Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O Avai sobrou na conquista do primeiro turno

25 de fevereiro de 2017 0

O Avai ganhou o primeiro turno do estadual com sobras e pode conquistar o título se vencer também o segundo turno, sem precisar de final. O primeiro lugar foi alcançado com uma rodada de antecedência.

No jogo com o Almirante Barroso, em Itajai, apesar da ausência do meio-campo titular, o Avai controlou o adversário com eficiência e liquidou a partida com a participação decisiva do zagueiro Alemão, autor de dois gols de cabeça, na vitória por 3 a 0.

O Avai aproveitou o entrosamento do time, base do ano passado, e foi empilhando pontos enquanto os adversários buscavam arrumação. A Chapecoense, adversário mais forte, ficou logo pelo caminho com a derrota na Ressacada.

Mantendo a forma simples de jogar – primeiro muita marcação e depois saídas rápidas ao ataque – o técnico Claudinei Oliveira conseguiu fazer o time subir de nível.

Capa e Leandro Silva tomaram conta das laterais. Kozlinski surprendeu no gol. Marquinhos, quando jogou, deu qualidade ao meio-campo. O ataque se beneficiou do equilíbrio do time. Diego Jardel, Romulo, Denilson e Junior Dutra, mesmo não sendo titular, foram decisivos. Cada um do seu jeito e em jogos diferentes.

Tudo está muito ajustado , dentro e fora de campo no Avai. Vai ser difícil alguém tirar o título do Leão.

Figueira continua atravessando o samba

25 de fevereiro de 2017 1

O Figueirense confirmou diante do Tubarão que a boa atuação no clássico foi apenas um momento diferente da temporada, não a mudança para melhor.

A lentidão, a organização precária e qualidade limitada em alguns setores, marca do ano, foram aspectos constantes o tempo inteiro.

O Tubarão dominou o primeiro tempo, envolveu com bom toque de bola, mas saiu atrás com um gol contra. Não demorou para Rafael Ratão empatar.

O Figueirense melhorou depois do intervalo, muito por que o Tubarão não suportou a parte física, mas deixou de aproveitar as chances que criou. A melhor delas parou na trave em cabeceio de Índio. O Tubarão teve o lance para vencer no final, mas Josa tirou de cabeça em cima da linha.

Marcio Goiano vai precisar de muito tempo e mais jogadores de qualidade para fazer um time adequado para o desafio do ano.

Figueira foi melhor , mas empate beneficia o Avai

22 de fevereiro de 2017 4

O clássico na Ressacada agradou pela disciplina dos jogadores e bom número de chances criadas, longe da tendência de muitas faltas e reclamações , que costumam dominar o confronto. O Figueirense surpreendeu na atitude e posicionamento em campo, terminando o jogo com as melhores possibilidades de vencer.

Primeiro tempo

Marcio Goiano apostou no ímpeto dos jovens Ermel e João Pedro para melhorar a dinâmica e intensidade do time. Deu certo. O Figueira teve mais volume de jogo, abafando a saída de bola do Avai em vários momentos, mas falhando no momento da finalização. O Avai criou duas chances em cobranças de falta e sofreu para fazer a bola chegar ao ataque. O bloqueio ás jogadas dos laterais Capa e Leandro Silva e no meia Marquinhos travou o Avai.

Segundo tempo

O ímpeto do Figueirense recrudesceu no segundo tempo e não fosse Kozlinski o jogo não teria acabado sem gols. O goleiro avaiano evitou o gol em dois momentos, principalmente em cabeceio de Bill. Satisfeito com o empate, o Avai quase não chegou ao ataque. Novamente faltou o último toque ao Figueira.

Melhor para o Avai que continua líder, mas o Figueira indica que pode crescer sob o comando de Marcio Goiano.

O público, superior a 11 mil pagantes, é o maior do campeonato até agora.

O cara

Kozlinski, com três defesas difíceis foi o grande destaque do jogo. No Figueinrese, Dudu, Hélder, João Pedro e Bill fizeram bom jogo.

Apito

Héber Roberto Lopes teve excelente atuação. No único lance polêmico da partida, acertou ao aplicar amarelo a Bill e Betão, que trocaram ameaças.

Sai Marquinhos Santos , volta Marcio Goiano.

16 de fevereiro de 2017 7

A selva do futebol não perdoa: o resultado não vem? O técnico perde o emprego.

E, apesar dos péssimos resultados do ano passado e do início do estadual, foi na Amazônia que Marquinhos Santos caiu do comando técnico do Figueirense.

Ser eliminado da Copa do Brasil pelo Rio Branco no Acre e jogando pelo empate , foi demais para um trinador sem prestígio no clube .
A página virou para ele.

Capitão

Sempre lembrado pelo torcedor, muito por ter sido o capitão do time em uma era de conquistas, Marcio Goiano volta para assumir o comando em um momento de tensão e instabilidade.

Em 2010, fez um grande trabalho no acesso á Série A, mas quando voltou em 2012 nada deu certo.

Marcio Goiano não repetiu mais o trabalho de 2010 em outros clubes e sua carreira estagnou. Será um daqueles casos que dá certo apenas em um lugar? Vamos aguardar, mas para quem sonhava com o retorno de Jorginho, Goiano não vai empolgar.

Avaí administra o jogo e avança na Copa do Brasil

15 de fevereiro de 2017 1

O Avaí não precisou fazer uma grande partida para eliminar a Desportiva e avançar na Copa do Brasil, jogo disputado em Cariacica no Espírito Santo.

A Desportiva pressionou bastante até os 25 min do primeiro tempo , mas não aproveitou as boas jogadas para fazer a vantagem.

O Avaí respondeu com o gol de Diego Jardel aos 27 min e, a partir dai, assumiu o controle da partida até o final.

A Desportiva perdeu a força física, ficou sem a intensidade do ínicio do jogo e Rómulo aproveitou para ampliar, já no segundo tempo. A Desportiva descontou de pênalti, mas não tinha condições de conseguir mais .

O Leão avança como esperado.

Destaque

Diego Jardel foi o grande
destaque do Avaí. Além do gol organizou o time e construiu boas jogadas pela direita.

Figueira muda no segundo tempo e faz quatro no Tigre

12 de fevereiro de 2017 1

O Figueirense conseguiu apresentar , pela primeira vez na temporada, o futebol esperado por um time que entra para disputar título no estadual.

Tigre domina

Na vitória por 4 a 2 diante do Criciúma, o time repetiu, principalmente no primeiro tempo, as falhas de jogos anteriores, mas, aos poucos, equilibrou o jogo e dominou o segundo tempo com gols e boas jogadas.

Parecia que o Criciúma venceria sem muito trabalho, pelo volume de jogo do primeiro tempo, porém quem marcou foi o Figueira. Josa aproveitou o erro de saída de bola da defesa e abriu o placar. O Tigre empatou e virou o jogo com Pitbull. Hélder empatou de cabeça ainda no primeiro tempo.

Evoluindo

O Figueirense voltou melhor do intervalo. Com a entrada de Anderson Aquino na vaga de Zé Love as jogadas fluíram pela direita onde se aproximavam Dudu, Yago e Aquino. No setor saíram as jogadas para os gols de Bruno Alves aos 2 min e Hélder aos 13 min.

A vantagem no placar tranquilizou o Figueira que administrou a vantagem e até poderia ter ampliado. O goleiro Luiz evitou.

O bom futebol do Figueira no segundo tempo alivia a situação do técnico Marquinhos Santos, muito contestado pelo torcedor. Há muito ainda para evoluir.

O Figueirense melhorou, mas a chance de conquistar o turno é mínima . A situação do Criciúma é igual.

Destaques

O lateral Dudu fez as melhores transições pela direita e boas assistências. Acabou aplaudido pelo torcedor.

Hélder, autor de dois gols e participação em outro, também fez a diferença no meio-campo.

Anderson Aquino participou das principais jogadas no segundo tempo e ajudou a mudar o desempenho da equipe.

Apito

O assistente Alex dos Santos sinalizou impedimento de Rafhael Silva no primeiro tempo. Ele fez o gol de cabeça, mas não estava impedido. Foi o grande erro da arbitragem.

No segundo tempo, o árbitro acertou ao parar dois lances que o Criciúma fez o gol. No primeiro havia impedimento e no segundo a bola saiu antes do cruzamento.

Willian Steffen se confundiu no final do jogo, aplicou cartão para Marlon, mas a falta foi de Dódi. O lance provou empurrões entre os jogadores. No geral, porém, a atuação dele foi boa.

Avai interrompe sequência de vitórias perdendo pênalti em Joinville

12 de fevereiro de 2017 1

O Avai mais uma vez dominou a partida e criou as melhores chances, mas desta vez faltou a finalização precisa para manter os 100% de aproveitamento no primeiro turno do campeonato Catarinense.

O Leão nada mudou em sua estratégia de esperar o adversário e buscar as saídas rápidas ao ataque quando recuperava a bola. Assim permitiu poucas finalizações ao Joinville e chegou várias vezes na área adversária.

Embora o empate não é resultado ruim, O Avai lamenta por que teve o principal lance da partida para abrir o placar. Sandro Meira Ricci acertou ao marcar pênalti, mas Marquinhos bateu fraco e o goleiro defendeu. Na sequência Leandro Silva chutou para fora com o gol aberto.

Agora o jogo com o Brusque , domingo, na Ressacda, pode encaminhar o campeão do turno.

Destaque

O goleiro Jonhatan do Joinville brilhou ao defender o pênalti e fazer , ao menos , mais três defesas difíceis.

Apito

Arbitragem tranquila de Sandro Meira Ricci .

Figueira leva quatro do Almirante Barroso

09 de fevereiro de 2017 2

O Figueirense foi completamente envolvido pelo Almirante Barroso , levou quatro gols e saiu arrasado do estádio Camilo Mussi em Itajaí.

A vantagem de um gol ao final do primeiro tempo já enganava. O Barroso teve amplo domínio , vários lances de área, mas sofreu o gol em cobrança de falta.

A configuração do jogo não mudou depois do intervalo, mas, desta vez a bola entrou.

O Barroso empatou, virou, permitiu o empate com mais um gol de cabeça depois descanteio, mas não teve dificuldade para fazer o terceiro e o quarto gols. Foram dois golaços. Um de Dólem e outro de Abner.

Destaques

Safira comandou o meio-campo com habilidade e inteligência. Rodrigo Couto o acompanhou.

Mais atrás o volante Vanbasty esteve firme na marcação e com boa saída de bola e, no ataque , Jeferson Paulista participou das principais jogadas.

Apito

Eduardo Cordeiro Guimarães teve boa atuação. Não cometeu erros expressivos nas interpretações e controlou bem a parte disciplinar.

Balançando

Nada do que o técnico Marquinhos Santos tenta dá certo. Hoje improvisou Bruno Alves na lateral esquerda e fez alterações distantes do que o jogo pedia. A situação dele está ficando insustentável e o time precisa tomar cuidado. O rebaixamento não é um risco distante.

Romulo comanda a vitória folgada do Leão diante da Chape

08 de fevereiro de 2017 1

O equilibrio projetado não se confirmou no jogo mais esperado do campeonato Catarinense até agora. O Avai foi amplamente superior e a Chape parou na desorganização e falta de atitude individual.

Romulo

Os times não mudaram o estilo de jogo no primeiro tempo. O Avai esperou no próprio campo e a Chape tentou trabalhar mais adiantada, mas em chances criadas o jogo foi igual.

Os espaços apareceram na defesa da Chape e Capa aproveitou pelo lado esquerdo construindo as principais jogadas. Foi de um cruzamento dele que saiu o gol. Romulo dominou e deu um giro completo para abrir o placar com estilo.

Antes, o atacante Rossi, destaque da Chapecoense, tinha disparado belo chute, mas Kozlinski fez grande defesa. O Avai poderia ter ampliado depois de cobrança de escanteio. Luan e Betão chutaram da marca do pênalti , porém o goleiro Elias salvou duas vezes.

No final do primeiro tempo a Chape quase empatou em Chute de Fabricio Bruno que foi desviado pela defesa em cima da linha. A etapa terminou bem para o Avai.

Romulo II

O segundo tempo não poderia começar melhor. Logo no reinício, Denilson, goleador do campeonato, ampliou o placar e aproximou o time da vitória.

A Chaoecoense sentiu a pancada e se abalou em campo, deixando o Avai á vontade para jogar. O terceiro gol veio rápido. Aos 15 min Romulo fez o terceiro e carimbou a vitória. O restante do tempo foi apenas para cumprir a regra e esperar o final da partida.

Mais uma grande atuação do Leão, mostrando organização e boas jogadas, o melhor futebol do início do campeonato. A Chapecoense, que teve uma arrancada promissora , não evoluiu e está praticamente fora da disputa do turno.

Destaques

Romulo, com dois gols e boa movimentação foi o grande destaque do jogo. Mas o nível de atuação do Avai foi tão bom que o time inteiro teve desempenho acima da média.

Arbitragem

Apesar de inseguro em algumas ações , Rodrigo D’alonso Ferreira, fez boa arbitragem.

Avai mostra força em Tubarão e assume a liderança isolada

05 de fevereiro de 2017 1

Tubarão e Avai fizeram a melhor partida do campeonato, até agora, no estádio Domingo Gonzales. Foi um jogo de bom trabalho de bola e várias finalizações. Prevaleceu a eficiência do Avai no momento de concluir as jogadas.

Leandro Silva

O Tubarão foi envolvente no primeiro tempo, comandou a posse de bola e só não abriu o placar por que não soube finalizar. As chances apareceram, mas Calyson, Renteria e Paulinho não aproveitaram.

Em contra-ataques o Avai também levou perigo em alguns lances. Diego Jardel construiu pela direita as melhores jogadas , mas foi pela esquerda, cobrando escanteio, que ele serviu Leandro Silva aos 43min. O lateral abriu o placar de cabeça e mudou a configuração para o segundo tempo.

Junior Dutra

O Tubarão voltou pressionando novamente, fez a bola passar vãrias vezes na área , porém não acertou a a conclusão dos lanes. O Leão resistiu a pressão e, aos poucos, impôs seu estilo e encontrou espaços para contra-atacar. Romulo perdeu uma chance, Junior Dutra outra , mas foi ele quem aproveitou belo cruzamento de Capa para liquidar o jogo de cabeça aos 35 min.

Foi uma atuação de bom nível, tanto que apenas Romulo ficou devendo melhor desempenho no Leão, que agora é o líder isolado e quarta-feira joga com a Chape na Ressacada. Será o primeiro grande momento do ano.

Apito

Sandro Meira Ricci e assistentes não tiveram problemas e não complicaram um jogo que foi fácil de conduzir pela disciplina dos atletas.