Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "DERROTA"

Ponte mantém Figueira balançando na Série B

19 de outubro de 2018 0

O Figueirense segue batendo recordes negativos na Série B. Com a derrota para a Ponte Preta, por 2 a 1, em Campinas, chega a oito jogos sem vitória. O técnico Rogério Micali comandou o time em seis jogos e ainda não venceu.

O posicionamento pouco adequado da defesa, deixando as laterais abertas e os zagueiros sem cobertura, além da opção do técnico que deixou Ferrareis no banco, facilitaram as ações da Ponte Preta, que, jogando em contra-ataque, abriu logo o placar com André Luiz e perdeu mais três chances claras antes do intervalo.

O Figueirense pouco ameaçou a meta do goleiro Ivan.

O segundo tempo começou como o primeiro. A Ponte não perdeu tempo e ampliou com gol de cabeça do zagueiro Léo Santos, depois de cobrança de escanteio.

Na sequência, também de cabeça, Trevisan descontou para o Figueirense. A Ponte mexeu no time e caiu de produção, principalmente com a saída de André Luiz. O Figueirense melhorou quando Matheus Sales foi para a lateral-direita, Marco Antônio entrou no meio e, principalmente, Ferrareis na esquerda.

O trabalho de bola cresceu e Elton teve chance de empatar, mas o goleiro Ivan evitou. A Ponte também teve chances e poderia ter ampliado em três lances.

No resumo do jogo , a Ponte mais deixou de fazer um placar folgado que o Figueirense chegar perto do empate.

Figueira afunda em São Luiz

02 de outubro de 2018 0

O Figueirense deu, em São Luiz do Maranhão, um passo decisivo para sair da disputa por acesso nesta temporada. Foi um jogo horrível e marcado por muitos erros dos dois times.

O Figueira mostrou todas as deficiências de um time que foi se desmontando ao longo do campeonato e desmoronou depois da saída do técnico Milton Cruz.

Entrou mal escalado, por falta de força e marcaçao, desmobilizado e desinteressado, deu espaços, sofreu o gol e reagiu pouco e tarde, porque criou algumas chances apenas na reta final do segundo tempo. As alterações também foram pouco adequadas para o que o time estava precisando. Juninho terminou a partida como o homem de referência no ataque.

O Sampaio Corrêa não tomou conhecimento, fez a sua parte e poderia ter feito muito mais já que perdeu muitos gols depois do intervalo.

Rogério Micale nada acrescentou ao Figueirense até agora, parece perdido e sem capacidade de motivação do grupo para tentar , ao menos, vencer os jogos com luta e superação, característica forte da Série B.

Figueira perde novamente e desce para o Z-4 da Série B

20 de junho de 2017 1

O Figueirense mudou o treinador e alguns jogadores, mas cometeu diante do Luverdense os mesmos defeitos no sistema defensivo dos jogos anteriores e acabou perdendo mais uma em casa, resultado que empurra o time para a zona de rebaixamento da Série B.

O jogo começou com muitas ações ofensivas do Figueirense, mas o Luverdense saiu na frente logo na primeira chance, contribuição do goleiro Thiago Rodriguez, que deixou passar uma chute de longe que era possível alcançar.

A reação foi rápida e Joãonzinho empatou a partida depois de grande lance de Luidy. A defesa, porém, continuou dando espaço e o Luverdense aproveitou. Rafael Silva fez 2 a 1. Novamente o Figueira reagiu e empatou com golaço de falta cobrado por Robinho.

Parecia que a situação mudaria, mas o “queijo suíço” não saiu da defesa e, mais uma vez, a jogada aérea se tornou fatal. Depois de escanteio o Luverdense fez o terceiro antes do intervalo.

O segundo tempo teve menos finalizações, muitos passes errados e nervosismo. O Figueirense sucumbiu, cansou e perdeu força.

Agora na zona de rebaixamento, a situação do Figueira exige reação imediata para não seguir exemplos próximos , como o do Joinville, ano passado.

Figueira perde novamente na estréia de Marcelo Cabo

16 de junho de 2017 1

Marcelo Cabo estreou no Figueira, mas o time continua perdendo e as mudanças que ele tentou não deram
certo no Durival Brito, em Curitiba.

O técnico baixou o posicionamento do time para estancar a fragilidade defensiva do Figueirense, objetivo que alcançou no primeiro tempo, apesar de, mesmo assim, permitir duas chances claras ao Paraná e ficar sem ações Ofensivas. O primeiro tempo foi de péssimo futebol.

O segundo tempo foi um pouco melhor, mas só depois de o Paraná abrir o placar – mais um gol de cabeça que sofre o Figueira- e a entrada de Marco António no meio-campo.

O crescimento depois do intervalo não foi suficiente para empatar a partida, embora duas boas finalizações. O novo treinador vai ter trabalho duro para ajustar a equipe.

Mais um jogo ruim e mais uma derrota. A situação fica preocupante para um time que tem cobrança por acesso.

Brasil acabou com chance do Avai em poucos minutos

02 de agosto de 2016 5

A chance de o Avai conseguir a primeira vitória fora de casa acabou em 19 min no estádio Bento Freitas. Foi o tempo que o Brasil precisou para fazer três gols e, praticamente, garantir o resultado.

Desatento e frouxo na marcação pelo lado esquerda da defesa, o Avai foi envolvido por ações rápidas de Diogo Oliveira , Felipe Garcia e weldinho no setor. O zagueiro Leandro Camilo aproveitou dois vacilos de André Santos em escanteios e fez o primeiro e o terceiro. O segundo gol foi de Ramon colocando no canto , também jogada pela direita.

O Avai teve chance de descontar, mas Willian perdeu o pênalti. Sem força , restou ao Avai evitar um vexame em Pelotas.

O final do turno mostra uma realidade perigosa para o Avai , que está a quatro pontos da zona de rebaixamento. O time precisa de contratações pontuais , resolver negociações em andamento e contar com Marquinhos inteiro para evitar o pior.

Leão perde mais uma e pode entrar no Z-4

07 de novembro de 2015 7

O Avaí, em nenhum momento, se aproximou da vitória na Arena da Baixada, pelo contrário , sempre esteve mais perto da derrota e ela aconteceu.

O Avaí não criou lances de perigo no primeiro tempo e, também, se defendeu mal. Além disso, a falha individual do goleiro Vagner colaborou para o placar de 2 a 0 para o Atlético-PR.

No segundo tempo o Leão melhorou um pouco, descontou com gol de Anderson Lopes, levou perigo em alguns lances, mas não foi suficiente para, ao menos, empatar.

Mais um jogo sem vitória e agora torce contra o Goiás para não entrar na zona de rebaixamento.

Joinville não se livra da lanterna

01 de julho de 2015 12

Não é necessário avaliar o futebol apresentado, que foi limitado e sem inspiração , para saber das consequencias da derrota do Joinville para o Flamengo.

O trabalho que o técnico Adilson Batista inicia sofre uma freada brusca. Ele chegou, mudou a forma de jogar, liberou e contratou jogadores com o objetivo de uma reação imediata e ela não veio.

O jogo com o Flamengo era a melhor oportunidade para a arrancada, depois de cinco jogos do novo treinador. Deixou escapar.

Agora , o caminho que já estava cheio de obstáculos, fica mais longo e tortuoso. Uma constelação de dúvidas paira sobre o Joinville.

Chape não aproveita oportunidades e perde na Arena Palmeiras

01 de julho de 2015 0

A Chapecoense não se intimidou com o Palmeiras e fez jogo equilibrado em São Paulo. Com os dois times buscando o ataque com insistência surgiram várias possibilidades de gol, principalmente no primeiro tempo. Melhor para o Palmeiras que aproveitou com Egidio.

A lesão de Gil atrapalhou o planejamento do técnico Vinícius Eutrópio, ainda assim a Chape controlou a partida e buscou o empate, mas teve pouca força depois do segundo gol.

Ganhou quem soube aproveitar as chances que surgiram.

A derrota tira a folga na tabela, mas agora, com dois jogos em casa – Vasco e Grêmio – a Chape tem a chance de se recuperar.

Mexida no time pesou na derrota do Avai

28 de junho de 2015 4

A escolha do sistema de jogo com três zagueiros não teve eficácia nos últimos anos, por isso anda esquecido, mesmo assim Gilson Kleina o usou diante do Goiás e tentou repetir no jogo com o Grêmio. A escolha mostrou-se pouco adequada.

A mexida no time, que já não contava com três titulares, foi muito profunda. Desencontrado , o Avai sofreu o impacto no início e não teve força para buscar o empate no segundo tempo , quando melhorou o rendimento.

Fica a lição e a necessidade de melhorar o aproveitamento em casa, onde o Leão conquistou apenas 5 de 15 pontos.

Joinville continua sem vencer

07 de junho de 2015 10

A estreia do técnico Adilson Batista e algumas modificações promovidas na equipe , como a entrada do zagueiro Dankler, não foram suficientes para fazer o Joinville melhorar.

O time repetiu os erros dos jogos anteriores e acabou perdendo por 1 a 0 , gol de Jadson no primeiro tempo. Agora são seis jogos e apenas um empate, deixando o time na lanterna.

Faltou velocidade e qualidade na armação de jogadas ofensivas, que foram raras, e a marcação não foi eficiente mais uma vez, permitindo que o Corinthians trabalhasse com muito espaço no meio . Renato Augusto e Jadson ficaram à vontade para criar os principais lances do jogo na primeira etapa.

Embora o estádio quase lotado e jogando em casa, o Joinville não evoluiu, indicando que será árduo o trabalho de Adilson Batista na recuperação da equipe.