Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cobranças de falta definiram o empate entre Blumenau e Tubarão no Sesi

16 de agosto de 2014 0

Blumenau e Tubarão empataram em 1 a 1 neste sábado, no Estádio do Sesi, pela sexta rodada do primeiro turno da Série B do Campeonato Catarinense. A condição horrorosa do gramado do Sesi dificultou a vida dos dois times e inviabiliza qualquer tipo de análise tática ou técnica da partida. O jogo foi muito truncado e marcado pela força e a vontade das duas equipes.

Sem poder colocar a bola no chão direito os dois times abusaram dos chutões, lançamento longos e bolas alçadas na área para tentar criar alguma coisa no ataque. Mas foram em duas cobranças de falta no segundo tempo que decidiram o jogo.

Para o Blumenau, o meia Anderson Ijuí refez as pazes do Tricolor com a rede em cobrança de falta que desviou na barreira e enganou o goleiro. Para o Tubarão, o experiente zagueiro Ediglê (aquele, que foi campeão do mundo com o Internacional em 2006) aproveitou uma das tantas falhas da defesa blumenauense em uma bola alçada na área para empatar o jogo.

Crédito: Gilmar de Souza/Agência RBS

Crédito: Gilmar de Souza/Agência RBS

As bolas altas na área foram a grande dor de cabeça para o torcedor tricolor. Quem foi ao Sesi viu o time do Sul do Estado criar pelos menos outras três chances claríssimas de marcar o gol em bolas levantadas na área. Em uma delas, inacreditavelmente Jean Coral subiu sozinho na pequena área para cabecear e mandou para fora. Em outra, o goleiro Maurício operou um milagre para defender. Nas outras duas, o ataque adversário foi displicente.

O Blumenau chegou a criar oportunidades de ampliar o placar e vencer o jogo, mas parou nas boas defesas do goleiro Simão. Nos minutos finais, o Tricolor chegou a marcar o segundo gol, com o zagueiro Rodrigão, mas o árbitro Leandro Messina Perrone anulou. Apitou alguma coisa dentro da área que não consegui identificar, mas como nenhum jogador do Blumenau reclamou, alguma irregularidade deve de fato ter ocorrido.

Como já era esperado, o Tricolor vai ganhando ritmo de jogo e entrosamento com o decorrer da competição. Para quem não lembra, o elenco foi montado às pressas, em meio à Copa do Mundo, para disputar a competição. Ainda assim, o empate é ruim para o time blumenauense, que vê mais dois pontos ficarem pelo caminho em um jogo em casa.

Por fim, o ponto baixo do jogo foi o público. O torcedor tem um monte de desculpas e argumentos, mas o fato é: com 268 pessoas nas arquibancadas do Estádio do Sesi, a direção mal arrecadou para pagar o trio de arbitragem e as demais taxas da federação. E o clube ainda tem aluguel do estádio e uma série de outros gastos para cobrir.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário