Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A saga dos geminianos

09 de outubro de 2011 11

Texto publicado em 30/09/2007.

Sou geminiano. E nós, geminianos, somos seres muito especiais. Orgulhamo-nos de que são ou foram geminianos Chico Buarque de Holanda, Garcia Lorca, Fernando Pessoa – o mais geminiano de todos os geminianos, usou uma dúzia de heterônimos –, Marilyn Monroe, Paul McCartney, Jean-Paul Sartre, John Kennedy, Machado de Assis, Che Guevara, Bob Dylan, Miles Davis. Um time de respeito.

Uma característica básica dos geminianos é que nascemos para sermos reféns. As pessoas nos amam, mas agem conosco como se nos odiassem. Da mesma forma, nós começamos amando e logo em seguida ficamos definitivamente aprisionados a tudo e todos que odiamos. Os geminianos se deixam escravizar com extrema facilidade. Porque nós disputamos com os ingênuos a supremacia da bondade e com isso nos tornamos presas fáceis logo após a aproximação.

Os geminianos não gostam de ficar em casa à noite, mas logo em seguida aparece alguém em suas vidas, escalado para obrigá-los a não sair para a rua. Os geminianos detestam qualquer compromisso e por isso nutrem medo pânico por formar família. Esse receio parece que os atrai terminantemente para o meio familiar, nunca mais se livrando dos tentáculos da afetividade, restando pregados para sempre às cruzes do sentimentalismo.

Forçoso é reconhecer que os geminianos são dados a trair, faz parte da sua herança genética a pluralidade amorosa. Seus corações têm catedrais imensas, onde abrigam todos que se magnetizam com sua larga capacidade afetiva. Por outro lado, o inverso, os geminianos possuem uma invulnerabilidade para a traição. Ninguém tem coragem de ser infiel a eles, tão imensa é a sua capacidade de conquistar para sempre a quem por eles é tocado. Mas essa fidelidade tributa o geminiano com pesados impostos de submissão, tão terríveis que talvez tivesse sido melhor para ele ter sido atingido pela traição, desde que isso significasse o que mais almeja o geminiano, a liberdade, benesse obviamente inatingível para ele.

São assim os geminianos, suas atribulações são devidas a que eles não sabem ser competentes para traduzir em gestos, ações e palavras o quanto se atiram a abnegados esforços de amor e amizade, o que inspira fatalmente os outros à desconfiança. Não é permitido aos geminianos serem felizes. Haverá sempre dedos acusadores a apontar para eles, o que lhes causa um desespero aterrador em face da consciência clara de que na maioria das vezes estão sendo injustiçados. Na verdade, a missão dos geminianos na Terra não é serem felizes, é fazer os outros felizes, embora estes assim nunca se considerem.

Comentários (11)

  • jorge rocha diz: 9 de outubro de 2011

    Paulo santana,me sinto totalmente igual a esta tua cronica,infelizmente ou felizmente somos assim,06/06/60.rio pardo rs.

  • leonardo diz: 9 de outubro de 2011

    muito bom eu sou geminiano

  • marques diz: 9 de outubro de 2011

    Sou Geminiano, nasci 03061970, fui cassado por 12 anos com outra geminiana ao qual nasceu em 03061968, ela acabou indo embora, pois fiquei doente e desempregado ,com sindrome do panico, um ano e 3 meses depois conheci uma moça num chat. ela do signo de virgem 12 anos mais jovem do que eu, com apenas poucas semans de relacionamento cometi o pior ero que um geminiano poderia fazer,por insistencia dela em sair de sua casa, e por desentendimento histórica dela com a familia ,apos ela insistir muito deixei ela vir morar na minha casa,com objetivo de estudar e trabalhar e me ajudar com meu tratamento de panico e deprressão,resultado da esperança, ela engravidou,não trabalha, não estuda,e ja me fez passar inumeras humilhações na minha propria casa,levando meu filho para parentes que a despejaram de casa, e voltando para minha casa a pedido meu pois fiquei sem ver meu filho de 4 anos aproximadamente 15 dias, detalhe paguei tudo para ela, cessariana,as mensalidades da escola do ensino médio e até hoje, sou infeliz com ela, me consolo é que meu filho faz com que eu tenha um pouco de alegria, pois ela usa ele como escudo para me atacar. Santanna parabèns pela sua vidência do nosso signo.

  • Tiago José Fernandes diz: 9 de outubro de 2011

    Embora não seja adepto a mapas astrais não pude deixar de ler o que você escreveu sobre os geminianos caro Sant’Ana,sendo eu um deles.Tenho uma pequena e despretenciosa tese que diz que,de alguma forma,todos somos escravos de alguma coisa,na sua grande maioria,inadvertidamente.Pois lendo sobre a “saga” dos geminianos,fico mais leve por não ser o único a sofrer por meus amores (somente uma de minhas escravidões).Só não concordei sobre a felicidade,pois me considero um homem feliz,sobretudo,porque compreendo,como nos legou Spinoza,a lógica do mundo e da vida e também porque o sofrer é inerente ao amar,ou seja,sofre sim,quem ama de verdade,entretanto,não concebo minha trajetória sem essa concepção.Cumprimentos!

  • Tatiana Lino diz: 9 de outubro de 2011

    Oi Paulo…
    Achei bárbara esta crônica de teu blog, até porque minha “filhota” mais velha tambem é geminiana….
    ….e é bem isso aí com excessão da pluralidade amorosa….
    Eu mesma, como mãe e canceriana, as vezes custo a entende-la…
    Parabéns, adorei…
    Um abraço, Tatiana.

  • Fernanda diz: 9 de outubro de 2011

    Grande Santana!!!
    Assim como você, sou Gremista e Geminiana…. Com tuas palavras fizeste um belo retrato da nossa maneira de sentir.

    Tenho a mesma impressão que você com o passar dos anos e dos amores… Intensos, confusos…. Sempre uma dualidade – amor X liberdade.
    abs

  • guilherme diz: 9 de outubro de 2011

    Parabens Santana !! Essa foi umas das melhores definicoes de como e a vida de um geminiano que eu ja li.

  • Rafael Maria diz: 9 de outubro de 2011

    Parabéns Santana,
    Conseguiu traduzir em palavras exatamente nossa maneira de ser.
    Um grande abraço

  • Ionêse Machado diz: 16 de outubro de 2011

    Amado Paulo Santana, permitá-me chamá-lo assim,uma vez que, faz anos que entras em minha casa ,mesmo não me conhecendo.Também sou Geminiana de 30 de Maio de 1963.Me identifico demais contigo,e o que escrevestes é bem assim mesmo(ainda que não cheguei na parte da traição).Mas é no mínimo engraçado,a gente quer alguém desesperadamente e, quando o tem, sente-se sufocada.No meu orkut fala assim:”Minha liberdade não tem preço”! Ah! e não tem mesmo Paulo.Gostaria imensamente, de quem sabe,um dia,te conhecer e trocarmos algumas idéias.Um beijo bem grande no teu coração,desta tua fã e admiradora incondicional.Abraços tchê!PS:Só vale lembrar,também sou grêmista…….

  • Maria Fernanda diz: 3 de março de 2012

    Sou geminiana , nasci no dia 01/06/2001 e tenho orgulho disso!
    Todos esses famosos , é muuuito legal!!
    Mesmo que sou pequena , acho muito legal!

  • Rodrigo diz: 8 de abril de 2014

    Apenas um comentário: P E R F E I TO

Envie seu Comentário