clicRBS
Nova busca - outros
06 dez14:42

Instalação de boia dá início à operação de limpeza do Rio Passo Fundo

Leandro Becker | leandro.becker@zerohora.com.br

Após 40 dias de impasse, começou na tarde desta terça-feira a operação que removerá cerca de 20 toneladas de lixo no Rio Passo Fundo, no norte do Estado. A primeira etapa prevê a instalação de uma boia para testar a capacidade de contenção de resíduos a pelo menos quatro quilômetros do local poluído.

Ela foi colocada em um trecho do rio próximo à Câmara de Vereadores, que concentra resíduos de grande parte da cidade. Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente de Passo Fundo, Clóvis Alves, a boia instalada nesta terça-feira ficará de forma permanente na área e terá limpeza periódica.

Outros dois modelos semelhantes, além de redes, serão usados a partir de amanhã para a limpeza da parte poluída do rio. O trabalho deve iniciar às 8h, se não chover. A remoção dos resíduos, porém, ainda depende autorização do Departamento Estadual de Florestas e Áreas Protegidas (Defap), que deve se manifestar até o fim da tarde.

Na última sexta-feira, o município demarcou o local da retirada de vegetação nativa para a entrada das máquinas na área. Quatro dias antes, a assinatura de um termo de coperação mediado pelo Ministério Público definiu a remoção do lixo que encobre mais de cem metros do Rio Passo Fundo.

Além da instalação de boias de contenção em pelo menos oito pontos da cidade, para evitar novo acúmulo de detritos, o acordo prevê a recuperação da área desmatada, a instalação de um sistema de aeração da água e o desenvolvimento um projeto de educação ambiental.

Em 26 de outubro, ZH mostrou o impressionante acúmulo de lixo sobre o rio. Em alguns pontos, era impossível ver a água. Os resíduos incluiam desde isopor até garrafas plásticas e bolas de futebol. Em maio deste ano, oito toneladas de lixo foram retiradas a cerca de 50 metros do local.

Por

Comentários