clicRBS
Nova busca - outros

Economia

14 jan11:19

Fábrica de guindastes multinacional abre 70 vagas em Passo Fundo

Leandro Becker | leandro.becker@zerohora.com.br

A Manitowoc, que produzirá em Passo Fundo um modelo de guindaste, seleciona 70 funcionários para a unidade no norte do Estado. São 50 vagas na linha de produção e 20 na área administrativa e técnica, com prioridade para trabalhadores gaúchos.

O investimento de R$ 70 milhões da multinacional deve gerar 1 mil empregos diretos e indiretos.

— Nossa meta é completar o quadro de cem funcionários até 15 de março — diz Mauro Nunes, diretor-executivo da Manitowoc no Brasil.

A qualificação precária e a demanda reduzida principalmente para a linha de produção desafiam a empresa. Nunes observa que o cenário atual preocupa e mudou desde 2010, quando a companhia consultou sindicatos e órgãos de trabalhadores sobre a mão de obra na região.

Desde julho do ano passado, a empresa já contratou 32 trabalhadores para áreas de direção, engenharia e compras. Desses, apenas dois não são gaúchos. Segundo Nunes, a Manitowoc ainda negocia com prestadores de serviço que devem gerar empregos indiretos em setores como alimentação, segurança e limpeza.

SERVIÇO

O que: Seleção de 70 funcionários para a unidade da Manitowoc em Passo Fundo
Quem faz: Integra Soluções Empresariais (Passo Fundo) e Michael Page (Porto Alegre)
Período de seleção: na Integra, o currículo pode ser cadastrado no site www.integras.com.br, enviando e-mail para recrutamento@integras.com.br ou entregue pessoalmente na Rua Paissandu, 950, Sala 1. Na Michael Page, o cadastro deve ser feito pelo site www.michaelpage.com.br.
Mais informações: Integra (54) 3046-0075 e Michael Page (51) 3378-1066

Comente aqui
11 jan14:14

Sem esperanças para a safra de milho, agricultores torcem pela chuva para salvar a soja

O RIO GRANDE E A SECA
Por Jocimar Farina, repórter da Rádio Gaúcha, e Diego Vara, fotógrafo de Zero Hora


Na Linha Savaris, interior de Constantina, João Lazaretti e seu filho Cedenir já perderam a esperança sobre a colheita na lavoura de milho. Na propriedade de 13 hectares, a torcida é para que a chuva chegue logo para salvar um pouco da safra de soja, que já está comprometida.

>> Leia mais

Comente aqui
11 jan13:41

Ministro da Integração Nacional virá ao RS anunciar pacote de medidas contra a seca

Kelly Matos | kelly.matos@gruporbs.com.br


O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciou que estará no Estado na sexta-feira para avaliar a situação dos municípios afetados pela seca e anunciar medidas de apoio às comunidades atingidas. Também foi anunciada a autorização para o uso de verba de R$ 18 milhões pelo governo gaúcho.

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira em Brasília, em que foi apresentado um balanço de ações do governo federal para apoiar as vítimas da chuva no Sudeste e da seca no Sul, Bezerra disse que nesta sexta fará o anúncio das medidas para Rio Grande do Sul acompanhado do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho.

Na tarde desta quarta, o grupo interministerial que trata do combate à seca se reunirá na sede da Casa Civil para definir detalhes do pacote de medidas, junto com representantes do Banco do Brasil.

Bezerra afirma que a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, pediu que o pacote de medidas contra a seca esteja definido até esta quinta-feira. Os principais pontos devem ser a prorrogação de dívidas, incentivos para a construção de cisternas e o apoio a cooperativas. Segundo o ministro, a presidente Dilma pediu que seja dada atenção especial aos pequenos e médios produtores.

R$ 18 milhões já foram liberados para o governo gaúcho

Bezerra também afirmou que o governo federal já autorizou o uso da verba de R$ 18 milhões que não tinha sido utilizada contra a estiagem em 2011. Segundo o ministro, R$ 5 milhões devem ser empregados em custeio de ações emergenciais e R$ 13 milhões para financiar a perfuração de poços artesianos.

Mendes quer sobrevoar municípios atingidos com Tarso

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, afirmou que pretende chegar no Estado já na quinta-feira. Ele participará na sexta do anúncio do pacote de medidas contra a seca e, no sábado, pretende sobrevoar, acompanhado do governador Tarso Genro, as regiões mais afetadas pela falta de chuva. O ministro já entrou em contato com o chefe da Casa Civil do Estado, Carlos Pestana, para tratar da agenda.

Mendes também disse que espera obter mais recursos para o Estado, além dos R$ 18 milhões já liberados.

Comente aqui
11 jan11:10

Seca no RS deve provocar aumento de até 15% no preço de alimentos

Caio Cigana | caio.cigana@zerohora.com.br


O consumidor sentirá no bolso os efeitos da seca no campo. Como a falta de chuva reduz a oferta de alimento aos animais e gera perdas nas lavouras, frango e ovos devem subir cerca de 15% a partir de segunda-feira, enquanto o leite tende a ficar até 10% mais caro até fevereiro.

No caso da avicultura, a principal causa é a quebra na lavoura de milho no Estado. Com a disparada do preço do grão, que responde por cerca de 30% do custo de produção das empresas, a indústria sustenta que será necessário repasse de preços.

— O milho estava em torno de R$ 26 a R$ 27 o saco no fim de novembro, início de dezembro, e agora chega a R$ 34 pelo alarme sobre a queda da safra. Não tem jeito. Frangos e ovos vão subir — diz o diretor executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), Eduardo Santos, revelando que o problema foi discutido na tarde de terça-feira pela entidade, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e pela Comissão de Agricultura da Assembleia.

O Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos informa que, por enquanto, não há previsão de aumento da carne de porco por ser um período de baixo consumo, mas se os custos continuarem altos, o repasse seria inevitável.

No caso do leite, a situação só não é mais grave agora porque as lavouras de milho perdidas são usadas como alternativa para alimentar os animais em forma de silagem devido ao mau estado das pastagens.

Mesmo assim, um levantamento realizado na terça-feira pelo Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado (Sindilat-RS) mostra que a captação é hoje de 8,5 milhões de litros por dia, um milhão a menos do que o normal para o período.

O problema, lembra o secretário executivo da entidade, Darlan Palharini, é que esta reserva de alimento acabará nos próximos meses. O aumento dos preços, previsto até fevereiro, também ocorrerá pela impossibilidade de outros centros estabilizarem a oferta. Palharini explica:

— Em Minas Gerais, a dificuldade é pelo excesso de chuvas. E a Argentina também está sofrendo com a seca.

O presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, diz que já esperava um aumento do leite, mas entende que o no caso da carne de frango pode não chegar aos 15% previstos pela Asgav.

— Esses 15% até podem ser a necessidade, mas o consumidor pode optar por outra carne e também pode vir o produto de fora do Estado — entende.

Longo não descarta que o aumento atinja o óleo de soja pela previsão de safra menor na América do Sul.

Comente aqui
09 jan17:07

Atividades do Balcão do Consumidor têm convênio renovado até 2014


O convênio que mantêm em funcionamento o projeto Balcão do Consumidor foi renovado. Além da manutenção das atividades, o município se compromete em disponibilizar mais uma linha telefônica ao projeto e viabilizar a contratação de mais um estagiário, com carga horária de 30h semanais.

Um aditivo ao convênio entre o município de Passo Fundo, a Fundação UPF, a UPF e o Ministério Público do Rio Grande do Sul, foi assinado na sexta-feira, na Reitoria da UPF. O convênio é valido até maio de 2014.

Ao todo, a equipe que atende a população passo-fundense é composta por dois professores da Faculdade de Direito e seis estagiários, que encaminharam em 2011, mais de 6 mil casos relacionados aos direitos dos consumidores. Cartões de crédito, telefonia e grandes redes de varejo lideram a lista de reclamações atendidas. Além de Passo Fundo, o Balcão do Consumidor está presente nos municípios de Carazinho e Lagoa Vermelha.

Com informações da Assessoria de Imprensa da UPF

Comente aqui
06 jan08:27

Liquidação Fantástica do Magazine Luiza acontece nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, o Magazine Luiza promove a maior promoção do ano na loja, a 19ª Liquidação Fantástica, que pela primeira vez em 19 anos será realizada em 16 estados simultaneamente. Milhões de consumidores irão às 728 lojas da rede para aproveitar descontos de até 70% em cerca de 3 milhões de produtos.

Em Passo Fundo e em todo o Rio Grande do Sul, as lojas abriram suas portas às 6h. Durante o período da liquidação, o site do Magazine Luiza estará fechado e abrirá após o fechamento das lojas, também com grandes ofertas. Como a Liquidação Fantástica háprodutos com até 70% de desconto.

Com informações da Assessoria de Imprensa Magazine Luiza

Comente aqui
05 jan18:07

Colheita de milho deve ser 35% menor na região de Passo Fundo


A estiagem que afeta o Rio Grande do Sul levou a Emater a reavaliar, nesta quinta-feira, a estimativa inicial para a safra dos grãos de verão: milho, feijão e soja. O maior impacto, até o momento, se dá sobre as lavouras de milho. Expectativa de redução no rendimento médio do milho na região de Passo Fundo é de 35% . Na região de Erechim, queda pode chegar a 24%.

Dados coletados na segunda quinzena de dezembro indicam que a cultura já registra uma perda consolidada de 25,17% em relação à previsão inicial no Estado. Com isso, a produção do grão não deverá ultrapassar 3.969.297 toneladas em 2011, número 31,29% menor que o do ano anterior, quando chegou a 5.776.512 t.

O feijão da primeira safra já apresenta queda de 11,43% em relação à estimativa inicial, de 81.639 toneladas e de 22,27% comparando-se com a safra 2011. Caso as condições climáticas adversas persistam, a tendência é de que estes percentuais aumentem. Os primeiros dados coletados neste início de janeiro, que deverão ser divulgados na próxima semana, começam a confirmar essas tendências.

O diretor técnico da Emater, Gervásio Paulus, explica que o milho e o feijão foram os mais atingidos pela estiagem até o momento, já que o percentual de lavouras em fases de floração e enchimento de grãos foi expressivo durante o mês de dezembro, o que afetou seriamente a produtividade dessas culturas em algumas regiões.

Caso o cenário de estiagem persista, os danos devem se estender de forma mais grave também às lavouras de soja. Com base nos dados coletados até o final de dezembro, a Emater estima uma redução de 4,09% na expectativa inicial para a safra 2012, que era de 10.300.335 toneladas, e de -15,61% em relação à safra 2011.

O engenheiro agrônomo da Gerência de Planejamento da instituição Gianfranco Brattaressalta que, caso o cenário de estiagem se mantenha, esta estimativa tende a piorar, visto que começa agora um período crítico para a soja.

- Até o final deste mês cerca 40% das lavouras entrarão em floração, fase extremamente sensível à falta de umidade no solo – avalia Bratta.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Emater

Comente aqui
03 jan18:31

Curso “Como vender mais e melhor” será realizado em Passo Fundo


A Incubatec – Incubadora Tecnológica da IMED inicia 2012 com a confirmação de mais um curso em parceria com o Sebrae. O curso “Como Vender Mais e Melhor” tem como objetivo desenvolver no participante a competência para construir um modelo de gestão de vendas a partir de planejamento e ação comercial.

Curso será realizado de 9 a 13 de janeiro, às 19h, no Sebrae Passo Fundo. A inscrições custam de R$ 25 a R$ 50. A carga horária total do curso é de 30h.

Conteúdo Programático

Esquentando os motores
Estrutura Módulo 1
Um pouco de cada um
A importância do vendedor
Posicionamento e metas
Conquistando clientes
Estrutura Módulo 2
Entendendo e fidelizando clientes
Essência competitiva
Transformando os clientes
O papel de cada um
Estrutura Módulo 3
Ser, saber, fazer e conviver
Reconhecimento e recompensa
Escutando o mercado
Estrutura Módulo 4
Escutando o mercado

Informações: Assessoria de Imprensa IMED

Comente aqui
27 dez10:57

Instalação de maltaria em Passo Fundo impulsiona produção de cevada

Leandro Becker | leandro.becker@zerohora.com.br


Com o incentivo vindo da instalação de uma maltaria da Ambev em Passo Fundo, a cevada ganhará força na Metade Norte. Diante da estiagem que castiga a safra de verão, muitos agricultores também apostam na cultura para recuperar as perdas atuais no ciclo de inverno.

Um deles é João Nelson Barboza, 61 anos. Enquanto a falta de chuva castiga os 154 hectares de milho em Não-Me-Toque, ele projeta ampliar em 20% a área de cevada na próxima safra. A oportunidade de bons negócios, associada à instabilidade do trigo, é o principal motivo.

Em 2010, Barboza e os quatro irmãos plantaram 64 hectares de cevada. No ano seguinte, 90 hectares. No próximo ciclo, a meta é alcançar 110 hectares. Confiante na valorização do grão, o produtor acredita que a cultura fortalecerá a propriedade de 650 hectares:

— A perspectiva da Ambev é um convite para investir e faz da cevada uma boa alternativa para o inverno.

A maltaria entrará em operação no segundo semestre de 2012, antes do término da próxima colheita. A unidade produzirá 110 mil toneladas de malte por ano. Enquanto as obras não começam, a Ambev investe no fomento à produção, que deve abranger mais de 2,5 mil famílias fornecedoras.

— O fomento tende a valorizar a produção regional, que tem qualidade e boa produtividade — observa Cláudio Dóro, engenheiro agrônomo da Emater em Passo Fundo.

O malte produzido na unidade, atenderá à demanda de fábricas em Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O diretor agroindustrial da Ambev, Marcelo Otto, revela que o objetivo é ter a política comercial definida e a produção pré-contratada até maio de 2012.

Comente aqui
18 dez09:55

Shopping de Passo Fundo estima que Natal tenha 15% de aumento nas vendas


A estimativa do Bella Città Shopping, de Passo Fundo, é registrar um aumento de 15% nas vendas, em relação ao natal passado, para os lojistas. Além da decoração natalina, que chama a atenção dos visitantes, as ofertas tomam contam das vitrines, como
descontos e prazos especiais para pagamento.

O shopping funcionará em horário especial a partir da próxima semana. De segunda a sexta, estará aberto das 9h às 22h. No sábado, véspera de natal, abrirá das nove horas até as oito horas da noite. No dia 25 de dezembro o Bella Città não vai abrir.

Campanha “Desejos do coração”

A movimentação também é grande na campanha “Desejos do coração”. Para participar da promoção basta juntar R$250 em notas fiscais de compras, realizadas nesse período, em qualquer loja do Bella Città e trocar por um cupom. O posto de troca de notas fiscais por cupons fica no terceiro andar do Shopping, junto à casinha do Papai Noel. O prêmio é um automóvel Peugeot 408.

Quem visitar a casinha do Papai Noel, vai encontrar ursos polares, pinguins, bonecos de neve e a cozinha dos ursinhos. A visita ao Papai Noel pode ser feita diariamente das 15h às 21h, no mesmo local.

Informações: Assessoria de Imprensa Bella Città Shopping

Comente aqui