Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Ódio aos aposentados

27 de maio de 2010 14

Segundo se noticia, o governo federal se recusa a conceder reajuste de 7,7% aos aposentados do INSS que ganham acima do salário mínimo, aprovado pela Câmara e pelo Senado.

No entanto, este mesmo governo concedeu anteontem aumento de salários para 32 mil funcionários federais, sob a forma eufêmica de vantagens que vão custar aos cofres públicos R$ 800 milhões.

Não há dúvida de que o que existe é ódio aos aposentados.

Eles são considerados escória pelo governo.

*

Um ingrediente infalível na dinâmica brasileira é a bitributação.

Um entre vários exemplos: o sujeito gasta uma fortuna para formar-se em Direito. Forma-se, e a Ordem dos Advogados declara que ele ainda não está formado, tem de fazer o exame da Ordem.

E aí aumenta o preço da inscrição ao exame de R$ 130 para R$ 200.

Em todos os setores, vão descarnando o nosso povo.

*

Há um mistério que ronda a suposta reforma tributária: todos são a favor dela, a sociedade, os trabalhadores, os empresários, os governantes.

Mas, na hora de aprová-la, não se consegue aprová-la.

Será que só quem lucra com a alta tributação é que tem poder de fogo para aprovar e/ou rejeitar a reforma?

*

Mais uma vez sofreu atraso o projeto para o trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro, por desentendimento na licitação.

O trem vai ser rápido, mas não existe nada mais lento que o seu projeto.

*

Por que será que, onde se precisa de polícia, só há ladrão? E onde não existe ladrão tem sempre bastante polícia?

*

Como fumante inveterado e abjeto, protesto: nos lugares em que há televisão e freezer, é proibido fumar; no fumódromo, não há televisão e freezer.

Não é uma discriminação?

*

No debate da Confederação Nacional da Indústria, entre os três presidenciáveis, mais uma vez a candidata do Partido Verde, Marina Silva, empolgou a plateia.

Ela suscitou entre alguns empresários lágrimas na plateia.

E pronunciou sob gargalhadas a sua frase padrão: “No primeiro turno, a gente vota em quem gosta; no segundo, a gente se desvia do pior”.

*

O perigo dessa inversão de mão que a EPTC cogita para as artérias da Capital, no sentido de combater o engarrafamento, está em que numa esquina um azulzinho inverta a mão e na esquina seguinte outro azulzinho multe por trafegar contra a mão.

*

Um componente decisivo nas partidas de futebol não é encarado com relevância pelos comentaristas esportivos: a sorte.

E, no entanto, a sorte decide 60% dos jogos de futebol.

Justamente por isso é que o futebol atrai multidões: é um jogo.

*

Está tudo trocado.

O goleiro Victor do Grêmio declarou: “Eu não preciso de psicólogo”.

Absolutamente certo. Eu é que andei precisando de goleiro.

*

Mas foi um alívio a vitória gremista de ontem contra o Avaí. O rebaixamento andava rondando.

Comentários (14)

  • Angelus diz: 27 de maio de 2010

    Caro Santana, no que tange ao tal Exame da OAB, isto e uma charlatanice imposta a milhares de alunos que custearam seus carissimos cursos de Direito e que, apos concluirem o mesmo, nao podem advogar. Ora se as Faculdades nao preparam os futuros Advogados a altura entao que se fechem os cursos e nao se expolie os candidadtos para custearem esta mamata da tal de OAB e seu cartel de desocupados!

  • Carlos Santos diz: 27 de maio de 2010

    A grande maioria quer uma aposentadoria precoce.
    Imaginem as pessoas na realidade são muito incompetentes, só conseguem um aumento salarial, juntando a aposentadoria com o rendimento por continuarem trabalhando.
    Na realidade não se aposentaram; utilisaram de uma esperteza para ter aumento de ganhos, saqueando a Previdência Social, pois não são idosos ainda; essa é a realidade.
    Querem que tenham simpatia com essa gente, só terão ódio.

  • Luciano diz: 27 de maio de 2010

    Santana, o Avai não pode ser o espelho para o Grêmio! A direção vai afundar mais ainda o nosso time, somos time grande, GRANDE!

  • MÁRIO diz: 27 de maio de 2010

    SANTANA, parabéns pela seu texto lúcido, crítico e solidário sobre o reajuste merecido aos aposentados do INSS. Note, o nobre amigo, permita-me, que toda vez que o Governo declina um índice de reajuste aos aposentados, a crítica midiática, exceto vossa senhoria, carimba a notícia desta forma: ” O prejuízo aos cofres públicos será de tantos milhões…” Ora, porque desqualificam os miseráveis reajustes de prejuízo? O trabalhador não recolheu seus tributos previdenciários, para uma justa aposentadoria? O trabalhador, eternamente explorado, não tornou mais ricos os ricos, e assim aumentou a riqueza desta nação? Pois então eu indago? Onde está o prejuízo, se melhor não seja uma justa recomposição tardia. Sabe SANTANA, esse discurso negativo midiático e desqualificado eu já cansei de ouvir da atual CANDIDATA ANA AMÉLIA LEMOS e da ROSANE DE OLIVEIRA. Veja que ironia, espero que a sociedade do baixo clero, tenha memória no momento de seu voto.

  • Vaner Luis diz: 27 de maio de 2010

    Bom dia Santana, entendendo que voce procura atuar e alertar o público em geral das injustiças que são praticadas contra o povo, quero lhe informar sobre a cobrança absurdo por parte dos tabelionatos para a autenticação da assinatura que numa eventual venda de um veículo pode chegar a 50 reais, onde cada autenticação é 10,80 reais, mas em determinadas transaçoes onde o proprietario concede uma procuração a um terceiro, o comprador compra a prazo, assina o contrato o vendedor também, e o duty quando da venda assinam e prrecisam autenticar o vendedor e o comprador o que pode dar um custo aproximado de 50 reais, penso que é um absurdo já que o custo de uma autenticação não passa de 2 reais aproximadamente, são favorecidos pela impossibilidade de concorrencia.

  • elio miguel diz: 27 de maio de 2010

    Parabéns, Sant’ana, a tua coluna de hoje, aliás, como sempre, está muito boa. Pena que os demais tópicos mascararam um pouco a desídia do Governo Federal aos aposentados. Só os neófitos não veem que o interesse social do país foi totalmente esquecido pelo Lula, que doentiamente persegue uma cadeira de Secretário da ONU ou de um Prêmio Nobel. E o Zé Povo aplaude.

  • Machiavel diz: 27 de maio de 2010

    E esse ódio que o governo tem pelos aposentados é um ódio maquiavélico. É um ódio maquiavélico porque o governo tira o dinheiro dos aposentados do INSS para dar aos aposentados do poder público, ou seja, empobrecem uns para enriquecerem outros. Quem se aposentou pelo INSS 10 anos atrás recebendo 100% do teto, hoje sua aposentadoria está reduzida a 50% desse mesmo teto, com tendência a ficar limitada a 1 salário mínimo. Essa é a grande realidade. O governo quer que todo aposentado ganhe apenas um salário mínimo por mês. E para o velho aposentado do INSS esse salário mínimo terá que ser suficiente para suprir suas necessidades de saúde, alimentação, segurança, etc., etc.. Ou seja, é ou não é um ódio maquiavélico!!!

  • amaury cruz diz: 27 de maio de 2010

    Não há dinheiro para estes míseros 7,7%, mas há muita grana para sustentar essa máquina altamente perdulária, corrupta e ineficiente incrustada nos três poderes da república.

  • gerson só diz: 27 de maio de 2010

    Sempre maravilhosa! so o Santana para ter a coragem de escrevrer sobre à sorte como um fator determinante no futebol.

  • rafael pacheco diz: 27 de maio de 2010

    ÓDIO A OAB … UM ABSURDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    MARINA SILVA MTO BOA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    O FUTEBOL É SÓ SORTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • claudio fagundes diz: 27 de maio de 2010

    A pezar de ex-fumante,concordo plenamente que não ter os mesmos beneficios aos incapáveis fumantes(por não poderem largar o vício) é uma grande descriminação,pois querendo ou não vcs são uns doentes e merencem todo o nosso carinho e compreenção.Um grande beijo com todo o meu carinho ao seu leitor a mais de trinta anos.Moro hoje no ES mas não deixo de te acompanhar via “inter”net.

  • laert diz: 27 de maio de 2010

    Lula deu aumentos extraordinários para todo o pessoal da ativa, incluindo militares e justiça. Foi a garantia que pagou para se manter no poder. No entanto, para os aposentados tem sido o carrasco. Ele fez as contas e acha que 12 milhões de aposentados não representam votos suficientes para a Dilminha ganhar a eleição. A Dilma mesmo, aquela que costumava entrar pelas portas dos fundos dos bancos, em busca de “fundos”. Lula agora está numa sinuca de bico: se vetar o aumento, será que a petezada aposentada vai continuar puxando o saco da turma da turma dele? Talvez continue, afinal de contas o fanatismo político e religioso é algo que foge a razão. Em tempo: não voto em Dilma, Serra ou Marina. Esses políticos que estão por aí, se colocar num saco e jogar no rio Uruguai, é como diz o Mano Lima, só perde o saco. E tem gente que ainda ousa comparar a corja política do país, com Ghandi(nunca pegou em armas), Martin Luther King(nunca pegou em armas), Budha(nunca pegou em armas) e tantos outros, que sempre foram pacifistas e fizeram muito pelos seus povos. Um dia, ainda resta a esperança, que tenhamos um verdadeiro líder pacifista e honesto, que possamos creditar nosso voto. Porque será que as Madres Teresas de Calcuta nunca se candidatam a presidência? A resposta é simples…não são ambiciosas. Nunca quiseram poder. Querem apenas o bem de seu semelhante. As Madre Teresas nunca precisaram se escorar em fanatismos políticos para fazer o bem ao semelhante…Que pena que pessoas dessa índole não se candidatem a cargos políticos! Votaria nelas para presidente…

  • luiz fernando diz: 28 de maio de 2010

    FAZ MUITO TEMPO QUE DIGO; SE DEUS CONCEDESSE A CADA UM UM DESEJO PARA REALIZAR, O “PT” E O SEU GOVERNO “LULA” DESEJARIA A MORTE DE TODOS NO DIA DE PEDIR SUA APOSENTADORIA PARA QUE PARASSEM DE SER UM ESTORVO PARA AS SUAS CONTAS. SÓ QUEREM RECEBER, PAGAR NUNCA. MAS O LULA É O CARA NÉ. 75% DE APROVAÇÃO.

  • LUIZ FERNANDO diz: 28 de maio de 2010

    E OS APOSENTADOS TEM FORÇA, SÓ TEM QUE SABER USALA POIS TEM OS TRABALHADORES QUE SÃO SEUS FILHOS E FILHAS NA MÃO, É SÓ COMESSAR A SEMPRE LHES TRATAR DO ASSUNTO E MUDAR A IMAGEM DO LULINHA

Envie seu Comentário