Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 10 novembro 2008

O mistério do Grêmio

10 de novembro de 2008 22

É inacreditável. O Grêmio voltou a ser aquele time resoluto, determinado, com garra e com vontade do primeiro turno. Uma razão aparente é que os jogadores reservas têm mais vontade e ânimo que os titulares.

Mas que mistério é esse que os reservas do Grêmio conseguem melhores resultados que os titulares?

Confira meu comentário no Jornal do Almoço:

Postado por Sant`Ana

O Grêmio foi invejável

10 de novembro de 2008 40

Vipcomm, Divulgação

O Macedo e o Wianey tinham o palpite de que o Grêmio poderia se vitoriar contra o Palmeiras. Eu não tinha. Eu achava que, pela tendência, o Grêmio não ia ganhar do Palmeiras. Mas eles tiveram e acertaram.

Ontem, pela primeira vez no segundo turno, o Grêmio jogou a partida de primeiro turno. O Grêmio voltou a ser o time do primeiro turno contra o Palmeiras. Isso prova que o Grêmio é mais capaz do que foi no segundo turno. O time provou que era uma questão não de capacidade técnica e nem de capacidade tática, era uma questão de mentalização.

O Grêmio tinha que ter tido essa atitude em todo o segundo turno. E, ao contrário, o Grêmio foi decepcionante. Era uma questão de mentalização. Estava faltando acertar as mentes dos atletas.

Agora, no que se refere ao título de campeão nacional, ele está nas mãos do São Paulo. O time paulista, pelas suas próprias forças, pode ser campeão. Para o Grêmio ser campeão do Brasileiro, depende do São Paulo empatar uma partida e o time gremista vencer as quatro que restam.

Nas quatro partidas que faltam para ambos, o Grêmio terá que vencer as quatro. E o São Paulo empatando uma apenas, dá a chance ao Grêmio de ser campeão. Isso teoricamente, pois pode acontecer outros resultados combinados que podem levar a essa conclusão. Mas com isso, o Grêmio teria uma vitória a mais que o time paulista.

É difícil se vitoriar quatro vezes. Mas, se o Grêmio tiver a vontade de ontem, pode chegar ao título. É muito difícil, é remoto. Essa reação gremista mostrada ontem pode ser tardia. No entanto, ainda há esperança.

No que se refere ao G-4, a tentativa de chegar ao grupo que vai integrar a Libertadores em 2009, o Grêmio deu um grande passo, apesar de o Flamengo também ter vencido. Se o Flamengo tivesse empatado ontem, o Grêmio já estaria, praticamente, no G-4. Então, a disputa também continua intensa neste particular. Contudo, os quases que favoreceram o Grêmio foram muitos. O São Paulo obteve a sua vitória contra a Portuguesa somente no final da partida. Se tivesse empatado, o líder hoje seria o Grêmio.

De qualquer sorte, eu acho que ficou provado que o que faltava para o Grêmio era vontade e disposição. O time afundou em um declínio impressionante no segundo turno por falta de vontade e disposição.

Ontem, o Grêmio foi invejável.

Postado por Sant`Ana

Assaltos sem mortes

10 de novembro de 2008 12

Ficamos todos alarmados com o assalto a duas agências de banco no centro de Farroupilha. Metem medo esses assaltos, porque os ladrões medem força com a polícia, por tanta audácia, que dão a impressão de que têm predomínio sobre as forças da ordem, podendo decidir a qualquer momento quando farão nova investida, aterrorizando outra comunidade.

Torce-se também para que ninguém morra nesses assaltos.

***

Foi isso que aconteceu em Farroupilha. Ninguém foi morto. Os cerca de oito reféns aprisionados e soltos pelos assaltantes saíram com vida. Não houve atos de perversidade dos ladrões contra as pessoas que tinham indefesas em seu poder.

Eu falo isso porque nos dias que cercaram esse grande assalto em Farroupilha aconteceram inúmeros homicídios em várias cidades do Estado.

Era um comerciante morrendo com tiro na nuca num terminal da Trensurb, dona de casa sendo baleada e morta enquanto estendia roupa no quintal de sua casa, um chefe de família que foi buscar sua filha na escola sendo assassinado na frente de sua casa, as mortes se sucedendo numa rotina horripilante.

***

Ou seja, as mentes dos cidadãos têm sido acometidas por tanto medo com essa criminalidade incessante e cada vez mais abrangente, que são capazes até de saudar os assaltos que não terminam em mortes.

De um lado, os assaltantes de bancos de Farroupilha pareceram até se esmerar para não causar mortes entre seus reféns. Equipadíssimos, treinadíssimos, mas não demonstrando qualquer perversidade.

***

Enquanto isso, o crime artesanal, esse que está espalhado no Estado, vai fazendo vítimas de morte por toda a parte.

São assaltantes sem preparo para sua atividade, que ao menor sinal de reação de suas vítimas disparam contra elas. Ou então, sentindo que podem ser apanhados, não titubeiam em matar as pessoas que são vítimas de seus assaltos, muitas vezes sequer tendo lucro em suas tentativas de roubos.

Grande parte das vítimas de assaltos tomba por inexperiência dos assaltantes.

O que não ocorreu em Farroupilha, onde os assaltantes das agências dos bancos revelaram preparo na ação e um certo cuidado com a vida dos reféns.

***

Em Farroupilha, houve um refém que saudou o fato de a polícia não ter chegado a tempo de conter os assaltantes na hora em que se preparavam para fugir.

O sargento da PM que mais tarde seria baleado declarou que antes teve um dos assaltantes na mira do seu revólver, mas resolveu não atirar para evitar outras mortes, previsíveis na provável reação dos criminosos.

Ou seja, é muito bom que tanto os policiais quanto os criminosos poupem vidas durante esses assaltos.

***

O difícil de suportar sem revolta e remorso são os crimes sem justificativa cometidos por bandidos contra suas vítimas, uns por despreparo dos assaltantes, outros por crueldade.

O melhor seria a ausência completa de assaltos. Mas, caso eles sejam inevitáveis, que se exaltem tanto policiais quanto assaltantes que se recusam a matar ou evitam de qualquer modo que as mortes aconteçam.

* Texto publicado hoje na página 47 de Zero Hora.

Postado por Sant`Ana