Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Indiferença dominical

19 de junho de 2010 158

Vou fazer um desabafo, que não sei se interessa aos leitores. Mas eu guardo este segredo comigo há muito e agora estou disposto a revelá-lo.

Acontece que não torço pela Seleção Brasileira. Também não seco a Seleção Brasileira, só não torço por ela.

A Seleção Brasileira não me entusiasma como a vejo entusiasmar a tantos brasileiros.

Jamais faria um churrasco em minha casa para receber amigos e torcer pela Seleção Brasileira. Não seria um motivo forte para eu fazer um churrasco um jogo da Seleção Brasileira.

*

Neste domingo, vejo Brasil x Costa do Marfim com a mesma indiferença com que assisti nesta Copa a Argélia x Eslovênia. Assisto com interesse, como tenho assistido a São Paulo x Palmeiras, Flamengo x Fluminense, mas sem nenhum entusiasmo, sem torcer para nenhum dos times, nem que um deles seja a Seleção Brasileira.

Em suma, sou amante do futebol, gosto desde criança de assistir a esse esporte, mas torcer por time de futebol, aí é outra história, só torço mesmo pelo Grêmio.

*

Influi sem dúvida nesta minha indiferença pela sorte da Seleção Brasileira o meu gremismo: sofro do mal da paixão única, penso até que a minha mente não tolera que eu torça pelo Brasil porque seria uma espécie de traição ao Grêmio, sei lá…

Que ninguém me acuse de ser impatriótico por isso. Amo o Brasil, conheço todos os seus hinos. Se o Brasil entrasse em guerra e me aceitassem, eu pegaria em armas para defender a pátria que aprendi a amar no grupo escolar da minha infância.

*

Mas não sinto qualquer afinidade pela definição do grande Nelson Rodrigues para a Seleção Brasileira: a pátria de chuteiras.

Já trabalhei em muitas Copas, mas nunca torci pelo Brasil, pouco me importei que o Brasil as tivesse perdido ou ganho. Nunca derramaria uma lágrima por uma derrota do Brasil em Copa do Mundo, assim como nunca entrei em euforia, sequer alegria, quando ganhamos uma Copa.

*

Eu tenho certeza de que na origem desta minha indiferença pela Seleção Brasileira está o fato de que, quando eu era jovem, a Seleção Brasileira nunca convocava jogadores gaúchos.

A Seleção Brasileira era, na minha juventude, uma panelinha entre Rio e São Paulo. Desprezava com prepotência o futebol gaúcho e não convocava os nossos jogadores.

Naquele tempo, por isso, eu sentia ódio da Seleção Brasileira. Hoje não sinto mais ódio, os gaúchos seguidamente jogam na Seleção, agora mesmo na seleção do Dunga tem dois gaúchos: Maicom e Michel Bastos. Até o treinador da Seleção Brasileira hoje é gaúcho, o Dunga.

Então, não sinto mais ódio, mas não torço. Não torço. Não consigo torcer.

*

Vocês podem não acreditar, mas eu assisto a Brasil x Costa do Marfim com a mesma voltagem de emoção com que assistiria a Alemanha x Argentina, um grande jogo, que me atrai intensamente porque sou aficionado pelo futebol. Mas um jogo que não me toca no coração. Nada tenho com ele, assim como tenho tudo em qualquer jogo do Grêmio, onde, aí, sim, a paixão me faz rir ou chorar. Eu fico doente quando o Grêmio perde, eufórico quando o Grêmio ganha.

Eu sempre achei uma lástima o Grêmio não disputar a Copa do Mundo.

E, para finalizar: muitos gaúchos já me disseram que sentem isso exatamente que eu sinto pela Seleção Brasileira.

* Texto publicado hoje na página 39 de Zero Hora dominical.

Comentários (158)

  • COLORADO DOS PAMPAS diz: 19 de junho de 2010

    TENHO O MESMO SENTIMENTO QUE VOCÊ, PAULO SANTANA. SÓ QUE TORÇO PELO MEU COLORADO. A SELEÇÃO NÃO ME IMPORTA, ASSIM COMO A CBF. O INTER É O QUE ME INTERESSA. ASSISTO AOS JOGOS DA COPA PORQUE GOSTO DO FUTEBOL, PORÉM SEM ME IMPORTAR COM O RESULTADO.

    ABRAÇO, 101 ANOS DE GLÓRIAS!

  • Carlos Almeida diz: 19 de junho de 2010

    Entre um Gauchão para o Grêmio e uma copa do mundo para a seleção…
    aliás, entre um amistoso do Grêmio contra o Ferro Carril, e uma copa para a seleção. Fico com a vitória do Grêmio no amistoso.

  • Roberto Carlos Barreto Correa diz: 19 de junho de 2010

    Parabens Santana, excelente texto, concordo em genero, numero e grau, o amor pelo gremio é incomparável………..

  • Adriano Oliveira diz: 19 de junho de 2010

    Faço das tuas palavras as minhas Santana. No entanto, torço pelo meu colorado dos Pampas e não sinto absolutamente nada pela Seleção Brasileira. É muito mais prazeroso e emocionante torcer pelo clube de futebol (neste caso, o Colorado dos Pampas), pois é com dificuldade e rivalidade, tanto regional quanto nacional, que a emoção aflora ao vencer uma batalha ou até mesmo a guerra.

    Grande abraço e parabéns Santana, não estás sozinho neste pensamento e tão pouco serás acusado de impatriótico.

    Adriano Oliveira
    Porto Alegre/RS

  • Robson diz: 19 de junho de 2010

    Paulo Santana, tu disseste tudo !!! colorados e Gremistas (sou Gremista) com certeza, muitos, sentem a mesma coisa… No meu caso, meu deisnteresse pela selecao e muito mais por nao termos jogadores que atuam no Brasil e no estado. Um abraco !

  • Robson diz: 19 de junho de 2010

    FELIZ ANIVERSARIO !!!!!!!!
    PARABENS E MUITOS ANOS DE VIDA !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Robson do comentario anterior diz: 19 de junho de 2010

    FELIZ ANIVERSARIO !!!!!!!!
    PARABENS E MUITOS ANOS DE VIDA !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Sonda diz: 19 de junho de 2010

    Aqui se reunem, blogueiro e os comentários, exceto o meu, todos os sofredores, perdedores e aintipatriotas.

    Vamos Brasil, ainda que tenhamos que carregar muitas malas.

  • Giuseppe diz: 19 de junho de 2010

    SANTANA! Fecho contigo, meu time é o GREMIO, em primeiro lugar. O meu segundo time
    chama-se ADVERSARIO DO DIA FC, isto é, sempre que um time jogar contra o Inter, esse
    serà também meu time. Quanto a Sel.Brasileira, faz parte da minha indiferença.
    Parabéns pelo comentàrio, um dos melhores e mais sinceros que jà li na tua coluna. Tem brasileiro que vai ficar ofendido, isto é, aqueles que começam a festejar tres dias antes,
    e na hora do jogo là pelo segundo tempo perguntam: “Prà que lado nosso time està
    chutando”? ou “O nosso time é o de azul”?

  • Léo Santos diz: 19 de junho de 2010

    Como tu – livre de duplo sentido -, também sou aficinado pelo Grêmio, porém, não compartilho contigo tal indiferença no que diz respeito ao escrete canarinho, talvez até pelo motivo oposto ao teu, já que estou vivendo a juventude numa época em que a seleção brasileira está praticamente “nas mãos dos gaúchos”, nós comandamos os planteis nacionais e levamos o Brasil ao topo do futebol mundial e disso sinto muito por ti, mas, sou obrigado a me orgulhar tchê!

    Um abraço! (bah, sempre esqueço de aceitar os termos)

  • Paulo Amaral diz: 19 de junho de 2010

    Eu amo o Grêmio também, me empolga e mexe com meus sentimentos mais que a seleção brasileira. Porém, é um sentimento regionalista que se expande ao mundo por seus feitos, o Grêmio está aqui pertinho, todos os anos. Me empolga a copa do mundo, amo a seleção brasileira também, não tal qual a intensidade do meu time do coração, mas nessas horas, de copa do mundo, 4 em 4 anos, grandes nomes do futebol reunidos, unem sentimentos de nações inteiras em um só ao natural. E nada com um jogo da seleção para fazer um bom churrasco, na minha opinião.

  • paulo cesar diz: 20 de junho de 2010

    amor pelo gremio nao tem explicaçãoooooooooooo, e nem explicação para falar…. somos um so no estadio……………gremio paixao sem fimmmmmmmmmmmm…..amorrrrrrrrrrrrr incondicionalllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

  • Miguel diz: 20 de junho de 2010

    Bah, Sant’ana… descreveste perfeitamente o meu sentimento pela seleção brasileira: indiferença. Até me alegra ver a seleção vencer, mas me alegra mais ver o Riograndense-SM ganhar um jogo da segundona…

    Nesse quesito temos que admitir que os argentinos tem um senso de identificação com sua seleção muito maior do que o nosso (ao menos nós gaúchos!).

    Já quanto ao Grêmio… bom, o amor pelo Grêmio, realmente, é único.

  • tuca diz: 20 de junho de 2010

    são minhas as tuas palavras. parabens a nós.

  • George Pacheco diz: 20 de junho de 2010

    Grande Pablo Santana !!!
    Sabe que eu penso o mesmo que você , eu tambem tenho total indiferença nesses jogos da seleção. A unica Copa que torci foi a de 2002 , mas o motivo era o Felipão e o Ronaldinho Gaucho.
    Um abração e dalhe Grêmio !!!

  • Diogo Jerônimo Martini diz: 20 de junho de 2010

    PARABÉNS Sant´Ana! Teu texto é simplesmente perfeito. Acho que no fundo todos sentem exatamente o mesmo, inclusive eu. Só que as pessoas fingem que torcem freneticamente pela seleção por causa da influência da mídia, que faz parecer que essa indiferença para com a seleção brasileira é uma forma de “pecado”. Gostei muito da parte do Grêmio participar da Copa, também tenho essa curiosidade. Grande abraço!!!

  • ELTON HAEFLIGER diz: 20 de junho de 2010

    Não consigo ficar indiferente. É meu colorado acima de tudo. Mas daí ficar indiferente à seleção brasileira é dose. Francamente, acho que estás azedo e amargo, características típicas de quem já viveu bastante.

  • miguel sessin diz: 20 de junho de 2010

    Vou pelo mesmo caminho, só que ao contrário de ti, eu seco sim!

    Não tenho motivo nenhum para torcer por um pais que me come em impostos, não me dá nada em troca, é um bando de salafrários que comanda a CBF e que quando pode ferra com o Grêmio.

    Pro inferno com eles!

  • Lis DaRocha diz: 20 de junho de 2010

    Santana Querido
    Acontece comigo a mesmissima coisa.Moro nos USA e a brasileirada da familia aqui se reune pra torcer e ficam entusiasmados torcendo e vibrando fazendo festa e eu….. fico completamente indiferente. Já me perguntaram com cara de nojo “porque eu não “gosto do Brasil”, ignorancia perguntar isto mas…nada a ver só respondo que muuuuito antes de ser brasileira sou Gaucha, o Rio Grande é o meu pais e acimade tudo sou Gremista,só o Gremio me comove,só o gremio me alegra ou entristece,só o Gremio mexe com meus nervos,usar camiseta de time? só se for a do Gremio,só sinto vontade de torcer pelo meu time: O Gremio
    E a seleção brasileira? Não me importa se ganahr ou perder, sei lá,simplesmente não torço por eles
    Um beijo!

  • colorado diz: 20 de junho de 2010

    muito bom Paulo. estou nesta há muitas copas tambem.
    tanto faz como tanto fez.
    Continue escrevendo.
    Um abraço.

  • Cleto Guedes diz: 20 de junho de 2010

    Santana, podes ter certeza que, pelo menos aqui no Rio Grande , esse é o sentimento dominante, pelo menos do pessoal com mais de 40, que via sempre a preferência dos jogadores do Rio e São Paulo. Quem não lembra do histórico jogo de 1972, que por detalhes não ganhamos?
    Abraços

  • Dinis Cortes diz: 20 de junho de 2010

    Eu também penso assim…vejo a copa do mundo para ver o futebol bonito, mas sinceramente esse ano até o gauchão foi mais competitivo e bonito de ver do que um monte de perna de pau que tão jogando essa copa… Gostaria de saber se você Santana depois de tantas copas já tinha assistido uma copa tão chata de acompanhar?
    Abração

  • fernanda diz: 20 de junho de 2010

    Eu não sou apenas indiferente:EU NÃO SUPORTO SELEÇÃO BRASILEIRA, não assisto, não gosto, caso eu não tenha opção,e assista, SECOOOOOOOOOO E MUITO!

  • FLAVIO diz: 20 de junho de 2010

    FALOU E DISSE, SÓ QUE NO MEU CASO É UM POUCO MAIS AINDA POIS EU NÃO TORÇO E NUNCA TORCI PELA SELEÇÃO…. AGORA SE EU ME DISTRAIR UM POUCO ME PEGO SECANDO A SELEÇÃO, E PRA MIM ISSO NÃO TEM NADA A VER COM A NAÇÃO ISSO JÁ É OUTRA COISA.

  • Fernando diz: 20 de junho de 2010

    GENIAL, SANT´ANA……………….. GENIAL……… GENIAL. Eu falo isso e me chamam de LOUCO….. MAS NÃO ESTOU SÓ! SOMOS 2, pelo menos!

  • LINDOMAR (PARANAENSE) diz: 20 de junho de 2010

    SOU PARANAENSE E PENSO O MESMO!

    NA VERDADE ISSO NÃO É SENTIMENTO DO POVO DO RIO GRANDE, ACHO QUE É DO POVO GREMISTA!

    GRÊMIO, NADA PODE SER MAIOR!

    ”O QUE FAZ UM CARA NA MADRUGADA COMENTANDO UM POST DO PAULO SANTANA NO ZERO HORA…………………..”

  • Alan diz: 20 de junho de 2010

    Também não torço pela seleção brasileira. Mas com certeza se o RS fosse um país e tivesse uma seleção Gaúcha na copa eu torceria por ela. O problema é de não nos identificarmos com o Brasil. Moro a três anos fora do RS (no nordeste) e cada dia que passa vejo que sou mais Uruguaio ou Argentino que propriamente Brasileiro, tanto em custumes, tradições, modo de vida, atitudes, progresso e muitas outras coisas…

  • Renato Gomes diz: 20 de junho de 2010

    Mas bah caro amigo Paulo Santana, eu com certeza torceria por uma única seleção em uma copa do mundo, aquela que levasse o nome de REPÚBLICA RIOGRANDENSE.
    Sabemos nós gaúchos que nós não precisamos de rio-são-paulo, agora parece que quando a coisa aperta la pra cima, eles não tem outras escolhas a não ser a nossa fama e sermos bons em tudo mesmo.
    Tenho dito que minha seleção joga somente dia 28 de julho…o INTERNACIONAL, assim como tu Paulo e outros amigos dos comentários teêm o GRÊMIO como seleção.
    Por este clube eu sofro, por esta terra eu até morreria e ainda cantando um refrão ” sirvam nossas façanhas de modelo à toda terra”.
    Abraços…..

  • Paulo Roberto Ramires diz: 20 de junho de 2010

    Em termos de emoção, esta é a Copa do Mundo mais desmotivada que estou assistindo.Acredito que seja até pela convocação da seleção brasileira.Sem craques, jogadores comuns, que sabem jogar futebol sim, mas sem nenhum brilho, sem nenhuma jogada de levantar a torcida do sofá.O Dunga é gaúcho mas cabeça dura! não convocar o ¨ganso¨do Santos é simplesmente desconhecer o que o menino esta jogando atualmente.Seria uma opção e alternativa de criação num jogo em que as coisas não estivessem acontecendo, como com certeza iremos observar ainda em jogos desta copa.Entendo o Paulo Santana.Eu torço pela seleção brasileira mas com a emoção da Copa de 70 no México, nunca mais.

  • lecino ferreira diz: 20 de junho de 2010

    Pô, meu, tu me destes um susto. Quando li a manchete pensei que irias dizer que és Colorado desde guri. Mas,, compartilho contigo. Também sou assim. O pior é que estou sentindo a mesma coisa quando o Colorado joga. Depois de tantos desmando desses cartolas desprepados o que mais me importa hoje em futebol á assistir a uma bom jogo , principalmente na várzea que, por sinal, em Juiz de Fora tem até campeonato.

    Um saudoso abraço.

  • juliano diz: 20 de junho de 2010

    parabéns pela coragem ! sinto a mesma coisa pela seleção , um tanta faz esquisito , mas quase tive um extase quando o inter fez um gol no final contra o estudiantes e seguimos , sou colorado !!! abraço paulo santana e seguido leio sua coluna.

  • 2° DIVISÃO DO BRASIL diz: 20 de junho de 2010

    TU É SECADOR DO INTER ,RUMO AO BI DA AMERICA E DO MUNDO

  • Antonio diz: 20 de junho de 2010

    Sr. Paulo Sant´Ana, lhe compreendo, eu também, como gremista, sinto o mesmo. Depois que os nossos jogadores da selecao passaram a ser estrelas na Europa, parece que nao tem a mesma determinacao e nao nos motiva.

  • neivo luis thomas diz: 20 de junho de 2010

    bah,que legal a zero hora ter um doutor asim escrevendo na ZH,realmente algo muito importante,uma pessoa totalmente imparcial,rsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrs
    um deus,que só ele sabe de tudo
    PALHAÇADA

  • Marco Aurélio Barreiro diz: 20 de junho de 2010

    Eu não chego a tanto, mas minha indiferença vai até a bola rolar, aí começo a torcer, mas sem muito entusiasmo também. Apesar da rivalidade gosto de ver a argentina jogar, penso que por suas cores. Apesar disso, gosto da copa do mundo, o ruim é que ficamos um mês privados de ver o nosso Grêmio jogar.

  • GERSON FONTOURA(RIO) diz: 20 de junho de 2010

    FAÇO MINHAS AS SUAS PALAVRAS.NORMALMENTE NÃO GOSTO DOS TEUS COMENTÁRIOS.MAS DESTE GOSTEI.NÃO SINTO NADA POR ESTA SELEÇÃO DESDE QUE O COUTINHO DEIXOU O FALCÃO EM POA E LEVOU O CHICÃO.AGORA PRA MIM ESTA É A SELEÇÃO DO DUNGA.FICO NERVOSO VENDO O GRÊMIO JOGAR, MEUS PÉS SUAM MINHAS MÃO FICAM FRIAS E QUANDO O GRÊMIO PERDE NEM DURMO DIREITO.
    MAS A SELEÇÃO NÃO ME DÁ NENHUM ENTUSIASMO, NEM PARECIDO.
    ESTOU GOSTANDO MUITO MAIS DE ASSISTIR AOS JOGOS DA ARGENTINA.
    UM TIMASSO COM A EMOÇÃO DO MARADONA.
    O DUNGA COMETEU O CRIME DE DEIXAR O GANSO, O NEYMAR, O ROBERTO CARLOS, O RONALDINHO, O ADRIANO, ETC.QUE TIME PODERIAMOS TER FORMADO.
    AÍ SIM PODIA SER QUE DESSE EMOÇÃO DE ASSISTIR.
    MAS PRA MIM TÁ UM ABORRECIMENTO TER QUE TORCER PROS TREINOS DO GRÊMIO ENQUANTO NÃO TERMINA ESTA CHATISSE DESTA COPA.
    ALIÁS ACHO QUE PRA NÓS TERMINA MESMO É HOJE.

  • neivo luis thomas diz: 20 de junho de 2010

    QUE PESSOA INTELIGENTE A ZH TEM PARA COLOCAR SEUS COMENTÁRIOS NO JORNAL

  • Povo diz: 20 de junho de 2010

    Nós estamos cansados de tanto sofrimento por problemas do dia a dia que nossas emoções estão definhando. Uma pergunta: Se o Brasil for campeão o que isso vai melhora nossa vida? apenas uma ilusão momentanea.

  • ieda ferreira do canto diz: 20 de junho de 2010

    CONCORDO, CONTIGO,SANTANA, MEU GREMISMO É MUITO MAIOR, PARA A SELEÇÃO NÃO TORÇO CONTRA NEM A FAVOR, TANTO FAZ………

  • Ana diz: 20 de junho de 2010

    Tenho todo respeito pela tua opinião. Nem todo brasileiro precisa torcer pela seleção brasileira ou mesmo gostar de futebol, absolutamente. Assim como, nem toda criança que cresce em uma família gremista necessariamente precisa torcer pelo grêmio ou ainda gostar de futebol. Porém quem não gosta precisa manifestar logo em dia de jogo de copa do Brasil ???

  • dagmar pereira diz: 20 de junho de 2010

    Santana,
    confesso que compartilho do mesmo sentimento, mas confesso, também, que muitas vezes estendo esse sentimento ao meu time do coração, o Grêmio, quando vejo barbaridades sendo cometidas, senão pela direção, que contrata jogadores que não estão à altura do Clube, senão pelos jogadores, que ganham verdadeiras fortunas e nem sempre honram a camiseta que vestem.

  • Cicero diz: 20 de junho de 2010

    É triste ouvir isso de um grande colunista gaucho, pior ainda é ler que a causa é porque a seleção nunca tinha jogador gaucho convocado, isso para minha humilde opinião e uma grande besteira, pois torço pela SELEÇÃO CANARINHO não importa quem vista a camisa e o simbolo maximo de um Pais considerado do futebol, portanto senhor colunista, realmente não interresa se o Sr torce ou não para o Brasil, mas sempre lembrece, respeite esta hora que é o maximo do planeta, e fique somente torcendo pelo seu Grêmio. Evite comentario deste genero se não tem nada para comentar nesta coluna, fale das arvores ou florres.

  • Colorado da Praia diz: 20 de junho de 2010

    Essa opinião era igual quando o Felipão era treinador da seleção????

  • nivaldo m silva diz: 20 de junho de 2010

    Oi, Santana.concordo e acrescento:émuita ruindade jogando jogando junto…os caras n treinam chute à gol? é cada chutãopro alto…pra fora…pra tudo que é lado, à esmo…Todo jogador deveria passar por um teste de mira…Deveria chutar 500 bolas à golantes de ser convocado para a seleção..Assim eu n aguento…nem vcs…Abraço!

  • cairo dornelles diz: 20 de junho de 2010

    Parabens sr Paulo Santana, o sr escreveu tudo que eu sempre tive vontade de dizer. só torço para o colorado até a morte

    cairo dornelles

  • Tiago José Fernandes diz: 20 de junho de 2010

    Olá Sant’Ana! Duma certa forma,esta tua indiferença está atrelada ao fato de que hoje já tens diminuídos teus limites de tolerância para determinadas situações,senão todas.Esta do futebol é só uma demonstração,porque atual,daquilo que ao longo da nossa trajetória vamos eliminando,uma vez que temos coisas de muito mais importância para nos preocuparnos ou simplesmente nos ocuparmos.

  • C. V. Previati diz: 20 de junho de 2010

    Amigo Santana, vc não está sozinho. A nossa seleção é um amontoado de interesse
    que não muda nunca. Fazem o que bem entendem, mandam e desmandam. Veja
    a presidência que já pertenceu a João Havelange e hoje é do seu genro há mais
    de 25 anos. Rola muita grana, mas sempre para os mesmos. Quase todos os
    nossos jogadores são estrangeiros e estão muito distantes do nosso País. Ricos.
    E o nosso presidente, na sua sabedoria, envia um projeto para o congresso
    dando aposentadoria automática para todo o jogador que foi campeão, algo como
    R$ 4.000,00/mês mais uma indenização R$ 400.000,00. Isso tudo com
    o dinheiro da classe trabalhadora e empresas. Sou brasileiro, com muito orgulho e adoro
    este lindo Brasil, mas este País somos todos nós.

    Viva o Grêmio/RS/PR/Brasil.

    C.V. Previati
    Curitiba/PR

  • Luiz Dresch diz: 20 de junho de 2010

    Grande Paulo Santana,
    A paixão pelo SPORT CLUB INTERNACIONAL é unica!
    A seleção é somente comercio e politica!
    Bom mesmo é um GRE-NAL pelo gauchão!
    Um grande abraço e muita saúde!

  • CLEUSA MARTINI SIRENA diz: 20 de junho de 2010

    Santana,por isso q gosto de vc….vc é verdadeiro!!!!!!!Também,não torço
    p o Brasil!!!!!! P mim o GREMIO está sempre em primeiro lugar…..to nem aí p essa seleçao…..tem gente q quer me mandar embora do Brasil,mas nada a ver.AMO MEU BRASIL,mas não tenho obrigação de torcer p essa seleção!!!!!abraços tricolores!!!!!

  • Odiney diz: 20 de junho de 2010

    Parabens Santana, o que empobrece o Grêmio é a falta de respeito com os meninos de base
    enquanto empresta-se, ou vende-se promessas o Santas as usa e ganha titulo já no Grêmio
    há um interesse de contratar velhos quebrados veja o departamento médico e emprestar
    os novos( Mithyue, Colaço) se é para perder e passar vergonha vendo os zagueiro desprezar
    exemplo Rodrigo contra o São Paulo, prefiro ver o Grêmio lutar com os Jovens.
    Porque esta da diretoria, de emprestar os bons e ficar com os quebrados:
    Fabio Santos, Lucio, Joinson, etc.

  • pizatto diz: 20 de junho de 2010

    sei porque!

  • MICHEL CARVALHO diz: 20 de junho de 2010

    Fazer o quê né Santana…..nem todo mundo é perfeito, todo mundo tem suas deficiências ou sofrem pelo mal de alguma carência….

  • LUIZ ANDRÉ diz: 20 de junho de 2010

    Depois falam que os Paulistas é que são bairristas!!!

  • valter gomes diz: 20 de junho de 2010

    Valeu Santana, concordo contigo mas, devo falar que já torci pela seleçao qdo os jogadores poderiam ser vistos nos nossos estádios e não pela televisão como agora. Pënsando bem são todos ëstrangeiros¨¨. Toço mesmo pelo meu INTER, este sim, campeão de tudo e o vejo sempre.

  • Mila Tricolor diz: 20 de junho de 2010

    Parabéns S’antana mais uma vez pelo desabafo, que se estende à mim. Também não torço p seleção, e não tolero esse patriotismo sazonal que toma conta dos brasileiros em plena época eleitoral. Se o povo brasileiro concentrasse toda essa energia que usa para torcer, para uma causa importante de verdade para nossa nação, com certeza seriamos um país muito melhor. Mas os brasileiros só lembram que são brasileiros quando a seleção está em campo. Lamentável! Meu único amor é o Grêmio e sempre será.

  • Vinicius diz: 20 de junho de 2010

    Perfeito!!!

  • GAÚCHO GREMISTA diz: 20 de junho de 2010

    Se me permite, faço minhas as suas palavras.

    A indiferença, o desprezo, a antipatia são tão acentuados, que não dispenderia em prol da seleção o tempo que o nobre colunista dispendeu para escrever a presente crônica.

    Há motivos de sobra para isso. Veja o que aconteceu recentemente, o VICTOR foi preterido por gente bem menos do que ele!

    Como torcer pela seleção brasileira?!

    Chega, já perdi tempo demais.

  • José Corrêa diz: 20 de junho de 2010

    Santana, também sinto a mesma coisa, só que ao contrário de você meu amor é ao Colorado.Parabéns pelo texto.

  • Alan Barriquel diz: 20 de junho de 2010

    Santana, expôs tudo, cada palavra que sinto, e que muitos não entendem. É isso mesmo, talvez porque somos bairristas e defendemos o Rio Grande onde quer que seja. Tenho certeza que um grande número de gaúchos, tanto Gremistas, quanto colorados possuem o mesmo sentimento. Revelaste não apenas o teu segredo, mas de muitos gaúchos que assistem a Copa porque apreciam o futebol, nada mais.

  • michele ferraz diz: 20 de junho de 2010

    Concordo plenamente com vc. Acredito que essa nossa seleção além de não estar nem um pouco convidativa,está sem a mínima graça. Aliás,o Brasil esta sem graça nesta copa. Td bem que seja meu país lá,mas tem coisas q a gente não escolhe. simplesmente sente. E meu sentimento não é nem um pouco de torcedora da seleção. Acredito que o Brasil tem tantos outros motivos p parar em plena terça feira e nunca o fez. Tb sou torcedora, torço muito pelo colorado e vibro muitíssimo mais com um jogão do meu inter. Mas, se te serve de consolo,tenho um pai fanático pelo Grêmio(daqueles q chora e grita sem parar durante uma partida).chega a brigar com todos dentro de casa,por causa de um resultado ruim.
    parabens pelo texto,pela honestidade e pela coragem de admitir isso,pois qdo admito isso p as pessoas quase apanho. mas assim como vc,nao mudo minha opiniao por causa dos outros.ate que enfim alguem concorda comigo!
    bjo
    michele

  • FERNANDO diz: 20 de junho de 2010

    Também sou assim Santana, depois que o meu Colorado foi Campeão Mundial FIFA, e acabou campeão de TUDO, não tenho olhos para outros jogos que não senja os do meu Inter.

  • João diz: 20 de junho de 2010

    Santana,

    Sinto a mesma coisa.
    Embora não seja fanático por futebol, ou é o Grêmio ou não estou nem aí.
    Não é o Brasil jogando, é um time, uma mistura de jogadores que está lá mais para se exibir, ganhar dinheiro e conseguir bons contratos no exterior.
    Se algo lá me anima a torcer, é pelo Dunga, por ser gaúcho e ter tido a coragem de não convocar as estrelinhas, e pelo Kaká, que é um exemplo de cristão e de profissional.

  • César diz: 20 de junho de 2010

    Eu não só não torço pela Seleção, como torço CONTRA esses inúteis!!! Que se lasquem!
    Patotinha de Rio e São Paulo. E ainda xingam os gaúchos por conta desse anão Dunga! Vide
    o “doutor sócrates” falando mal dos gaúchos.

    E dá-lhe Grêmio! Parabéns pela lucidez. Pátria de chuteiras só se fosse uma
    seleção gaúcha e ainda assim, não sei não, pq teria jogadores do Inter.

    E que vença a Holanda, Argentina ou Itália!!!

    Abraço

  • SERGIO MULLER diz: 20 de junho de 2010

    Caro Paulo Santana
    Envio esta mensagem de Altamonte Springs-Florida-USA, onde resido. Toda manha, como de habito, antes de ir para o trabalho, leio tua coluna como se fosse um lenitivo para enfrentar o dia neste calor escaldante.
    Sou gremista e aqui tenho muitos amigos gauchos que tambem o sao.
    Concordo contigo em tudo sobre o sentimento de torcer pela selecao. Primeiro sempre o nosso imortal Gremio.
    So que acrescento um detalhe sobre o teu comentario. O Dunga e um sujeito por demais orgulhoso que jamais esqueceu os dribles humilhantes que o Ronaldinho lhe aplicou naquele Gre-Nal e certamente isto e um estopim aceso ate os dias de hoje. E ainda, talvez razao de seu anti-gremismo, nao convocou o Vitor, o que aumentou o absurdo de esquecer os dois craques.
    Aqui torcemos por qualquer selecao que jogue contra o Brasil, porque queremos, acima de tudo, desbancar um despota que se julga acima de qualquer critica.
    Nossa bandeira do Brasil continua na parede da sala de nossa casa e sempre amaremos este pais. So que detestamos qualquer tipo de ditadura, que, alias, parece ser o tipo de comando que se assemelha ao da selecao brasileira. Um contra todos numa atitude arriscada e imbecil nao e exatamente o desejam milhoes de brasileiros. Afinal, para nos brasileiros, nosso futebol sempre sera uma arte e nao uma retranca nazista.
    Um abraco saudoso de um brasileiro
    SERGIO MULLER
    ALTAMONTE SPRINGS-FL -USA

  • edson luis r paulo diz: 20 de junho de 2010

    È iso ai santana ótimo texto o nosso tricolor sempre vai ser mais impolgante que esta seleção que deixa de fora o melhor goleiro do pais por dois anos consecutivos e joga com o elano e deixa o ronaldinho gaucho de fora e até o proprio paulo henrique ganço.

  • Zé diz: 20 de junho de 2010

    Bem isto!
    O Sul é meu país,
    em todos sentidos vejo uma linha fronteiriça…
    o GRÊMIO a única paixão!
    hehehe….

  • Carlos Lago diz: 20 de junho de 2010

    Achoque isso não é segredo… rsrsrsr
    Concordo com vc… Penso da mesma forma…
    COLORADO sempre…
    E acima de tdo… RIO GRANDE DO SUL…
    Abraços…

  • Tânia Prestes diz: 20 de junho de 2010

    Prezado Paulo Sant’Ana,
    Não vejo a hora de reencontrar-me com o meu Querido Tricolor. Áh, esse, sim, me faz vibrar, seja forte, ou vulnerável, bravo, ou deficiente, raçudo, ou apático. O meu, o Nosso Grêmio e que está aqui, óh, bem no coração.

    Abçs.

  • Fahad diz: 20 de junho de 2010

    Sou gremista e tenho esse mesmo sentimento muitas vezes incompreendido por muitos. Assisto a Copa apenas por gostar de futebol… e realmente não consigo me empolgar ou comemorar um gol da Seleção Brasileira.. ótimo texto. Pra mim jogo do Brasil só serve para sentar com os amigos e beber algum chopp.. e me interessa muito mais a conversa que o jogo em si. Abraços.

  • Bruno Sares diz: 20 de junho de 2010

    sou obrigado a admitir, Santana, que também sinto essa indiferença em relação aos jogos da seleção brasileira.
    Sou teu fã, abraços!
    Há, só não gosto quando vc inventa de cantar no Jornal do Almoço. rsss

  • Mola diz: 20 de junho de 2010

    Velho amigo – e mestre -, concordo em gênero, número e gremismo…

  • Machiavel diz: 20 de junho de 2010

    Também sou indiferente aos resultados da seleção brasileira. Não vejo motivo para orgulho o Brasil ser um vencedor no futebol. O que mostra isso? Apenas mostra que jovens pobres, ignorantes, sem qualquer estudo, tiveram a oportunidade de ficarem ricos através do futebol. Na realidade não conheço nenhuma coisa que possa servir para o brasileiro mostrar algum orgulho. Nunca tivemos um Premio Nobel por exemplo. Isso sim, me agradaria. Ficaria muito orgulhoso em ver um brasileiro Nobel em Física, ou Medicina, ou… Mas não, nossa ignorância parece ser eterna. Temos uma massa enorme de ignorantes e um bando de políticos corruptos que nos governam e só. Orgulho de quê então? Do futebol? Ora…

  • Luis Fernando diz: 20 de junho de 2010

    Sant’ana, sou da mesma opinião da sua, e ainda complemento dizendo que não podemos torcer por duas nações, por isso digo, o PAMPA É O MEU PAÍS.

  • Luiz Carlos diz: 20 de junho de 2010

    Concordo com tudo o que foi escrito e tenho o mesmo pensamento e sentimento, só mudando de Grêmio para Inter.

  • Romeu Flores diz: 20 de junho de 2010

    É porque gremistas são argentinos.

  • luiz pereira diz: 20 de junho de 2010

    Parabens, Paulo, vc. expresa um sentimento de muitos gaúchos anonimos e mesmo em todo Brasil., Unica seleção que me entusiasmou e torci muito foi a de 70 , ali tinha 15 anos de idade, talves por isso, mas hoje ja não tenho esse entusiasmo, e pasmem ja me senti muitas vezes torcendo pela Argentina, talvez porque nosso futebol hoje serve a interesses financeiros da CBF, e nem sempre os melhores jogadores são convocados e sim quem tem os melhores empresários infelizmente. e nesta Copa o futebol ainda não apareceu, todos os jogos é a mesma coisa indiferente de quem jogue, muito pragmatismo.

  • Vinicius Buzatto diz: 20 de junho de 2010

    Eu partilho de um sentimento semelhante ao seu Paulo.
    Assisto a Copa do mundo como um admirador do Futebol, porém sempre levo uma fézinha a mais na Seleção brasileira. Me dá nojo o pessoal que prefere torcer pra Argentina ou qualquer outro país pra parecer “do contra” ou “separatista”. Que façam como você então, que não torçam pra ninguém, apenas admirem o futebol da Copa.
    Claro que ninguém, a não ser quem não assiste os campeonatos de futebol clubístico, vai torcer mais pra Seleção que para o seu time do coração. Ainda mais gremistas “chatos” como nós.

  • Bicho diz: 20 de junho de 2010

    Alô, Santana!

    Hj estava comentando exatamente isso, durante o almoço. E, nessa copa, há algo a mais: deixar o melhor goleiro dos dois últimos brasileiros de fora.

    Não há nada que supere o meu Gremismo! Sou brasileiro, mas, em matéria de futebol, minha pátria é o Grêmio.

    Saudações tricolores!
    Bicho.

  • Henrique diz: 20 de junho de 2010

    com certeza este é o sentimento de muitos gremistas, e outros gaúchos também

    seleção brasileira não tem identidade nenhuma, só samba, não tem torcida nem nada…

    Grêmio e basta.

  • ROSEMARI RODRIGUES diz: 20 de junho de 2010

    CONCORDO PLENAMENTE COM SUA ESPLANAÇÃO. E AINDA VOU DEIXAR A MINHA REVOLTA, POIS COMO NÓS GAUCHOS SOMOS DISCRIMINADOS, AS CRÍTICAS AO DUNGA SÃO SEM FUNDAMENTO, PORQUE CONFUNDE O MAL HUMOR COM SERIEDADE GAÚCHA, O QUE MAIS ME ORGULHA NÃO É VER SELEÇÃO BRASILEIRA JOGANDO MAS SIM VER UM TÉCNICO QUE NEM FELIPÃO LIDERANDO A SELEÇÃO, NÃO TORÇO PELA SELEÇÃO MAS PELO DUNGA GAUCHO SÉRIO QUE SE NÃO RENDE AOS PATROCINADORES.

  • VALDEICR diz: 20 de junho de 2010

    SEMPRE SECANDO O CAMPEAO DE TUDO O VERDADEIRO MORTAL SPORT CLUB INTERNACIOANL O VERDADEIRO.

  • Maria diz: 20 de junho de 2010

    Paulo Santana,

    Sobre o seu comentário a indiferença dominical, eu como uma gremista ferrenha … meu pai é Albino Furlan, conselheiro do Grêmio, nos bons tempos. O Sr. está completamente com razão. Não gosto da seleção. Gosto do Grêmio e VIVA O GRÊMIO SEMPRE!!!!!! Parabéns pela coluna!

  • Nair Angélica diz: 20 de junho de 2010

    Adoro você Paulo!!! Você tem a capacidade de traduzir o sentimento de muitos torcedores.
    É exatamente assim que me sinto.

  • HENRIQUE diz: 20 de junho de 2010

    ISSO NÃO EXCLUSIVIDADE SUA, ALIÁS OS GREMISTAS TEM DOIS TIMES, O GREMIO E A ARGENTINA DE MARADONA.

  • JOSÉ ANTONIO diz: 20 de junho de 2010

    É isso aí Santana, também sou assim, dá-lhe INTER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Edo Amaral diz: 20 de junho de 2010

    É sua cara já mostra tudo, que você é um sofredor!

  • AIRTON diz: 20 de junho de 2010

    Sinto a mesma coisa, não deixo de ficar com meus filhos, de trabalhar ou até de me divertir para assistir a jogos da seleção brasileira.

    Para mim seleção brasileira e nada é a mesma coisa.

  • Guilherme diz: 20 de junho de 2010

    FALOU TUDO…..
    NÃO CONSIGO TORCE PRA OUTRO TIME A NÃO SER MEU IMORTAL TRICOLOR
    PARABÉNS PELO BLOG

  • Salime diz: 20 de junho de 2010

    Infelizmente sinto a mesma coisa que você Sant’ana!
    Que saudade da seleção de 2002, a última que consegui realmente torcer.

  • cicilianno diz: 20 de junho de 2010

    tá na hora de VC pendurar as chuteiras……

  • Frederico diz: 20 de junho de 2010

    Tenho 31 anos e nunca torci para a seleção brasieira
    Só torço para o Grêmio
    mas, confesso, penso que torceria tb para a selação gaúcha se o RS fosse independente
    abraços gremistas
    Avante e aguante Uruguay

  • Susana André Motta diz: 20 de junho de 2010

    Apesar de muito COLORADA, tenho o mesmo sentimento que tu pela seleção brasileira. Parbéns pelo texto, acho que este sentimento é coisa de gaúcho bairrista e revanchista, mas somos assim! Dá-lhe INTER!!!
    Abraço.

  • Victor Debus diz: 20 de junho de 2010

    Santana, apesar de eu ser colorado, sempre leio sua coluna, admiro seu fanatismo!
    Concordo em partes: quando diz que a paixao do clube fascina mais que da seleção concordo, pois nossos clubes nos da alegria e tristeza, dia a dia, com titulos, derrotas, contratações de atletas efim, dou meu sangue pelo colorado, ja derramei lagrima por ele de ódio e de alegria…
    Mas confesso que quando o Brasil joga eliminatorias ou qualquer copa, nunca fico tao empolgado como a copa do mundo, é a unica competição que 190 milhoes de pessoas param para adimirar 11 atletas em campo… nações de todas as partes do mundo ficam parados torcendo e admirando atletas mais famosos do futebol mundial…
    Gosto de futebol, fico muito bravo quando jogadores que tem futebol no pé nao vao a copa, como ronaldinho gaucho, riquelme, cabañas, ferdnando, Seedorf, Totti, Owen etc…
    Mas Mundial é Mundial….
    Brasil é Brasil…
    Meu Inter é meu Inter…
    respeito sua opniao mas esta é a minha…
    grande abraço!

  • Rafa Machado diz: 20 de junho de 2010

    Prezado Sant´Ana:
    Compreendo teu desabafo. Não vivi o tempo que relataste, mas invejo aqueles que presenciaram o “amor à camiseta”. Ainda torço pela seleção e me emociono ao ouvir o hino nacional. Entretanto, infelizmente futebol hoje é indústria e comércio. Isso se estende à seleção brasileira. Jogam aqueles “craques” que o patrocinador escala. Sou gremista, mas acima de tudo gaúcho, e gostaria de ver o Nilmar jogando na seleção. Tem espaço de sobra. Abraço.

  • Rafael Neves diz: 20 de junho de 2010

    Sant’Ana, eu me interessei sim por seu texto, e partilho também do mesmo entusiasmo que tu por torcer pela Seleção, ou seja, nenhum.

    Mas meu desprezo por torcer para está seleção, não seria de sempre, a diferença é que não torço para está seleção, da copa de 2010, porque não me identifico com esta seleção, que na minha opinião não é brasileira, é a “seleção do Dunga”.

    Há pelo menos 5 Copas eu sempre me preparava para torcer pelo “Brasil”, aguardava ansiosamente o intervalo de 5 dias entre um jogo e outro para ver o jogo brasileiro, sempre na expectativa de uma mágica dentro de campo, que raramente é executada por um jogador que não seja brasileiro.

    Mas depois do mês de março, mês do último amistoso do Brasil, quando Dunga não convocou Ronaldinho Gaúcho, que a época jogava muito no time do Milan, ali percebi que a Seleção não seria brasileira, não seria do povo, não seria a canarinho, seria apenas “do Dunga”. Naquela época, já sabia que não torceria pelo Brasil.

    O fato de colocarem uma camiseta amarela, não lhes dá o direito de me representarem, seria a mesma coisa que 11 Argentinos jogarem com a camisa da seleção brasileira, torceriam para este time?

    Quando o futebol “brasileiro” é assassinado, quando 80% de uma nação é contrariada em relação a uma convocação, é porque alguma coisa está errada.

    Então me reservo ao direito, também, de não torcer por está seleção do Dunga.

  • Marcus Luchese diz: 20 de junho de 2010

    Se não se importa tanto assim com a Seleção, pq fizeste uma coluna chamando o Dunga de analfabeto e criticando os jogadores convocados e deixados de fora da lista?

  • colorado fpolis diz: 21 de junho de 2010

    O Santana ,tento torce pela seleção ,mas não consigo,não é o mesmo intusiasmo de ver o Inter, ja ganhou cinco vezes ,não tem mais graça, gostaria de ver a Argentina ou o Uruguai ser tri, seria bom para america do sul , lindo mesmo vai ser o Inter bi da américa e do mundo dai o Grêmio acaba de vez, hehehehehe ,parabéns Santana ,apesar de vc ser gremista sempre gostei de seus comentários, esse vc expressou o sentimento de muitos brasileiros.

  • George diz: 21 de junho de 2010

    Eu entendo, mas duvido que o sentimento da maioria dos comentaristas e do próprio Sant’Ana seria o mesmo se a seleção fosse GAÚCHA.

    Seriam todos fanáticos (ou a maioria, ao menos). Na verdade é que não nos sentimos representados pela seleção brasileira. Talvez a extensão continental do Brasil explique isto.

  • Claudiopoa diz: 21 de junho de 2010

    Cada um, cada um! Exceto se ela jogar contra o GRÊMIO ou uma seleção Gaúcha, sempre vou torcer pela Seleção.

  • AMARAL diz: 21 de junho de 2010

    Concordo plenamente com voce, com uma única diferença, sou colorado, a seleção não me diz absolutamente nada. porque é exclusividade de paulistas e cariocas, quero que a seleção tenha sucesso exclusivamente pelo Dunga, SÓ . Santana, quando vai ser o próximo GRENAL? isto é futebol para nós gaúchos, como se duas nações de degladiassem,amor,ódio,alegria,tristeza,choro. Uma pergunta: você ja viu casal se separar pela seleção? NUNCA, GRENAL faz isto. um grande abraço

  • Tiago Lowell diz: 21 de junho de 2010

    As vezes eu fico meio constrangido de ser gaucho, esse comentario do Santana eh um absurdo, ele mistura paixao clubistica com questoes politicas, segundo esse raciocinio Santa Catarina nao pode torcer p/ Brasil pois nao tem catarinense na selecao. Mas pior do que o Santana eh a quantidade de “concordinos” que ai sim , misturam separatismo, sentimento de superioridade, etc…
    Lamentavel, …. Selecao eh uma festa do povo, nao politizem uma coisa que eh popular, que todo mundo gosta independente de classe social, eh o unico momento que consegue unir “quase” toda uma nacao, nao estraguem isso com questoes menores.

  • Renato Amarantes diz: 21 de junho de 2010

    É aceitável não torcer pelo Brasil. Mas o que não dá pra aguentar são os gaúchos que torcem para a Argentina ou o Uruguai. Isso sim, é inaceitável.

  • Pedro diz: 21 de junho de 2010

    Concordo Santana. Sou mais Inter q qq seleção. Mas se o time da rua/bairro um dia jogar contra o Inter, para quem acha que vou torcer? Para meus amigos é claro. abçs…

  • Luis Gustavo diz: 21 de junho de 2010

    Concordo com o Tiago Lowell!!
    Acho que em vez de ser do contra, poderíamos deixar de lado um pouco o nosso bairrismo de 4 em 4 anos!!!
    O bom de ser gaúcho é ser brasileiro e vice-versa!!
    Abraço gremista e brasileiro!!!

  • Dinaldo J.Morsch diz: 21 de junho de 2010

    Concordo contigo Santana. Assisto os jogos da seleção, porque gosto de futebol.Se os
    jogadores convocados jogassem em clubes brasileiros,com certeza seria muito diferente.
    Assim parecem “estrangeiros”.Na copa de 2006, eu estava na Itália durante a copa,
    inclusive fui a Munique na estréia do Brasil contra a Austrália.Assisti jogos da Itália pela
    televisão, em Veneza,Napoles,Milão e a final em Piazenza, é impressionante o amor que
    os italianos tem pela seleção deles.(Deve ser porque jogador que joga em outro país
    não é convocado)Repare que Luca Toni, o melhor centroavante italiano não está na
    seleção,porque está jogando no Bayer de Munique.Prefiro muito mais ver o meu Guarani
    de Venâncio Aires que a nossa seleção.Parabens pela coluna.

  • Antonio diz: 21 de junho de 2010

    Santana, eu também torço somente para o nosso Grêmio e mais…torço contra esta seleção, que pensem o que quiserem de mim, mas esta é a verdade.

    Abraço

  • Tiago diz: 21 de junho de 2010

    SantAnna, tu é um gênio…penso o mesmo que você!!!
    Dou maior importância a meu time de futebol (Grêmio) do que a Seleção!!!
    Excelente texto!

  • ROGERIO diz: 22 de junho de 2010

    EU TAMBÉM SANTANA. eU TAMBÉM….NADA SINTO PELA SELEÇÃO. AQUILO É UM JOGO DE GRANA E INTERESSE APENAS. O POVO ENGOLE TUDO. PARABÉNS POR DAR VOZ A MINHA RELAÇÃO COM O FUTEBOL DA COPA !

  • Ismael diz: 22 de junho de 2010

    Somos dois Sant’ana! Aliás somos vários (pelos comentários que vi aqui). Torço muito pelo Internacional. Apaixonadamente, inclusive como muitos sou até meio chato, como vários Colorados e gremistas (risos). Não sinto nada pela seleção. Inclusive, não assisti ao primeiro tempo do jogo, pois no caminho encontrei um amigo que está de mudança para São Paulo. Parei o carro, conversei bastante sem preocupação, e só não fiquei mais, pois minha namorada iria me tirar o fígado se me atrasasse mais (risos).
    Bom saber que não sou o único com isto.
    Abraço a todos!

  • Toledo diz: 22 de junho de 2010

    concordo com quase tudo, so tenho uma coisa a acrescentar:

    rio grande, o meu país, que teima em ser brasileiro!

    somos gauchos e nao brasileiros!! e toquemo a griiiitooo aiiiiiiiii ai ai ai!!!

  • Alex diz: 22 de junho de 2010

    Perfeito, Grêmio acima de tudo. Jogo da seleção pra mim é motivo para tomar uma gelada com os amigos, sei lá, fazer alguma coisa diferente, um motivo para reunir a galera ou pra ver em casa sozinho, sem nenhuma pretensão, falando nisso, MAS QUE SAUDADE DO TRICOLOR!!

  • Diego diz: 22 de junho de 2010

    bah…. até que enfim… alguem que pensa que nem eu…mas pelo contrario eu torço contra.. heheheh

    haaa eu na verdade torço pelo Uruguay…

    vamo tricolor

  • Otavio Campos diz: 22 de junho de 2010

    Perfeito !!.

    E se tudo der certo………O Uruguay vai ser Campeão.

    Valeu Pablo.

  • Ismael diz: 22 de junho de 2010

    Concordo em gênero, número e grau! Eu enxergo a seleção brasileira apenas como um grande negócio para a CBF! Desde a seleção de 94 não me empolgo mais pela seleção. Assisto a muitos jogos da copa por que sou aficionado por futebol… mas sinceramente estou torcendo para que vença o melhor! Se for a seleção brasileira, ótimo. Apenas isto.

  • Leandro Nunes Sieburger diz: 22 de junho de 2010

    Concordo plenamente, e, pela quantidade de comentários concordantes, vejo que isso é mais ou menos um sentimento compartilhado pela maioria dos gaúchos: os gremistas.

  • afranio lucas (gremista) diz: 22 de junho de 2010

    Pela primeira vez em 22 anos e cinco copas que não consigo torcer pela SELEÇÂO BRASILEIRA ou melhor essa SELEÇÂO É A DOS AMIGOS DO DUNGA e não Brasileira, por que ja faz 4 anos que não vejo a SELEÇÂO BRASILEIRA em campo.

    Prefiro nessa copa que qualquer outra das 31 seleções ganhe menos essa SELEÇÃO do Dunga até a ARGENTINA eu esto torcendo para ela ganhar a Copa.

    Abraço…

  • Thiago SM diz: 22 de junho de 2010

    Graças a Deus achei outras pessoas que compartilham comigo o mesmo sentimento.
    Parabéns Paulo Santana pelo belíssimo texto.

  • Vinícius Mendonça diz: 22 de junho de 2010

    Fecho contigo Sant’Ana, tenho o mesmo sentimento q tu dissestes!

  • Rodrigo Torres Elizalde diz: 22 de junho de 2010

    Colorado da Praia diz:
    20 de junho de 2010 às 10:55 am

    Essa opinião era igual quando o Felipão era treinador da seleção????

    CLARO QUE NÃO!! TORCIA PARA QUE O GREMISTA FELIPÃO GANHASSE!!

    QUE PERGUNTA IDIOTA

  • ADRIANO GREMISTA diz: 22 de junho de 2010

    PERFEITO SANTANA ! Assim como existem pessoas que só acompanham futebol a cada 4 anos, torcendo pela “seleção” (que já deixou de ser “seleção” há muito tempo, quando eram convocados realmente os “melhores”) eu, que acompanho o Grêmio SEMPRE, pelo contrário, me desligo e não tenho sentimento algum. Até gosto de assistir os outros jogos da Copa, mas não consigo torcer, não sinto nada quando vejo aquele time vestindo a tão idolatrada “camisa canarinho”. Minha “seleção” veste AZUL, PRETO E BRANCO, minha paixão é o Grêmio e tão somente ELE. Essa minha indiferença também já se tornou raiva, quando a “seleção” nos tirou Paulo Nunes e Victor, respectivamente nas semifinais das Copas Libertadores de 1997 e 2009, para ficarem no banco assistindo os craques do Brasil jogarem. E o fato de não torcer não se deve ao ignorante e arrogante do Dunga, pois em 2002 com Felipão no comando também não torci. Acho um saco essa overdose de “seleção”, me irrita tanta bajulação, idolatria, propagandas com jogadores na tv, transmissão até de treinos, etc… Fora o povo, que só lembra de se vestir de verde amarelo e se enrolar na bandeira do paísa cada 4 anos… grande ilusão…

  • Ivan diz: 22 de junho de 2010

    Somos vários, somos uma nação. Querendo ou não a história criou uma separação natural, cultural entre Sul e demais estados. O hino do Brasil não nos arrepia, não nos dá aquele frio na espinha como o Hino Rio Grandense. Isso não é ser anti brasileiro, não é ser contra o Brasil. Somos Gaúchos, uma antiga mas ainda presente nação. Nós Gremistas, diga-se de passagem, somos tão Imortais quanto nossa velha República. Os torcedores da dupla GRENAL e dos demais times do estado sentem por seus clubes um amor e compromisso infinitamente superior ao que sentem pela Seleção Brasileira.

  • Guilherme Moreira diz: 22 de junho de 2010

    Paulo SantAna, foste perfeito como de praxe.

    Não acrescento ou retiro uma palavra!

    Parabéns e grande abraço!!!

  • ricardo diz: 22 de junho de 2010

    Incrível como expresaste bem esse sentimento que perdura na essência de muitos Gaúchos. Sou gremista, e apenas para o Gremio que torço, diferentemente de ti, ainda seco algumas seleções, torcendo um pouco para os “fracos e oprimidos” levarem alegria a alguns povos que tanto carecem deste sentimento. Mas tambem não nego uma simpatia fortissima com a camisa celeste uruguaia.

    Ótimo texto, sumariza um sentimento que é mais comum do que tu pensas. Abraço

  • William diz: 23 de junho de 2010

    Mais voce e uma pequena parte das pessoas que odeiam a selecao por esse motivo, a maioria simplesmente odeia porque sao sim ANTI PATRIOTAS, destestam o Brasil e amam a Argentina e Uruguai com todas as forcas, exemplo disso e as maiores torcidas organizas de cada clube, Geral do Gremio e Popular com suas bandeiras do uruguai e camisas da argentina.

  • Erick diz: 23 de junho de 2010

    Falou tudo!
    Sou do mesmo jeito que está descrito ai.
    Vejo jogos do Brasil so por ver, pq adoro acompanhar todos os jogos..
    mas quando sai um gol do Brasil, não me passa nada, continuo normal, já em questão
    ao Grêmio gol alegria, alegria, derrota acaba com meu dia.. meus pais fanaticos pelo
    Brasil, não gostam que eu não torço junto com eles, mas eu sempre disse e assino em
    baixo, minha seleção é o Grêmio Fottball Porto Alegrense.

  • ALison diz: 23 de junho de 2010

    isso mesmo Paulo, concordo plenamente com vc, eu tambm nao consigo torcer pela seleçao brasileira, ja tentei torçer, mas nao consigo, a unica vez que consegui foi quando ela foi comandada pelo grande Felipão e pelo genio Ronaldinho Gaúcho, duas grandes pessoas que sairam da azenha para o mundo, hj se vejo um jogo de copa do mundo, sou mais argentina, uruguai, nao sei se é pelas cores que se identificam com o nosso imortal, ou se pelo futebol de raça que eles apresentam, tambm identificado pelo tricolor..
    afinal gremismo é um sentimento que nao tem como explicar, e torçer só para um.. só para o GRÊMIOOO

  • Casius Santos diz: 23 de junho de 2010

    PERFEITO MESTRE PABLO!
    Penso a mesma coisa. Em se tratando de futebol, basta saber que o Grêmio existe e torcer por ele.
    Na Copa do Mundo assisto todos os jogos que posso, inclusive do Brasil, torço apenas para que seja bom o jogo que estou vendo, e que acabe logo pra termos semanalmente jogos do Grêmio.

  • carlos magno diz: 23 de junho de 2010

    Não é a toa que já quiseram se separar do país …
    Sei lá parece estranho este sentimento de vcs, tudo bem não torcer pra essa seleção por ser uma seleção meio tosca até entendo, mas não torcer nunca pelo Brasil pq só torce pro grêmio soa no mínimo esquisito.
    Mas cada um na sua convicção não é?
    T+.

  • Silvio Fontoura diz: 23 de junho de 2010

    Caro Paulo Santana: to contigo! Sou Gremista e resido no Rio de Janeiro há muitos anos; sou Gremista dos bons tempos em que comia arroz à Carreteiro com Hugo de Leon, Wilson Tadei,
    posteriormente com Uchoa e outros(tive um funcionário na empresa que trabalhei aí no Sul,que
    era irmão do Uchoa e foi ele que me introduziu nos bastidores daquele elenco).Um forte abraço
    e continue sempre autêntico como você, diferentemente de boa parte da imprensa Gaúcha.

  • Dale diz: 23 de junho de 2010

    Olha, não torcer pela seleção é um direito que te faculta, apesar de estranhar esta indiferença. Aliás, duvido que a maioria das pessoas acima que concordaram contigo não parem em frente a televisão para assistir os jogos da seleção. Agora, afirmar simpatia pela seleção da Argentina, como tu afirmou no programa do Macedo, aí é dose. E pelo que observo, a grande maioria dos gremistas pensa assim, e mesmo que apanhem, apanhem e apanhem dos argentinos (vide Independiente e Boca), mesmo assim continuam a venerá-los, endeusando-os, mesmo que sejam tratados como puxa-sacos e com indiferença pelos “hermanos”.

  • Bolívar diz: 23 de junho de 2010

    Eu assisto a copa do mundo quase do mesmo jeito… não me importa o Brasil… mas eu acabo torcendo pra seleção que me agrada mais… em 2002 o Brasil tinha um baita time, e eu torcia pro Brasil, gostei de vê-lo campeão… o que não aconteceu nas outras duas copas… esse ano torço pra Argentina… acho que eles merecem… a Holanda tbm.

  • Jonathan de Araujo diz: 23 de junho de 2010

    Sim, você e mais vários gaúchos doentes, que consideram-se mais argentinos ou uruguaios que brasileiros. usam o futebol que, como diria milton neves, a mais importante das coisas menos importantes, para inventar atritos relacionados a patria.

  • Luis Eduardo Bomm diz: 23 de junho de 2010

    Parabéns Santana, concordo com tudo o que tu dissestes, mas eu tenho uma pequena diferença, eu sou gaúcho, e sou tão gremista que nao sei porque eu seco o Brasil, eu torço muito pelo URUGUAI, muito pela ARGENTINA e obrasil pra mim é o inter.

  • JB Costa diz: 23 de junho de 2010

    Senhor Paulo,
    Leio seu blog rotineiramente. Fiquei, digamos, chocado quando da indiferença revelada quando à nossa seleção.
    Mas, ao continuar a ler seu belo texto, fluiu-me as lágrimas quando você declarou que mercê disso ama o seu país e conhece todos os seus hinos.
    Primeiro a honestidade; a seguir o civismo. Que coisa linda!
    São duas coisas inteiramente distintas: a paixão futebolística, eivada de irracionalismos e bem local, e o amor à pátria, algo bem mais profundo e que diz respeito a honra.
    Não canso de enaltecer o regionalismo, o amor às tradiçoes; enfim, o sentido de dar primazia ao local, dos gaúchos. Postura tão incompreendida pelo resto do país.
    Entretanto, pela honra, pelos compromissos históricos, pelo compartilhamento de certos valores comuns, e, por fim, por razões institucionais, os gaúchos são brasileiros tanto quanto dos demais da Federação.
    Não são excludentes o amor pela torrão natal e por esse mesmo torrão ampliado em Nação.
    Nada tenho contra qualquer regionalismo. Porque também sou regionalista.
    Entretanto não aceito a abjuração da pátria. Nunca!
    Parabéns pelo belo texto.

  • Gilnei Filho diz: 23 de junho de 2010

    Pablo,
    faço das tuas palavras as minhas!
    um Abraço!
    Inter Bi-Campeão da América!!!!!

  • Moisés Simões diz: 23 de junho de 2010

    Perfeito Pablo, a última vez que torci pela seleção foi em 2002, no entanto não lembro de ter gritado gol, era um apoio enrustido pelo Felipão, nosso comandante do bi na Libertadores.

  • JB Costa diz: 23 de junho de 2010

    Torcer pelo Inter e pelo Grêmio? Ótimo!
    Não torcer pela seleção? Aceitável. Ninguém é obrigado a torcer por nada ou por ninguém. Conheço muita gente de outras regiões que são indiferentes ao oba oba da copa.
    Agora, torcer pela Argentina e Uruguai? Mil vezes nããããããããããõoooooooooooooooooo!!!!!!!

  • Marcos Holdefer diz: 23 de junho de 2010

    Concordo…
    Acredito que a grande maioria das pessoas que ficam eufóricas com a seleçao sao aquelas que nao acompanham o futebol tao aciduamente, é o que percebo ao analizar as pessoas ao meu redor. Acredito que se houvessem mais jogadores dos clubes brasileiros na selecao a situaçao poderia ser diferente.

  • Álvaro diz: 23 de junho de 2010

    Sempre tive algumas discordâncias em relação a alguns pontos de vistas teus, mas este teu texto simplesmente matou a pau.

    Na real, torço por outra seleção, mas isso aconteceu porque comecei a gostar de futebol no inicio da minha adolescência e tb ao ver essa mesma seleção jogar e a mesma me entusiasmou, ao contrário da seleção brasileira que nem sequer me empolgou….20 anos se passaram e sigo a mesma idéia.

    Conheço grande parte do Brasil e nestes cinco anos fora do estado, percebo uma grande antipatia de muitos outros brasileiros para com os gaúchos, com comentários imbecis e até conceitos a nosso respeito muito idiotas, típicas de gente alienada e que se baseia somente na mídia. Além disso, esse patriotismo sazonal é algo que me enoja….se essa gente que canta “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor” fosse realmente patriota, botaria para quebrar em cima desses políticos e desses funcionários públicos q nos tratam que nem cachorro e q ambos recebem seus salários dourados graças aos impostos q pagamos.

  • Anderson diz: 23 de junho de 2010

    Olá Santana. Concordo com você. E vou mais além: se existisse um campeonato que reunisse seleções de cada estado, como eu iria adorar bater nos paulistas e cariocas e ao final cantar bem alto o Hino Riograndense.

  • Márcio Pereira Prates diz: 23 de junho de 2010

    Paulo santana,você como sempre um homem realista doa a quem doer!sou seu fam desde que comecei a te assistir na rbs você tem uma paixão e por ela é capaz de dar a vida,penso que sou parcialmente igual a você morro pelo meu Grêmio não tenho a camisa do meu grêmio,pois sou um tosedor apaisana!homem que é homem só tem uma palavra penso que a paixão por um clube é uma só e não duas! eu torso é pelo Grêmio e só pelo Grêmio torcerei um abraço meu velho meus parabéns pela sua coragen que poucas pessoas teriam vlw

  • Cristiano diz: 23 de junho de 2010

    República Riograndense é para sempre!!!

    Analise a sua bandeira e coloque-a acima de todas…pois nela está escrito:

    REPÚBLICA RIOGRANDENSE: LIBERDADE – IGUALDADE – HUMANIDADE…

    PAREM EM FRENTE DA BANDEIRA ANALISEM ELA, JÁ FOI UM PAÍS E ISSO NUNCA MORRERÁ PRA MIM…SINTA ORGULHO DELA!!!

    SOMOS ASSIM ORGULHOSOS, PATRIOTAS E EM NADA ME INTERESSA A CBF – AO CONTRÁRIO EU SECO!!!

    DALE URUGAI E ARGENTINA

  • Cesar Schafer diz: 23 de junho de 2010

    Tambem concordo com a diferença de que não gosto de futebol, nunca soube jogar nem ver futebol, só torço pelo grêmio quando o gremio ganha e pela seleção brasileira quando a argentina perde…

  • JOAO CARLOS diz: 23 de junho de 2010

    PARABENS …SANTANA …CONCORDO CONTIGO EM NUMERO GENERO EGRAU

    FAÇO DE TUAS PALAVRAS A DA MINHA FAMILIA …..GAUCHA..SOMOS PAMPEANOS

    PARABENS

  • Fábio Mayer diz: 23 de junho de 2010

    Que belo texto!

    Eu torço pela seleção, mas não é o mesmo sentimento de torcer pelo meu Coritiba.

    O Coxa encarna uma paixão, uma parte importante da história da minha vida. Dói no peito cada gol que ele leva, dá vontade de pular e berrar a cada gol que ele faz. Quando o Coritiba joga, é como se eu mesmo estou em campo.

    Com a seleção, não é assim.

    A seleção me dá apenas uma satisfação tímida, não me traz lembranças de dor e êxtase…

  • Artur diz: 24 de junho de 2010

    Paulo é isso ai, concordo assim como a maioria dos gaudérios, tu como sempre fazendo nossas as tuas palavras, vamo grêmio!!!

  • Rafael Maringá diz: 24 de junho de 2010

    Caro Paulo Santana,

    Sou apaixonado pelo Grêmio…Não há, em meu coração, espaço para outro clube, brasão ou bandeira. Não entendo a euforia alheia…A proposito, nesta Copa admiro o selecionado do Uruguai…

    Um grande abraco!

  • William diz: 24 de junho de 2010

    Sinto a mesma coisa!

    Olho pq é jogo de copa do mundo, gosto de Futebol, mas nao me faz levantar da cadeira pra comemorar o gol…

  • Joatan diz: 24 de junho de 2010

    Faço das tuas palavras as minhas!
    texto irreparável! e memorável!

    abrassss

  • Gibran diz: 24 de junho de 2010

    eu te amo paulo santana.. tu sabe de tudo sobre tubo… e ainda mais sobre futebol… tu eh um cara completamente coerente… Vamos ver se assim postarão meu comentario!!

  • erivan dos santos diz: 25 de junho de 2010

    dai santana quer dizer que vce nao e nem um pouco diferente de outros colunistas so coloca o q e de teu interesse nao pode escrever nada que vce ache ofensivo tem que tem encher de elogios para mim vce nao passa de um gremista recalcado e pronto

  • Cesar diz: 25 de junho de 2010

    Perfeito Santana…..PERFEITO!!!! Tu e tua autenticidade; expressou um sentimento com o coração…o que uma grande maioria de demagogos normalmente não tem coragem!!!! abçs IMORTAL

  • Douglas diz: 25 de junho de 2010

    Caro Santana.
    Lendo seu texto, tivea sensação de que estava lendo algo que eu mesmo havia escrito.
    Compartilho contigo todos os mesmos sentimentos em relação ao futebol, inclusive do nosso grande e amado Grêmio.
    Grande abraço tricolor!

  • antonio diz: 25 de junho de 2010

    Caro Paulo Santana!!!!!!
    Estou com 26 anos e nessa caminhada acompanhei muitas das suas juras de amor pelo nosso eterno Grêmio e todas as que eu vi na TV me deixaram emocionado. Infelizmente a nossa seleção é apenas uma vitrine para que seus patrocinadores deixem expostos os seus garotos propaganda. A minha eterna paixão é o nosso Grêmio que me deu muitas e muitas alegrias, mas também me deixou triste em algumas ocasiões, mas isso é o amor.

  • Colonel Kurtz diz: 25 de junho de 2010

    Parabéns, ó Sant’anna, tuas linhas são linhas crivadas pela caneta da estirpe de um artífice, artífice-jornalista dos quais poucos temos o privilégio de ainda ler nos dias de hoje. Tua matéria é uma obra de arte.

    Esses dias publicaram uma matéria, aqui mesmo, no ClicRBS, intitulada “Resolvido o problema da lateral esquerda”, ou algo assim. Vibrei, logo de cara, pensando se tratar de uma matéria sobre meu time do coração, que numa semi-final de Copa do Brasil, não tinha jogador para escalar na lateral. Quem teriam contratado, logo imaginei, olhos copiosos em lagrimas e coração pejado de esperança.

    Lamentei: a matéria era sobre a seleção brasileira.

  • Pedro Araujo diz: 25 de junho de 2010

    ótimo texto,demontra o sentimento,acredito de 90% da torcida tricolor.
    Parabens.

    “Eu sempre achei uma lástima o Grêmio não disputar a Copa do Mundo.”

    mais um fraze de Sant’Ana para entrar para a história

  • Maurício Todeschini diz: 1 de julho de 2010

    Eu sinto a mesmíssima coisa, tanto em relação aos jogos da seleção brasileira, quanto do Grêmio.

    Pior, às vezes acho que até é bom perder quando a convocação foi mal feita para depois os próximos técnicos não fazerem tudo errado de novo, e dar certo.

    O Grêmio está fazendo tudo errado deixando o SILAS com carta branca para promover os jogadores de seu empresário e do Avaí: EDÍLSON, OZÉIA, FERDINANDO, e esperemos o UENDEL. Todos péssimos, mas titulares de MÁRIO FERNANDES, dos demais zagueiros, e FERDINANDO titular, pasmem, de ADÍLSON, WILLIAN MAGRÃO e de FÁBIO ROCKEMBACK, até ele se machucar.

    Só que quando é o Grêmio, por mais que o técnico, e quem sabe a direção, possam esta com alguma malícia para atender seus interesses – o SILAS não tem outra explicação, exceto se ele emburreceu futebolisticamente, o que não acredito -, eu não consigo torcer contra.

    Quem sabe neste Brasileiro aconteça como o Inter, que fez tudo errado com o JORGE FOSSATTI e sobreviveu às semifinais da Libertadores, quando agora toma o rumo certo trazendo RENAN, TINGA e RAFAEL SÓBIS de volta.

  • Guilherme D. diz: 13 de agosto de 2010

    Que absurdo!

    Eu acho isso simplesmente um radicalismo por parte do Sant’Ana…

    Tudo bem não ter o mesmo entusiasmo que tem pelo Grêmio, mas sentir indiferença quando o Brasil perde uma Copa do Mundo, eu acho inadmissível.

    Guilherme.

Envie seu Comentário