Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vereador quer meia-entrada para todas as mulheres de Blumenau em eventos da cidade

18 de julho de 2017 20
Cobrar meia-entrada de mulheres em baladas é prática comum. Foto: divulgação

Cobrar meia-entrada de mulheres em baladas é prática comum. Foto: divulgação

Projeto de lei do vereador Jovino Cardoso Neto (PSD) quer conceder às mulheres blumenauenses o benefício da meia-entrada (50% de desconto) em casas noturnas, cinemas, teatros, shows, circos, eventos esportivos, culturais e de lazer. A proposta está em análise na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Blumenau.

Curta o Blog do Pancho no Facebook
Siga o Blog do Pancho no Twitter

Segundo o vereador, a aprovação do projeto seria uma maneira de regulamentar uma prática que foi questionada há algumas semanas por uma juíza de Brasília (DF), para quem cobrar ingresso mais barato de mulheres, prática comum nas baladas, é ilegal. A magistrada disse que a cobrança diferenciada embasada no gênero do consumidor é discriminatória.

Jovino diz que a meia-entrada para mais da metade da população estimularia a realização e a participação das pessoas nos eventos. Pelo menos foi o que ele ouviu de donos de casas e promotores de eventos da cidade. Outro aspecto que ele leva em conta é o que ele chama de fator econômico.

— Os homens colocam calça e camisa e estão prontos. As mulheres têm um custo maior para o preparo, com maquiagem etc. Ela já tem um custo elevado — diz o vereador.

Comente abaixo

comentários

Comentários (20)

  • Nanda diz: 18 de julho de 2017

    Antes de mais nada só quero deixar registrado que essa é a MINHA opinião.

    O assunto é polêmico (quando não deveria)…

    A lógica seria simples: se eu sou dono / dona de uma casa de festas, logo eu poderia cobrar o valor que eu achasse conveniente (valor igual para ambos os sexos ou diferenciado entre masculino e feminino).

    Não concordo com a explicação dada pelo vereador pelo simples motivo: se eu acho caro a entrada de um local é só não ir. Ninguém é obrigada a entrar em um local se não lhe cabe no orçamento, se terá “gastos” com roupa, calçado e maquiagem ( até pq são itens que não compramos sempre que vamos sair). Se ele tivesse apontado o fato de que “geralmente as mulheres ganham menos que os homens (há dados que comprovam), que “geralmente são as que mais investem no lar” (sim, também há dados sobre isso) aí sim ele teria um ponto positivo.

  • Julio Schmitt diz: 18 de julho de 2017

    “Jovino diz que a meia-entrada para mais da metade da população estimularia a realização e a participação das pessoas nos eventos.”

    Digo eu, não cobrando ingresso algum estimula mais ainda a participação das pessoas nos eventos.

    Deve ser brincadeira de 1. de Abril ainda – porém com data vencida.

  • Manuela diz: 18 de julho de 2017

    Pelo amor de Deus, né Jovino? Vc não tinha nem que estar aí.
    Como vamos construir uma sociedade digna e igualitária com esse tipo de atitude?
    Mulher não é biscoito pra macho ser atraído pra local nenhum, e sabemos que é por isso que esse negócio tá sendo requisitado.

  • Stephan diz: 18 de julho de 2017

    Que bom, vamos fazer seguinte então. Pela teoria dele, se cobrar a metade de todos vai estimular mais ainda. Só cobrar a metade do dobro de todo mundo.
    Jovino, será que ele sabe a tabuada de 2 ?

  • Emerson diz: 18 de julho de 2017

    A constituição diz que TODOS os brasileiros são iguais perante a Lei. É por causa de políticos populistas como esse que o Brasil esta na m.. que tá. O populismo é a pior desgraça pra economia de um país. Pior até que a corrupção . Políticos populistas não pensam em outra coisa que não seja as próximas eleições

  • roberto diz: 18 de julho de 2017

    Brincadeira isso né …tanta coisa pra se preocupar ,,,, por isso que tá a m… que tá… faça uma lei para cobrar menos impostos … menos na saude ,,,, menos na energia… menos na agua… menos na comida …cuida mais da poupulacao … VAI QUEM QUER EM CASAS NORTURNAS…SHOWS E EVENTOS…

  • Anderson diz: 18 de julho de 2017

    Alguém, sempre, vai pagar a conta. Da desconto pra um, cobra mais caro de outro, simples assim.
    Ou será que os lugares vão apenas conceder os descontos e deixar de lucrar?!
    É o tipo de proposta idiota, basta pensar um pouco.

  • Ricardo A Azambuja diz: 18 de julho de 2017

    De novo criando o curral eleitoreiro, através da segregação de grupos. Politica burra e imbecil, vão se preocupar com o sucateamento das áreas residenciais, criando regras de ocupação imobiliária, não permitindo a construção de prédios em vielas que mal comportam a passagem de veículos leves, seria mais profícua a atividade destes legisladores na elaborar projetos de descentralização da cidade.

  • Antonio diz: 18 de julho de 2017

    Sou totalmente a favor de cotas. Para vereador ignorante, deveria-se exigir o triplo de votos para ser eleito.

  • Felipe Roberto Tribess diz: 18 de julho de 2017

    O Brasil só está nesse cenário de insolvência graças as grandes intervenções no livre exercício da atividade econômica… Cada estabelecimento deveria ser livre para estipular a entrada conforme sua conveniência, salvo abusos.

    Sobre abusos, me parece ser o caso quando se tenta criar maiores diferenças ao passo em que se discute e se busca a igualdade. O abuso nesse caso, quem comete é o legislador.

    Jovino, o Brasil vive novos tempos, onde a política antiga e arcaica já não é mais o suficiente. O velho jeitão de ganhar votos, já não é mais aceito. É o conselho.

  • Marcelo diz: 18 de julho de 2017

    kkkkkk…. a maioria detona o Jovino…ele pode trazer o Papa pra Oktoberfest que o povo vai cair de pau nele….kkkk

  • Leo diz: 18 de julho de 2017

    Esse papo de “votar certo” não existe. Votar sem fiscalizar, sem cobrar, sem questionar SEMPRE é votar errado, não importa em quem. Comentar aqui e no facebook é legal mas vou dar uma dica melhor ainda: abaixo está a lista de emails de todos vereadores de Blumenau, escreva o que você pensa e envie. Obrigado Pancho por divulgar mas se o povo nada fizer, será sempre a mesma coisa.

    marcosdarosa@camarablu.sc.gov.br;almirvieira@camarablu.sc.gov.br;zecabombeiro@camarablu.sc.gov.br;drmarcelolanzarin@camarablu.sc.gov.br;adrianopereira@camarablu.sc.gov.br;ailtondesouza.ito@camarablu.sc.gov.br;caminha@camarablu.sc.gov.br;gabinete@alexandrematias.com;vereador@alexandrematias.com;brunocunha@camarablu.sc.gov.br;professorgilson@camarablu.sc.gov.br;jensmantau@camarablu.sc.gov.br;jovinocardoso@camarablu.sc.gov.br;becker@camarablu.sc.gov.br;ricardoalba@camarablu.sc.gov.br;sylviozimmermann@camarablu.sc.gov.br

  • Andre diz: 18 de julho de 2017

    essa proposta é ruim por varios angulos… primeiro, é evidente que o poder publico nao tem nada que apitar no quanto o empresario de casa noturna deve cobrar, seja la de quem for… se quiser cobrar o triplo de carecas, metade de ruivos,etc, problema dele, vai quem quer, paga quem quiser… segundo, se cobra menos de uns vai cobrar mais de outros, obvio… e terceiro, tem a polemica machista/ feminista… é evidente a motivacao de cobrar menos de mulheres, pra atrair publico masculino, e nao tem problema isso tambem, se a mulher nao quiser, fica em casa, uai… evidente… mania de querer ser tutelado por leis disso e daquilo… assumam suas responsabilidades…

  • Deivis diz: 19 de julho de 2017

    Oktoberfest também será meia entrada ?
    ou não pois ai é a prefeitura quem necessita do dinheiro arrecadado com a festa que foi criada pelos Clubes de Caça e Tiro que hoje foram deixados de lado ?

  • Deivis diz: 19 de julho de 2017

    Oktoberfest também será meia entrada ?
    ou não pois ai é a prefeitura quem necessita do dinheiro arrecadado com a festa que foi criada pelos Clubes de Caça e Tiro que hoje foram deixados de lado ????

  • Jonas diz: 19 de julho de 2017

    Péssimo, sinceramente o “fim da picada”, não sei qual a real intenção desse vereador.
    Se é interesse comercial por parte de algum amigo seu que tem estabelecimento, ou que apenas marketing político, ou se aproveitar do momento, visto que recentemente essa lei atingiu as mídias.

  • ARTHUR BRITZKE diz: 19 de julho de 2017

    Apoio! Essa decisão da juíza de Brasília está fundamentada em nada mais, nada menos do que mimimi

  • Rodrigo diz: 21 de julho de 2017

    Um verdadeiro absurdo, uma vergonha.
    Isso demonstra o despreparo que os nossos representantes possuem.
    Não é atoa que o nosso País está dessa forma.
    Viva o povo brasileiro que permite esse tipo de coisa.

  • junior diz: 28 de julho de 2017

    É sério isso? É sério que EU (e todos nós) estamos pagando o salário dessa pessoa? Com tantos problemas que assolam nossa cidade, com tanto com que se preocupar e ele me vem com uma proposta dessas? Isso é um verdadeiro escárnio!
    Esses políticos evangélicos são todos da mesma laia. Eleitos com voto cabresto pelas suas ovelhas, num literal “curral eleitoral”. Pode fazer uma busca e você só irá encontrar propostas absurdas vindas desse tipo de políticos. São uma verdadeira escória! Este mereceria uma bela ovada como a que recebeu a Deputada Camburão de Curitiba!

  • JonesJones diz: 25 de agosto de 2017

    Jovino

    Acerto Miseravi..!!

Envie seu Comentário