Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Os sete pecados capitais

15 de julho de 2009 3

Ando tão azarado, tão encrencado, tão carregado que, se eu comprar um circo:

1) o anão cresce

2) o gigante encolhe

3) o elefante emagrece

4) os leões e os tigres ficam desdentados

5) o engolidor de espadas tem faringite

6) o equilibrista pega labirintite

7) o palhaço entra em depressão

8) a mulher barbuda se torna imberbe

9) dá tendinite coletiva nos trapezistas

10) por um defeito elétrico-mecânico no carrinho do vendedor, nunca as pipocas espocarão

Por uma classificação tomista (São Tomás de Aquino) mais recente, são estes os sete pecados capitais:

1) Ira

2) Inveja

3) Luxúria

4) Soberba

5) Gula

6) Preguiça

7) Avareza

Meditando bem sobre estes sete pecados principais do comportamento humano, cheguei à conclusão de que não os pratico regularmente.

Mas confesso que já os pratiquei todos. A ira, quando estou eufórico, sobressai-se como meu pior impulso negativo, por vezes me sinto apto a matar ou morrer numa briga de trânsito, principalmente quando vejo algum motorista não respeitar pedestre na faixa de segurança ou quando saio atrás de um motorista que me fechou algumas quadras antes.

A inveja. Decididamente, não sou um invejoso. Sou capaz até de torcer pelo êxito dos outros.

Não sei, no entanto, se sou capaz de torcer pelo sucesso de um inimigo ou rival meu. Desconfio que não sou capaz.

A luxúria. Já a tive no grau mais exasperado. Tive febres de concupiscências.

Lembro-me que na mocidade eu praticava os mais extremos atos de luxúria, porém em pensamento. Sonhei muito com lascívia em nível até de cobiçar a mulher do próximo quando eu era rapaz.

Mas nessas minhas tonteiras oníricas de jovem, jamais admiti qualquer ato ou pensamento de luxúria que implicasse a não concorrência da vontade da parceira.

Pensava que era lícita toda a luxúria concorde entre um homem e uma mulher.

Soberba. Eis o pecado capital que mais pratico, tenho quase toda a certeza.

Sou megalomaníaco confesso. Conheço mil megalomaníacos, estou cercado por dezenas.

Mas todos eles têm pejo de confessar que são narcisistas.

Talvez eu o confesse para que possa transitar mais livre e naturalmente a expressão compulsiva da minha autoestima.

Quanto à gula, sou adepto dela em alguns alimentos: sorvete, por exemplo, nunca como menos de um quilo.

Melancia, o mínimo que como é uma inteira.

E antes de me tornar diabético furava com um prego duas latas de leite condensado e chupava-as inteirinhas.

Preguiça: este pecado, decididamente, não o pratico.

Avareza: dizem meus filhos e meus netos que sou um bárbaro e atroz pecador nesse item.

Na minha defesa, acuso-os de serem mórbidos perdulários.

Conclusão: já me dediquei com afinco a seis dos sete pecados capitais.

E quem não pecou ainda com tanta variedade e insistência, que atire a primeira pedra.

* Texto publicado hoje na página 47 de Zero Hora.

Postado por Sant`Ana

Comentários (3)

  • edson diz: 15 de julho de 2009

    Hehehe…assim vc não vai morar no céu algum dia “Pablito”.

  • Mariluci Velasques Possebon diz: 15 de julho de 2009

    Te adoro por esta sua capacidade de auto-crítica,e por isto vc poder cometer o pecado q quiser!

  • Nilton diz: 15 de julho de 2009

    Pablo, quanto a soberba eu também sofria deste mal, mas com o tempo me curei… agora sim posso dizer que sou perfeito!

    hehehe

    abraços

Envie seu Comentário