Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A ponte e a passarela vice-campeãs

11 de maio de 2011 11

Este é o projeto que ficou em segundo lugar no concurso da prefeitura de Blumenau e do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) para escolher as formas da ponte e da passarela que devem ser construídas no Centro (foto em detalhes, logo abaixo). Foi desenvolvido pelos arquitetos Eduardo Dutra e Andreia Quintino Sant’Ana, da blumenauense Caza Arquitetura, e teve a consultoria de dois escritórios de Barcelona (Espanha).

A Caza foi a única representante do Sul do país entre os três primeiros colocados. Apesar do segundo lugar, não deixa de ser um belo reconhecimento à capacidade dos arquitetos da cidade.

Agora, resta saber se as estruturas ficarão por muito tempo no papel, como acontece com o Mercado Público Municipal. O projeto do também blumenauense Christian Krambeck (Terra Arquitetura) foi o vencedor de concurso nacional em 2007 e até agora, nada.

Comente abaixo

comentários

Comentários (11)

  • Charles diz: 11 de maio de 2011

    Muito belo esse projeto local ! Tenho curiosidade em ver os 5 primeiros.
    Obrigado por compartilhar !

  • alicio nelson diz: 11 de maio de 2011

    enquanto a saude, educação e segurança …. vao pra ponte que pariu

  • Leandro Karasinski diz: 11 de maio de 2011

    Deixa eu fazer uma pergunta, que ninguém consegue me responder. Porque a prefeitura fez um novo projeto para uma ponte que já tinha um projeto aprovado?
    Ao meu ver, torraram mais 50 mil do nosso dinheiro para algo que já exisita, ou não?

    P.S: Se não me falhe a memória, até o pessoal que construiu aquela ponte em Brasília é que iria construir essa aqui em Blumenau, estaiada como a de Brasília e tudo mais.

  • Leonardo diz: 11 de maio de 2011

    Não foi a Terra Arquitetura que fez os pontos de ônibus cujos painéis laterais impedem a visão do ônibus se aproximando?

    Ah… devem ser discípulos do Niemeyer, que colocam a forma sobre a função.

  • Christian J. Grosch diz: 12 de maio de 2011

    Esse projeto aí ainda está melhor que o vencedor… O vencedor parece uma raquete.

  • LUIZ CARLOS GULIAS CABRAL diz: 12 de maio de 2011

    Muito bom o projeto.
    A concepção arquitetônica se coaduna com a paisagem. Nota-se a preocupação de dotar a passarela de uma estrutura leve que se encaixa no ambiente sem agressão.
    As técnicas executivas também foram muito bem resolvidas. A técnica de montar os arcos na margem e girá-los também foi muito bem empregada e é perfeita para essa situação.
    Parabéns aos autores!! Parabéns à arquitetura Blumenauense!!!
    Luiz Carlos Gulias Cabral.
    Eng. Civil

  • Carlos diz: 12 de maio de 2011

    Não seria possivel fazer algo menos agressivo visualmente? Estes arcos do projeto vencedor, que voam sem sentido, acabam cobrindo o visual da cidade. Também me pergunto se o estilo será duradouro, como foi o caso de tantas pontes famosas (Tower Bridge em Londres, Brooklin em NY, Golden Gate, Alexander III em Paris, Herciio Luz, etc…), ou sera como o estilo da igreja Matriz, que envelheceu muito mal.

  • André diz: 12 de maio de 2011

    Pra que uma passarela ligando o Centro de Saúde com a Prainha? Se voce, que fizesse então ligando o Biergarten à Prainha.

  • Isabel diz: 13 de maio de 2011

    Assim como na frente do maior Shopping da cidade – local de grande movimento de pedestres – não tem uma faixa de segurança com semáforo sincronizado porque ¨enfeia¨ a vista, percebo nesses projetos da ponte e passarela uma (des)preocupação ¨niemayeresca¨. Aos meus olhos, sem desmerecer o talento do arquiteto, arquitetar uma cidade sem se preocupar com o tratamento de esgoto, ofusca até a obra mais deslumbrante, mesmo que essa cidade seja Brasília… Elogios para a resistência das obras do Niemayer. Não sei de nenhuma que ruiu ou foi levada pelas águas. Por aqui, temos priorizado não ¨enfeiar¨ a visão da paisagem. Belos arcos! Belas formas! Gostaria de saber se alguém se preocupa com o momento fletor.

  • Leonardo diz: 14 de maio de 2011

    Isabel
    Enquanto isso há uma proliferação de favelas em toda a cidade.

  • Ana diz: 18 de julho de 2011

    Ao meu ver não vejo necessidade de por a passarela para pedestres que liga a prainha à rua Itajaí, a rua Itajaí é pouquíssimo movimentada, por que não ligar até a expresso Blumenau, digo ali na praça, é uma ótima ligação em dois pontos turísticos e de mais acesso aos demais também

Envie seu Comentário