Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Botão com casa

06 de junho de 2012 0

Fico absurdo a cismar que uma das maiores invenções humanas é o botão com casa.
Já inventaram colchetes, fechos, pregas, laços, encaixes, mas nada supera o botão com casa.

Interessante, por vezes, o botão, como um cavalo indomado, reluta em entrar na casa, esperneia até que enfim se aquieta e fica seguro.
Segurado pela casa.

O botão com casa deve ter sido inventado nos tempos medievais.
Ele deveria ser apenas um adereço, um enfeite.
Até que um dia alguém deve ter tido a luminosidade de dar esta esplêndida utilidade ao botão, alojando-o na casa.
De lá para cá, as costureiras e os alfaiates em todo o mundo não fazem outros designs que não sejam os botões nas casas.
Há até determinados fabricantes de roupas tão fixados no botão com casa que cometem o erro de colocá-lo nas cuecas, um desastrado desvio da sua eficácia original.
Um mandamento inarredável da indústria de confecções é não colocar botões nas roupas íntimas.
Quando se chega à roupa íntima, nenhum obstáculo mais deve sobrar.
O botão, assim como é a porta da liberdade, também é a chave que cerra a clausura.

A gente fala com seus botões.

A gente pena com seus botões, a gente segreda para seus botões, tudo isso se abotoa na linguagem e na literatura, mas onde o botão se sublima e se alcandora é preso na casa.
Na casa, o botão não responde para a gente, ele fica amarrado e imóvel, indefeso, à espera da tão sonhada liberdade, que só virá no fim do dia, ironicamente quando a gente chega em casa e tira a roupa.

O botão é tão inspirador, que os poetas resolveram criar a bela e intrigante expressão: “ Botão de rosa”.
O botão de rosa é a rosa nascitura, a rosa infantil, a rosacriança.
É a rosa do futuro.
Toda rosa um dia foi botão, como todo pão um dia foi grão de trigo.

Tudo isso se transforma, se multifaceta, mas a origem calma, singela, unívoca, transcendental é o botão com casa.
É na casa que se conhece o verdadeiro botão.
O botão é como o bom marido, só se revela quando preso na casa.

Quando a gente desabotoa os botões da blusa de uma mulher bonita, começa a transpor o portal do paraíso.
Olhaí de novo a teoria da segurança quanto aos botões: uma mulher só pode se sentir segura enquanto os botões de sua blusa estiverem amarrados às casas.
Se ousar desabotoar, desanda a ambrosia, nada mais pode ser contido.

Aproveitando que Roberto Carlos está entre nós e realiza hoje mais um show no Gigantinho, é sempre bom lembrar uma letra de sua música que se refere ao botão: “ Os botões da blusa que você usava E meio confusa desabotoava Iam pouco a pouco me deixando ver No meio de tudo Um pouco de você”

*texto publicado em 18/08/2009

Envie seu Comentário