Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Passarinhos

25 de dezembro de 2009 2

Desde que o muito difundido costume, na zona de colonização italiana do Rio Grande do Sul, das suculentas passarinhadas entrou em decadência, possivelmente pelo avanço da consciência ecológica, a população de passarinhos aumentou exponencialmente. Aqui no meu pátio, vêem-se dezenas e dezenas de passarinhos. De todas as espécies. Mas as populações de Sabiás e de Anús parecem estar aumentando mais do que as outras. Nunca vi tantos Sabiás por aqui. Gordos, peitinho estufado. Também os tais Anús, pretinhos, caminhando em bando pela grama, saltitantes – fico imaginando quantos ninhos eles devastaram para exibir esta forma galante. Em compensação, já nem escuto mais o Bem Te Vis. Aqui, acordava-se pela manhã ao som dos Bem Te Vis. Que fim deu neles? Será disputa de território com os Sabiás? Os tics tics dos Tico Ticos também parecem estar rareando. Sei lá, são impressões, não sei se procedem.

Comentários (2)

  • zé ferreira diz: 28 de dezembro de 2009

    O seu comentário trouxe de volta uma preocupação que tenho há algum tempo. Onde estão os tico-ticos?
    Realmente – desapareceram. Já falei com conhecidos de vários bairros(estou no Bairro Santa Tereza) e eles também desconhecem o porquê do desaparecimento(o desaparecimento dos tico-ticos merece uma análise mais profunda de nossas autoridades da área ecológica – não pode uma espécie importante da nossa fauna desaparecer de uma hora para outra sem explicação). Mas, em contrapartida, os beija-flores, as pombas-rola, os sabiás, canarinhos, cardeais, e aos borbotões, os pardais estão cada dia mais numerosos.
    Registro, também, que as corruíras estão ficando cada vez mais raras.
    Em que pese o seu comentário sobre os anus, não os tenho visto já há algum tempo no bairro.
    Quanto aos bem-te-vis vou prestar atenção. Acho que eles aparecem de vez em quando mas não tenho certeza. Vou fotografá-los, se aparecerem.

Envie seu Comentário