Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Tiago Splitter campeão: a história que vi, vivi e senti ao lado da família

16 de junho de 2014 5

O relógio do computador marcava 1h20min desta segunda-feira quando comecei a escrever esse post. Acabava de voltar da casa dos Splitter, no Centro de Blumenau. Tive a honra de ser o único jornalista do planeta a vivenciar a conquista do título inédito de Tiago Splitter ao lado da família do pivô do San Antonio Spurs. Confesso estar com um pouco de dificuldade para escrever, pois vivi um mar de emoções ao lado de familiares e amigos do camisa 22 do Spurs.

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Para quem não sabe, tenho um vínculo com Tiago. Acompanhei a trajetória dele desde o início. Fomos colegas nas categorias de base da SRE Ipiranga. Lembro como se fosse hoje do dia em que aquele magricela, com mais de 1m80cm aos sete para oito anos, chegou para treinar pela primeira vez. Ele era tão grande que corria todo desengonçado.

Mas a vontade de vencer era tão grande, que aos poucos aquele grandalhão foi se tornando peça importante em cada uma das equipes do Ipiranga, depois de Blumenau, das seleções de Santa Catarina e da Seleção Brasileira. Não à toa que aos 15 anos recebeu proposta para ir para a Espanha. Daí em diante, foi evolução atrás de evolução para chegar à essa conquista. Mas sempre com muito sacrifício, ou como uma vez muito bem definiu o pai dele, Cássio: com muito suor, sangue e lágrimas.

Voltemos a casa dos Splitter.

Entre amigos e familiares, umas cerca de 20 pessoas se reuniram na garagem para torcer pelo camisa 22. Trajados à rigor, lógico: quem não vestia a camisa do craque, pelo menos trajava alguma outra camisa do Spurs ou, na pior das hipóteses, uma camiseta preta. Uma tia de Tiago resolveu vestir laranja e foi conrnetada por Dona Bete, a mãe de Tiago.

Tensão e nervosismo ditaram o ritmo do encontro até o intervalo da partida, quando o time de Splitter deixou a quadra do AT&T Center, no Texas, à frente no placar: 47 a 40. Durante a pausa alguns aproveitaram para fazer uma boquinha, enquanto crianças davam arremessos em uma tabela em que Tiago e os irmãos Marcelo e Michele cresceram dando seus arremessos.

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Com o passar do tempo e a ampliação da vantagem, a apreensão foi dando lugar à descontração e alegria. Até que restando três minutos para o fim do jogo e vantagem na casa dos 20 pontos, a festa tomou conta.

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

A corneta indicando o fim do jogo deu início às comemorações. Teve aplauso, grito e lógico, lágrimas. Emocionado, Cássio me abraçou. Não me contive e choramos juntos a conquista de Tiago.

_ Muita gente lapidou o Tiago para chegar esse momento _ disse o pai.

Não demorou muito para que os telefones começassem a tocar. Cássio recebeu o telefonema de um empresário blumenauense que estava em San Antonio acompanhando o jogo e ligou para o pai mais orgulhosos de Blumenau para dar os parabéns. Foi só desligar que o celular voltou a vibrar. Era um telefonema mais importante, digamos assim: era a produção da ESPN, canal que transmitiu o jogo, pedindo algumas palavras de Splitter.

Bastou o narrador anunciar a entrada de Cássio no ar para que amigos e familiares começassem a brincar com ele. Meio atrapalhado, Cássio mandou bem no recado, desejando muita paz a todos os brasileiros e indicando que a conquista do filho sirva de exemplo para a garotada que dá seus primeiros arremessos. Depois, teve até champanhe para comemorar. Cássio, Marcelo e Bete brindaram a conquista de Tiago.

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Crédito: Everton Siemann/Agência RBS

Com o fim transmissão, os convidados foram se retirando um a um. Esperei um pouco para ver se conseguia uma palavra de Tiago. Não deu. Fica para logo mais, afinal a noite é dele!

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (5)

  • Sérgio Luiz Schaefer diz: 16 de junho de 2014

    Parabéns Everton,

    Sei o quanto você é apaixonado pelo basquete. Muita sensibilidade em sua matéria. Valeu.

  • Sandro Becker diz: 16 de junho de 2014

    Bacana o relato meu velho, show, tenha certeza que todos que assistiram torceram muito por esta conquista.
    Mais um belo exemplo de disciplina e dedicação coroados com a máxima para qualquer atleta, o titulo.
    Que o Brasil de o destaque merecido e mostre que não somos só futebol, nosso país tem que aprender que natação, handebol. Futsal, ginastica entre tantos esportes são admirados e praticados por muitos.
    Abraços.

  • Junior diz: 16 de junho de 2014

    Mandou bem, ficou show!
    Parabéns!

  • Osvaldo Reis diz: 19 de junho de 2014

    Valeu, Everton!
    Tive a oportunidade de assistir ao jogo com os familiares e participar da comemoração.
    É a colheita de vitórias, de uma família que acreditou em um sonho. O Tiago com sua simplicidade mostrou que a dedicação, perseverança e fé, podemos ser do tamanho de nossos sonhos.

  • Mayke Heidrich diz: 24 de junho de 2014

    PARABÉNS PELA MATÉRIA!!! Sou fã Nº 1 do Tiago Splitter!! Digo isto com propriedade pois sou amiga da Beth desde berço e nossos filhos na adolescência trilharam caminhos em comum!!!Deus abençoe muito a família Splitter!!

Envie seu Comentário