Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "FLAMENGO"

Avai perde gols e Flamengo não perdoa

02 de setembro de 2015 9

O Avai deixou escapar a chance de conquistar um bom resultado fora de casa ao perder para o desfalcado time do Flamengo em Natal.

O Leão dominou quase todo o primeiro tempo, acertou a trave em cobrança de falta do meia Camacho, mas acabou permitindo o gol do Flamengo antes do intervalo e não conseguiu reagir.

No segundo tempo o Flamengo aproveitou as duas chances que surgiram e ampliou para três a zero, já o Avai parou no goleiro Paulo Victor, quando Léo Gamalho teve duas oportunidades.

A pressão do Z-4 continua.

Avai encara o Flamengo com três atacantes

02 de setembro de 2015 0

O Flamengo vai ter o apoio da torcida, mas também estará jogando em um estádio que pouco conhece. No Maracanã seria diferente. Apesar da longa viagem, é melhor para o Avai enfrentar o Flamengo em Natal.

Além do estádio, o Flamengo não terá Guerreiro, seu principal jogador. Aumenta , com isso, as possibilidades do Avai conseguir um bom resultado.

O técnico, Gilson Kleina, decidiu manter o time com três atacantes- Romulo, Anderson Lopes e Léo Gamalho- e escalou Romário na lateral-esquerda. Sem Marquinhos, é a melhor formação do Avai no momento.

Vencer fora de casa faz a diferença na campanha e este jogo oferece boa chance de vitória ao Leão.

Figueira derruba fatores lógicos no Maracanã

06 de julho de 2015 15

Quando o imponderável entra em campo, a lógica fica confusa. Assim é o futebol e, só assim, é possível entender a vitória do Figueirense no Maracanã. Muito além da tática, do desempenho e das chances criadas o inesperado agiu preciosamente a favor do Figueira.

O imprevisível foi abastecido inicialmente com o fato de o Figueirense ter jogado mais do que o Flamengo apenas nos 15 min finais. E tem mais :

Venceu de virada no Maracanã, situação difícil de se repetir.

com gol no último lance .

com gol de falta – cobrança direta- que não acontecia desde o jogo o Inter, no Beira Rio, o ano passado.

com gol de jogador que seria substituído no lance seguinte- Ricardinho – caso não empatasse o jogo.

com gol de Fabinho, volante que raramente finaliza e que fez o gol deitado.

Foi a primeira vitória fora de casa, este ano, na Série A.

Um resultado fantástico, construído por caminhos surpreendentes e que recupera o Figueira do início com fraco aproveitamento.

Joinville não se livra da lanterna

01 de julho de 2015 12

Não é necessário avaliar o futebol apresentado, que foi limitado e sem inspiração , para saber das consequencias da derrota do Joinville para o Flamengo.

O trabalho que o técnico Adilson Batista inicia sofre uma freada brusca. Ele chegou, mudou a forma de jogar, liberou e contratou jogadores com o objetivo de uma reação imediata e ela não veio.

O jogo com o Flamengo era a melhor oportunidade para a arrancada, depois de cinco jogos do novo treinador. Deixou escapar.

Agora , o caminho que já estava cheio de obstáculos, fica mais longo e tortuoso. Uma constelação de dúvidas paira sobre o Joinville.

Expulsão e falha do goleiro derrubam a Chape no Maracanã

06 de junho de 2015 9

A Chapecoense não soube aproveitar o momento instável do Flamengo e perdeu novamente fora de casa. Faltou buscar mais o ataque e, assim, a defesa não conseguiu suportar a pressão, apesar da atuação fraca do flamengo.

No primeiro tempo a Chape conseguiu equilibrar o jogo em alguns momentos, mas na segunda etapa prevaleceu a pressão do time comandando por Cristóvão Borges.

A expulsão do zagueiro Vilson, decisão correta do árbitro, pesou demais. Nem deu tempo de Neto entrar para recompor a defesa. Danilo saiu mal, entregou a bola e Gabriel fez o gol da vitória.

Jogo ruim, desempenho fraco da Chape e mais uma derrota fora de casa. É preciso encontrar uma forma de jogar longe da Arena Condá.

Hugo decide e Avai derrota o Flamengo

24 de maio de 2015 4

O Avai mostrou diante do Flamengo que está no caminho certo , atingindo bom rendimento, apesar de poucas mudanças de nomes na equipe que deu vexame do estadual.

O time repetiu as atuações dos jogos com Santos e Inter, mas desta vez a “bola do jogo” não esteve nos pés de Anderson Lopes, que não aproveitou nas primeiras rodadas. Hugo teve duas chances e garantiu a vitória por 2 a 1 , contando , também, com o erro da arbitragem que não marcou a saída de bola na linha de fundo no segundo gol.

O goleiro Vagner também foi decisivo,ao evitar duas vezes o gol do Flamengo , no final da partida.

O Leão tem 4 pontos em três rodadas. Aproveitamento bom, apesar de ter um time ainda em formação.

O Coritiba, sábado, no Couto Pereira, é o próximo adversário. O caminho está recém iniciando e o time muito precisa melhorar para ficar distante da parte debaixo da tabela.

Chape facilitou a vitória do Flamengo

02 de novembro de 2014 0

O técnico Jorginho não adotou a estratégia adequada para as circunstâncias e a Chapecoense não teve como parar o Flamengo no Maracanã.

Ao optar por três atacantes, a Chapecoense permitiu os espaços que o Flamengo esperava, ficou sem volume de jogo, não marcou bem os jogadores de meio-campo e não teve como surpreender nos contra-ataques.

Com o Flamengo partindo para cima desde o início, melhor seria ter um pouco de cautela, sem deixar de atacar forte. A proposta tática de Jorginho deixou o time descompactado e acabou facilitando o trabalho de Luxemburgo, que forçou pelos lados do campo, aplicou três a zero e não foi ameaçado.

Agora, tendo o Figueirense como adversário e vendo a turma do Z-4 encostar, a Chapecoense vai sofrer para evitar o rebaixamento.

A dura rodada dos catarinenses na série A

31 de outubro de 2014 0

Faltando sete rodadas para terminar a Série A, os três catarinenses têm jogos difíceis , domingo, na dura batalha contra o rebaixamento.

Figueirense e Chapecoense enfrentam, fora de casa, Sport e Flamengo, que estão logo acima na tabela. O Criciúma joga em casa, mas o adversário é o São Paulo, que ainda mira o título.

Ilha do Retiro

O Sport, que fez um turno muito bom, tem o aproveitamento mais baixo do returno e saiu de uma situação confortável para uma posição ameaçadora na tabela. Se perder para o Figueirense pode encostar na zona de rebaixamento.

É um time com bons jogadores, com destaque para Ibson e Diego Souza, mas que tem dificuldade de jogar intensamente. Neto Bahiano, o goleador da equipe caiu de produção e, machucado, está fora do jogo. Precisando vencer e empurrado pela torcida, o Sport vai para cima e deve dar espaço para o contra-ataque.

Ainda sem Leandro Silva e também Paulo Roberto, que sentiu o joelho, o Figueira tem o retorno de Rivaldo, que deve formar a dupla de volantes com França. O calor deve provocar desgaste e vai exigir cuidado para não perder força no segundo tempo.

Argel Fucks cogita a entrada de um terceiro atacante, mas não deve abrir mão de quatro jogadores no meio. É jogo para marcar forte e contra-atacar.

Maracanã

O Flamengo não terá Éverton, machucado, mas Luxemburgo não vai poupar ninguém. Os demais titulares estarão em campo. O objetivo é aproveitar o jogo em casa para afastar o risco de rebaixamento.

A Chapecoense já encarou os principais estádios e as torcidas mais barulhentas, por isso, não vai se assustar com o Maracanã e a torcida do Flamengo.

Será importante, porém, evitar o gol no início e o desgaste físico provocado pelo calor, para chegar inteiro ao final do jogo, fatores que podem fazer a diferença para a Chape.

É jogo que exige cautela. Ousadia, somente se estiver atrás no placar.

Heriberto Hülse

O Tigre aposta na mudança de treinador para tentar a arrancada do “milagre”: vencer cinco em sete jogos. Toninho Cecilio é o quinto técnico do Criciúma na temporada.

Sem tempo e jogadores para transformações técnicas, Cecílio mantém a base que Dal Pozzo utilizava e vai precisar de uma atuação “perfeita” para vencer. Atacar sem abrir a defesa é o desafio.

O São Paulo, mas uma vez, pode encostar no Cruzeiro e sonhar com o título. Não é uma equipe forte no conjunto, mas tem vários jogadores que podem desequilibrar a partida.

O Tigre tem histórico bom nos jogos com o São Paulo.

Derrota para o Flamengo mantém o Figueira perto da "confusão "

09 de outubro de 2014 4

Figueirense e Flamengo fizeram um jogo aberto, cheio de lances para os dois lados, com boa presença público, arbitragem fraca e com direito a gol no último minuto. Melhor para o Flamengo que errou menos. O Figueira volta a sofrer pressão do Z-4.

A necessidade de vitória levou os times ao ataque, proporcionando muitos lances de gol, no mínimo, sete chances claras para cada lado.

Primeiro tempo

O Flamengo começou melhor e explorou as laterais. Léo Moura na direita e João Paulo na esquerda chegavam rápido ao ataque e sem marcação. Logo aos 4 min Eduardo Silva abriu o placar de cabeça. Foi uma falha geral da defesa do Figueirense. Willian deu espaço para João Paulo cruzar, Nirley e Thiago Heleno deixaram Eduardo Livre, Volpi voou errado e falhou na tentativa de espalmar a bola.

O Figueirense demorou 15 min para se encontrar. Paulo Roberto, que estava como segundo volante foi para a primeira função, trocando com França e ajustou a marcação. O rendimento cresceu e o Figueira terminou o primeiro tempo melhor em campo, mas perdeu três chances de empatar. Willian jogava mal na lateral do Figueira e Léo Moura brilhava no Flamengo.

Antes do intervalo, França que já tinha recebido o cartão amarelo, foi substituído por Mazola.

Segundo tempo

O Flamengo teve uma grande chance de ampliar logo no início, mas Volpi salvou o chute do zagueiro Marcelo. Argel colocou Jéferson, que reforçou a marcação na lateral-direita, substituindo Willian.

O Figueira tomou conta da partida, criou algumas chances, e Mazola começou a brilhar. Com dribles e velocidade ele desarrumou a defesa do Flamengo e empatou a partida, recebendo um passe perfeito de Marcão, o melhor jogador do Figueirense em campo.

Na sequência, Marcão perdeu duas chances para virar o placar e deixou o Flamengo vivo. Argel Fucks tirou Marcão e colocou Everaldo. Uma substituição que poderia esperar e não deu resultado. O time cansou e não havia mais como mudar.

Luxemburgo percebeu a dificuldade do Figueira, reforçou a marcação no meio com Muralha, liberou Canteros e colocou Gabriel e Nikson, jogadores rápidos em cima da defesa desgastada do Figueira. Deu certo. Léo Moura, Gabriel e Canteros construíram todas as jogadas pela direita. O Flamengo dominou os 20 min finais, envolveu o Figueirense e ganhou o jogo com um gol de Nikson, aos 47 min.

Léo Moura foi o destaque individual. Com dribles, passes e cruzamentos ele comandou o time do Flamengo.

Uma partida equilibrado, tensa e emocionante, que poderia ter como vencedor qualquer dos times, mas prevaleceu quem errou menos.

Arbitragem

Flavio Guerra de São Paulo fez uma arbitragem fraca e sem critérios. Em alguns lances duvidosos apitou a favor do Flamengo. Em dois lances claros errou feio. Geovani Augusto foi derrubado por Léo Moura na entrada da área. O lance era de amarelo para Léo Moura, ele deu o cartão para Geovani Augusto, acusando simulação. Muralha fez falta violenta em Mazola para matar contra-ataque. Não recebeu amarelo.

O Flamengo reclamou um pênalti de França. A imagem da TV deixa dúvida. Ficou a impressão que bateu na cabeça. Se tocou no braço ele já estava recolhido. O árbitro acertou ao mandar seguir.

O assistindo Emerson Augusto de Carvalho “pipocou” quando foi chingado por Chicão. O zagueiro do Flamengo quase cuspiu no rosto do bandeira, que nada fez. No segundo tempo, Carvalho, errou também ao deixar seguir um lance em que Eduardo da Silva estava impedido, e perdeu o gol na frente de Volpi.

Arbitragem de baixo nível, que não acompanhou qualidade do jogo.

Criciúma desce na tabela e deve mudar o comando

24 de agosto de 2014 2

O apoio do Estádio lotado e as estréias de Cléber Santana e Souza não bastaram. O Criciúma sucumbiu diante do Flamengo, chegou a sete jogos sem vencer e entrou na zona de rebaixamento.

A situação ficou complicada para o técnico Vagner Lopes. Embora diretores admitem sua permanência, a tendência é de mudança.

O presidente Antenor Angeloni, o gerente Julio Rondinelli e o diretor Claudio Gomes estão reunidos e podem tomar a decisão.

A situação vai clarear nas próximas horas.