Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A guerra é aqui!

23 de novembro de 2009 13

A guerra contra o tráfico de drogas se intensifica até mesmo em táticas de contraguerrilha para conter os métodos dos traficantes cariocas.

A PM do Rio de Janeiro
está enviando para a Colômbia oficiais que se especializarão em combate contra o terror nas favelas e entornos do Rio de Janeiro.

Os traficantes do Rio de Janeiro estão usando barricadas e casamatas de concreto para não permitir a passagem de carros blindados da polícia, a nova arma contra o traficantes.

Os policiais que vão aprender táticas modernas na Colômbia foram até lá levados pelas bombas, minas terrestres e outras armadilhas engendradas pelo tráfico, o que transforma definitivamente o Rio de Janeiro em um palco de guerra, com todas as tintas de uma guerra civil, já enfrentada pela Colômbia e agora instalada no Brasil.

Para evitar a entrada nos pontos de depósito e distribuição de drogas, os traficantes utilizam trilhos na pista e muretas de concreto com aberturas por onde os criminosos atiram, além de uma nova tática com método nitidamente militar: a abertura de fossos para impedir os carros blindados de avançar e se instalar no centro vital de ação dos traficantes.

Acostumados a usar mão de obra de ex-militares, os traficantes passaram a utilizar armadilhas ensinadas pelos manuais das Forças Armadas, abrindo fossos de 1m50cm de extensão por 1m de largura. Essas crateras são implantadas nas entradas das favelas e visam a não permitir a passagem dos carros blindados policiais, que estavam se tornando eficiente estratégia da PM para atingir o âmago da atividade do tráfico.

E os bandidos estão jogando óleo nos fossos para impedir sua concretagem.

A possibilidade de que os bandidos venham a colocar explosivos nessas crateras é já admitida pela polícia.

Como se vê, a guerra entre polícia e traficantes no Rio de Janeiro se torna um combate militar a que foi levada a polícia pelos sofisticados métodos de estrutura bélica montada pelos traficantes.

É guerra de guerrilha pura, guerrilha urbana genuína, com instrutores de batalha utilizados em ambos os lados.

Chegamos ao ponto em que o tráfico não se especializa só em transportar, depositar e comercializar as drogas, mas também em adotar estratégia militar para protegê-las e impedir o acesso das forças policiais a seus bunkers.

A tática de guerrilha dos traficantes chegou ao ponto de arremessos de coquetel molotov contra os caveirões (carros blindados) da polícia, além de bombas de tinta para atrapalhar a visão dos policiais dentro dos veículos.

Esses combates não se verificam nas selvas, longe dos centros civilizados, é ali mesmo, junto à Zona Sul carioca, encravada entre os morros e sujeita assim aos ataques criminosos, enchendo a sociedade de medo e terror.

Assim como a Polícia Militar está enviando oficiais para aprender táticas antiguerrilha na Colômbia, os traficantes também se apoderam de táticas militares que lhes são transmitidas por ex-militares contratados para instruí-los.

Estas notícias são as mais apavorantes de que se tem notícia. Porque revelam nitidamente que esta guerra urbana sem quartel não tem fim, está marcada para se desenvolver nos próximos anos e décadas, sujando a paisagem humana do Rio de Janeiro e ameaçando contagiar as favelas de São Paulo e das grandes cidades provincianas.

Deus salve-nos desta tragédia.

*Texto publicado na página 35 de Zero Hora de hoje

Postado por Sant`Ana

Comentários (13)

  • LUCIANO NÉLSON diz: 23 de novembro de 2009

    GUERRA SANTANA É A QUE DEVEMOS TRAVAR CONTRA ESSES RIDICULOS DIRIGENTES GREMISTAS QUE ESTÃO TRAZENDO ESSAS DROGAS PARA JOGAR NO GREMIO, E QUE POR CERTO IRÃO PARTICIPAR DOS BANQUETES DAS VITÓRIAS DELES(inter).

  • Anderson diz: 23 de novembro de 2009

    Santana, e nessa horo onde anda nosso exercito??? Não é hora de ações mais severas, todo mundo ve que só a policia não esta dando cota.

  • Rafael Nunes diz: 23 de novembro de 2009

    Concordo plenamente com você, Sant`Ana. Há muitos e muitos anos que o RJ vem nessa guerra urbana, fazendo centenas de vítimas a todo ano. E, pelo que temos visto no noticiário, o tráfico está vencendo. Penso como você a respeito da realização da “Rio 2016″… creio ser uma aberração realizar olimpíadas numa cidade em guerra diária! Pior do que isso, só mesmo ver as nossas “autoridades” comemorando o feito!!! Bilhões de reais irão fora. Enquanto isso, a saúde, a segurança do povo que se danem!!

  • josé de alencar souza da silva diz: 23 de novembro de 2009

    Esse é o Brasil de Lulla Mensalão:da violência,do caos aéreo,da miséria,do terrorismo,uma desgraça social,LUlla é a alegria dos corruptos,mensaleiros,corruptos e grandes banqueiros.

  • tom diz: 23 de novembro de 2009

    e o rio do sul se transformara em janeiro em breve… com a “valorização” que o governo está dando aos soldados da bm podem esperar… chamem os coroné pra tomar tiro na rua… vergonha nacional o salário dos nosso policiais… eu também me esconderia de vergonha em ser pm se o fosse!!! tomar tiro de graça??? to loko então!!1

  • Patrick Alves diz: 23 de novembro de 2009

    Pois é Caro amigo Sant`Ana… . Se o Brasil protegesse as suas fronteiras, acho que seria bem difícil os traficantes e os vagabundos em geral conseguirem armamento de guerra… . Tudo entra pelas nossas fronteiras.. . Os governantes deixam todos e tudo entrar no nosso país.. . Porque não dão atenção as fronteiras?! Porque isso convém para os nossos políticos.. . A violência dá voto, a saúde da voto… . A desgraça do Povo que sustenta os nossos políticos dá voto.. . Vamos voltar ao Faroeste !!!

  • Oto Rodrigues diz: 23 de novembro de 2009

    Caro Santana,
    A safadeza evidenciada em nossos governantes, apontada por seu leitor Antonio Magalhães, não tem limites. Recentemente, o governo da Bahia não relutou em gastar milhões do nosso minguado orçamento para trazer para Salvador obras do famoso Augute Rodin. Para ele, as esculturas do francês importam mais do que nossos filhos, que todos os dias lotam escolas sucateadas e com professores pouco valorizados.

  • Antonio Magalhaes diz: 23 de novembro de 2009

    Pergunto porque não tem policiais morando nas favelas com postos policiais super armados com carros blindados e evitem que os traficantes trabalhem livremente construido estes barricadas, porque não a policia não fica estabelecida nas favelas o tempo todo combatendo estes bandidos. Estão de bricadeira Santana indo lá de vez enquando dando uns tiros nos homens e vindo embora. Falta de recursos não pode ser pois para carnaval,olimpiada e outras frescuras tem.É falta de vontade e muita safadeza.

  • eduardo diz: 23 de novembro de 2009

    TAIS TATICAS NAO SAO PASSADAS SOMENTE POR EX MILITARES, MAS PRINCIPALMENTE PELAS FARC QUE FORNECE A DROGA E TREINA OS TRAFICANTES EM TATICAS DE GUERRILHA, A MESMA FARC QUE EH UM DOS MEMBROS DO FORO DE SAO PAULO, JUNTAMENTE COM PT PCDOB, PC CUBANO, MIR CHILENO… E CONCEQUENTEMENTE PROTEGIDA POR LULA,CHAVEZ, MORALES, CORREA…

  • Diogo Bueno diz: 23 de novembro de 2009

    Faço só meros apontamentos: chamem a Engenharia do Exército (ou da própria PM); montem tática de Forças Armadas, não de meros batalhões de polícia militar. Guerra contra a Ordem se faz com guerra contra a desordem.

  • INACIO diz: 23 de novembro de 2009

    SE FOSSE USADO O DINHEIRO A SER GASTO COM A ORGANIZAÇÃO DAS OLIMPIADAS, EM SEGURAÇA PÚBLICA, COM CERTEZA OS PROBLEMAS SERIAM RESOLVIDOS.

  • Luciano Farias Mega diz: 23 de novembro de 2009

    SANTANA, QUANDO TU V0LTAS PRO SALA?

  • marta diz: 3 de dezembro de 2009

    porque vc nao faz mais o jornal do almoço?

Envie seu Comentário