Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "VITÓRIA"

Vitória fortalece o Leão em Salvador

13 de agosto de 2017 1

A Vitória do Avaí no Barradão tem importância maior que a simples conquista de três pontos, que por si, já teria destaque.

O Vitória é adversário direto e,além disso, vencer fora de casa tende á impulsionar a campanha em um momento inadiável de arrancada para sair do Z-4.

O Leão conquistou os três pontos sem abrir mão de sua forma defensiva de jogar.

Primeiro escapou dos lances do Vitória, que até pênalti perdeu, além de outras finalizações desperdiçadas por Neilton e, depois, aproveitou a boa jogada com Júnior Dutra para liquidar a partida.

O Avaí ainda saiu reclamando de dois pênaltis, mas, desta vez, diferente do jogo na Ressacada, superou o erro da arbitragem.

Uma vitória animadora para abrir o segundo turno.

Avai reecontra a Série A sem vitória

14 de maio de 2017 1

O Avai ficou devendo melhor atuação no reencontro com a Série A do Campeonato Brasileiro e deixou escapar a chance de arrancar com três pontos diante de seu torcedor.

O time sentiu a pressão da estreia , provocada pela necessidade de vencer em casa, e não conseguiu imprimir um ritmo forte de jogo, nem elevar o nível do desempenho exigido pela Séria A. Com um futebol sem muita imaginação sofreu diante do desfalcado time do Vitória na Ressacada.

A partida teve poucas finalizações e as melhores chances foram do Vitória, que acertou a trave duas vezes. Uma no primeiro tempo com Willian Corrêa e outra no segundo com Paulinho.

O Avai, além de não jogar bem, foi prejudicado pelo árbitro, Felipe Gomes, que não marcou pênalti claro de Renê Santos em Junior Dutra no segundo tempo.

Um estreia fraca do Avai e um resultado ruim diante de um adversário direto na luta contra o rebaixamento.

Carlos Alberto comanda vitória do Figueira

30 de julho de 2016 1

O Figueirense jogou pouco, lutou muito, sofreu com a expulsão de Rafael Moura, mas conseguiu uma vitória fundamental para não se afundar na zona de rebaixamento.

Carlos Alberto

Carlos Alberto foi principal novidade na escalação do Figueira e o jogo passou por ele no primeiro tempo.

O meia deu ótimos passes e só foi parado com faltas. O gol de Dodô saiu de uma um lançamento perfeito que ele fez no meio da defesa.

Apesar de não fazer uma grande atuação, o Figueirense dominava a partida, mas viu a situação se complicar com a expulsão de Rafael Moura.

Precipitado, ele tentou intimidar Kanu que discutia com Carlos Alberto, deu uma peitada no zagueiro e recebeu o vermelho.

Defesa

A desvantagem de um jogador foi até os 38 min , quando o zagueiro Victor Ramos também foi expulso, antes disso o Figueira fez a opção pela defesa e deu a posse de bola ao Vitória.

Na base de muitas faltas, cartões e tirando atacantes para colocar marcadores- Ayrton entrou no lugar de Carlos Alberto e Yago na vaga de Rafael Silva- o Figueira bloqueou o ataque bahiano e ainda chegou ao ataque com perigo em alguns lances.

Mais importante do que a atuação foi o resultado, que é uma resposta forte á goleada sofrida da Ponte, primeira vitória de Argel e que muito melhora a projeção de aproveitamento no turno.

Chape acorda no segundo tempo e vence no Barradão

19 de junho de 2016 0

A Chapecoense não fez uma grande partida, mas soube explorar a ansiedade do Vitória , que se abriu empurrado pelo torcedor no Barradão , e conseguiu um excelente resultado.

Sono

Os times demoraram para acordar. A Chapecoense ficou muito recuada no primeiro tempo e o Vitória pouco finalizou. Ainda assim a chance mais clara foi do time catarinense, mas Silvinho perdeu.

Acordando

A Chapecoense continuou muito na defesa no retorno do intervalo e foi evolvida em vários momentos. O Vitória finalizou bastante e até a trave acertou, mas o jogo começou a mudar com duas alterações no meio-campo da Chapecoense. Moisés sentiu lesão e Cléber Santana cansou. Os substitutos, Rafael Bastos e Artur Maia, acrescentaram mobilidade e chegadas ao ataque, ações que estavam faltando.

O jogo ficou bom mesmo a partir da metade do segundo tempo. Aos 26 minutos Sérgio Manoel abriu o placar, Marinho empatou um minuto depois, porém, Thiego de cabeça fez o segundo da Chape aos 30.

O Vitória partiu para cima, pressionou e criou duas chances para empatar, mas a Chape também perdeu dois lances na frente do goleiro com Lucas Gomes e Bruno Rangel e garantiu mais três pontos.

Grande resultado, que empurra a Chapecoense para o grupo de cima na tabela.

Figueira recebe o Inter e Chape vai a Salvador

18 de junho de 2016 0

A derrota para o Santa Cruz deixa o Figueirense mais uma vez desconfortável para um jogo em casa e agora sem Carlos Alberto , que teve participação fundamental na vitória Contra o Flamengo.

A chance de manter a invencibilidade no Orlando Scarpelli aumenta com o retorno de Marquinhos, Ayrton e Rafael Moura , que não jogaram em Recife, mas não resolve todos os problemas.

Para não tropeçar, vai ser necessário o controle das jogadas aéreas e contra-ataques, pontos fortes do Inter , além de paciência para enfrentar muitas faltas , artimanha usada de forma exagerada pelo time gaúcho.

Rafael Moura vai ter motivação extra para enfrentar o Inter e Argel como vê o Figueirense ?
O comportamento dos dois merece ser observado com atenção.

Derrubar o time de Argel pode representar o ponto de afirmação do Figueirense no campeonato. Vencendo tem chance de abrir quatro pontos da zona de rebaixamento depois de nove rodadas, situação que daria mais confiança e tranquilidade ao time.

Salvador

O calor da capital bahiana é um dos obstáculos que a Chapecoense tem de superar para buscar mais uma vitória fora de casa, em jogo que começa ás 11h no Barradão.

Ainda sem Dener e Gil, o desafio da Chape é manter o desempenho das primeiras rodadas, quando ficou distante do Z-4, situação que já não é confortável como antes, depois da derrota para a Ponte Preta e dois empates em casa.

O Vitória está dois pontos abaixo da Chape na tabela e vai forçar o jogo para tirar a diferença. Resta ao time catarinense manter a segurança defensiva de outros jogos e atacar com frequência também , assim teria chance de fazer os três pontos.

Contra adversário direto fora de casa, não perder já é razoável.

Tigre envolve o Brasil e vence de novo em casa

08 de junho de 2016 1

O Criciúma continua envolvente quando joga em casa. Agora a vítima foi o Brasil de Pelotas, que não teve como resistir e viu o Tigre fazer a quarta vitória no Heriberto Hülse em quatro jogos.

O gol de Roberto no início do jogo deu segurança ao Tigre e acabou que a estratégia do Brasil. Com boa variação ofensiva, a defesa do time de Pelotas era envolvida com facilidade, até Juninho ampliar ainda no primeiro tempo.

O Brasil reagiu no segundo tempo, quase descontou, porém não passou disso. O zagueiro Natahan ampliou e garantiu mais três pontos , resultado que deixa o Criciúma colado no G-4.

Criciúma perde e continua longe do G-4

08 de setembro de 2015 0

O Heriberto Hülse com mais de 14 mil vozes gritando a favor, indicava que , finalmente, o Tigre se aproximaria do G-4.

Havia, porém, um time forte da Série B no caminho. O Vitória foi cirúrgico nos contra-ataques e abriu dois gols de vantagem no primeiro tempo, embora o melhor desempenho do Criciúma.

O Tigre voltou melhor ainda e não demorou para empatar a partida no segundo tempo. Parecia que a virada estava próxima, mas novamente a evidência era enganosa. A expulsão de Marcão esfriou a reação e um chutaço de longe decidiu o jogo a favor do time bahiano.

O campeonato vai passando, o Criciúma não aproveita e o acesso fica mais longe.

o jogo para garantir o Figueira na Série A

22 de novembro de 2014 1

A vaga na Série A de 2015, sem depender de outros resultados, ao alcance do Figueirense. Basta vencer o Vitória. Não é fácil, mas a possibilidade é grande.

O caminho mais difícil já foi trilhado. A longa campanha de recuperação do time que estava na lanterna, empate com o Atlético-MG e a vitória diante do Botafogo nas últimas rodadas, colocaram o Figueira em situação privilegiada para evitar o rebaixamento.

Agora é o momento da confirmação e o bom rendimento em quase todos os jogos em casa serve como referência para vencer o Vitória. Mas é preciso respeitar. O time Bahiano tem alguns jogadores experientes e qualificados como Edno e Dinei, além de Wilson, goleiro que a torcida alvinegra conhece tão bem.

A ausência de Leandro Silva, Marquinhos e Cereceda, três titulares da defesa é um problema para o técnico Argel. Mas Jéferson, Nirley e Marquinhos Pedroso, os substitutos, já estão acostumados a entrar no time. Recuperados de lesão Paulo Roberto, Rivaldo e Geovani Augusto ficam no banco.

Se confirmar a vaga, o Figueira chega a 11 participações na Série A em 14 edições, um recorde entre clubes médios do futebol brasileiro.

O ingresso a R$ 10 reais facilita a ida do torcedor, que deve ocupar quase todos os lugares destinados aos torcedores do Figueira.

Derrota para o Vitória complica a Chape

16 de novembro de 2014 0

O torcedor lotou a Arena Condá para dar apoio á Chapecoense na “decisão” com o Vitória, mas saiu frustrado com a derrota por 1 x 0 , gol de Dinei quase no final do jogo.

O time Bahiano teve mais volume de jogo a partida inteira, criou oportunidades e foi mais eficiente nas finalizações.

Apesar da ansiedade e de não fazer uma boa partida a Chape teve chance para abrir o placar duas vezes. No início do jogo Fabiano acertou um belo chute no travessão e no segundo tempo Thiago Luiz ficou sozinho com o goleiro, tocou por baixo, mas Wilson salvou.

Depois de sofrer o gol poderia ter empatado, não fosse nova defesa de Wilson nos pés de Grolli na pequena área. Era o jogo para dar tranquilidade, acabou sendo da complicação.

A Chape “travou” em um momento fundamental e agora vai precisar vencer três dos 4 jogos que faltam. Quinta-feira joga com o Fluminense no Maracanã, depois tem com Botafogo e Cruzeiro na Arena Condá. Termina jogando com o Goiás no Serra Dourada.

Chape e Vitória sem margem de erro

16 de novembro de 2014 0

A Chapecoense entrou na fase do campeonato que não pode falhar se quiser continuar na Série A do Campeonato Brasileiro. O Vitória mais ainda. Por isso, o jogo de hoje na Arena Condá, é uma decisão para os dois times.

Vantagem para a Chape que joga em casa, terá estádio lotado apoiando e está a frente na tabela de classificação.

A Chapecoense precisa dominar a ansiedade e jogar com inteligência para evitar surpresas. Jorginho, que já treinou o Vitória no incio do campeonato, sabe quais são os caminhos para vencer.

A conhecida jogada de “bola parada”, mas sempre difícil de marcar, é uma arma que a Chape não pode descartar.