Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 3 novembro 2008

Nunca acreditei na conquista do título pelo Grêmio

03 de novembro de 2008 46

Meu pessimismo se confirma seis meses depois do ápice do Grêmio. O tricolor não tem recursos financeiros para montar um time de qualidade para ganhar o campeonato.

Assista meu comentário no Jornal do Almoço:

Postado por Sant`Ana

A verdade desoladora

03 de novembro de 2008 42

Fernando Gomes

Ontem notei no semblante dos torcedores que passavam ali pela avenida Erico Verissimo a tristeza e a desolação que tomaram conta da torcida do Grêmio depois que, em apenas uma rodada, o Grêmio saiu da liderança e foi para o terceiro lugar. E ameaça ir para o quinto lugar e não disputar Libertadores.

Se o Grêmio vai disputar a Libertadores ou não, essa é a grande discussão do meio esportivo gaúcho. Se estamos discutindo se o Grêmio vai disputar a Libertadores ou não, é porque não tem mais chances de ser campeão.

Essa sensação de amargura acontece porque foi transmitido aos gremistas o sonho de que eles poderiam ser campeões. E, aos poucos, eles foram notando que o seu time era de baixa qualidade, que tinha acontecido um verdadeiro milagre quando o Grêmio liderou o segundo turno do campeonato.

O Grêmio foi simplesmente maravilhoso no primeiro turno, quando encantou a todos com sua atuação. E desencantou a todos no segundo turno, deixando esse rastro de desolação pelo fim da liderança. Tanto no Olímpico quanto fora, o Grêmio não ganha mais de ninguém.

O jeito é torcer. Torcer para que possamos disputar a Libertadores, porque parece que o título não vamos conseguir mais. A partida entre Palmeiras e Grêmio é o próximo compromisso, lá em São Paulo. Se o Grêmio não ganha do Figueirense em casa, como vai ganhar do Palmeiras em São Paulo?

Foi uma liderança quase que permanente, duradoura. Mas era, como se viu agora, um castelo de cartas. A equipe foi uma aventura que a direção fez: constituiu um time barato, sem pretensão, para evitar que o Grêmio fosse rebaixado. E o Grêmio acabou na liderança, para surpresa de todos.

E agora vem essa realidade dura, implacável, fria, da primeira para terceira colocação em apenas uma rodada. E do terceiro pode passar para o quinto, porque o Flamengo ameaça, vem com tudo lá de baixo. É a tristeza da pobreza financeira do time.

Mas console-se o Grêmio que o Internacional gasta uma fortuna com seu time, e está lá embaixo, sem esperança nenhuma de nada, nem Libertadores nem título. Console-se o Grêmio com a desgraça colorada no ano de 2008.

Ouça o meu comentário sobre o assunto no Gaúcha Hoje

Postado por Paulo Sant`Ana

A enganosa liderança

03 de novembro de 2008 125

Fernando Gomes

Cá para nós, não foi difícil prever que o Internacional não iria esforçar-se para ganhar, sequer empatar com o São Paulo ontem.

A rivalidade aqui em Porto Alegre é muito grande e se ouvia dizer nas ruas antes do jogo, por parte de colorados, que desejavam que o Internacional perdesse para não favorecer o Grêmio.

Não se poderia esperar, assim, que o Internacional jogasse motivado ontem.

O que se poderia esperar, como adiantei à frente de todos na semana passada, é que o Internacional facilitasse o caminho do São Paulo para devorar o Grêmio.

Não deu outra. 

Mas aí o campeonato fica desigual. O mesmo Internacional que obteve contra o Grêmio a goleada retumbante de 4 a 1, vai molenga contra o São Paulo e obtém o resultado inverso do Gre-Nal: 0 a 3.

Os adeptos desta fórmula de pontos corridos vão ter de engolir este fato: não é o campeonato de todos contra todos, como se gabam eles. É o campeonato de alguns contra alguns.

Inter varonil contra o Grêmio, o mesmo Inter a não fazer contra o São Paulo. Num campeonato de final embatucado, este fato decide, desequilibra e tira a nobreza da disputa. 

A primeira explicação para a liderança que o Grêmio ostentava até ontem no campeonato nacional é a debilidade técnica dos clubes brasileiros.

Mas só esta explicação não satisfaz. Aquela liderança agora desaparecida do Grêmio foi conseguida por desígnios inexplicáveis. Ontem, observando o Grêmio jogar contra o Figueirense, constatei o que todo mundo deve constatar: o Grêmio possui uma equipe modestíssima, crivada de jogadores medíocres por todos os lados em que se ponham os olhos.

Não tem explicação que o Grêmio tenha sido líder durante a maior parte do campeonato. 

Ainda assim, o São Paulo alcançou agora a liderança mediante grave erro de arbitragem: contra o Botafogo, na penúltima rodada, o time carioca fez um gol legítimo, que foi anulado pelo árbitro.

Foram dois pontos ganhos pelo São Paulo em uma só penada de árbitro. Dois pontos decidem um campeonato. 

Dá para dizer que o verdadeiro Grêmio é o do segundo turno deste campeonato.

O Grêmio do primeiro turno, o Grêmio líder do campeonato com seis pontos à frente do segundo colocado, foi uma miragem, uma visão mirabolante, um sonho delirante que nada tinha a ver com a realidade.

A realidade é este Grêmio pobre que sofre para jogar todas as partidas, mesmo aquelas disputadas no Olímpico.

A realidade é que o Grêmio fez em 2008 um time visando a não ser rebaixado e, de repente, topou com uma equipe que surpreendentemente liderava o campeonato.

Não podia liderar, mas liderava, porque a ruindade é geral, haja vista esta goleada que o Cruzeiro levou do Goiás ontem.

Ninguém joga nada, até o São Paulo é um time medíocre. Não há mais futebol no Brasil, os nossos craques estão todos no Exterior.

Ainda assim, sonhar-se que o Grêmio pudesse ter sido campeão com este time arruinado que tem, aproveitando-se desse descuido de ruindade geral, foi uma pretensão arrogante de nós, gremistas.

*Texto publicado hoje em Zero Hora.

Postado por Sant`Ana