Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "BRUSQUE"

Defesa complica o Avai diante do Brusque

20 de fevereiro de 2016 4

O empate por três gols com o Brusque em Palhoça é mais uma evidência que vem aparecendo desde o início do campeonato: o Avai tem força ofensiva, mas o sistema defensivo não acompanha o mesmo desempenho. Falta encontrar o equilíbrio.

Duas vezes à frente , o Avai permitiu a reação do Brusque, cedeu o empate, a virada e novo empate , quando parecia que venceria o jogo.

Willian fez dois gols e foi o destaque do Avai.

Uma atuação instável, que tira as chances do Leão no turno e alerta para os cuidados defensivos que precisa ter no clássico.

Para o Brusque um bom resultado na luta contra o rebaixamento.

Chape, Criciúma e Guarani conseguem bons resultados na segunda rodada

03 de fevereiro de 2016 0

A Chapecoense sofreu, mas conseguiu manter os cem por cento de aproveitamento, vencendo o Camboriú por 1 a 0 no Robertão.

O Camboriú teve mais chances no primeiro tempo e estava melhor na segunda etapa, quando um lance que poderia ajudá-lo teve efeito contrário.

O zagueiro Thiego da Chape foi expulso, então o técnico Guto Ferreira mexeu no time e mudou a história da partida. Apesar de ter um jogador a menos o meia Clēber Santana acertou belo chute e abriu o placar. Depois a Chape apenas garantiu o resultado.

Tigre

O Brusque não deu moleza ao Criciúma , pressionou o jogo inteiro, esteve sempre mais perto do gol , mas falhou nas finalizações e deixou escapar a chance da primeira vitória.

O Tigre , que não jogou bem e ainda teve Róger Guedes expulso, valoriza o ponto conquistado. O time não repetiu as atuações dos jogos com Avai e Cruzeiro.

Resultado normal. Ninguém vai ter moleza em Brusque.

Empate

O Inter foi melhor grande parte do jogo, até bola na trave acertou no segundo tempo, mas tropeçou em casa diante do Guarani.

Melhor para o time de Palhoça, que na base da superação, arrancou um ponto fora de casa frente a um adversário direto na luta contra o rebaixamento.

Brusque complica, mas o Figueira vence na estreia

31 de janeiro de 2016 8

O Figueirense foi dominado pelo Brusque grande parte do jogo é só ganhou a partida em cima de lances individuais de Clayton e um erro do árbitro Evandro Thiago Bender, que marcou pênalti que não existiu em Bruno Dybal.

O gramado molhado atrapalhou a qualidade do jogo e a melhor condição física do Brusque pesou. O time comandado por Mauro Ovelha trabalhou melhor a bola e só não empatou a partida por causa de boas defesas do goleiro Junior Oliveira, no segundo tempo.

Na primeira etapa Clayton fez ótimo lance individual e sofreu pênalti. Ele mesmo abriu o placar. O Brusque empatou com Giancarlo no final do primeiro tempo, depois de excelente trama. Clayton de pênalti, no início do segundo tempo, fez o gol da vitória.

Para o Figueira valeu pela vitória, mas o time precisa de grande evolução imediata em todos os setores.

Avai ganha mais uma

26 de março de 2014 0

A lentidão e a falta de intensidade prevaleceram o tempo todo, provocando um jogo sonolento na Ressacada.

O jogo teve quatro gols, mas todos com origem em bola parada, realçando a baixa criatividade.

Melhor para o Avai, que fez os gols com Marquinhos, Cléber Santana e Eduardo Costa. Rafael Bittencourt marcou para o Brusque.

Livre do rebaixamento, agora o Avai pode planejar a Série B.

O Brusque terá de contratar outro treinador. Joceli dos Santos, antes da partida avisou os jogadores que não ficaria, e depois da partida confirmou o pedido de demissão.

Avai com medalhões de volta em Brusque

16 de março de 2014 0

O Avai precisa de mais três vitórias, em sete jogos, para afastar o risco de rebaixamento no Hexagonal. São três jogos em casa, onde a chance de vitória é maior, mas para evitar muita pressão é importante vencer fora da Ressacada.

O jogo com o Brusque, hoje no Augusto Bauer, é dos mais difíceis, porém é a chance de fazer três pontos e ficar mais tranquilo. Pingo conhece as virtudes e deficiências do adversário – foi ele quem montou o time – mas dentro de campo quem decide são os jogadores.

O técnico, Joceli do Santos, já mudou a forma de jogar do Brusque, mas o bom futebol e os resultados se mantiveram. Pingo tenta reorganizar o Avai e ainda não deu sinais de ter encontrado as melhores soluções.

A impossibilidade de repetir o time é um dos problemas. Marquinhos, Eduardo Costa e Roberto estão de volta, mas com eles o time também não tinha encaixado, ainda assim são titulares e deixá-los no banco pode criar um problema maior.

O tempo vai mostrar, e o tempo é escasso, se o técnico Pingo conseguirá tirar mais deste grupo do que o futebol mostrado até agora.

Se Héber mantiver o aproveitamento da partida com o Juventus, a ausência de goleador (s) , um dos problemas da equipe , estará resolvido.

Para readquirir a confiança, vencer hoje é fundamental.

Os desafios do hexagonal

05 de março de 2014 0

O hexagonal é a parte do campeonato que ninguém gostaria de frequentar, mas já que está lá não pode vacilar , sob risco de cair para a segunda divisão.

O Avai e a Chapecoense são “os estranhos no ninho”, porém o desempenho de Brusque, Atlético, M.Dias e Juventus (nos jogos em casa) na fase anterior, recomenda foco total nas rodadas iniciais para evitar a surpresa de lutar contra o rebaixamento.

A Chapecoense já se recuperou na fase anterior, melhorando o desempenho. Não é o caso do Avai, que ainda não venceu com Paulo Turra, mas possui jogadores para encarar o hexagonal sem turbulências, mas precisa reorganizar o time e alinhar os objetivos internos.

Como Chapecoense e Avai já têm vaga na Copa do Brasil, ela será disputada por M.Dias, Brusque, Atlético e Juventus. A tendência é , também, de os quatro dividirem a luta para não cair.

O M. Dias largou na frente com a vitória em Ibirama e o Brusque conquistou um ponto em Jaraguá do Sul. Chapecoense e Avai jogam nesta quinta-feira.

Para o Avai é momento para avaliar o time visando a Série B. A Chapecoense tem a meta de fortalecer o time para a Série A.

Chapecoense coloca Figueira no quadrangular

27 de fevereiro de 2014 11

O Figueirense garantiu a vaga no quadrangular do Campeonato Catarinense, mas teve que esperar o fim do jogo em Chapecó, onde o Brusque perdeu para a Chapecoense por 2 X 1, resultado que tirou os dois do G-4.

A vitória por 3 X 1 diante do Juventus não dava saldo suficiente para eliminar o Joinville, que aplicava 4 X 0 no M. Dias. Restava o tropeço do Brusque, por isso , o drama permaneceu até o apito final na Arena Condá.

O desempenho do Figueirense foi bom apenas até a metade do primeiro tempo , quando fez dois gols e dava a impressão de que faria uma goleada. Quando o zagueiro Wesley foi expulso o Juventus cresceu e, mesmo sem chegar ao ataque, se defendeu bem e complicou o trabalho de bola do Figueirense.

A necessidade de golear gerou pressão emocional e o Figueira se desorganizou , mesmo com um jogador a mais. Pressionou bastante, criou pouco, e sem força coletiva tentou resolver o jogo pela individualidade.

Ninguém estava inspirado, até mesmo as faltas cobradas por Marcos Assunção, não deram em nada. Restou a entrada de Ricardo Bueno, que retornou depois de seis meses se recuperando de lesão, e melhorou as jogadas de ataque e fez um gol de cabeça.

O torcedor comemorou a vaga no quadrangular, mas sabe que para pensar em título, precisa melhorar bastante a organização tática da equipe.

Três vagas para sonhar com o título

26 de fevereiro de 2014 1

A noite será de muitas emoções na rodada que decide mais três vagas ao quadrangular do Campeonato Catarinense. A Federação determinou delegados especiais para sincronizar os horários dos jogos. O expediente anti-desportivo de atrasar o inicio ou reinicio de um jogo para tirar proveito é frequente, então , tentar impedir está ação desleal é uma boa medida. Conseguirão?

O Figueirense é o maior favorito jogando em casa com o Juventus, mas para garantir a vaga depende do saldo de gols. Marcos Assunção e Dudu , são reforços importantes para manutenção da forma de jogar. O retorno de Ricardo Bueno, fica no banco, é uma boa opção.

O Criciúma , também , é favorito diante do Atlético. Basta vencer para garantir a vaga. Novas mudanças no time e com técnico interino , são alguns problemas do Tigre.

O Joinville tem um jogo mais difícil. Enfrenta o M. Dias, que ainda sonha com a vaga, e a rivalidade entre as cidades. Ainda assim tudo indica que o Joinville está mais perto da vitória, afinal vem jogando bom futebol. Se vencer, a vaga dependerá do saldo.

A partida mais tensa da rodada será em Chapecó. A Chapecoense mantém chances de classificação e o Brusque joga por empate para ficar com a vaga. Se o time comandado por Pingo repetir as boas atuações anteriores fica com a vaga, mas o jogo é na Arena Condá, e se os resultados paralelos ajudarem , vai ser difícil segurar a Chapecoense.

A confirmação e a decepção

24 de fevereiro de 2014 8

Duas situações ficaram decididas depois da oitava rodada do Campeonato Catarinense. O Metropolitano garantiu a vaga no quadrangular e o Avai vai disputar o hexagonal.

O Primeiro

O Metropolitano faz bom trabalho há três temporadas e consolidou a posição de sexta força do Estado. O time de Blumenau começou a trilhar novos caminhos quando fez uma reorganização administrativa e passou a fazer planejamento de médio prazo. A estrutura de trabalho melhorou , as contas estão em dia e o técnico Abel Ribeiro usou toda sua experiência e capacidade para tirar o máximo dos jogadores.

A experiência de Reinaldo e Alessandro muito representa, mas o talento de jogadores como Maurinho, Edmar e Juliano Mineiro, além da boa organização tática, levaram o Metrô ao quadrangular e a sonhar com o título Catarinense, missão possível, porem bem mais complicada que a chegada ao G-4.

A decepção

Sofrendo com a turbulência da falta de dinheiro, desorientado por problemas de vestiário, enfraquecido pela limitação de alguns jogadores e planejamento precário no futebol, o Avai é a grande decepção do campeonato. Não conquistar a vaga no quadrangular era previsível, mas vencer apenas o Juventus em casa e fazer , até o momento, a mesma pontuação do time de Jaraguá, é demais para quem faz investimento alto e é o mais vezes campeão de SC.

Última rodada

Criciúma e Brusque dependem apenas de seus jogos para garantir a classificação. O Tigre enfrenta o Atlético em casa e , apesar do futebol limitado que apresenta é o grande favorito. O Brusque tem um desafio poderoso para confirmar o bom momento. Precisa segurar a Chapecoense, ainda com chance,na Arena Condá. Com saldo de sete gols o empate é suficiente ao Brusque. O problema do Verdão é o saldo de um gol apenas e a dependência de tropeços de Joinville ou Figueirense.

O Figueirense, que tem saldo três , precisa vencer o Juventus e torcer para que o Joinville, que tem saldo dois , não faça mais gols diante do M.Dias, do que ele marcar no Scarpelli. Uma derrota do Brusque, sem dar muito saldo de gols a Chapecoense, também pode classificar o Figueira, caso vença o Juventus.

O Joinville precisa vencer o M.Dias e fazer saldo. A partir dai torce por tropeços do Figueira ou Criciúma,Brusque e Chapecoense.

O equilíbrio permanece e cinco times lutam por três vagas que restam.

Brusque pode garantir uma vaga

21 de fevereiro de 2014 0

A primeira fase do Campeonato Catarinense chega , neste final de semana , á oitava rodada e , como projetado , mantendo grande equilíbrio, mas apresentando uma surpresa que ninguém ousou apontar. O Brusque é líder e, se vencer o Joinville, garante vaga no quadrangular já nesta rodada. O Metropolitano também pode garantir uma vaga se derrotar o Atlético e Joinville ou Figueirense não vencerem.

A vantagem do Brusque é boa, mas não será fácil garantir a vaga, mesmo jogando em casa. As ausências de Tarcísio e Aldair, que não podem enfrentar o JEC porque estão emprestados pelo time do norte, tira força do meio-campo, setor vital de qualquer equipe.

O Joinville vem apresentado força de conjunto e já venceu duas fora de casa. Jogo em clima de decisão.

O Criciúma , apesar de contar com técnico interino, não deve perder a chance de fazer três pontos em Jaraguá do Sul.

O Figueirense , sem cinco titulares , encara uma decisão em Itajai. O M. Dias, que não terá o goleador Schwenk, precisa vencer para ainda sonhar com a vaga. O empate não é um resultado ruim para o Figueira.

Chapecoense e Avai , que tem a estreia do técnico Paulo Turra, já saberão de todos os resultados , quando entrarem em campo , ás 18h30 , na Ressacsda e podem melhorar um pouco as chances, mas a tendência é estarem fora da disputa.

Arrisco afirmar , mesmo sabendo que tudo pode acontecer , que Criciúma , Figueirense e Joinville se classificarão. A outra vaga fica entre Brusque e Metropolitano.

Confira os jogos e a classificação:

Sáb 16:00 BRUSQUE X JOINVILLE
Dom 16:00 MARCILIO DIAS X FIGUEIRENSE
Dom 18:30 JUVENTUS X CRICIUMA
Dom 16:00 ATLÉTICO X METROPOLITANO
Dom 18:30 AVAI X CHAPECOENSE

9 RODADA – TURNO

Jogo Data
41 26/02/2014 – Qua 22:00 CHAPECOENSE X BRUSQUE
42 26/02/2014 – Qua 22:00 METROPOLITANO X AVAI
43 26/02/2014 – Qua 22:00 CRICIUMA X ATLÉTICO
44 26/02/2014 – Qua 22:00 FIGUEIRENSE X JUVENTUS
45 26/02/2014 – QUA 22:00 JOINVILLE X MARCILIO DIA

1° BRUSQUE 13
2° METROPOLITANO 12
3° CRICIUMA 12
4° FIGUEIRENSE 11
5° JOINVILLE 11
6° MARCILIO DIAS 9
7° CHAPECOENSE 9
8° AVAI 7
9° ATLÉTICO 7
10° JUVENTUS 6