Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 17 novembro 2008

13º antecipado e integral

17 de novembro de 2008 27

É uma façanha admirável essa, da governadora Yeda Crusius e do secretário Aod Cunha, anunciarem o pagamento antecipado do 13º salário integral. É o anúncio do défit zero nas finanças do Estado.

Depois de ter assumido um rombo nas finanças públicas, vendo-se obrigada a pagar com atraso os vencimentos do funcionalismo, essa notícia chega como uma demonstração de saúde das finanças estaduais e de competência da governadora.

Assista ao meu comentário no Jornal do Almoço:

Postado por Sant`Ana

Sorte de campeão?

17 de novembro de 2008 6

Apesar da secação colorada, o Grêmio ganhou do Coritiba por 2 a 1. Verdade que teve sorte, pois foram dois gols em que os adversários desviaram a bola para a própria rede.

Mas, como se diz que o campeão necessita de sorte, este jogo pode ter sido a renovação de uma esperança que os gremistas tanto almejavam.

O Grêmio já noivou com a taça durante este campeonato. Não quero crer que este casamento possa ser desmanchado.

Assista ao meu comentário no Jornal do Almoço:

Postado por Sant`Ana

A sorte do Grêmio

17 de novembro de 2008 13

Valdir Friolin

Foi uma grande vitória do Grêmio contra o Coritiba. A partida de ontem quase garantiu ao Grêmio a vaga na Libertadores em 2009. Eu até já desisti de fazer as contas para saber quem vai para a competição. Faltam apenas três rodadas e está muito difícil de saber.

O diabo é que o Grêmio tem esse jogo difícil na próxima rodada contra o Vitória. O São Paulo também tem, mas está com dois pontos de vantagem sobre o time gremista. O problema é que o Grêmio sonha em ser campeão, mesmo estando ainda na zona de encalço do São Paulo.

Um tropeço do São Paulo e uma vitória do Grêmio no próximo fim de semana daria ao time gremista a condição de líder novamente e incendiaria a torcida. A torcida gremista deu um entusiasmo ímpar no Olímpico na tarde de ontem. E a esperança dos torcedores tricolores é muito grande. Todo mundo fala em título, todo mundo aposta em um tropeço do São Paulo. Mas, será que haverá esse tropeço?

De qualquer sorte, a vitória de ontem foi entusiasmante. Além de garantir o Grêmio como candidato ao título, colocou o time em posição privilegiada para participar da Libertadores em 2009. O campeonato está emocionante.

Porém, esse time do Coritiba é muito difícil de ser batido. Seus jogadores têm grande estatura e ontem jogaram como se estivessem em uma Copa do Mundo. Eu não sabia, mas o seu treinador, Dorival Júnior, me disse que o jogo de ontem era um desafio para eles, em razão dos últimos acontecimentos, dos tropeços e vitórias do Grêmio. Pode-se pensar que o time estava desinteressado, por não ter mais nada o que fazer no campeonato. Mas o Coritiba demonstrou uma resistência eficaz contra o Grêmio. E os gols do Grêmio ontem foram, praticamente, contra, feitos pelos jogadores do Coritiba. Tanto no chute do Tcheco quanto no chute do Héverton, a bola bateu nos jogadores do Coxa antes de entrar.

O Grêmio teve sorte. E tem que ter sorte para ser campeão. Essa é outra máxima muito aplaudida.

Postado por Sant`Ana

ABC da crise

17 de novembro de 2008 10

Não tenho como fugir de um assunto que está em todas as mentes: a crise econômica.

O grosso do povo não se preocupa, mas as pessoas, digamos assim, mais responsáveis estão mergulhando em graves apreensões sobre o destino econômico e financeiro do Brasil e do mundo nos próximos meses.

Então o que se nota é um pavor no ar. Notícias vindas da Europa dão conta que por lá os empregos estão sendo extintos em 10 mil por dia.

Se continuarem a ser desempregadas 10 mil pessoas na Europa, em breve não haverá mais empregos por lá.

***

A palavra mais empregada para definir a crise que nos aguarda: recessão.

Recessão é a queda da atividade econômica (isto é, o declínio do crescimento), com desemprego etc.

Mas vou no dicionário e vejo que há algo mais sério que a recessão: a depressão.

A depressão, ainda segundo o dicionário, é o período de declínio acentuado no nível de atividade produtiva e do emprego.

***

São quase a mesma coisa a recessão e a depressão.

A diferença é que na recessão o declínio da atividade econômica e do desemprego não é acentuado.

Então lanço as mãos e os olhos para os céus e dou graças a Deus que nenhum jornal, nenhum diagnosticador ou prognosticador econômico usou até agora a palavra depressão para definir o que nos espera no ano que vem.

Pelo menos a palavra recessão é usada em todos os noticiários e admitida por todos os governos mundiais.

***

Dos males o menor, se o que nos aguarda é uma profunda crise econômica por recessão, pior se fosse por depressão.

Afinal, por quantas vezes, nós que somos antigos ou velhos, já vivemos períodos recessivos aqui no Brasil?

Dezenas de vezes. E a economia sempre se recuperou dos períodos recessivos.

***

Angustiado e instigado pelos presságios sinistros da extensão da crise, cogitei de qual seria a conseqüência direta (ou causa indireta) da crise. E fui ver que era a restrição do crédito.

Ou seja, os financiadores estão com pouco dinheiro e passam a fazer exigências penosas para conceder crédito.

Não existe circunstância mais grave.

***

Porque o crédito chega a ser, na minha modesta opinião, a essência, o sinônimo do capitalismo.

O capitalismo passou a existir no dia em que inventaram o crédito.

O crédito é com certeza a maior invenção homem.

Pelo crédito, por um estratagema milagroso do capitalismo, gasta-se, isto é, usufrui-se antes mesmo de ganhar-se, ou seja, antes de ser-se merecedor da condição.

Por exemplo, pobre é quem não tem nada ou tem pouco e não tem crédito.

Quem não tem nada ou tem pouco, mas obtém crédito, não é pobre.

Por isso é que esta crise anunciada é grave: ela atingiu a femoral do capitalismo, o crédito.

Salve-nos, Deus.

* Texto publicado hoje na página 43 de Zero Hora.

Postado por Sant`Ana