Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Uniasselvi inicia transição para nova gestão

02 de março de 2016 10
w_uniasselvi

O reitor Hermínio Kloch (E) e o diretor de Operações, Valdir Barbosa, vão comandar a instituição a partir desta semana

Os novos donos do Grupo Uniasselvi assumiram ontem o controle da instituição. Já no primeiro dia os fundos de investimentos Vinci e Carlyle criaram o cargo de diretor de Operações e contrataram o executivo Valdir Gomes Barbosa Sobrinho para o posto.

Ele vai trabalhar ao lado do reitor Hermínio Kloch e será responsável pela transição da gestão do grupo, que desde 2012 pertencia à Kroton Educacional.

Nos próximos dias a dupla vai visitar as seis unidades do grupo, em Indaial, Timbó, Blumenau, Guaramirim, Brusque e Rio do Sul, além do Núcleo de Ensino a Distância (EAD).

A Uniasselvi tem quase 100 mil alunos, a maior parte no EAD, e foi vendida pela Kroton aos fundos Vinci e Carlyle em outubro por R$ 1,1 bilhão. A venda foi uma condição imposta pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para aceitar a fusão da Kroton com a Anhanguera.

Ontem entrevistei a dupla que vai comandar a Uniasselvi a partir de agora. Na sede, em Indaial, conversamos, principalmente, sobre o futuro da instituição.

O que muda nesse primeiro momento?

Valdir Gomes Barbosa Sobrinho – Nós vamos trazer para Indaial as atividades que antes eram realizadas pela Kroton fora de Santa Catarina. A nossa ideia é que a gente tenha a sede aqui e que, em pouco tempo, não tenhamos mais vínculo algum com a Kroton. Vamos ter que contratar gente, ampliar operações. Na parte acadêmica não há alterações.

Que tipo de operação ocorria fora e passa a ocorrer aqui?

Barbosa – Toda a parte de tomada de decisão vem para cá. A parte estratégica também e algumas áreas operacionais que ficavam em São Paulo, como compras, suprimentos, marketing e tecnologia da informação.

Existe algum motivo para a comunidade acadêmica temer uma transição conturbada?

Barbosa – Não consigo visualizar nada. A gente tem um respeito muito grande pelo modelo adotado hoje dentro da Uniasselvi. Isso foi um fator motivador para a gente estar aqui.

Hermínio Kloch – A Carlyle e a Vinci compraram a Uniasselvi justamente por ter um modelo diferenciado. É o que se quer preservar. A gente ganha em manutenção da qualidade do ensino e a vinda da estrutura de tomada de decisão. Tudo acontece agora aqui no município de Indaial.

É um resgate do DNA da Uniasselvi?

Kloch – É a palavra perfeita. A minha preocupação como reitor era saber quem é o novo dono. Será que ele vai olhar no meu olho e dizer que isso aqui não tem sentido nenhum e que só quer rentabilidade? Essa preocupação foi descartada.

Há previsão de investimentos?

Barbosa – Hoje temos um processo de expansão de 29 novos polos de ensino a distância até abril ou maio. Com isso teremos 77 no total. No presencial, inicialmente não há planos, mas a gente quer expandir.

E sobre a possibilidade de uma nova venda da instituição? Ela existe?

Barbosa – O foco total está em fortalecer a marca Uniasselvi, em crescer com a marca, com a instituição. O futuro a gente não tem como prever. O que é marca dos dois fundos é deixar as instituições que são adquiridas num patamar de qualidade e de gestão num grau acima do que a gente encontra. Para a Uniasselvi é um ganho importante de troca de experiências com várias outras empresas que a gente tem.

Comente abaixo

comentários

Pomerode ganha coração enxaimel de madeira

29 de fevereiro de 2016 4

w_pomer
Foto: Lucimara Cardozo, Divulgação

Pomerode recebeu um belo presente na noite de quinta-feira. O coração enxaimel que é símbolo da campanha “Pomerode, Nossa Pequena Alemanha”, ganhou uma versão em madeira cambará com mais de uma tonelada. A peça ficará exposta na fachada do Teatro Municipal, onde será devidamente valorizada pela iluminação diferenciada.

O coração foi feito por dois alemães que estão de passagem pela região. Valentim é carpinteiro e Wenzel, marceneiro. Eles são Wandergesellen (companheiro viajante) e perpetuam uma tradição de 800 anos. Depois de aprender os ofícios na terra natal, eles passam três anos viajando pelo planeta para desenvolver as habilidades e só na volta eles são reconhecidos como mestres.

O serviço foi uma espécie de presente pela hospitalidade, já que nessa etapa eles não podem cobrar pelos serviços. A Fundação Cultural bancou a alimentação e a madeira foi comprada com doações de moradores da cidade. Uma empresa emprestou as ferramentas.

A dupla está em Blumenau. Acompanha o restauro de uma casa que está sendo feita pela Casas Enxaimel, empresa especializada na técnica construtiva. O carpinteiro Paulo Volles diz que o intercâmbio é valoroso para ambas as partes.

Daqui eles devem seguir na próxima semana para a Argentina.

Comente abaixo

comentários

Rota Vale da Cerveja vai estrear no festival brasileiro

29 de fevereiro de 2016 0

w_cerveja
Foto: Lucas Amorelli, BD, 11/3/2014

Finalmente a região que foi uma das protagonistas na valorização do crescente e rico mercado da cerveja artesanal vai ganhar um roteiro turístico para o setor. O lançamento da Rota Vale da Cerveja será na quarta-feira, às 15h, no auditório da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi).

Fruto da parceria entre a iniciativa privada e o poder público, a rota vem sendo estudada há seis meses. Teve consultoria do Senac e muita conversa entre as partes interessadas.

O turista vai poder escolher entre os quatro roteiros disponíveis no site que será lançado nesta semana. Agências de turismo receptivo farão a venda.

A primeira experiência será dia 9, início do Festival Brasileiro da Cerveja. Os interessados visitarão cervejarias, restaurantes, lojas e outros locais que tenham relação com o mundo cervejeiro.

Tem tudo para dar certo e pode marcar o início de uma nova fase no turismo da região, incentivando outros setores a fazer o mesmo. Recantos naturais, por exemplos, temos de sobra.

Comente abaixo

comentários

Novo helicóptero Arcanjo será entregue em março

25 de fevereiro de 2016 1

w_aracnjo
Aeronave vai voltar para Florianópolis. Foto: Jaime Batista da Silva, arquivo pessoal

O novo helicóptero comprado pelo governo do Estado para os serviços de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros e Samu na região de Blumenau será entregue dia 17 de março, às 10h, provavelmente no 3º Batalhão de Bombeiros Militares. Segundo o secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, a aeronave custou R$ 11 milhões e a entrega terá a presença do governador Raimundo Colombo.

Trata-se de uma aeronave do ano 2010, segundo o comandante do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros, Coronel João batista Cordeiro Jr. É, segundo ele, a melhor relação custo x benefício que poderia ser encontrada no mercado. Uma aeronave “zero quilõmetro” com os equipamentos necessários alcançaria o valor de R$ 20 milhões.

Com isso, o helicóptero que hoje está em Blumenau volta para Florianópolis, onde uma aeronave alugada supre as necessidades temporariamente. O helicóptero de Blumenau será o Arcanjo 3 e o de Florianópolis permanece sendo o Arcanjo 1. O governo também tem outra aeronave, o Arcanjo 2. Trata-se de um avião que faz transporte de pacientes e órgãos e tem sede na capital do Estado.

Comente abaixo

comentários

As mudanças do Food Truck Festival de Blumenau

25 de fevereiro de 2016 0

w_festival
Concurso vai ganhar versão para crianças. Foto: Patrick Rodrigues, BD, 12/9/2015

O Food Truck Festival mudou de nome. A partir da terceira edição, agendada para o período entre os dias 8 e 10 de abril, passa a se chamar Pepper Jack Food Festival. E as mudanças não param no nome.

Além dos food trucks, que serão 40 desta vez, e do concurso Pepper Jack Master of Grill, que terá uma edição para crianças, uma série de atrações voltadas ao entretenimento serão oferecidas no Parque Vila Germânica. Um bar a 40 metros de altura, içado por um guindaste, e um bar de gelo, a ser montado numa câmara frigorífica, são duas delas.

Os amantes de esportes poderão brincar no estande de rebatidas de baseball, que funciona com uma máquina semelhante às usadas nos treinamentos de tênis, e no espaço que será montado para a prática de arco e flecha. Além de tudo isso, 24 bandas e músicos se apresentarão nos três palcos do evento e haverá um espaço especial para as crianças.

Em relação às bebidas, o evento vai oferecer 14 tipos de cervejas e 20 rótulos de vinhos. Tudo com a indicação dos melhores pratos para harmonização. Além dos food trucks, chef vão elaborar pratos especiais para a ocasião.

A expectativa da organização é atrair cerca de 35 mil pessoas nos três dias de evento. A estrutura física é praticamente a mesma da segunda edição. Vai ocupar o Setor 1, o Eisenbahn Biergarten e o espaço da praça de alimentação da Oktoberfest.

A entrada para o festival custará R$ 12. Estudantes e idosos pagam meia. Do total arrecadado, 10% vão para a Casa de Apoio, entidade que ajuda crianças em tratamento contra o câncer e está para construir a sede própria. Os preços das novas atrações, como os bares e os estandes esportivos, ainda não foram definidos.

Comente abaixo

comentários

Não sabe em quem votar? Um aplicativo vai ajudar

24 de fevereiro de 2016 15

w_cellUma ferramenta curiosa deve ser lançada antes das eleições deste ano para ajudar o eleitor indeciso a escolher o candidato a prefeito e vereador que tenha mais afinidade com ele.

Trata-se de um aplicativo para celulares em que o usuário vai responder perguntas básicas sobre a cidade em que vive e outras sobre temas importantes. Com base nas respostas o sistema vai encontrar qual candidato tem ideias semelhantes às do eleitor.

A iniciativa é da arquiteta de Gaspar Ana Letícia Knuth. O projeto foi um das 100 selecionados, entre 935 inscritos, no concurso INOVApps 2015 do Ministério das Comunicações.

Deve ficar pronto em maio, mas a base de dados só será providenciada quando as candidaturas estiverem definidas. Ana Letícia quer fazer as perguntas a todos os candidatos de Blumenau, Gaspar e Ilhota.

Fica aqui o apelo para que eles colaborem. É bom para eles e para as cidades.

Comente abaixo

comentários

Concurso de Cervejas vai avaliar 1.469 mil bebidas

24 de fevereiro de 2016 30

w_cerva01
Cervejas do concurso são separadas por estilo. Fotos: Francisco Fresard

É em uma sala refrigerada do Eisenbahn Biergarten, o Setor 4 do Parque Vila Germânica, que ocorre a separação das garrafas com as bebidas que participarão do 4º Concurso Brasileiro de Cervejas. Quando todas as amostras chegarem, elas devem somar cerca de 15 mil unidades.

De 5 a 8 de março, 54 jurados avaliarão 1.469 cervejas de 135 estilos. O número de inscrições em 2016 é 73% maior que no ano passado. Segundo a organização, é a maior e mais importante competição de cervejas da América do Sul. E não dá para duvidar.

Os jurados que confirmaram presença no Concurso Brasileiro de Cervejas vêm de 17 países. Entre eles está o italiano Simonmattia Riva, vencedor do Campeonato Mundial de Sommelier de 2015. A premiação do concurso vai ocorrer na noite do dia 8 de março, no Eisenbahn Biergarten.

Montagem do festival já começou

w_cerva02

O concurso faz parte da programação do Festival Brasileiro da Cerveja, que começa no dia seguinte à premiação e segue até dia 12 de março. Depois da Oktoberfest, é o primeiro evento que vai ocupar os quatro espaços do Parque Vila Germânica. Além da mostra de cervejas nos setores 1 e 2 haverá uma feira para os empresários no Setor 3. É possível que além da premiação do concurso, outras atividades ocorram no Setor 4.

A montagem dos estandes no Setor 2 começou nesta semana. Parte da decoração instalada para Oktoberfest será aproveitada para o festival. A organização é uma parceria da Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec) e Parque Vila Germânica. As informações completas sobre o evento estão no site oficial do evento.

w_cerva03

w_cerva04

w_cerva05t

w_cerve06

Comente abaixo

comentários

Eisenbahn Racing Team é novidade na Stock Car

23 de fevereiro de 2016 2

12744383_1302029763144172_1601034614454397438_n
Foto: reprodução, Facebook

Veio do Facebook da Eisenbahn a novidade. Dois carros da Stock Car brasileira vão estampar a marca da cervejaria blumenauense — que hoje pertence à Brasil Kirin — na temporada de 2016. A novidade é fruto da parceria da cervejaria com a Carlos Alves Competition Team, que já era patrocinada pela Schin, outra marca da Brasil Kirin.

A equipe passa a se chamar agora Eisenbahn Racing Team e terá os pilotos Vitor Genz e Bebu Girolami. Os carros já estão sendo chamados de “locomotiva negra” pelo participantes da principal categoria do automobilismo brasileiro.

A etapa de abertura da temporada 2016 será no dia 06 de março em Curitiba. Será que poderemos esperar alguma ação especial para a Oktoberfest?

Comente abaixo

comentários

Obra no trevo da BR-101 com a Jorge Lacerda vai durar até abril, segundo prefeitura de Itajaí

23 de fevereiro de 2016 4

w_jorge_02
Foto: Lucas Correia

Tenho lá minhas dúvidas sobre a eficiência das obras que a prefeitura de Itajaí iniciou no trevo da BR-101 que dá acesso à SC-412 (Rodovia Jorge Lacerda). Os retornos, como o nome bem diz, só vão beneficiar diretamente quem hoje passa pelo local para mudar de direção na própria rodovia federal. Os que vão para Ilhota, Itajaí ou vêm dessas cidades para pegar a BR-101 —  no meu entendimento, a grande maioria — continuarão a sofrer com as intermináveis filas.

Valerá a pena o investimento? O custo estimado é de R$ 400 mil e a obra deve ser concluída no início de abril.

w_jorge_01

Comente abaixo

comentários

Convocação para o seminário do Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico do Município

23 de fevereiro de 2016 1

É de vital importância a participação de representantes dos mais diversos setores econômicos da cidade e de interessados no desenvolvimento de Blumenau no seminário que a prefeitura e o Sebrae promovem hoje, às 13h30min, no auditório do Senac.

No evento serão definidos os cinco eixos de trabalho do Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico Municipal de Blumenau. Cada eixo vai ganhar um seminário específico a partir da próxima semana e no dia 17 de maio está prevista a entrega do plano completo, que deve ser encaminhado à Câmara Municipal para análise e votação.

A participação de todos é importante pela necessidade de sermos justos e, de fato, escolhermos os eixos com maior potencial para estimular o desenvolvimento da cidade que carece de atenção. Só como exemplo, Blumenau tem índices de criação de empresas e de emprego menores que os do Brasil, Santa Catarina e Médio Vale do Itajaí.

Outra boa razão para participar é a necessidade de fazer deste um plano da cidade, e não de governo. Isso só será possível com ampla presença, acompanhamento e cobrança das empresas, das entidades, dos interessados e, principalmente, do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, elo importante da sociedade com o poder público. Planos de governo terminam com a saída dos governantes.

Já experimentamos isso no passado e, pelo andar da carruagem, não foi nada bom.

Comente abaixo

comentários