Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Galegão deveria ser o palco do futsal na Liga Nacional

30 de julho de 2014 1

Blumenau vive um grande momento no esporte, em especial no dito esporte amador. O time masculino de futsal da cidade desponta como sensação da Liga Nacional. Com um orçamento bem aquém das grandes potências, a equipe blumenauense está invicta na liga (com três vitórias e dois empates). E independentemente dos resultados que obtiver nesta quarta-feira (contra São Bernardo, no ABC Paulista) e dia 11 de agosto contra Florianópolis, na Capital, tenho certeza que dia 15, contra o Assoeva (RS), o ginásio da AD Hering estará lotado.

Assim como ficariam lotadas as mais de 3 mil cadeiras do ginásio Sebastião Cruz, o Galegão, se pudesse abrigar duelos da liga. Esse deveria ser o palco do futsal.

Crédito: Lucas Amorelli/Agência RBs - 3/6/2014

Crédito: Lucas Amorelli/Agência RBs – 3/6/2014

Como o tamanho da quadra é inferior ao exigido pela confederação (20 x 40 metros), o time de Blumenau precisa mandar as partidas no ginásio da AD Hering, que tem capacidade máxima para 1, 4 mil pessoas.

– Alcançamos nosso limite – reconhece Jorge Schwatz, gestor do futsal da AD Hering.

A Fundação Municipal de Desportos (FMD) tenta driblar o dilema. Um estudo que prevê mudanças no ginásio para aumentar as dimensões da quadra está em andamento. Pressionado pelos fãs do esporte, o presidente da FMD, Sérgio Galdino, tem a expectativa de saber sobre a viabilidade da obra e o custo da reforma até o próximo mês. Pondera que é um trabalho complicado, já que o ginásio foi erguido na década de 1970. Além disso, não tem orçamento previsto e terá que brigar por recursos dos governos estadual e federal. As mudanças permitiriam que o handebol, outra modalidade que disputa a Liga Nacional, também jogue no local.

– Nunca desisti desse sonho (aumentar a quadra do Galegão), mas não quero criar falsa expectativa – defende Galdino.

Por mais que haja demanda, essa não é uma obra que sairá hoje, amanhã ou depois. Há boa vontade em resolver a situação, mas só isso não basta. Torço para ver esse ginásio lotado com jogos de futsal, vôlei, basquete, handebol, com competições de judô, karatê, MMA e por aí vai. Aguardemos.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Cunha diz: 30 de julho de 2014

    Cidade de bosta sempre pensando neativamente, até no esporte.
    ACORDA BLUMERDAL

Envie seu Comentário