Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Ginásio de esportes foi feito para... esportes

15 de julho de 2013 0

Faltam quatro meses para Blumenau sediar os 53º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), como mostra reportagem do Santa, nesta segunda-feira. Pode parecer muito tempo, mas não é. Passa voando. Em especial, quando se trata de gestão pública.

A preocupação da comissão organizadora dos Jogos com as obras da reforma do Galegão e a construção da pista de bicicross são sumárias. Afinal, vivemos no país da burocracia. Por isso, tenho duas grandes preocupações: que a legislação seja atropelada por conta do tempo (ou a falta dele) e que a qualidade dos serviços/obras/melhorias fique aquém do desejado. Para que isso não ocorra, o negócio é acompanhar tudo de perto e cobrar.

Burocracia à parte, o que mais me incomoda no cenário que ronda a volta dos Jasc a Blumenau (este ano será quinta vez que a cidade receberá a competição), é o Galegão. Reformado em maio de 2008, com o investimento de R$ 5 milhões (de recurso público), o ginásio ganhou belo visual, moderno.

Chegou a abrigar grandes eventos esportivos, mas bem aquém do esperado. Não vou e não quero entrar na seara sobre a quadra não ter 20 x 40 metros (medida que faria com que o local pudesse receber partidas até internacionais de futsal e handebol).

Crédito: Lucas Amorelli

Meu desconforto é com a utilização do espaço para eventos não-esportivos. Sei que boa parte do recurso liberado para a reforma à época só o foi feito porque o ginásio se transformaria numa arena multiuso. Afinal, o dinheiro veio do Ministério do Turismo. Mas, convenhamos. Se assim o fosse, não deveríamos chamá-lo de ginásio de esportes Sebastião Cruz, o Galegão. Para mim, ginásio esportivo foi feito para prática de esportes. Simples assim.

Como alguns gestores públicos não compartilham da minha opinião, vemos agora, passados pouco mais de cinco anos da reforma, a necessidade de mexer no piso da quadra. Isso porque a madeira se estragou. Muito por conta do uso do espaço para outros eventos, além da enchente de 2011, quando muitos móveis foram colocados na quadra, para evitar que fossem atingidos pela água.

Espero que dessa vez, após o investimento de cerca de R$ 190 mil em melhorias no piso, rede elétrica e outras intervenções, a cultura multiuso do ginásio perca força. Afinal, Blumenau dispõe de outros espaços, inclusive públicos (como a Vila Germânica), para grandes eventos não-esportivos.

Envie seu Comentário