Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2012

As vias tortas do Legislativo gaúcho

30 de agosto de 2012 0

Este artigo foi publicado no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, no último sábado, dia 25, no âmbito da série “Visões do Rio Grande”, uma ótima iniciativa do Caderno de Cultura, pilotada pelo competente jornalista e escritor Luiz Antônio Araujo, que pretende discutir alguns dos livros, de autores ainda vivos, que mais influenciaram a cultura e a intelectualidade gaúchas. Trata-se de entrevistas com os referidos autores, acompanhadas de curtas resenhas, escritas por intelectuais convidados. Achei a proposta tão interessante, que sugeri ao Araujo transformar oportunamente a série em um livro, talvez ampliando um pouco alguns artigos. Tais balanços periódicos sobre a as estratégias de construção da nossa identidade coletiva me parecem muito profícuos. Que bom que a Zero Hora tem nos oportunizado esse espaço! Coube-me comentar o livro “Poder Legislativo e Autoritarismo no Rio Grande do Sul”, do Professor Hélgio Trindade. Confere aí.

Tributo a Moacyr Scliar

25 de agosto de 2012 2

As professoras Zilá Bernd e Maria Eunice Moreira lançam no próximo dia 5 o livro “Tributo a Moacyr Scliar”, pela editora da PUCRS. Vale a pena conferir.

Barco japonês domina pesca de atum em águas do Brasil e acelera devastação da espécie

24 de agosto de 2012 0

Posto link para reportagem da TV Folha de São Paulo sobre a devastação que a pesca predatória realizada por navios japoneses, a partir de brechas na nossa legislação, tem causado no nosso litoral. O atum está em extinção nos oceanos, no mundo todo. Ainda não se conseguiu viabilizar comercialmente a sua reprodução em cativeiro. É preciso reagir! Os oceanos precisam ser protegidos!

Quiénes son los rebeldes sirios, por Jon Lee Anderson

24 de agosto de 2012 0

O célebre jornalista Jon Lee Anderson, da New Yorker, publicou um novo e interessantíssimo artigo sobre a revolta em curso na Síria. Posto aqui para vocês o link para o texto em espanhol. Acho que merece leitura, pois é grave o que se passa naquele torrão do planeta.

Seminário Nacional do Contestado por Moacir Pereira, Cacau Menezes e Milena Fischer

24 de agosto de 2012 0

Os últimos dias andaram bastante agitados, de forma que não consegui manter a atualização do blog como desejaria. Mas aproveito para ainda reproduzir aspectos da repercussão do seminário nacional sobre a guerra do Contestado na imprensa. A prestigiada coluna do Moacir Pereira, no dia 5 de agosto, tratou do assunto, no Diário Catarinense. A Milena Fischer, da Zero Hora, também me distinguiu com uma nota muito simpática, na sua novíssima e dinâmica coluna social. Não tenho link para a nota que o Cacau Menezes publicou na sua coluna do dia 5 de agosto, mas fica aqui o registro e o agradecimento a ele.  Noto ainda que, para quem se interessa pelo assunto, os debates prosseguem, com inúmeras atividades, dentre as quais um seminário na Universidade de Pelotas, cuja programação já postei aqui, e um outro encontro, em setembro, no Rio de Janeiro, promovido pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

O Rio Grande e Santa Catarina ardem

10 de agosto de 2012 0

Na segunda-feira passada, um belo dia de sol, tomei um avião de Florianópolis a Porto Alegre. Sentado na janela, do lado direito da aeronave, esperava desfrutar da bela paisagem dos campos do sul de Santa Catarina e do planalto do Rio Grande do Sul. Mas poucos minutos depois de nos afastarmos de Florianópolis, comecei a visualizar focos de queimadas. De início, achei que fosse um fenômeno localizado, mas elas só pararam quando começaram os vales da serra, já quando o avião inicia os procedimentos de pouso em Porto Alegre. É uma visão chocante. Centenas de focos de queimadas lançando aos céus uma fumaça branca que se funde em uma grande e densa nuvem a engolir o horizonte como se fosse um dia nublado. Queimadas são criminalizadas, porque só trazem prejuízos. Essa fumaceira afeta a saúde das pessoas, o solo gretado pelo fogo perde nutrientes e a cada ano animais silvestres perecem inocentemente. Isto sem mencionar a ameaça do fogo se espalhar para áreas de preservação ou mesmo para áreas urbanas. É o cúmulo que não se faça nada de consistente a respeito. Espalhar placas às margens das rodovias anunciando a criminalização das queimadas é uma ação inócua. Está na hora de se punir seriamente esse pessoal incendiário. Dizem que os municípios da região possuem áreas extensas e vias de acesso nem sempre franco. Mas, se conseguimos ver o horror de uma aeronave, porque os governos não se unem para mapear a ação dos criminosos? Será que fotografias de satélite não podem ajudar? Entra ano e sai ano e não ouço falar de ninguém sendo sequer multado.

O Contestado, restos mortais, de Sylvio Back

09 de agosto de 2012 1

O filme “O Contestado – Restos Mortais”, do diretor Sylvio Back, terá pré-estreia nacional em Florianópolis no dia 15 de outubropróximo. Agende-se.


O CONTESTADO – RESTOS MORTAIS

Filme de Sylvio Back

(Digital, Cor/PB, 118 min.)

Sinopse

Com o testemunho de trinta médiuns em transe, articulado ao memorial sobrevivente e à polêmica com especialistas, “O Contestado – Restos Mortais”, é o resgate mítico da chamada Guerra do Contestado (1912-1916). Envolvendo milhares de civis e militares, o sangrento episódio conflagrou Paraná e Santa Catarina por questões de fronteira e disputa de terras, mesclado à eclosão de um surto mes­siânico de grandes proporções.

Ficha técnica

Equipe
Fotografia e câmara Antonio Luiz Mendes
Diretor assistente Zeca Pires
Som-direto Juarez Dagoberto
Montagem/edição Sylvio Back/PH Souza
Abertura/efeitos visuais Fernando Pimenta
Produção PH Souza
Produção executiva Margit Richter

Produção Usina de Kyno/Anjo Azul Filmes

Pesquisas, roteiro e direção Sylvio Back


O Diretor

Sylvio Back é cineasta, poeta, roteirista e escritor. Filho de imigrantes hún­garo e alemã, é natural de Blumenau (SC). Ex-jornalista e crí­tico de cinema, au­todidata, inicia-se na direção cinematográfica em 1962, tendo escrito, dirigido e produzido até hoje trinta e sete filmes – entre curtas, médias e onze longas-metragens, esses, a saber: “Lance Maior” (1968), “A Guerra dos Pe­lados” (1971), “Ale­luia, Gretchen” (1976), “Revo­lução de 30” (1980), “Repú­blica Gua­rani” (1982), “Guerra do Bra­sil” (1987), “Rádio Auriverde” (1991), “Yndio do Brasil” (1995), “Cruz e Sousa – O Poeta do Des­terro” (1999), “Lost Zweig” (2003), e “O Contestado – Restos Mortais” (2010).

Tem editados vinte e um livros – entre poesia, ensaios, contos e os argu­men­tos/roteiros dos filmes, “Lance Maior”, “Aleluia, Gret­chen”, “Re­pública Guarani”, “Sete Quedas”, “Vida e Sangue de Po­laço”, “O Auto-Retrato de Bakun”, “Guerra do Brasil”, “Rá­dio Auriverde”, “Yndio do Brasil”, “Zweig: A Morte em Cena”, “Cruz e Sousa – O Poeta do Desterro” (tetralíngüe), “Lost Zweig” (bilíngüe) e “A Guerra dos Pelados”.

Obra poética: “O ca­derno eró­tico de Sylvio Back” (Tipografia do Fundo de Ouro Preto, Minas Gerais, 1986); “Moedas de Luz” (Max Limo­nad, São Paulo, 1988); “A Vinha do De­sejo” (Geração Editorial, SP, 1994); “Yndio do Brasil” (Poemas de Filme) (No­nada, MG, 1995); “bou­doir” (7Le­tras, Rio de Janeiro, 1999); “Eurus” (7Letras, RJ, 2004); “Traduzir é poetar às avessas” (Langston Hughes traduzido) (Memorial da América Latina, SP, 2005), “Eurus” bilíngüe (português-inglês) (Ibis Libris, RJ, 2006); “kinopoems” (@-book) (Cronópios Pocket Books, SP, 2006); e “As mulheres gozam pelo ouvido” (Editora Demônio Negro, SP, 2007).

Com 74 láureas nacionais e internacionais, Sylvio Back é um dos mais premiados cineastas do Brasil. Em 2011, recebe a insígnia de Oficial da Ordem do Rio Branco, concedida pelo Ministério das Relações Exteriores, pelo conjunto de sua obra cinematográfica e de roteirista.


Seminário sobre o Contestado na Universidade Federal de Pelotas, de 29 a 31 de agosto

09 de agosto de 2012 0

A Universidade Federal de Pelotas estará sediando um seminário sobre a Guerra do Contestado entre os dias 29 e 31 de agosto próximos. Confere aí a programação.

folder pelotas final

José Murilo de Carvalho, sobre o Contestado

09 de agosto de 2012 0

O historiador José Murilo de Carvalho, membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Ciências, falou sobre o Contestado ao portal do Ministério Público de Santa Catarina.

Entrevista com Paulo Pinheiro Machado, sobre o Contestado

05 de agosto de 2012 0

Confere aí a ótima entrevista com o historiador Paulo Pinheiro Machado, da Universidade Federal de Santa Catarina, que está no site do Ministério Público.