29 dez10:59

Homem é morto a facadas em Ametista do Sul

Marielise Ferreira | marielise.ferreira@zerohora.com.br

Uma série de confrontos entre dois grupos rivais encerrou com a morte de Adalvo Rodrigues, 27 anos, na noite de quarta-feira em Ametista do Sul. Ele foi ferido a facadas e não resistiu aos ferimentos. Dos três agressores, um já foi preso.

Todos conhecidos, os envolvidos mantinham uma rixa há anos. Rodrigues havia se mudado da cidade e residia em Indaial (SC), mas viajou para Ametista do Sul com o irmão e a esposa para passar as festas de final de ano com familiares.

Os confrontos entre os grupos começaram no dia 20, quando os grupos se reencontraram após uma formatura do ensino médio e discutiram. Na noite de Natal, ele voltaram a brigar, e desta vez, Rodrigues e o irmão dele agrediram a socos Jaime Schutzie, 24 anos. A situação ficou tensa entre os grupos e na noite de quarta-feira, as brigas levaram Rodrigues à morte.

Conforme a inspetora de polícia Clarisse Egger, que trabalha na investigação do caso, Schutzie e outros dois homens, todos garimpeiros, haviam participado de uma festa de final de ano promovida pelo dono do garimpo, onde beberam. Durante a noite, por volta das 19h30min, chegaram de carro a um posto de combustíveis no Centro da cidade, onde Rodrigues estava. Houve uma nova briga e Rodrigues foi atingido por nove golpes de faca no abdômen.

Clientes do posto e do restaurante em anexo assistiram o assassinato e tentaram socorrer Rodrigues, levando-o até o hospital São Gabriel, mas ele já chegou ao local sem vida.

Acionados, policiais civis e militares fizeram buscas e conseguiram prender Schutzie em flagrante. Os outros dois envolvidos, que são irmãos, conseguiram fugir e ainda não foram localizados. A delegada Aline Dequi Palma, que coordena as investigações não divulgou os nomes para não atrapalhar as investigações. Schutzie admitiu estar presente na briga, mas negou ter sido o autor das facadas. Ele foi levado para o Presídio Estadual de Frederico Westphalen.

A polícia suspeita que dois dos agressores tenham segurado Rodrigues, enquanto o terceiro desferia os golpes de faca.

Por

Um Comentário »

  • Rossano Martini disse:

    Muito bem colocado os fatos. Bem sucinto e explicativo. Apenas gostaria que retificasse o nome da cidade no título da reportagem. consta como Amestista… o nome correto é Ametista. Prestar mais atençao aos nomes.

Comentários