Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "CEARÁ"

Figueira deixa escapar a vitória no último lance em Fortaleza

20 de outubro de 2017 0

O Figueirense contrariou a lógica, mudou novamente o sistema tático, jogou como time entrosado, apesar de várias mudanças , e fez bom jogo em Fortaleza. Volta , porém, lamentando o gol no último lance, com a colaboração do goleiro Saulo.

Equilíbrio

Milton Cruz surprendeu ao escolher o time que começou o jogo. Marco Antônio ficou no banco, João Paulo entrou no meio-campo e compôs uma formação de vários jogadores rápidos que melhoraram o toque de bola. Com Dudu, Dudu Vieira, Renan Motta e Jorge Henrique, além de João Paulo, contando com Zé Antônio na proteção e André Luiz no ataque, o time ficou equilibrado.

Dudu Vieira abriu o placar no primeiro lance do jogo, o Ceará empatou na sequência com lima, depois de uma lambança da defesa, setor que mostrou insegurança no primeiro tempo. Na sequência o jogo esfriou um pouco, mas o Figueirense seguiu bem, chegou com perigo em dois lances e não permitiu chances claras ao Ceará.

Dudu Vieira

O Ceará tentou pressionar mais no segundo tempo, mas o Figueirense melhorou a marcação e barrou as ações ofensivas, muitas vezes com faltas táticas. Até os 30 min apenas duas jogadas levaram perigo. Dudu recebeu de Dudu Vieira e perdeu boa chance. O Ceará chegou com bom chute de Leandro Carvalho, que Saulo mandou para escanteio.

Ferrugem e Joãnzinho entraram no time do Figueirense, que continuou melhor em campo. Aos 37 min o Figueirense trabalhou a bola no ataque, Joãnzinho rolou para Dudu Vieira, que , da entrada da área, acertou um chutaço no canto, dando a impressão que encaminhava a vitória.

Uma noite de glória para Dudu Vieira, titular por muito tempo , reserva ou fora da lista outro tanto, e, agora, responsável por um ponto ao menos , conquistado fora de casa.

Foi um jogo de bom futebol do Figueira, que calou o Castelão quase lotado, mas de lamentação pela ausência da vitória, roubada no chute de Pio no último lance do jogo.

Figueira "trava" diante do Ceará e perde mais uma em casa

08 de julho de 2017 2

O dia estava marcado para ser de recuperação do time e saída da zona de rebaixamento, expectativa criada pela vitória diante do Londrina e o tempo de preparação, dez dias, antes de enfrentar o Ceará.

Foi das piores atuações do Figueirense na Série B, nesta temporada.

No primeiro tempo, o técnico Marcelo Cabo, preferiu recuar as linhas de marcação e deixar o Ceará tocar a bola, mas ficou sem contra-ataques. O Ceará teve muita posse de bola, mas quase não criou jogadas. Aproveitou, porém, uma desatenção do zagueiro Marquinhos, que deu condição a Pedro Ken, e abriu o placar.

O Figueirense reagiu e quase empatou em dois lances com a participação de Helber. Um ele recuperou a bola e tocou para Dudu Vieira e, no outro, finalizou para grande defesa do goleiro.

No segundo tempo, a entrada de Luidy deixou o time mais aberto, porém, nada funcionou. O goleiro Thiago Rodrigues se encarregou de enterrar a reação ao chutar a bola contra Ricardinho e entregar o segundo gol ao Ceará.

A insegurança no gol, novamente, cobra um preço alto do Figueira, que continua no Z-4 e com dois jogos fora de casa na sequência, CRB em Maceió e Brasil em Pelotas.

Faltou calibrar o chute para o Leão vencer o Ceará

04 de setembro de 2016 0

O Avai fez em Fortaleza a melhor partida fora de casa na Série B, nesta temporada. Até quando ganhou do Sampaio Corrêa o time demostrou menos consistência do que na partida com o Ceará.

O sistema defensivo esteve firme o jogo inteiro , praticamente não permitindo chances claras ao Ceará, e foi bem até quando ficou com um jogador a menos pela expulsão do zagueiro Fábio Sanches.

Em vários momentos, também, chegou rapidamente ao ataque e criou lances para fazer o gol, principalmente no primeiro tempo. Romulo e Tatá não aproveitaram as melhores chances.

Um ponto é pouco para chegar perto do grupo de cima na tabela, mas impede de se aproximar novamente do Z-4.

Joinville empata novamente em casa

17 de junho de 2016 4

O Joinville esbarrou novamente em sua falta de criatividade e deixou passar mais uma oportunidade para vencer em casa ao empatar por um gol com o Ceará.

O jogo foi truncado, com muitos cartões e poucos lances de gol. O Joinville ainda foi obrigado a fazer duas alterações no primeiro tempo por lesão.

Bastou uma pequena melhora na segunda etapa para abrir o placar com Fernando Viana, mas a defesa não resistiu e Richardson empatou de cabeça.

O que o Joinville faz longe da Arena desperdiça quando joga em casa, por isso continua perto da zona de rebaixamento.

William brilha em grande tarde do Leão

28 de maio de 2016 2

O Avaí derrubou a tendência de jogo complicado ainda no primeiro tempo, com três gols surpreendentes em seis minutos, e encaminhou um excelente resultado diante do Ceará na Ressacada.

O Ceará tinha volume de jogo, mas não finalizava e o Avaí apenas se defendia até os 30 min, quando Romarinho recuperou a bola e abriu o caminho para o primeiro gol de William. Logo depois, novamente Romarinho aproveitou a falha da defesa e sofreu pênalti. William fez o segundo . Aos 36 min Jajá bateu falta no ângulo e fez o terceiro. A vitória estava encaminhada, mas não foi com a facilidade esperada.

Willian fez o quarto gol logo no início do segundo tempo e indicava uma grande goleada, mas o Ceará reagiu e Silas demorou para reforçar a marcação. O árbitro não confirmou um gol de Bill, que estava em condição regular, antes de o Ceará descontar com Bill e Felipe, mas a reação ficou nisso. Final 4 a 2 para o Leão.

Uma grande vitória, que coloca o Avaí na parte de cima da tabela, melhora a auto-estima da equipe e passa confiança ao torcedor.

Destaques

Jajá e Lucas de Sá, mais uma vez , distribuíram bem o jogo e mostraram superação na marcação.

Renato fez o cruzamento do primeiro gol e apoiou bem na direita. Terminou o jogo pelo meio ajudando na marcação.

Romarinho foi importante em duas recuperadas de bola que viraram gols.

Willian, com três gols, foi o grande nome do Avaí.

Avai e Joinville apostam no apoio da torcida para vencer

27 de maio de 2016 0

Avai

Vencer o Ceará se tornou importante para continuar disputando posições na parte de cima da tabela, nesta arrancada da Série B.

Melhorar o desempenho dos jogadores de ataque, incluindo quem vai ocupar a posição mais adiantada no meio-campo, é uma necessidade para o time adquirir mais consistência, fator necessário para superar o experiente time do Ceará, comandado por Sérgio Soares.

Quem vai ocupar a função de criação no meio é a questão central para melhorar o desempenho. Continuará sendo Tatá? Chegou a vez de Diego Jardel novamente? Jajá ou Lucas de Sá mudando de função ?

Acredito que até o Silas está em dúvida.

Joinville

Anselmo, que era um dos destaques do time foi antes de começar a Série B. Agenor, o grande nome da equipe se despediu esta semana. Bruno Aguiar também pode sair. Os nomes que chegam não empolgam e os primeiros resultados não ajudam.

A situação do Joinville é desanimadora na arrancada da principal competição do ano, mas o time não pode se abater e precisa encontrar forças para vencer o Londrina e amenizar os problemas.

Como vai fazer isso ? É uma missão para o técnico Hémerson Maria, que sempre encontra um jeito de superar os obstáculos e produzir resultados surpreendentes apesar das limitações.

Vai conseguir de novo ? Melhor não duvidar, apesar da tendência contrária.

Os assuntos do momento no futebol catarinense

03 de fevereiro de 2015 10

Chapecoense

O Guarani tentou , equilibrou o jogo, mas prevaleceu a qualidade da Chape no Renato Silveira. Cruel, Ananias fez três e já tem cinco gols em duas rodadas, liquidou o jogo e encaminhou a vitória de virada , por 3 a 1. Quem vai parar a Chapecoense ?

Ceará

O jogador do Guarani, por quebrar a perna de Juninho, pegou dois jogos de suspensão e fica afastado do futebol até o retorno do lateral do Figueira. A decisão foi do TJD. Cabe recurso. Pena difícil de ser mantida, considerando que a intenção de provocar a lesão não ficou caracterizada.

Figueirense

Sai o volante Paulo Roberto e entra o meia Léo Lisboa para o jogo com o M. Dias, hoje, em Camboriú. Melhorar a criatividade no meio-campo é uma necessidade. É a grande chance de Léo Lisboa. Por que não foi assim diante do Atlético-IB?

Avai

Geninho não faz mistério. Felipe Maia entra na zaga e Tinga no meio, substituindo Willian Rocha e Eduardo Neto, suspensos, para o jogo com o Criciúma amanhã. Escolhas que não mudam a forma de jogar. Atuar bem os noventa minutos é o desafio do Leão.

Joinville

Com Kadu na lateral esquerda, substituindo Rogério, suspenso, o Joinville tem jogo duro com o Atlético em Ibirama.
O primeiro tempo diante do Avai é a referencia de desempenho para evoluir. As jogadas aéreas devem predominar na estratégia do Atlético , ponto fraco da zaga do Joinville.

Lages

O Inter tanta mostrar , diante do Metropolitano, que a derrota por cinco gols em Chapecó foi um momento atípico. Jogando em casa e com todos os jogadores liberados para atuar, vencer é uma exigência para quem busca vaga no hexagonal.

Juninho, a vítima de Ceará

25 de janeiro de 2015 37

Em nenhum momento o jogo Figueirense e Guarani teve clima de rivalidade, jogadas duras ou bate-bate , por isso, foi incompreensível a entrada violenta de Ceará – jogador de 21 anos revelado na base do próprio Figueirense – que fraturou o tornozelo de Juninho.

Uma atitude desproporcional, completamente fora da proposta do amistoso e que não deve passar sem punição. Ceará manchou a ideia de jogo limpo defendida nas regras do futebol.

Para o Figueirense, uma perda que vai exigir nova contratação e isso tem alto custo financeiro, além do prejuízo técnico.

Para Juninho, um grande impacto emocional e que vai exigir longo período de recuperação e muito cuidado para não comprometer a carreira.

Força Juninho!

Inspirado, Edgar Junio comanda vitória do Joinville

18 de outubro de 2014 0

O Joinville não frustou o torcedor que lotou a Arena, começou determinado, partiu para cima, encarou o jogo como uma decisão e não deu chance ao Ceará. A vitória foi encaminhada no primeiro tempo.

Na direita

O Joinville encontrou o caminho do gol no setor direito de ataque. Edgar Junio, seu principal atacante, levou vantagem em todos os lances no duelo com o lateral Vicente, que vai bem no apoio mas é frágil na marcação.

Logo no primeiro minuto, Edgar Junio recebeu nas costas da defesa e tocou na saída do goleiro, abrindo o placar. O Ceará chegou com chute perigoso de Vicente, que parou no goleiro Oliveira. Marcando forte no setor esquerdo, onde Everton ajudava o lateral Rogério e os volantes, e liberando o lado direito, o Joinville foi muito superior.

O segundo gol saiu, novamente, depois de grande jogada de Egar Junio. Ele cruzou da direita, Marcelo Costa tocou, o zagueiro tirou em cima da linha, a bola bateu em Fernando Viana e entrou. O Ceará reclamou toque na mão de Viana. Me pareceu normal.

O Ceará teve chance de descontar, mas o chute de Lulinha não entrou. O técnico do Ceará, Sérgio Soares, tirou o volante João Marcos e colocou o meia Eduardo. O Joinville continuou melhor e garantiu a vantagem.

Defesa

O Joinville apostou na defesa no segundo tempo, reforçando a marcação com a saída de Everton e entrada de Franco. O Ceará tentou pressionar, chegou na área, mas quase não finalizou. O Joinville esperou uma chance para matar o jogo.
Ela veio aos 32 min. Rogério completou na pequena área a cobrança de escanteio, fez o terceiro gol e liquidou o jogo.

Vitória fundamental, que deixa o Joinville mais próximo do sonho de retorno á Série A.

Individual

Usando velocidade, dribles e inteligência para fechar em direção á área, fazer gol e dar assistências, Edgar Junio foi o grande destaque do Jogo.

Joinville tem jogo fundamental com o Ceará

17 de outubro de 2014 0

O clima é de decisão em Joinville, confirmado pela venda antecipada de ingressos, que garante o estádio lotado para o jogo com o Ceará.

O Joinville sabe que uma vitória nesta partida é um passo fundamental para se aproximar do acesso. Vencer é ótimo, empatar não é ruim, mas perder pode complicar o grande objetivo da temporada.

Ainda esperando uma resposta de bom nível para ausência de Jael, o técnico Hémeron Maria perde a segurança de Ivan no gol e Naldo na cabeça de área, suspensos pelo terceiro amarelo. O desempenho do Joinville muito depende do que Marcelo Costa e Edgar Junio produzirem na partida.

O Ceará tem um time entrosado, com ótimo toque de bola e dois goleadores no ataque. Magno Alves e Bill precisam de atenção dobrada.

Jogar em velocidade pelos lados do campo, pode ser a melhor estratégia do Joinville.