhece esse livro, publicado pela primeira vez em 1945 e reeditado até hoje, fica a dica de leitura: a personagem que dá título ao livro é, simplesmente, impagável.


Píppi — que já chegou a ser comparada à boneca Emília, criada por Monteiro Lobato para as histórias do Sítio do Picapau Amarelo — é uma menina de nove anos, rosto sardento, tranças espetadas e muito espevitada. Ela mora sozinha, sem pai nem mãe, mas nem por isso deixa de levar uma vida agitada e alegre. Para começar, ela é muito forte. Forte mesmo, capaz de dar uma surra em cinco garotos brigões e enfrentar um touro à unha. E essas são só algumas das aventuras que ela vive…

Aliás, ela não vive totalmente só: tem a companhia de um macaquinho e de um cavalo. Ela mesma faz suas roupas, que são bem esquisitas, e sua comida, composta basicamente de biscoitos, panquecas e sanduíches. Nada convencional, apronta na escola, no circo, na casa dos vizinhos, em viagens… Também engana os policiais que querem levá-la para um orfanato e põe ladrões para correr, entre outras estripulias.

Píppi Meialonga foi escrito por Astrid Lindgren como um presente de aniversário para sua filha, quando ela completou 10 anos, e venceu o Prêmio Hans Christian Andersen de 1958. A história encantou tanto que teve continuações. Em Píppi a Bordo, a garota recebe a visita de seu pai, um ex-pirata, que quer levá-la para uma ilha distante onde ele se tornou o rei dos canibais. Já em Píppi nos Mares do Sul, ela parte num barco a vela em direção a essa ilha, vivendo novas e divertidas aventuras.

Mesmo escritos há mais de 60 anos, os livros seguem encantando, e com certeza valem a leitura — seja por crianças, seja por aqueles mais crescidinhos que também gostam de histórias curiosas e divertidas. As capinhas que ilustram este post são de edições recentes da Companhia das Letrinhas; os livros têm entre 144 e 160 páginas e preço de R$ 34 cada.

Ah: o encontro da Confraria Reinações começa às 19h30min e vai até as 21h, na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Os 18 do Forte, 1.690, no centro de Caxias do Sul). A entrada é franca, e mesmo quem não leu os livros pode participar. A coordenação será de Teresinha Tregansin.

Era uma vez um sapinho...

05 de junho de 2012 0

Reprodução

Um sapinho-criança muito simpático, chamado Plimplim, seus irmãos gêmeos Pop e Soc, a mana Nina, papai Verdinho, mamãe Verdinha e vovô Verdão — um excelente contador de histórias — são os personagens de Sapolândia (editora Maneco, 28 páginas, R$ 20), livro que a escritora Lourdes Curra lança hoje, às 17h30min, na Livraria do Maneco, em Caxias.

Esse é o 12º livro de Lourdes, florense radicada em Caxias do Sul e que ocupa a cadeira 26 da Academia Caxiense de Letras (ACL). Ela é autora também de obras como A Princesinha Marta, que deve ganhar em breve uma edição em quadrinhos, e Autobiografia de Titi, divertida história de um passarinho lançada ano passado em edição bilíngue português-italiano.

Além de divertido, o texto interage com outras obras, apresentando às crianças, por exemplo, o poema O Sapo, de Ferreira Gullar, e citando Sapo Amarelo, de Mario Quintana. Ao final do livro, os pequenos leitores têm um passo a passo para fazer um sapinho de origami, que pula de verdade.

Os personagens ganham forma também pelo traço da ilustradora caxiense Karen Basso.



Padre Marcelo lança 'Agapinho'

23 de março de 2012 3

Reprodução

Depois de conquistar o público leitor adulto — foram 7,6 milhões de exemplares vendidos desde o lançamento de Ágape —, o padre Marcelo Rossi quer agora levar sua mensagem ao público infantil: ele vai lançar Agapinho — Ágape para Crianças, que terá orações e carta inédita. O livro chega às livrarias em 16 de abril.

Na edição infantil, que conta com ilustrações de Thais Linhares, o padre faz uma cuidadosa adaptação do conteúdo de seu best-seller para tratar de assuntos como verdade, justiça, perdão, bondade, solidariedade e confiança.

Os temas são apresentados à luz de 12 passagens do Evangelho de São João, entre elas a multiplicação dos pães, a ressurreição de Lázaro, a crucificação e a aparição aos discípulos. Ao final de cada capítulo, o leitor encontra uma oração escrita especialmente para o público infantil.

Com 88 páginas e indicação para o público entre oito e 12 anos, a obra sai pela editora Globo e terá preço de R$ 24,90.



Os próximos debates da Reinações

14 de dezembro de 2011 0

Reproduções

Alô, interessados na literatura infanto-juvenil: os próximos encontros da Confraria Reinações Caxias já têm data e livro definidos.


O de janeiro será no dia 17, e debaterá o livro O Mágico de Oz, de Lyman Frank Baum.

O de fevereiro será dia 14 (foi antecipado da terceira para a segunda terça-feira do mês devido à Festa da Uva) e discutirá Pinóquio, do italiano Carlo Collodi.

Em março será a vez de os confrades debaterem, no dia 20, Os Meninos da Rua da Praia, de Sérgio Caparelli.

Com a lista na mão, dá tempo a quem gosta de ler e discutir literatura se preparar para os encontros, que são gratuitos e abertos ao público.

Um menino e seus balangandãs (dica do dia)

12 de outubro de 2011 0

Reprodução

Você tem mania de colecionar coisas? Ou não tem coragem de se desfazer de nada? Então, talvez se identifique com Ivan, personagem do livro Ivan Balangandã (Liddo Editora, 28 páginas, R$ 25), que a escritora Helô Bachichette lança hoje, às 16h30min, no Palco Infantil da Feira do Livro de Caxias.

A obra cont a história de um menino, o Ivan do título, que guarda muitas coisas: copos, latas, selos, pregos, insetos e até pontas de lápis de cor – para desespero de sua mãe, que se assusta com a bagunça do quarto. Um dia, ele encontra um menino que também recolhe coisas, só que para vender…

O livro, voltado ao público infantil, tem belas e coloridas ilustrações de Danilo Marques.



Para o Dia das Crianças

22 de setembro de 2011 0

Reprodução

Eis aí a capa de Tchau, Chupeta, lançamento para o Dia das Crianças da editora LeYa Brasil.


O livro surgiu de uma parceria com o projeto Pequeno Cidadão, criado em 2009 por Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros, Antonio Pinto e seus filhos. 

Inspirado na faixa de mesmo nome, o livro traz ilustrações de Cláudia Briza, que contam a história do protagonista da música. Com imagens bem coloridas, o livro procura mostrar que largar a chupeta pode ser mais divertido do que parece.

Além da história, a obra dá dicas para as crianças desenvolverem a consciência ecológica.

Neste sábado tem sessão de autógrafos do livro 'Ivan Balagandã'

17 de setembro de 2011 0

 

Reprodução

A escritora e contadora de histórias Helô Bacichette promove neste sábado apresentação e sessão de autógrafos de seu  novo livro, Ivan Balagandã (Liddo Editora).



Será das 14h às 17h, na livraria Mercado de Ideias (Av. Júlio de Castilhos, 1.614), em Caxias do Sul.

 

Voltado ao público infantil e com ilustrações de Danilo Marques, Ivan Balagandã terá lançamento oficial durante a 27ª Feira do Livro.

Encantamento nos Alpes suíços

13 de setembro de 2011 1

Reprodução

Uma pequena órfã, de cinco anos, é levada pela tia para morar com o avô que ela nunca viu, numa cabana em uma montanha dos Alpes suíços. Conhecido como Tio do Morro, o avô vive isolado, sem amigos e sem conversar com ninguém, mas a pequena Heidi acaba amolecendo seu coração.

Essa é a síntese de um dos maiores clássicos da literatura infantil de todos os tempos, Heidi, escrito em 1880 pela escritora suíça Johanna Spyri. A singeleza e a doçura da história, que explora a vida campestre em um dos mais bonitos cenários do mundo, já cativaram várias gerações de leitores ao redor do mundo — em seus 131 anos, o livro foi traduzido para 50 idiomas e vendeu mais de 20 milhões de exemplares, além de tornar a menina um dos símbolos da Suíça.

Na trama, após acostumar-se com a vida em meio à natureza e à brincadeira com as cabras e um pequeno pastor — além de tornar o avô um pouco mais sociável —, Heidi repentinamente é retirada desse cotidiano pela tia, que mudou de ideia e agora a leva para a capital, para ser acompanhante de uma menina inválida. O choque com um mundo tão diferente dá um novo rumo à história…

***

Se você já leu o livro (ou mesmo se ainda não leu, mas gosta de literatura infanto-juvenil), um convite: hoje à noite Heidi será debatido em encontro da Confraria Reinações Caxias, na livraria Arco da Velha, em Caxias do Sul. O encontro, aberto e gratuito, começa às 19h30min, coordenado por esta blogueira.