Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Metropolitano não pode jogar a toalha

31 de março de 2015 1

Sei que é difícil, mas enquanto houver esperança, é preciso que jogadores e comissão técnica do Metropolitano acreditem. Não falo do 0,1% de chances de chegar à decisão, apontado pelo Professor Kmarão. Esta possibilidade é meramente matemática, mas a vaga na Copa do Brasil de 2016 ainda é factível. Cinco pontos separam Metrô e Chapecoense e como os times se enfrentam sábado, no Sesi, essa diferença pode cair para dois, com nove pontos ainda em disputa. O Verdão não pode jogar a toalha.

Mais do que pensar em terminar o campeonato com dignidade, o Verdão precisa focar neste objetivo. Além de a participação ser inédita, o torneio distribui premiação em dinheiro por fase e expõe a marca do clube nacionalmente. Antes disso, porém, é preciso chegar lá. Como a maioria do elenco do Metrô tem contrato até o início de maio, o pessoal precisa mostrar em campo que merece ficar para disputar a Série do Brasileiro no segundo semestre. Outros têm que confirmar o bom desempenho que mostraram outrora para concretizar uma eventual transferência para um clube maior.

Crédito: Sidnei Batista/Divulgação

Crédito: Sidnei Batista/Divulgação

Com a semana toda de treinos pela frente o técnico Pingo deve armar o time com novidades. Quer dizer, retornos. O atacante Ariel e o zagueiro Neris participaram das atividades na reapresentação desta terça-feira. Neris integrou o grupo que disputou o treino em campo reduzido, enquanto Ariel correu ao redor do campo. Indícios que podem retornar à equipe.

Outra cara nova no treino foi o lateral/volante Carlos Alberto (foto acima). Ainda em recuperação de lesão muscular – que sofreu no jogo diante da Chapecoense, no Sesi, pela 1ª fase do Catarinense -, o experiente jogador voltou a treinar ontem com bola, mas separado do grupo e sob a orientação do preparador-físico Clauter Barros.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Mauri diz: 1 de abril de 2015

    É sempre a mesma coisa, vão treinar a semana inteira, quando chega na hora do jogo fazem tudo errado e perdem. Fale sério.

Envie seu Comentário