Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "RÔMULO"

Denis para o ataque do Avai e levanta o Figueira na Série B

01 de setembro de 2018 0

O Figueira construiu na Ressacada, diante do maior rival, uma das vitórias mais importantes da Série B, em clássico disputado sob chuva e com domínio amplo do Avai.

Estratégia

O técnico Milton Cruz não quis arriscar e deixou no banco os meias Betinho e Jorge Henrique, que voltam de lesão. Matheus Salles e Juninho ficaram com as vagas no time. Antes do intervalo o Figueira tentou atacar apenas pela esquerda, porém foi eficiente só uma vez. Aos 45s Juninho foi derrubado por Airton. João Paulo bateu o pênalti e abriu o placar.

Geninho, técnico do Avai, escolheu a formação com três zagueiros para começar a partida. Apostou nas subidas de Guga e Capa, que acionados por bons lançamentos de Judson, construíram alguns lances de perigo no primeiro tempo.

Primeiro tempo

Melhor em campo, o Avai insistiu bastante, teve várias finalizações, mas lance claro somente o pênalti que Guga bateu e não aproveitou. Nos lances fundamentais deu tudo certo para o Figueira. Desde o drible de Juninho no início, o pênalti de Airton, o gol de João Paulo, a consagração de Denis defendendo o pênalti de Guga e a lesão de Rodrigão, arma importante do ataque avaiano que acabou substituído por Beltran.

O drama do primeiro tempo foi na arquibancada. Um torcedor do Figueira caiu e precisou de socorro urgente. Um helicóptero desceu no gramado e interrompeu a partida por seis minutos. O Avai continuou melhor depois da interrupção.

Segundo tempo

Geninho mudou a estratégia e tirou um zagueiro. Com Matheus Barbosa no meio e Gabriel Lima , estreando no ataque, dominou, fez pressão o tempo inteiro e criou ótimas chances. Rômulo teve duas oportunidades, Renato e Beltram também, além de vários cruzamentos perigosos, mas quando Denis não pegava a bola passava perto.

Emoção e tensão dominaram o final do jogo com direito a gol de Matheus Barbosa no último lance, mas não confirmado pela arbitragem. Ele estava impedido.

O Figueira, fragilmente agarrado ao resultado, fechou o time com Pereira e Trevisan, mas não defendeu bem e não teve chance de gol. Restou o heroísmo de segurar o placar na ponta da chuteira ou, mais adequado, nas pontas dos dedos do Goleiro Denis.

Individuais

O Figueirense garantiu os três pontos com uma monumental atuação do goleiro Denis. O craque da partida. Zé Antônio e Cléberson também tiveram bom desempenho. Os Demais jogadores ficaram devendo melhor futebol, embora a luta.

Judson, Guga, Matheus Barbosa, Renato e Romulo apresentaram bom futebol no lado avaiano. Faltou o gol.

Apito

Arbitragem de alto nível. Marcelo de Lima Henrique e assistentes tiveram controle disciplinar absoluto. Os cartões foram corretamente aplicados e acertaram nos três lances fundamentais, os dois pênaltis e o gol não confirmado do Avai.

Golaço de Romulo deixa o Avaí no G-4

25 de agosto de 2018 0

O Avai foi eficiente na defesa e objetivo no ataque para vencer mais uma fora de casa. O São Bento, jogando em casa e lutando para sair da zona de rebaixamento, tentou pressionar o jogo inteiro, mas o Avai garantiu o placar de 1 a 0, construído antes do intervalo.

O primeiro tempo foi positivo para o Avaí, mesmo jogando menos que o São Bento, por que Aranha evitou o gol de Anderson Sales defendendo pênalti e, acima de tudo , pelo golaço de Romulo, pegando de primeira o cruzamento de Renato, pouco antes do intervalo.

O São Bento insistiu mais no ataque, encontrou espaços nas laterais do Avaí e ainda saiu reclamando de um gol não confirmado pelo árbitro. Não ficou claro o empurrão de Ronaldo no zagueiro Airton.

No segundo tempo o jogo continuou dominado pelo São Bento, mas o Avaí combateu bem e protegeu mais as laterais, apesar de poucas vezes conseguir chegar na zona de finalização do ataque. Na melhor chance o goleiro Rodrigo fez grande defesa em chute de Renato.

Um atuação simples , mas eficiente do Leão, que chega fortalecido para o clássico de sábado na Ressacada.

Avai vence em Londrina e segue forte longe de casa

12 de julho de 2018 0

O Avai construiu o placar antes do intervalo, deixou de liquidar a partida no segundo tempo e sofreu para segurar o placar no final, porém arrancou os três pontos no estádio do Café.

Firme na defesa

O Leão começou a partida com o sistema defensivo muito sólido e encontrou espaços pelos lados do campo para chegar com facilidade na área do Londrina.

Na primeira chegada pela direita, aos 10 min, Guga cruzou e Romulo aproveitou o erro da defesa para abrir o placar. Não demorou muito para Capa cruzar da esquerda e Fernando fazer contra, antes que Renato tocasse na bola.

O primeiro tempo foi controlado pelo do Avai sem muitos problemas, mas com o desfalque de Judson, que saiu machucado, e fez falta na proteção da defesa, no segundo tempo.

Suportando a pressão

O Londrina voltou do intervalo pressionando, levando perigo e cresceu mais ainda com a entrada de Dagoberto. Mesmo assim, Renato e Beltran, perderam lances claros para fazer o terceiro gol e tranquilizar. O Londrina insistiu e descontou com Pênalti que Dagoberto sofreu e bateu no canto.

Os minutos finais foram de pressão do Londrina e expulsões. Dagoberto e Renato discutiram e foram expulsos. Uma decisão exagerada do árbitro. O Avai segurou e garantiu mais uma vitória fora de casa e o retorno ao G-4.

Individuais

Os destaques individuais do Avai foram Guga, Marquinhos Silva, Airton, Romulo e Renato. Os zagueiros seguraram o placar e o lateral e os atacantes participaram das principais jogadas ofensivas.

Agora, apesar dos desfalques de Airton, Judson, Renato e Capa, suspensos, o Avai tem boa oportunidade de encaminhar um bom final de turno. O próximo jogo é com o Atlético-GO em casa.

Avai sofre apagão e deixa escapar vitória que parecia certa

19 de junho de 2018 0

A “maldição da Ressacada”, que tem feito o Avai somar mais pontos fora que em casa nos últimos tempos, abateu o time time novamente no empate por três gols com o Guarani, jogo que parecia o Leão venceria com folga, tamanha a superioridade no primeiro tempo.

Abafando

O Leão começou arrasador e criando um lance de perigo atrás do outro. Renato e Guga pela direita, Romulo na esquerda e Judson vindo de trás comandaram as ações.

Logo aos seis minutos a trave evitou que a bola entrasse e as chances foram se acumulando até Romulo dar ótimo passe para Renato abrir o placar.

Antes do intervalo ainda , Renato rolou para Judson que pegou na veia e fez um golaço da intermediária.

Foi um primeiro tempo perfeito. Além das chances criadas , o Avaí não permitiu uma finalização sequer ao Guarani.

20 min de apagão

Se antes do intervalo foi jogo de um time só, o segundo tempo abriu possibilidades pouco imagináveis.

O Guarani voltou com Bruno Nazário no ataque, posicionado nas costas de Capa, e o Avaí pouco atento. De cara o goleiro Aranha quase entregou um gol, mas não demorou muito para Caíque descontar de cabeça, aproveitando cobrança de escanteio.

Na sequência, após cobrança de lateral, Alemão falhou e Caíque empatou a partida.

O Avaí sentiu a pancada, errou saída de bola alguns vezes e pagou o preço. Longuini virou a partida para frustração do torcedor que não acreditava no que via.

O técnico Geninho tirou o zagueiro Airton e colocou Marquinhos no meio. Aos 27 min ele bateu falta na direita e Beltran empatou com cabeceio violento.

Não faltavam emoção e possibilidades de gol. O jogou seguiu tenso e o Avai em cima. Capa teve a grande oportunidade do quarto gol, mas cabeceou para fora já nos acréscimos. O Guarani, apesar da pressão, truncou o jogo e levou um ponto da Ressacada.

A campanha segue boa, mas voltar a mandar em casa, ainda é um desafio para o Avai.

Romulo comanda a vitória do Avai em Varginha

15 de junho de 2018 0

O Leão segue no G-4 e continua vencendo mais fora que em casa. Em Varginha, diante do Boa, o time soube impor a melhor condição técnica e encaminhou a vitória antes do intervalo quando abriu vantagem de dois gols.

O jogo foi de pouco qualidade e o Avaí não repetiu as atuações recentes, mas foi eficiente no primeiro tempo e , mantendo seu estilo de time rápido na definição das jogadas, esperou o Boa e aproveitou bem as poucas chances que surgiram.

Romulo, o destaque do jogo, foi responsável direto pelos gols. O primeiro ele fez e o segundo serviu Renato que ampliou.

No segundo tempo o Leão administrou a vantagem e, apesar de alguns lances perigosos do Boa, que exigiram o goleiro Aranha, não teve muitos problemas para garantir a vitória.

O prejuízo para a próxima partida foi a expulsão de Rodrigão, que recebeu o segundo amarelo em lance que poderia ter evitado. Foguinho do Boa também foi expulso.

Terça-feira o jogo é com o Guarani na Ressacada.

Ressacada volta a ser a casa da vitória do Avai

25 de maio de 2018 0

O Avai acabou com a sequência negativa em casa com uma vitória que parecia chegar com facilidade pelo início do segundo tempo, quando abriu 2 a 0, mas se complicou com o gol do Payssandu, que nasceu de um pênalti mal marcado pelo árbitro Luiz Bizzio Marinho.

O Avai repetiu no primeiro tempo o desempenho dos jogos recentes, acelerando o jogo pelos lados e chegando com frequência para finalizar. Renato perdeu duas grandes oportunidades, Romulo outra. Então foi preciso um erro da defesa, que deu um presente a Rodrigão, para o gol sair. O artilheiro não perdoou. Ele , mais uma vez, foi o melhor jogador do Avai em campo.

O Payssandu atacou pouco, mas ainda assim teve duas boas chances para fazer o gol. Uma Cassiano não aproveitou e outra o goleiro Aranha evitou.

O primeiro tempo foi muito bom, com o Avai melhor em campo. Depois do intervalo o jogo mudou. O Payssandu foi mais ao ataque e o Avai começou a errar muitos passes no meio-campo, mesmo assim o Leão fez logo o segundo gol. Guga bateu a falta e enganou o goleiro. Parecia que a vitória seria folgada. Não foi.

O Payssandu descontou de pênalti e partiu para cima, obrigando Aranha a fazer três defesas importantíssimas, transformando-se em destaque do jogo. Foi depois de uma grande defesa do goleiro Avaiano, já nos acréscimos, que Rodrigão recebeu a bola no contra-ataque e tocou para Romulo. Ele contou com a falha do defensor para liquidar a partida e comemorar com a torcida.

O Avai mantém o embalo e consolida uma grande arrancando na Série B .

Rodrigão estreia e evita derrota do Avai na Copa do Brasil

11 de abril de 2018 0

As principais jogadas e a maior emoção ficou para o final do jogo na Ressacada pela Copa do Brasil no empate por dois entre Avai e Goiás.

Cautela

O Avai não saiu de sua forma reativa de jogar até a metade do segundo tempo e, assim, poucas vezes chegou na área em boas condições de finalizar.

O Goiás, mais rápido nas ações pelos lados do campo, tinha mais posse de bola e criava melhores chances de finalizar.

A principal finalização, até então, fora de Carlos Eduardo, destaque do Goiás, que
acertou o travessão no início do segundo tempo.

O técnico Claudinei Oliveira tentou melhorar a produção ofensiva colocando Marquinhos, Rodrigão e Maurinho. A dose de mexidas foi forte demais em pouco tempo. O Avai distanciou as linhas, deu espaço e permitiu o gol. Chute de Breno e falha de Aranha.

Ferveu

Apesar de desorganizado em campo, o Avai foi buscar o empate com um rali emocionante no final e participação decisiva de Rodrigão, que estreava.

Romulo empatou aos 42 min com chute certeiro. Na sequência Junior Viçosa fez o segundo do Goiás, mas aos 48 min o goleiro do Goiás bobeou e Rodrigão empatou de cabeça.

Melhor, claro, seria a vitória, mas pelas circunstâncias foi um bom resultado para o Avai que costuma jogar melhor fora de casa.

Avai bate o Joinville e encurta a distância da Chape na tabela

04 de março de 2018 0

O Avai mostrou força na Arena e , com uma atuação superior no segundo tempo, venceu o Joinville por 2 a 0, resultado que encurta a diferença para 4 pontos abaixo da Chapecoense, faltando ainda sete rodadas.

Fortalecido na defesa com a presença segura do goleiro Aranha e a dupla de zagueiros, Ayrton e Betão, o Avai dominou também o meio-campo com destaque para o toque de bola de André Moritz. No ataque, Maurinho teve boa participação e Romulo, novamente, foi decisivo.

O promeiro tempo teve muita pegada e entradas ríspidas, principalmente do Joinville. Foram poucos os lances que acabaram em finalização.

O gol do Avai, feito por Romulo, logo no início do segundo tempo, deu emoção ao jogo. O Joinville partiu para cima e criou duas chances para empatar, mas Aranha garantiu.

Os espaços para contra-atacar foram aumentado e novas chances surgiram para o Avai. Marquinhos entrou na vaga de André Moritz e foi direto para cobrança de uma falta lateral. Ele tocou no ângulo e encaminhou a vitória.

No final, o Avai estava inteiro e poderia ter goleado. Romulo e Lovat perderam na frente do goleiro. O chute de Marquinhos parou na trave.

Vitória sem contestação , porque o Avai teve mais chances, estava melhor organizado, mostrou mais qualidade individual e superioridade física.

Romulo decide no Rio e Avai volta com vantagem sobre o Fluminense

02 de março de 2018 0

A vitória do Avai, diante do Fluminense no estádio Nilton Santos, é daqueles resultados que geram grande confiança para a sequência da temporada e abre muita chance de classificação na Copa do Brasil. O empate basta na Ressacada.

O Avai conseguiu, mais uma vez, executar o que tem de mais eficiente desde a chegada do técnico Claudinei Oliveira.

Foi evidente a forte marcação no próprio campo, mas com saídas rápidas ao ataque,
principalmente pelo setor direito, lado que teve Romulo com atuação decisiva, Guga e Judson com participação importante.

O primeiro tempo foi instável do Leão, mas a reação para empatar surgiu antes do intervalo. Ibanēs abriu o placar em saída atrapalhada de Aranha, que depois se recuperou com boas defesas, deixando impressão positiva na estreia. Depois de jogada de Romulo pela direita, André Moritz empatou com belo chute de esquerda.

No segundo tempo, primeiro o Avai segurou a pressão e depois envolveu a defesa do Fluminense para ganhar o jogo e ainda perder chances de ampliar.

Maurinho recuperou a bola e tocou para Romulo driblar o goleiro e garantir a vitória.

Aos poucos , o técnico, Claudinei Oliveira, vai encontrando a forma do time jogar e dentro do estilo reativo das temporadas recentes.

Marquinhos e Romulo comandam classifição do Avai na Copa do Brasil

23 de fevereiro de 2018 0

O Avai conseguiu o melhor resultado da temporada, até agora, ao vencer e eliminar o Juventudade da Copa do Brasil no Alfredo Jaconi.

Depois de jogar na defesa o primeiro tempo inteiro, com destaque para o goleiro Koslinski que fez boas defesas e sem finalizar no ataque, o Avai mudou a história do jogo após o intervalo.

O crescimento do time e a mudança de atitude teve participação decisiva de Romulo e Marquinhos, que entrou no segundo tempo.

Romulo cruzou e Marquinhos abriu o placar com gol de peito. Na sequência Marquinhos ajeitou na entrada da área para Romulo bater no canto e fazer 2 a 0.

Vitória que alivia a situação do técnico Claudinei Oliveira, coloca um milhão e quatrocentos mil reais no cofre do Clube e remotiva o torcedor para os confrontos com o Fluminense na próxima fase.