Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Conheça o Centro de Inovação de Blumenau

09 de dezembro de 2013 9

W_CIB_P

Essa é a cara do prédio que vai abrigar o Centro de Inovação de Blumenau, junto ao campus 2 da Furb, no bairro Itoupava Seca. O projeto foi desenvolvido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável em parceria com o Sapiens Park e será oficialmente apresentado na terça-feira, quando as partes blumenauenses que integram o projeto vão à Capital para mais uma reunião de trabalho.

Com o projeto pronto, o passo seguinte é licitar a obra. O secretário de Estado Paulinho Bornhausen espera que o edital de licitação seja lançado pela Furb entre o fim deste ano e o início do próximo ano:

– Na reunião de terça-feira vamos definir os detalhes.

A construção deve custar cerca de R$ 7 milhões e o valor será repassado pelo Estado através de convênio. O Centro de Inovação vai reunir empresas inovadoras e instituições que trabalham para promover a inovação nas empresas, como o Instituto Gene, a própria Furb e o Blusoft. Também deve servir de sede administrativa do Distrito de Inovação a ser criado no Bairro Itoupava Seca.

Comente abaixo

comentários

Comentários (9)

  • Ricardo diz: 9 de dezembro de 2013

    Ou seja, a obra vais custar 18 milhões e vai ficar nos obscuros da Furb.
    uma universidade publica, que cobra mensalidade de particular, indo a forra com dinheiro publico….. Juro que vou morrer e não entenderei isso…..

  • Andre Kohls diz: 9 de dezembro de 2013

    Torço para este novo Centro de Inovação de Blumenau ser um reforma no prédio já existente e não a demolição das antigas construções do Casarão Salinger que também agora pertence a FURB ao lado. Bem que este projeto podia ter incorporado as construções antigas (Casarão Salinger) como fazem em prédio antigos na Alemanha. O antigo e moderno incorporado ficaria perfeito para aquelas construções lá existentes.

  • Mauro diz: 9 de dezembro de 2013

    Até onde sei o projeto do prédio é um padrão imposto pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, utilizado em todas as ciadades que recebrão um polo desses.

    E, na minha opinião, é preferível que um ente público (sujeito às fiscalizações previstas em lei) administre dinheiro público.

  • Pedrinho diz: 9 de dezembro de 2013

    Caro Mauro,

    Acho que você está um pouco fora da realidade

    “ente público administrar dinheiro público”.

    Só da bagunça.

    Veja quanto tempo para reformar a ponte de Gaspar. (adm.pública)
    Veja quanto tempo para construir as marginais na 101 (adm. privada)
    Veja as instalações da FOZ como estão fazendo rápido (adm. privada)
    Veja a ponte do Badenfurt (adm. pública)

  • Przygod diz: 9 de dezembro de 2013

    O que eu realmente espero é que o Centro não vire um condomínio de baixo custo como o Blusoft é atualmente… Basta ver quantos anos as empresas permanecem ali e não se graduam nunca…

  • Mauro diz: 9 de dezembro de 2013

    Sim Pedrinho,

    Mas acho que colocar dinheiro na mão de ONGs ou OCIPs obscuras é ainda pior.

    Os seus exemplos são válidos, mas podemos enriquece-los para dar “caldo” a discussão:

    -a construção da Ponte do Vale (adm. pública) está seguindo um ritmo bastante rápido. Deverá ser inaugurada junto com a Ponte do Badenfurt, apesar de iniciada bem depois;
    -a Foz do Brasil (adm.privada) está fazendo um serviço de reparo das ruas abaixo de qualquer crítica. Deve ser a única unanimidade na polêmica Blumenau.

    Aproveito para elogiar sua postura em debater idéias, sem ataques. Isso tem se tornado raro no debates virtuais, infelizmente.
    []s

  • Sergio diz: 10 de dezembro de 2013

    Mauro e Pedrinho… Parabéns! A discussão tem que ser em alto nível! Sem ofensas, ataques pessoais, o que, como o Mauro comenta aqui “tem se tornado raro no debates virtuais, infelizmente”. Já chamei a atenção sobre este assunto em outros posts.

  • Toninho diz: 15 de dezembro de 2013

    Eu acho q essa obra não vai sair. Pois a prefeitura sabe que não pode liberar nenhum empreendimento a menos de 100m do rio.
    Acho q é uma obra fictícia.

  • Roberto Heinzle diz: 19 de maio de 2014

    Olá Pedrinho! E que tal o Viaduto da Mafisa. Projeto feito pela iniciativa privada e entregue ao Governo (público) para execução. Não poderia ter ficado pior.

Envie seu Comentário