clicRBS
Nova busca - outros
24 out22:30

Batalha do Pulador é encenada pela quinta vez

Leandro Becker, Zero Hora

Milhares pessoas reviveram hoje um dos confrontos mais sangrentos já travados em solo gaúcho: a Batalha do Pulador. O confronto entre maragatos e pica-paus durante a Revolução Federalista, no fim do século 19, foi encenado pela quinta vez no interior de Passo Fundo, no norte do Estado.

Dividida em seis atos e com duração de duas horas, a apresentação foi marcada por lutas de espada, barulho de canhões, figurinos típicos da época e muito sol. Diante da alta temperatura, que ultrapassou 30 graus, guarda-chuvas foram usados pelo público para enfrentar o calor.

A apresentação foi promovida pelo Grupo Cultural e Tradicionalista Cavaleiros do Mercosul, Prefeitura de Passo Fundo, Brigada Militar e 7ª Região Tradicionalista. A programação iniciou ontem à tarde, com desfile de tropas pela Avenida Brasil até o trevo de acesso a Ernestina.

A encenação deste domingo reuniu visitantes de toda a região e até de outros estados. Os figurinos e acessórios usados pelos cerca de 600 figurantes voluntários foram fornecidos de graça e recolhidos ao final do evento, apontado como a maior encenação bélica em campo aberto do país.

A disputa entre maragatos e pica-paus

Entre os anos de 1893 e 1895, os gaúchos se dividiram em dois grupos: os federalistas (ou maragatos) e os republicanos (ou pica-paus). Os maragatos queriam ser mais independentes em relação ao governo do Brasil, enquanto os republicanos defendiam o presidente da época, Floriano Peixoto.

Os maragatos usavam lenços vermelhos. Eles eram assim conhecidos porque líderes do movimento tiveram que sair do país e viver por um tempo em uma área do Uruguai colonizada por espanhóis que vieram da região de Maragateria. O apelido foi dado pelos pica-paus com a intenção de que eles fossem vistos como estrangeiros.

Já os pica-paus usavam lenços brancos e eram chamados assim pelos maragatos porque usavam um chapéu com listras brancas que os tornaria parecidos com um tipo de pica-pau existente no sul do Brasil. É por este motivo que até hoje os gaúchos utilizam lenços vermelhos e brancos quando estão pilchados.

A briga entre maragatos e pica-paus foi um episódio da história gaúcha e ficou conhecida como Revolução Federalista. Em 27 de junho de 1894, uma das batalhas mais importantes e sangrentas deste conflito ocorreu no interior de Passo Fundo, em uma localidade chamada Pulador. Por isso, a disputa ficou conhecida como Batalha do Pulador.

Neste dia, 2 mil maragatos brigaram com 4 mil pica-paus durante oito horas. Ao terminar a munição, o confronto foi corpo a corpo. Mais de 1 mil soldados morreram e centenas ficaram feridos. Até hoje, historiadores não sabem dizer com certeza quem venceu a batalha.

A Revolução Federalista terminou em 23 de agosto de 1895, quando foi assinado o acordo de paz. Os pica-paus venceram a disputa. Na época, o então presidente Prudente de Morais celebrou a conciliação e Júlio de Castilhos retomou o poder.


Por

Comentários