Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Formação

14 de março de 2013 5

O Grêmio ainda é um time em formação. Foram poucos jogos para um time que tem muitos jogadores diferentes em comparação à temporada passada. Isso, em parte, justifica altos e baixos em suas atuações na Libertadores. Claro que os jogadores podem ter menosprezado os adversários nas duas derrotas. Aliás, o respeito ao adversário é o começo do sucesso. Mas também atribuir só a isso é simplificar.

Tricolor precisa se entrosar, jogadores como Cris precisam recuperar a forma física e, na reposição, Luxemburgo precisa contar com jogadores de mais qualidade. O Grêmio é um time que deve estar pronto no Brasileirão. Mas ainda é uma equipe de grandes oscilações. Por isso, é inconfiável. Ou, como disse o próprio Luxemburgo, existe um bom grupo, mas a formação de um time está um pouco longe.

Dátolo

O argentino volta ao meio-campo do Inter. Com isso, o time perde a velocidade de Fred, que, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não joga domingo, às 16h, contra o Canoas. Como em tudo na vida, se ganha e se perde. Se a velocidade é menor, a capacidade técnica é maior. Volta o chute de média distância, especialidade desse argentino. E, sobretudo, Dunga pode testar o time com Dátolo e D’Alessandro nas meias e com dois volantes específicos de marcação.

Seleção

Na semana que vem, o Brasil enfrenta a Itália e depois, a Rússia. Contra a Inglaterra, foi aquele pavor que se viu. Enquanto a gente reclama de aeroportos, mobilidade e hospitais, o que não temos ainda é uma Seleção. O primeiro jogo deu a entender que a troca de técnico de nada adiantou. Mas é bom ver mais um teste forte contra a Itália para que possamos aferir com maior precisão a capacidade dos nossos jogadores. Neste momento, podemos dizer que há cinco ou seis melhores seleções do que nossa.

Você sabia?

* Que a Fifa continua desconfiada da conclusão das obras do Maracanã a tempo da Copa das Confederações?

* Que finalmente Grêmio e OAS sentarão à mesa para discutir critérios razoáveis a ambos em relação à Arena?

* Que, a partir de agora, o Grêmio joga todas as partidas na Arena e não volta mais ao Olímpico?

* Que muitos gremistas influentes estão preocupados com a relação complicada entre Grêmio e OAS?

Comentários (5)

  • Eduardo diz: 14 de março de 2013

    Penso que a OA$ não pode reclamar por falta de pagamento do Grêmio, o estádio ainda não está totalmente aprovado pela torcida e pela direção gremista, muitos foram os problemas encontrados desde a inauguração.
    A OA$ certamente vai perdoar esta dívida e o contrato segue como está.
    Assim que o Centro de Treinamento ficar pronto o estádio Olímpico passa a ser da OA$.
    A OA$ não vai querer mudar uma linha do contrato, eles não são gaúchos e a pressão do Grêmio, via meios de comunicação, certamente não está agradando os diretores da empreiteira.

  • CHRIS POZZEBON diz: 14 de março de 2013

    Ouço alguns falando que o Inter pegou dinheiro público. Alguém acha que alguma construtora não pega dinheiro do BNDS (banco nacional de desenvolvimento social)? A OAS pegou para a Bi-rena e a Fonte Nova (BA), a AG pegou para o BEIRA-RIO e todas as outras que estão construindo estádios para a copa. E elas dão as garantias para esse empréstimo.

    E digo mais, todas as obras dessas construtoras usam dinheiro do BNDS, inclusive os condomínios que a OAS construirá no nosso antigo salão de festas.

  • LAERT diz: 14 de março de 2013

    Você tem razão Pedro, ao afirmar que o time do Grêmio ainda está em formação, no entanto, apesar disso, o caso Cris já é do conhecimento de todos. Não é tanto pela forma física, mas sim pela técnica. O mesmo caso do Saimon e similar ao caso Leandro. Falta capacidade técnica.
    A defesa é vital para um time de futebol. Quem não sofre gol, ganha sempre, pelo menos, um ponto. Não foi o caso do Grêmio nos dois jogos da Libertadores, quando perdeu por deficiência técnica na defesa. Isto tem que ser consertado urgentemente. A Libertadores vale milhões. O Grêmio nunca dependeu tanto de uma boa campanha na Libertadores, como é o caso da situação atual. Foram milhões investidos nesse título.
    Todo mundo sabe que campeonato gaúcho não tem retorno e que o Brasileiro é para sair empatado. Só se ganha dinheiro com títulos internacionais, senão a torcida não comparece e nem compra produtos.
    Quanto ao contrato, fica difícil aceitar que todo mundo concordou com aquelas condições mesmo sabendo ser inviáveis. O Grêmio de hoje, para manter a equipe atual, mais o custo administrativo do pessoal, gasta em torno de 10 milhões mensais, ou seja 120 milhões anuais. Se somar a isso, mais 42 milhões anuais para a OAS, então seria necessário ter uma receita de 162 milhões ano, para empatar e continuar sobrevivendo. De onde tirar tudo isso, se até as receitas da televisão já foram gastas antecipadamente? Se a OAS e o Grêmio não renegociarem, a OAS mata a galinha de ovos de ouro e todo mundo perde. E a imprensa esportiva gaúcha perde também. A Arena vazia não sobrevive.

  • Cezar diz: 15 de março de 2013

    Caro, é impressionante e comovente seu esforço em dar guarida à administração frustada e nebulosa que culminou com a construção de um estádio chamado de ARENA. No popular o grêmio, no afã de se contrapor à escolha de um estádio para a copa, vendeu a alma ao diabo. Ao que consta seu conselho foi induzido a fechar um negócio que agora, nos primeiros movimentos de caixa, se mostrou de alto risco para a sobrevida do clube. Plantou-se na mídia a idéia de uma nova gestão. Ora esqueceram de combinar com aqueles que viabilizaram o negócio, os tomadores de empréstimos, quem assinou, ou seja, a construtora. A nova administração tenta desesperadamente desfazer ou diminuir o prejuízo enquanto isso, tu, particularmente usa um ufanismo ridículo julgando ser todos tolos! Decerto tu estás entre aqueles que chamaram os torcedores a lotar o Olímpico à espera do R10. E um bando de ratardados acreditou!! Então meu caro, ao invés de escamotear a verdadeira face do negócio porque não fazer o verdadeiro jornalismo que deveria publicar o que acontece? Por exemplo, na tentativa de diminuir as prestações a administração atual cogita aumentar o prazo para receber o bem? Que se a equipe não passar pela Libertadores entrará em desmanche pois não terá fontes financeiras para se manter? Meu caro, sua passionalidade em nada ajuda, ao contrário, aquela imprensa que tu mesmo diz “…ninguém lê ou escuta…” causará sérios danos de credibilidade aos seus pares.

  • Izair Carlos diz: 16 de março de 2013

    Eduardo, vai sonhando com esse comentário “certamente a OAS perdoará a divida”, ou tu perdoaria a divida de um contrato que vcs fez com qualquer pessoa e/ou Empresa, por isso que tanto falam o gremio é o time da piada pronta e seus torcedores são iguais, hehe, calma o fundo do poço ainda não chegou.

Envie seu Comentário