Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

É jogo para o Metropolitano embalar

30 de agosto de 2014 1

O duelo em Pelotas (RS) é o jogo-chave do Metropolitano nesta primeira fase da Série D do Brasileiro. Mas como, se é só o segundo do time no returno você deve estar se perguntando, né? Explico. O time entrará em campo ciente do resultado de Penapolense (SP) e Londrina (PR) no interior paulista, disputado no sábado. Qualquer resultado que não seja a vitória dos donos da casa, deixará o time de Blumenau em situação muito confortável para o jogo na Boca do Lobo.

Com um triunfo no interior gaúcho, a vantagem do Metrô para o time paulista será superior a três pontos. Aí, o Verdão terá duas semanas para se preparar para o embate com o Londrina (PR) no Sesi, que pode servir para confirmar a classificação antecipada à segunda fase em caso de nova vitória.

É muita matemática? Sim. Otimismo? Também. Mas o trabalho de Pingo à frente do Metrô até aqui, mesmo neste curto intervalo de tempo, me leva a acreditar nessa equação. Sem falar que o Pelotas passa longe de ser um time que impõe temor. No empate em 2 a 2 no Sesi, o time gaúcho foi esperto: aproveitou duas falhas clamorosas de marcação do Verdão e somou um dos três pontos que tem. Lanterna do grupo e jogando em casa, terá a obrigação de sair para o jogo. Fórmula perfeita para o Metrô encontrar espaços e aplicar seus contragolpes.

A opção de Pingo por José Lucas para substituir David mostra que o treinador pensa assim. Optou por um jogador com vigor físico e forte na marcação, mesmo com deficiência nos passes. Para distribuir o jogo, aposta nas subidas dos laterais, além da qualidade no toque de bola e visão de jogo de Alessandro no meio-campo. É o jogo para o Metropolitano embalar.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Mauri diz: 31 de agosto de 2014

    Embalar, vamos ver então? Só espero que não de apagão como sempre acontece.

Envie seu Comentário