Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Que tal trocarmos o Galegão por uma nova arena esportiva?

27 de outubro de 2014 11

Já imaginou se o confronto decisivo do Blumenau/SCF com a Assoeva (RS) desta segunda-feira pela Liga Nacional de Futsal fosse no Galegão? Os mais de 3 mil lugares seriam pouco. Mas não dá para sonhar com isso. Mesmo com a reforma e a modernização que passou em 2008, o maior ginásio da cidade não tem uma quadra com medidas oficiais, de 20 metros de largura por 40 metros de comprimento. Infelizmente!

Como não dá para voltar no tempo, o negócio é analisar o presente e planejar o futuro. Os dirigentes do Parque Vila Germânica e da Fundação Municipal de Desportos (FMD) têm uma oportunidade ímpar para resolver esse problema. Como a Brasil Kirin, cervejaria oficial da Oktoberfest a partir de 2015, tem que construir um pavilhão novo na Vila, proponho que troquem o Galegão por ele.

Crédito: Lucas Amorelli/Agência RBS

Crédito: Lucas Amorelli/Agência RBS

É simples. O parque absorve o ginásio, que tem sido usado atualmente para inúmeros eventos sem cunho esportivo (foi mais uma vez palco do Kinderplatz, espaço para a criançada durante a Oktober), e a empresa (coreana) japonesa investe o dinheiro do pavilhão (orçado em R$ 4,5 milhões há alguns meses, conforme noticiou o colega Francisco Fresard) na construção de uma nova arena esportiva. E vou além. Como estratégia de marketing a empresa poderia ainda patrocinar equipes da cidade. Como já fazem atualmente no futsal (o time de Falcão & Cia) e no vôlei (a equipe masculina de Campinas-SP).

O cavalo está passando encilhado. E normalmente ele não passa duas vezes. Ficam as dicas!

E você, o que acha da ideia? Opine.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (11)

  • luiz diz: 28 de outubro de 2014

    Bom dia, faço parte da cidade que mais trabalha e contribui para arrecadação de impostos, não vivo de festas, nem tampouco sou aficcionado por ir a jogos de qualquer esporte, mas respeito muito o direito alheio. Faço uma proposta, que tal a gente ter estradas mais decentes, postos de saúde mais decentes, creches mais decente, que tal o o pessoal que lida com esportes na cidade, deixar de serem tão sonhatico.?? fica a dica

    Para os sonhaticos, o tal de markentig esportivo já era, modelo falido, hoje com o dinheiro curto como está o empresário tem que focar em investir na produção e aumentar sua margem de lucro e pronto.

    pra fins de conhecimento a Kirin é uma empresa Japonesa.

  • Cunha RJM diz: 28 de outubro de 2014

    Precisamos urgente de uma arena.

  • Henrique diz: 28 de outubro de 2014

    Baita ideia! Infelizmente em Blumenau a maioria não vai ser favorável, eu creio.. Vão achar desperdício porque já existe o Galegão onde foi gasto uma nota e não vale a pena adaptá-lo mais pra oktober e etc…Sequer vão levar em consideração as inúmeras possibilidades de uma arena de verdade, o marketing que o esporte poderia trazer em prol da cidade e os grande eventos que poderiam vir com isso (ufc, seleção de vôlei e etc)… Creio que perderemos essa chance e, no fim das contas, o Galegão continuará eternamente um parquinho para as crianças…

  • Jose Carlos diz: 28 de outubro de 2014

    É realmente precisa o pessoal da imprensa dar idéias , pois esperar pelos nossos “responsáveis” pelo esporte de Blumenau, vai ser difícil, é mais fácil dormir em berço esplêndido só se preocupando com o “esporte de rendimento” de que correr atrás de coisas mais complicadas.
    Não fosse a valorosa atuação do Sr.Jorginho (ex treinador de futsal da Hering) que fez das tripas o coração para termos hoje um time de futsal que está em evidência nacional , ainda teríamos a mesmice de sempre.
    Ah..o Handebol feminino de Blumenau também espera ajuda para um dia ser campeão da superliga, mas, faltam patrocínios e com a ajuda dos nossos “mandantes” da cidade seria mais fácil, mas como falei é mais fácil ir lá olhar o galegão e dizer “que bonito, todas as cadeirinhas bonitinhas” mas não serve prá nada.

  • DIONEI RAULINO diz: 28 de outubro de 2014

    Boa idéia….só não esqueça do Elefante Branco da Rua Itajaí, que não paga IPTU e recebeu o terreno doado para a construção de uma “VILA OLÍMPICA” e hoje cobra e bem para ter suas instalações usadas.Quem é o Elefante Branco? pesquise…

  • IK diz: 28 de outubro de 2014

    Eu não sou engenheiro, mas para o que vou falar, nem precisa ser. Já que no Brasil sempre se faz M primeiro, agora pega o galegão e LEVANTA o PISO, porque isso pode, ate poder fazer os tais 40 X 20. Até porque não falta muito. E para melhorar as arquibancadas que se faça a mesma coisa. Já existem Arenas com 2 vãos de ARQUIBANCADA. Duvido que não dá. Até porque tb sou contra em investimentos do MEU/TEU/NOSSO dinheiro em elefantes brancos. Já basta a COPA, que roubaram MUITO de nosso dinheiro, agora tem estádios que já já vão ser abitados por INDIOS.

  • IK diz: 28 de outubro de 2014

    O Galegão, é uma das obras mais bonitas de SANTA CATARINA. Pelo menos era. Mas, não vale para nada. Não pode Futsal, Volei, ou seja: O que pode la? Só peladas dos esportes citados. Então poder publico. Antes de enterrar nossa grana, vejam, analisem, façam projetos, antes de desperdiçar nossa grana. CHEGA

  • Sido diz: 29 de outubro de 2014

    Concordo com você Everton!

    Mas veja bem, esta arena deverá no meu ponto de vista ser construída na região norte da cidade onde se tenha fácil acesso e vasto estacionamento. Tem que ser uma coisa planejada pensando-se em 15 anos pra frente. A região da vila Germânica sofre hoje em dia com grandes problemas de acessibilidade imagine daqui a 10 anos. Naturalmente além da arena também necessitamos de um estádio que ofereça essas mesmas facilidades para os usuários. quem sabe se une o útil ao agradável e se pense nos dois projetos conjuntamente.

  • Alois diz: 29 de outubro de 2014

    Concordo que Blumenau poderia ter uma arena sem dúvidas, o pessoal do turismo quer um centro de convenções, e por que não juntar as coisas e fazer um centro como o de Joinville, que pode receber tanto encontros e exposições empresariais, como eventos esportivos, seria um equipamento muito válido e que sempre poderia estar em uso.
    Poderiam até dar um nome de uma empresa, que ajudaria a patrocinar o investimento, mas teria que ser algo moderno e com tecnologia para otimizar sua utilização.

  • Mauri diz: 1 de novembro de 2014

    Galegão reformado com as dimensões erradas, coisas de país de 2º mundo. Isso é Brasil.

Envie seu Comentário