Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Adoção no Brasil

09 de janeiro de 2011 0

Achei mais do que pertinente o artigo da Desembargadora Maria Berenice Dias na Zero Hora de hoje. A morosidade envolvendo os processos de adoção de crianças no Brasil tornou-se um escândalo. É uma tragédia que está há muito tempo a reclamar um debate sério e amplo.


Não sou especialista na matéria. Mas falo de impressões que colhi. Alguns casais amargam anos em filas para conseguir adotar uma criança. São submetidos a uma via crucies sem fim. Do excesso de permissividade nas adoções transitou-se visivelmente para o excesso de exigências, que praticamente engessaram os processos. Instaurou-se uma verdadeira ditadura de assistentes sociais. Em geral, um pessoal despreparado, intelectualmente e socialmente falando. A sua própria arrogância tornou-se um fim em si mesmo e o interesse das crianças e adolescentes que padecem nos abrigos a espera de um lar é sistematicamente jogado no lixo. Juízes covardes capitularam fragorosamente diante desse estado de coisas. A situação é ainda mais dramática nas capitais e grandes cidades, onde as pessoas não se conhecem e a burocracia estúpida reina soberana, para desespero das pessoas que querem adotar e das crianças. Não são poucos os casos de pessoas que simplesmente desistem, enquanto os anos passam e as crianças crescem em abrigos. E há distorções notáveis na burocracia que se instalou aí. Brasileiros residentes no exterior, por exemplo, são tratados como estrangeiros, para os quais as exigências de adoção no Brasil são ainda maiores, e têm seus direitos de cidadãos literalmente cassados. Está mais do que na hora de uma ampla revisão nos procedimentos de adoção.

Envie seu Comentário