Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "FLAMENGO"

Avaí garante o empate em bom jogo com o Flamengo no Rio

23 de setembro de 2017 0

O jogo foi disputado em alta velocidade na Ilha do Urubu e com pouco faltas. Não faltou emoção no final.

O Avaí não fugiu ao seu estilo de tentar controlar o adversário com muita marcação e permitir muita posse de bola.

Diferente, porém , de outros jogos
desta vez o Avaí permitiu menos chances claras de gol ao Flamengo antes do intervalo.

O primeiro tempo foi de controle absoluto do Avaí e com gol de Pedro Castro, que cruzou para a área em lance de cobrança de falta e a bola foi direta, embora a tentativa de cabeceio de Leandro Silva.

O Flamengo melhorou no segundo tempo depois das alterações do
técnico Ronaldo Rueda. O Avaí baixou a produção com a saída Juan e entrada de Willians.

Até os 35 min o Flamengo comandou o segundo tempo e o Avaí abandonou o ataque. A pressão deu resultado
e Rodinei, revelado pelo Avaí, acertou belo chute e empatou.

Os 15 min finais prenderam a respiração das duas torcidas.
O Avaí cresceu com a entrada de
Luan Pereira e buscou o segundo gol. Teve três chances, mas as finalizaras de Willians, Joel e
Júnior Dutra não entraram.

O Flamengo poderia ter virado o
placar, mas não aproveitou duas
chances limpas.

Mais uma vez o Avaí lamenta o
gol sofrido perto do final, mas não pode lamentar o empate por que abandonou o ataque até sofrer o gol de empate .

De qualquer maneira , um ponto garante o time fora do Z-4 mais
uma rodada.

Apito polêmico no empate do Avaí com o Flamengo

11 de junho de 2017 1

Avaí e Flamengo fizeram bom jogo na Ressacada para um público de 13.446 torcedores, mas o empate foi ruim para o Avai que ficou na zona de rebaixamento.

Morno

O Flamengo teve mais posse de bola no primeiro tempo ,principalmente até os 30 min, quando o Avaí começou a acertar algumas transições rápidas e levar perigo.

Faltou, porém, aos dois times mais contundência ofensiva. O Avaí por errar muito a saída de bola, principalmente com Judson, e o Flamengo por adiantar muito Diego, que jogava quase na linha de ataque esvaziando a armação no meio.

Confusão

O segundo tempo não teve alterações táticas significativas. O Avaí manteve o posicionamento e o Flamengo, mesmo recuando Diego, continuou com o mesmo problema, porque Mancuello entrou e se posicionou mais linha de ataque que no meio-campo.

Mas o jogo cresceu em emoção por que o Flamengo ficou mais criativo e o Avaí acertou mais contra-ataques.

Surgiram bons lances de ataque dos dois times e os gols movimentaram a partida.

Romulo abriu o placar, mas Leandro Danmião empatou na sequência, mantendo o equilíbrio do jogo.

E foi assim até o final, mesmo depois das três alterações de cada lado. Destaque entre as substituições para Pedro Castro, que estreou no Avaí com bom toque de bola e visão de jogo.

Antes, porém , ocorreu a grande confusão do jogo. O árbitro, Paulo Wollkofp, marcou pênalti para o Avaí – pênalti que não aconteceu -, mas depois de longa conferência com assistente e adicional, voltou atrás, indicando que pode ter chegado informação externa para tomar a decisão. A arbitragem acabou acertando, mas provocou grande lambança para decidir.

O Avaí não teve jogadores com grande destaque individual, mas prevaleceu a força coletiva do time.

Ficou a sensação de que o resultado poderia ter sido melhor para o Leão.

Apito

Paulo Wollkofp, adicionais e assistentes cometaram vários pequenos erros e provocaram uma grande confusão ao voltar atrás na marcação do pênalti para o Avaí. Péssima arbitragem.

Figueira segue a cartilha da derrota contra o Flamengo

18 de setembro de 2016 1

O Figueirense apostou tudo na defesa diante do Flamengo no Pacaembu e esqueceu que também precisava atacar para ter alguma chance de conquistar um bom resultado.

A estratégia não desmoronou no pênalti absurdo marcado por Luís Flávio de Oliveira por que Gatito Fernandes evitou, porém o cabeceio de Willian Arão provocou erosão no pensamento medíocre que tomou conta do Figueira.

O que veio no segundo tempo foi consequencia. Diego ampliou de pênalti e restou evitar uma goleada. Pedroso ainda foi expulso e é mais um desfalque para o jogo com o Santa Cruz.

As possibilidades matemáticas ainda são razoáveis para evitar o rebaixamento, mas o desmonte do time, que já tinha muitas deficiências, na reta final, é o maior problema.

Sonho do Figueira dura pouco na Sul-Americana

31 de agosto de 2016 4

O Figueirense não soube segurar a vantagem que teve no jogo em Florianópolis e, muito menos em Cariacica, e se despede da Copa Sul-Americana deixando a impressão de que poderia ter avançado, não fossem os próprios erros.

O gol de Rafael Silva no início da jogo deu uma grande vantagem, mas o próprio Rafael Silva se encarregou de jogar fora o que construiu ao ser expulso ainda no primeiro tempo.

Muito recuado e sem velocidade no ataque, o Figueirense foi envolvido por um Flamengo inspirado e que garantiu a classificação com três golaços. Éverton, Jorge e Fernandinho não deram chance para Gatito Fernandes, que praticou alguns milagres em outros lances.

Perder nunca é bom, principalmente quando a vaga estava tão perto e há uma grande cota financeira, mas poder se dedicar apenas á Série A , talvez seja melhor ao Figueira , neste momento.

Figueirense comemora 95 anos com vitória

12 de junho de 2016 4

O Figueirense comemorou o aniversário de 95 anos com uma vitória conquistada sob tensão no Orlando Scarpelli e com um golaço de Rafael Moura no primeiro tempo, mas também amparado pelas defesas de Gatito Fernandes no segundo.

Goleador

O Figueirense, utilizando Carlos Alberto na vaga de Bady, partiu para cima do Flamengo desde o início e teve boa posse de bola, mas finalizou com perigo apenas duas vezes, antes de Rafael Moura derrubar Muralha com um chutaço cruzado da direita.

O Flamengo levou perigo nas jogadas de contra-ataque, principalmente pela esquerda, e finalizou quatro vezes além de uma boa chance com Felipe Vizeu.

Gatito

No primeiro tempo apareceu o goleador e no segundo o goleiro para garantir o resultado.

O Figueirense voltou bem do intervalo e conseguiu algumas finalizações, mas a partir do cansaço de Carlos Alberto, Ermel e Rafael Moura perdeu o controle da partida, porque Bady, Queiroz e Lins entraram mal no jogo.

O Flamengo pressionou muito a partir dos 30 min, quase sempre com jogadas pela esquerda, e obrigou Gatito Fernandes a boas defesas para evitar o empate.

O Figueirense não acertou mais os contra-ataques, mas , apesar das tentativas do Flamengo, conquistou os três pontos .

Resultado permite grande alívio na tabela e sequência do trabalho de Eutrópio, o que sempre é importante no futebol.

Destaques

Marquinhos, Bruno Alves e Pedroso pela luta e desarmes. Gatito pelas defesas,foram importantes para defender o resultado.

Carlos Alberto e Rafael Moura foram decisivos na criação e finalizações.

Apito

Leandro Pedro Wuaden errou na interpretação de faltas no primeiro tempo , mas melhorou na segunda etapa e terminou fazendo uma boa arbitragem.

O aniversário do Figueira e o jogo com o Flamengo

12 de junho de 2016 4

O Figueirense completa hoje 95 anos unindo torcedores em torno da mesma emoção: vibrar pelo alvinegro adorado, tesouro do coração de milhares de pessoas.

O roteiro desta história avançou a partir das conquistas nos torneios da cidade para o time que mais ganha títulos no estado e como o catarinense que mais vezes participa da Série A. Do Adolfo Konder para o Orlando Scarpelli e o CT do Cambirela o patrimônio mostra sua evolução. É uma história de orgulho, paixão e conquistas.

Muitas pessoas dedicaram a vida para construir momentos fascinantes, mas há desafios gigantes que precisam ser enfrentados visando nova mudança de patamar.

A conquista de um título nacional e a construção de uma Arena, são objetivos que devem aparecer como prioridades até o centenário, para que a roteiro do crescimento não pare no tempo e a paixão fique cada vez maior.

Aos alvinegros , parabéns !!

Flamengo

O desafio imediato é vencer o Flamengo no Orlando Scarpelli para evitar complicações já no início da Série A e possível mudança de treinador.

O aproveitamento de pontos é baixo e o desempenho em campo é bom apenas em meio tempo de cada jogo. Atuar de forma constante o tempo inteiro é uma exigência para o equilíbrio. Vencer o Flamengo pode evitar precipitações e dar tempo para o trabalho de Eutrópio evoluir.

Chapecoense deixa escapar vitória no final

25 de maio de 2016 0

A Chapecoense conquistou mais um ponto fora de casa e manteve a invencibilidade, mas sai de Volta Rodonda lamentando o empate por dois gols com o Flamengo.

É que além de ter jogado bem , a Chape ficou com um jogador a mais boa parte do segundo tempo e vencia até o último minuto.

O jogo foi marcado por dois pênaltis que não existiriam e foram confirmados pela arbitragem. Bruno Rangel empatou o jogo em lance que ele caiu na área, mas não foi tocado. Hyoran cobrou falta no ângulo e virou o placar. Um belo gol.

No último minuto Alan Patrick cobrou pênalti inventado pelo árbitro e empatou para o Flamengo.

Mas uma boa partida da Chapecoense, mas não soube cuidar dos detalhes para garantir a vitória.

Figueira aplica três no Flamengo e sai do Z-4

14 de outubro de 2015 5

O Figueirense usou a objetividade e a qualidade de Clayton nas finalizações para fazer 3 a 0 no Flamengo, em noite com mais de 13 mil torcedores no Orlando Scarpelli.

O Flamengo tentou, desde o inicio, jogar ofensivamente, porém não conseguiu envolver a defesa alvinegra e deu espaços para os contra-ataques.

Yago comandou a organização do meio-campo, bem assessorado por Rafa Bastos, a defesa neutralizou as principais jogadas do Flamengo e Clayton se encarregou de liquidar a partida com dois gols, um em cada tempo. Dudu fez o terceiro.

O técnico Hudson Coutinho acertou o time ao apostar em um meio-campo com mais toque de bola e dois jogadores de velocidade no ataque.

A situação ainda não é confortável , mas o Figueirense se fortalece para lutar pela permanência na Série A.

Chape continua sofrendo com a instabilidade

13 de setembro de 2015 6

A Chapecoense continua seguindo a curva de baixa no segundo turno do campeonato brasileiro e agora , além de não vencer fora casa, tropeça mais em seu estádio.

Desta vez a derrota veio acompanhada de baixo rendimento, fator que o Flamengo soube aproveitar. O time comandado por Osvaldo de Oliveira jogou melhor e decidiu a partida com belos gols, principalmente, o primeiro , feito por Paulinho.

Os resultados negativos das últimas rodadas provocam críticas ao trabalho do técnico Vinícius Eutrópio e a situação será avaliada pelo diretoria nesta segunda-feira. Trocar o técnico é a solução ? Não acredito.

JEC encara o líder e Chape recebe o embalado Flamengo

12 de setembro de 2015 1

A Chapecoense estancou as derrotas, mas ainda não venceu no segundo turno, agora, o jogo com o Flamengo é a chance do momento.

Jogando em casa, com o time completo e menos cansado do que em rodadas recentes, a Chape tem boa possibilidade conquistar os três pontos.

O Flamengo, que surpreende e já está no G-4, vive o melhor momento do campeonato e exige respeito, mas se a Chape repetir o desempenho da maioria dos jogos até agora, tem grande chance de vencer.

Um ponto a melhorar é a finalização. O time cria bastante, mas faz poucos gols.

Missão impossível ?

As vantagens do jogo estão todas contra o Joinville. O Corinthians é líder, joga em casa e não tem desgaste de viagem recente.

O Joinville, além de empatar um jogo que era fundamental em casa, tem pouco tempo para descansar. Jogou quinta-feira á noite e já entra em campo ás 11h de domingo.

Resta ao time comandado por PC Gusmão contrariar a lógica, superar todos os problemas e surpreender no Itaquerão, para evitar um distanciamento ainda maior de quem está fora do Z-4.