Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

RBS lança campanha assustadora, mas necessária

28 de maio de 2009 7

A RBS está lançando uma campanha contra a epidemia do crack que grassa no tecido social gaúcho. Não se aproxime do crack! Não experimente o crack! Experimentar o crack significa a morte. Não toque no crack! A campanha é assustadora, mas necessária.

Especialistas dizem que é preciso que as pessoas tenham as famílias, os jovens e as crianças — tenham a consciência dos malefícios terríveis dessa droga. Não se aproxime — Crack, nem pensar!

Postado por Paulo Sant`Ana

Comentários (7)

  • Helder Hartmann diz: 28 de maio de 2009

    É um triste e lamentável retrato da nossa sociedade hipócrita, onde o que mais importa é o TER e não o SER. Não é por falta de informação que esses viciados entram nesse mundo sem volta, mas pelas facilidades e pelas falsas promessas dos que abastecem os negócios das drogas. Eles sabem muito bem quem pode ser a próxima vitima em potencial, sabem suas fraquezas, e nos momentos de desespero, entram como seus amigos e os levam a esse poço sem fundo e sem volta.

  • Adriano S Schemoel diz: 28 de maio de 2009

    Muito bonitinha essa campanhazinha, mas pq não vão no cerne da coisa, o traficante, iniciem uma campanha pra que se elimine todos os traficantes e não haverá oferta de droga, fora isso é causa perdida, quem já é viciado é morto-vivo, esses só podemos esperar que morram antes de fazerem muito mal aos outros,e é isso que é o cruel nessa droga, NAO TEM VOLTA, essa campanhazinha é jogada de marketing, e só.

  • sonia louzada diz: 29 de maio de 2009

    temos que começar pelo principio, controle da natalidade, mais verbas para educação, saude emprego e moradia, mas por incrivel que pareça hoje só se fala em verbaspara os presidios, chega de pensar em presidios, implosão nos presidios já, pena de morte já, chega de impunidades neste pais, traficante bom é traficante morto, não adianta prender o usuario, tem que matar o traficante e quem esta por traz de tudo isso

  • lauro julio koch diz: 28 de maio de 2009

    Essa campanha deveria atingir dois estágios antes.Primeiro:A grande disseminação de favelas(hoje chamadas de “comunidades”),que estão estrangulando nossas cidades.Segundo:O alto índice de nascimentos,justamente nas camadas mais miseráveis dessas favelas.Enquanto não tivermos competência de resolver essas questões,difìcilmente vamos ter o sucesso desejado.

  • Marco Antônio Medina diz: 28 de maio de 2009

    Caro San`Ana, sou seu leitor assiduo e a campanha que a RBS está lançando sobre o uso do Crack é excelente. Nós aqui do bairro Belem Novo possuimos uma associação a onde nos atendemos as crianças em uma escolinha de futebol há mais de 10 anos onde o lema é: CRACK SÓ NA BOLA. Fazemos este trabalho sem nenhuma ajuda oficial e hoje contamos com amis de 35 crianças. É poco é, mas estamos fazendo de tudo para que essas crianças tenham uma criação sadia e não se aproximem dessa droga. Abraços

  • Nilton diz: 28 de maio de 2009

    Parabéns a inicativa da RBs. Sou pastor metodista e lido no meio de nossa sociedade com este “inferno nesta vida”. Para se ter um idéia o filha de uma sebhora aqui da igreja está foragido há 4 dias por ter assasinado um rapaz por causa de 3 pedras de crack!!! A vida uma banalizada a quantia de R430,00!!!

  • vinicius diz: 29 de maio de 2009

    Agora que essa droga chegou na “elite” comecou o grito e a preocupacao…Pq nao digamos nao a maconha! cocaina! lolo! tudo esta ligado.
    Paulo todas essas porcarias vem pelas fronteiras, Por que nao colocamos o efetivo do exercito pra cuidar disso? Isso nao deve ser tratado como uma guerra?
    Abraco

Envie seu Comentário